Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Este post é para eles...

por R.Cheiros, em 23.12.08

 

Para aqueles que fazem ou fizeram diferença na minha vida...
Para aqueles estão por perto mesmo quando eu me nego a sorrir..

Para aqueles que não me perguntam porquê..? mas dizem: Vamos lá...

Para aqueles que quando olho para trás, sinto muitas saudades...

Para todos os que me fazem sorrir...

Para aqueles que encontro todos os dias e não tenho a chance de podermos conversar olhos nos olhos.

Para todos que tem sempre uma palavra sincera e nem sempre agradável de ouvir

Para aqueles que não concordam comigo mas que me respeitam

Para todas as pessoas fantásticas que se tem cruzado na minha vida, pessoal ou virtualmente .

Para todos os que amo.

Para todos por quem me apaixonei

Este post é para eles...

E principalmente para os (donos do meu coração ), que nem sabem que este blog existe, e que são sem sombra de dúvidas as pessoas que mais aturam o meu mau feitio e são também eles quem mais se podem queixar da minha falta de jeito para dizer às pessoas como elas são importantes para mim!

 

Para todos, 

Um natal XXL cheio de afectos .

R. de Cheiros

Paula

publicado às 10:05


Casamento, sim ou não...?

por R.Cheiros, em 22.12.08

Embora ser casada seja tão comum quanto ser solteira, já me  perguntaram  mais do que  uma vez, sobre como é ser casada.
Em todas as ocasiões, dei um sorriso de surpresa e disse sem pensar: -É bom!
“É bom!??”. Acho que não convenceu muito.

Outras vezes, como não me veio uma resposta na hora, resolvi ser espirituosa e bem-humorada e disse :
“Eu não te posso  responder estou a tentar até hoje saber se é bom ou mau..
Eu acho que ser casada, independente da cerimônia religiosa e do estado civil, tem como todas as coisas, muitas vantagens e desvantagens.
Por exemplo: sendo casada, a gente só tem um lado da cama para se levantar.
A aceitação social e profissional, na maioria das vezes é melhor ser casada ,tem vantagens..outras vezes  desvantagens.
Na vida..
Ter alguém que te ame para dividir todos os momentos da vida  dividir as contas e os afazeres domésticos
Ter supostamente sexo mais seguro e está logo ali ao lado... na sala no quarto na cozinha..
 Ter sogra que isso é uma carma pessadissimo ajuda a pessoa a ganhar auto control
Trabalhar no duro e 99.9% do orçamento é gasto na casa e família é bom para não se ter outras tentações..
Tudo o que se fizer tem ter concordância de ambas as partes..É bom, mais facil de decidir:)


Vocês já viram, ? “O quê? Ela solteira...? Não sei não..! Com esta idade deve ter algum "defeito"
Além do mais, ser solteira deve ser um seca: todos os dias temos uma tentação nova.. namorado(a) novo(a).
Aqueles corpos novinhos,tudo no sitio.. tudo durinho, ainda nos arriscamos a  quebrar os dentes.Sim porque solteira não me contentaria com qualquer coisa.. Não,não  me serve.
 Chegar a casa e não tem ninguém para discutir , nem uma reclamação... Isto é deprimente.
Ter a cama toda para nós...
Não te a obrigação de fazer almoço ou jantar ( poder recorrer a uma sandocha deitadinha no sofá) rodeada de livros e revistas
Não ter obrigação de de passar a roupa a ferro porque o dito cujo quer vestir as calças Y ou a camisa X
Poder sair com as amigas sempre que nos apetece sem olhar para o relógio e chegar a hora que for cair na cama de roupa e tudo..
Não ter o carma da sogra ou da cunhada ou a família toda do dito
Planear as ferias sozinha...
 Não isso é muito cansativo.
 

Tem muita gente que é casada e vive como se fosse solteira. Faz o que bem lhe apetece , não se preocupa com os filhos,e o facto de ser casado não é impedimento par nada. Respeito é uma palavra de retorica... não perdem uma unica   chance de se enrolar  com alguém que surge.. Só tem que gastar um pouco mais de dinheiro numa parede a prova de ruídos para não dar show todos os dias para os vizinhos porque o resto é treta...


