Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Palavras e emoções= desafio.

por R.Cheiros, em 16.12.08

 A novinha em folha e a Paula C.  passaram-me um desafio sobre palavras..
 Como diz o poeta há palavras que nos beijam e outras que nos afectam ou nos despertam emoções.

Então o desafio é este e  vou partilhá-lo.

 

"O modo como as palavras nos afecta". 
As palavras são uma das melhores formas de comunicar ou mostrar sentimentos.

 

Desafio:
Escrever em relação a cada questão a palavra que melhor corresponde
À reacção descrita.

 

 

1. Qual é a mais bela palavra que conhece?
- Várias que resumo em uma só Amor o amor tem um multiplo poder de encaixe

 
2. Qual é a palavra que melhor comunica doçura e gentileza?
- Crianças,filho..


3. Qual é a palavra mais detestável e horrorosa?
- Injustiça
 
4. Qual é a palavra mais terrível e medonha?
-Ignorância
 
5. Qual é a palavra mais azeda e malévola?
-Desigualdade
 
6. Qual a palavra que melhor exprime o sentimento de solidão?
- Abandono
 
7. Qual é a palavra que mais lhe suscita cólera e agressividade?
- Intolerancia


8. Qual a palavra que melhor comunica felicidade?
- Liberdade, familia

 

E agora vou passa a quem passar por aqui e se sentir tentado
E também à:
coisasdocoracao
pingodemel
Princesa
tulipa
aminhadortemoteuno...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:41


Homem que é homem não chora?

por R.Cheiros, em 27.10.08

 

Ninguém é tão forte que nunca tenha chorado!

 

Xiu,então .. Um homem não chora!
É maçadora e repetitiva esta frase:"os homens nunca choram", até porque isso não é verdade.
Os machos só têm "autorização" para chorar em circunstâncias especiais, sim porque as tem...
Diante de uma catástrofe, como um atentado ou uma guerra. Ai podem, por um acontecimento desportivo, até fica bem. Um grande acontecimento familiar, como o casamento de um filho ou o nascimento do primeiro neto é da praxe e isso é aceito como algo normal, na natureza masculina.

 

Existem machos que tem grandes dificuldades com as lágrimas, mas também a expressar os seus sentimentos e emoções em geral.

Mostrar afectos, temores, compaixão e a ternura são um desafio para aqueles que têm uma emotividade rasa.

Mas que diabo, alguém me explica de onde vem esta idiotice de que um homem não chora?

Já vi homens, mostrarem-se duros, mas perante uma desilusão amorosa, chorarem como bebés.

 

Também conheço alguns que não se lembram de alguma vez ter chorado...

Mas esses (pelo menos é a minha forte convicção) um dia que percam alguém que amam realmente, um filho ou até uma mãe vão seguramente chorar por uma vida inteira...
Os machos choram, à sua maneira, mas choram.

No fundo todos choram, alguns podem é não ter mais lágrimas para derramar.

 

" Os homens não choram porque são o sexo forte". ??

Existe aquela velha máxima de que as mulheres até choram porque partem uma unha!

E os homens..?? Porque choram e quando choram?

 

E não me venham com a velha frase de "Um homem nunca chora", porque nessa já nem eu acredito!

Os homens choram, choram é muito baixinho...

Os homens da minha vida sempre choraram...

 


( Repescado do meu antigo blog)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:28


Se achares que isto é loucura!!!

por R.Cheiros, em 24.10.08

Se achares que isto é loucura, consideres que não sei o que estou a dizer. Se achares que isso é racional, consideres que exponho as  minhas ideias com clareza. Se pensares, que é um misto de devaneio com lucidez, consideras que mostro, traduzo os meus sentimentos, as minhas emoções, usando este “código” que estás a ler agora. A interpretação destas minhas anotações, dependerá exclusivamente do teu ponto de vista e estado psicológico. No final