Um destes dias, o meu irmão disse para a mulher, vamos completar 15 anos de casado.
Ela, toda alegre, disse: Eu sei amor,que ótimo que te lembras-te! Vamos comemorar?
E ele, para surpresa de todos, disse: “Vamos comemorar, nada. Eu vou comemorar. Com 15 anos de casado, já tenho direito a liberdade condicional”.

(imaginem eu com 27..)


O meu casamento, isso eu tenho certeza, vai durar para sempre.
A minha confiança nisso , não é por causa de uma união abençoada, de um amor eterno, de uma maturidade de caráter, de um encontro de almas gêmeas, nada disso.
A minha certeza de afirmar que meu casamento vai durar para sempre é que prometemos ficar juntos, até o dia em que concordarmos em alguma coisa.
E pelo andar da carruagem, vamos ficar juntos para sempre.

 

Alem disso como disse "Oscar Wilde"
Toda a experiência é válida e, por mais que se fale contra o casamento, não deixa de ser uma experiência.

 

E o amor?? Bom.. sobre o amor falaremos para a proxima

 

(Recebi parte deste texto por e-mail e fiz-lhe umas alterações acho que se adapta como uma luva... pelo menos a mim)

 

publicado às 11:13


Eu sei as vezes sou assim!

por R.Cheiros, em 19.11.08

 
Já me disseram que tenho que tenho alguma coisa de misterioso. Eu? Só me posso rir... Misteriosa? Não concordo nada. As vezes  a ” verdade “a essência de todos nós pode ter diversas interpretações depende de quem nos olha e da interpretação que lhe querem dar...

Gosto de estar sozinha, convivo bem comigo. Gosto dos meus silêncios ..Gosto da essência de ser eu gosto principalmente de não ter que mostrar emoções que esperam de mim nos momentos certos. Não ter que demonstrar felicidade ou triste lágrimas ou sorrisos e principalmente fazer o esperado...O silêncio é sempre tão sincero, não tem disfarces nem nos impõe vontades..quando me perco nos meus silêncios sou eu própria sem fingimentos fantasias ou delírios... Apenas eu.


Também me dizem que sonho muito... Concordo sou uma sonhadora nata como diria o outro. Sonho imagino fantasio e acredito que consigo dar um toque mágico um brilho único a todos os meus sonhos... Existira maior prazer que ter a liberdade da imaginação?

Há momentos que me despertam interesses.. Pessoas que se cruzam na minha vida olhares que se trocam.. Olhos que se prendem um sorriso disfarçado. Coisas que nos provocam interesse, ocupa espaços da mente e arrepia os sentidos. Sem malícia..

Há quem lhe chame de flerte..

Mas como dizia a canção :É só olhar, depois sorrir, depois gostar!!!

Sinto-me mais atraída pela situação não tanto pelas pessoas.

Sim sou casada, e dai? Amo e sou amada e não tenho qualquer dúvida, o amor é a coisa mais simples de explicar porque não precisa de entendimento.

Li por ai, que:

"Quanto mais confiante e segura uma mulher se sente, mais ela tem vontade de flertar de uma forma segura e inocente."

Não concordo nem discordo ..

Eu gosto de decifrar olhares desvendar pensamentos.Gosto de mistérios..Gosto de me sentir olhada observada e valorizada principalmente profissionalmente e está tudo interligado.

E não somos todos mais ou menos assim?

Vem agora alguns de nariz empinado “santissimamente” fingir que não olham muito menos reparam se são notados..

Sabem o que eu acho? Todos somos iguais na nossa humilde existência, podemos disfarçar e dizer que somos diferentes... Principalmente aqueles que fazem questão de negar.


publicado às 11:21

 
A minha sala está tão silenciosa que seria possível ouvir um rato . Sim, essas coisas peludas, mal cheirosas, orelhudas e de nariz arrebitado  Esses mesmo!!! Caso existissem por aqui... Na verdade existem alguns daqueles de fato e gravata perfumados todos bem arreados e sãos os piores.
Eu as vezes sou tão lenta de compreensão que ainda não percebi que eu posso mudar tudo em mim mas nada nos outros. É uma evidência tão do senso comum que eu própria já a devia ter assimilado há muito tempo atrás. Mas não, sou lenta e burrinha e ainda acredito no "Pai Natal". Por falar em "Pai Natal" tenho que começar a escrever a minha carta não vá ficar para última e isto com a crise que está nunca fiando.


As vezes sinto-me velha e ultrapassada prontos! as vezes acho que estou a caminhar em sentido inverso ao que deveria ... Vejo tanta perfeição, inocência disfarçada ... Ou sou só eu que tenho ataques de lucidez?

Tenho dias que  apetece-me mandar tudo para o inferno (ok, sei que não tem nada a ver com o espírito do "Pai Natal"). Pés sobre a mesa e hoje é daqueles dias que é melhor não me dizerem nada... Para completar o cenário com de um filme se tratasse. Só me falta ter no teto um ventilador a girar macambúzio e inútil . Inútil porque está um frio do caraças. Uma garrafa de whisky marado, um maço de cigarros e um telefone velho e vários copos sujos. O primeiro a bater à porto digo entre... Faço pontaria e pumba era chumbo na certa.


Eu sei que não sou fácil...nem perfeita e muito menos sempre querente. Acho até que sou das pessoas mais inconstantes que conheço, ao longo da minha vida viro páginas e reviro-as, volto-as ao contrário, deixo-as cair e as vezes apanho-as já todas fora de ordem. Tenho alturas que me deixo ir.. Levada pela maré, outras vezes luto contra as correntes quando me dizem que não vale a pena e outras vezes sei que devia luta mais.. Mais nunca  desisto, mas também tenho alturas que  não me apetece mais lutar mas no final sei que vale a pena.


Estamos em época de crises... Há pois estamos...o pessimismo esta generalizado... As pessoas pouco mais fazem do que se arrastar..Deve ser da mudança do tempo, das alterações climáticas, ou algo assim... Parece que optaram por aceitar .. Ninguém se questiona. E o humor muda, é como a lua. Estranha-se sempre porque não está onde supúnhamos que estaria e a sua inconstância desnorteia-nos. Há coisas em mim que são constantes, e o humor é uma delas…mas tudo tem limites...


Ora, que cada um faz da sua vida o que quiser. Cada um muda ou não consoante precisar. Para se encontrar, para se entender, para se defender, para se dar, para amar, e até para sobreviver. Hoje estou bem como estou mas se calhar amanhã já não. E nada me faz tanto sentido agora como as palavras do poeta, “que seja eterno enquanto dure.

Não era nada disto que eu queria escrever hoje. Mas agora é mesmo assim que me sinto e não consigo escrever sobre o que não sinto!



Trimmmm! O telefone toca estridente. Sim! Claro..!

- Ora vai para o diabo que te carregue... As desculpas não se pedem, evitam-se.


Mas a coisa lá começou assim a piscar muito devagarito mas a verdade é que a coisa foi suficiente para me incomodar!

E também não sei porque raio perco tempo a pensar sobre estas trivialidades... Afinal também tenho falhas e nem sempre sou o que se espera de mim, mas isso dava pano par mangas...
E antes quero perder tempo a pensar nas mangas do que nas tangas… mas enfim!


Juro que as vezes admiro certas pessoas que consegue "pintar" as relações todas de cor de rosa...que nunca tem duvidas ai ai o amor é lindo e tal... Só estou bem ao pé de ti blá blá blá.

Háaaa! As  vezes  tanta hipocrisia  dá-me a volta ao estômago!

Já dizia a minha mãe (que é uma mulher sábia) a melhor parte parte de uma briga é fazer as pazes... Tenho pena de quem nunca tem motivos para as fazer.


Eu sou complicada... Não sei porque sou assim, e se calhar não seremos todas assim, mas que a cabeça das mulheres tem muito que se lhe diga, lá isso tem! As coisas haviam de ser mais simplezinhas… eu acho que não se devia dedicar tanto tempo à procura de razões para razões e subentendidos que pura e simplesmente não estão no palavreado original. Será insegurança? Será fraqueza? Será porque não consigo admitir que não sou tão completa como gostaria de ser às vezes? Seja o que for… é uma grande chatice, lá isso é!


Podia escrever palavras bonitas dizer que tudo é belo e maravilhoso e  blá blá blá! Mas a beleza da vida esta precisamente nas contrariedades no reconhecer os erros nas cumplicidades no fazer as pazes... A perfeição além de não existir era uma chatice tremenda

 

As vezes estes meus delírios....dá-me vontade de rir!

É que não sou perfeita, mas alguém é? E esta puta desta dor de cabeça e da gripe que teima em não me largar.

Já não tenho idade para fazer o que esperam de mim. É isso e neste momento é tudo! E tenho dito!

Doi-me a cabeça! É o que é e mais nada!


 

publicado às 10:48


Eles e nós... Aventuras de cama e cueca

por R.Cheiros, em 31.10.08

 Elas;
 Gostam de dar nas vistas, coquetes utilizam gestos e expressões chamativas sabem que tem ali mesmo uma plateia pronta a absorver tudo ao mais pequeno pormenor.
Eles;
 Exageradamente “machos” " Indiana Jones" de muitas histórias e aventuras.
Apetitosos enredos com muitos detalhes empregues na narrativa. Não me surpreende nem um bocadinho que aquelas à cerca da infidelidade, masculina e feminina, sejam as que tem mais ouvintes atentos... mas sobre as mulheres  chegam ao ponto do delírio..


Ontem passei ali pela Luísa que é a "gaja" que me trata da farta cabeleira que eu da aparência não descuido, lá no San J... até me custa a dizer o nome do “instituto de beleza” sim porque com estas modernices já não se vai ao cabeleireiro vai-se ao instituto de beleza, chique não é?

 Para me dar aqui um toque no cabelo que não está curto nem comprido e convêm ir aparando. E já agora dar um retoque na cor. E não, não é para o pintar, é mesmo só retocar que o meu cabelo preto já tem uns brancos que teimosamente teimam em aparecer e de vez em quando precisa de ser retocado!

Porque aqui entre nós, não sei de onde vem esta ideia mas que ela existe existe. Uma mulher com cabelos brancos quase sempre é apontada como velha...   Um homem é grisalho e só lhe fica bem!
Ela coitada  a (Luísa) até é uma tipa porreira mas não deve gostar muito de me ver por lá porque acha que sou uma stressada cheia de pressa. Logo eu que  até me considero uma das mulheres mais pacientes do planeta. Também vocês digam-me cá quem é que hoje em dia tem pachorra para perder tempo no cabeleireiro? Mas ontem...Agora  que aquilo é unissexo nem vos digo nem vos conto… passa-se lá cada filme que mais parece comédia.

 

Histórias é a melhor categoria para enquadrar o género de conversa que por lá se vai desenrolando. Os homens de modo geral, têm o condão de fazer autênticos milagres da multiplicação dos “pãezinhos” quando toca a enumerar as aventuras amorosas e os casos escaldantes que tiveram ao longo da sua vida. Quando começam é um pulinho até se elevarem ao grau do extremo .

Mas nós mulheres estamos a começar a ser tão ou mais desenvoltas na arte de meter agua..


Mas se eu pensar bem, também o que seria dessas histórias sem o exagero de quem as conta?Tinha alguma graça sem o pormenor íntimos e as performances levadas ao exagero destes bons machos latinos?
Mas os homens são uns grandes gabarolas, alguém tem duvidas?

Mas são bem piores quando tem uma plateia de mulheres atentas.
Mentes retorcidas é o que é… e não me isento a mim própria de sofrer desse mal porque eu bem sei os filmes que faço na minha própria cabecinha quando alguém se estica desta maneira. 

Dizem que as mulheres complicam demais aquilo que é simples....Que  nem sempre as historias têm segundo sentido...E que  nem sempre existe qualquer coisa nas entrelinhas. As vezes o que se diz é real, não havendo mentira, nem segundas intenções,ok  pois está bem...mas aqui não me parece nada..

 

As tantas, já nada fica igual porque quando os devaneios atingiram certas alturas a gente já nem se lembra do ponto de partida já não bate a bota coma perdigota...portanto a coisa é mais ou menos a olhómetro depende da atenção da plateia...mas também como o tempo felizmente vai passando, o resto do pessoal também já não se lembra das coisas e prontos. O pior é mesmo aqueles que se lembram de tudinho porque estão atentos..( era o meu caso)


Sim, porque lá estava eu... atenta, não como protagonista porque a minha vontade  de rir era tanta como o meu ar incrédulo, estava sim  como ouvinte. Fazia parte de um público que se encontrava sentada na  plateia que entrara sem pagar bilhete .

Deliciava-me  a tentar adivinhar qual das histórias seria a mais verdadeira, ou qual dos contadores destas histórias de sexo, cama e cueca   estaria a mentir mais. ..
Alturas houve até que senti que já tinha chegado ao fim mas afinal parece que ainda me falta um bocadinho.

 

(P... )é a tua vez, queres primeiro o cabelo ou a depilação? E é completa ou... Xiu... Esta mulher passa-se... não querem lá ver que me quer tornar personagem de alguma historia... E lá estava eu com todos aqueles olhares de "gozo " apontados na minha direcção...como à espera a minha resposta... Eu um dia mato aquela fulana.


 Já sentada e com a cabeça enfiada na água e champô, lá fui imaginando mentalmente cada uma das histórias tentar de forma racional coloca-las por ordem  que me auxiliassem a avaliar a veracidade do que ouvia e cheguei a uma conclusão.
Contabilizando o total de mulheres alvo dos engates ,e  atendendo às pessoas que eram os contadores, diria eu com mais verdade, que depois de baralhado e voltando a dar, e levando em conta que alguma das histórias tenha sido verdadeira, na melhor das hipóteses  os caçadores  tenham sido os caçados.


Mas que imaginação....As histórias eram muito fantasiosas mas os homens quando toca a falar das suas conquistas, tem destes momentos mágicos de" iluminados" que desponta violentamente nas suas mentes e que facilmente se tornam realidade.

Claro que as mulheres também tem as suas.. Mas os homens esticam-se um bocadito,não acham?
Mas elas estavam como ouvintes talvez tão deliciadas como eu com os pormenores..Porque isto de sexo, aventuras, cama e cueca Sempre nos espicaça a imaginação, é ou não é?

 

Estes são os verdadeiros mestres na arte de bem viver...

Se alguns homens soubessem que ficar de boca calada as vezes compensa, valoriza-os muito mais;)
A mulher povoa realmente o imaginário das conversas masculinas.
No final, ao olhar para os contadores de histórias, todos eles com o ar mais convicto do mundo pensei, quando acabassem o relato o sonho acabava e a realidade podia ser bem dura:)

Porque é que certos homens teimam em contar as suas aventuras de cama  e cueca?

Eu sempre ouvi dizer que homem que é homem come e cala... Não é verdade?


 As nossas histórias "intimas" sim porque todos as temos.. Devem ser guardadas. A experiência a mim ensinou-me a calar.., Aliás, estas histórias só têm piada quando só as ouvimos a nossa cabeça. E recordamos.:)

 

publicado às 08:59


Have You Ever Seen The Rain by

por R.Cheiros, em 09.05.08
Alguém me disse tempos atrás que há uma calma antes da tempestade, 
Eu sei, Tem sido assim por algum tempo. 

-
Someone told me long ago
There's a calm before the storm
I know 
It's been comin' for some time
When it's over, so they say 
It'll rain a sunny day
I know
Shinin' down like water 

I wanna know
Have you ever seen the rain?
I wanna know
Have you ever seen the rain
Comin' down on a sunny day?

Yesterday, and days before
Sun is cold and rain is hot I know
Been that way for all my time
'Til forever, on it goes
Through the circle, fast and slow 
I know
It can't stop,
I wonder

I wanna know
Have you ever seen the rain? 
I wanna know 
Have you ever seen the rain 
Comin' down on a sunny day? 
Yeah!

I wanna know
Have you ever seen the rain? 
I wanna know
Have you ever seen the rain
Comin' down on a sunny day?

Eu quero saber, você alguma vez já viu a chuva ? 
Eu quero saber, você alguma vez já viu a chuva 
Caindo em um dia ensolarado 
 

publicado às 23:46


S...o não é amor?

por R.Cheiros, em 08.05.08

 

(gosto desta imagem retirada da internet)

 

TAMBEM ACHO RIDICULO...

Algumas pessoas insistem em dizer que não fazem sexo e sim fazem amor!

Eu acho isso um bocadinho hipócrita” parece que a palavra sexo é feia ou é um tabu.

Podes amar o teu companheiro e demonstrar isso todos os dias nas atitudes no respeito etc...mas quando os dois vão para a cama, fazem sexo.

Para mim não tem essa de fazer amor quando se esta nu em cima do outra pessoa....

O que existe é : A pessoa fazer sexo com afecto (amor) ou fazer sexo sem afecto nenhum pelo outro, mas ambos são sexo, porque entra o desejo da carne, a nossa sexualidade esta em jogo, o nome já diz tudo sexualidade, acho muito dissimulado as pessoas que dizem essa frase ridícula : "Eu não faço sexo eu faço amor"... porque... !

Quando ouço lembro-me sempre nem sei bem porque das consultas médicas...

Tem uma razão de ser :)) Nós mulheres vamos a consultas de ginecologia de 6 em seis meses ou pelo menos deveríamos ir. Uma das perguntas frequentes nessas consultas é: com que regularidade tem relações sexuais (sexo)? Ou com que regularidade faz amor?

Acho que é exclarecedor....

Óbvio que fazer amor torna tudo muito mais romântico, mas podem ser coisas diferentes, ou não?

Amor fazermos com pequenos gestos, um agrado uma palavra gentil fazemos actos de amor com diversas pessoas e em todos os momentos.

Sexo é carnal, entra o desejo, tesão, a nossa sexualidade fica mais em evidência.

Ou será  que fazem amor sem desejo, tesão, uma coisa morna tipo dever cumprido?

O amor é "coração" e já agora o coração sente tesão? Desde quando? Vamo-nos deixar de histórias... Pelo amor de Deus estamos no século XXI,

Quem pensa dessa forma, ainda quer enganar a quem além de si próprio?

Li por ai em algum blogue que dizia que : (falar de sexo aumenta as "audiências" )como isto me faz rir... 

Portanto quem o escreveu deve ter a noção que sabe isso porque  também procura os (tags) de sexo. Ok ok foi para estatística:))

Outra coisa que me apoquenta é que o sexo para alguns possa ser um tabu.

 Eu pergunto-me : não é natural? Desde que o mundo é mundo se faz sexo e se tem bebés.
A única que o teve sem sexo já todos sabemos quem foi, uma mãe pretensamente virgem mas isso é muito discutível.
Eu por mim preferia pensar que Maria fora uma senhora normal e que Jesus tivera irmãos como qualquer outra pessoa.(eu própria tenho 3, e esse pormenor não desmerece em nada a minha mãe perante os meus olhos) feitos com sexo.

Como sou uma romântica também faço amor. Mas ora bolas também faço sexo.

Eu pensei em escrever sobre os clássicos da literatura e tentar ser mais culta. Falar sobre assuntos de referência em varias áreas mas pronto, deu-me para isto....:)

Receio bem que vou continuar a optar por ser culta só lá mais para o fim da vida, quando for grande...se lá chegar.

 

Entretanto vão-me saindo estas pérolas!!!!

 

E então sexo não é amor????


Um parte : (falar sobre sexo pode ser tão saudável e bonito como outro tema qualquer, não tem que ser vulgar ou ordinário. Entre sexo e histórias de amor frustradas lágrimas e mágoas prefiro o primeiro.)



publicado às 11:29


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D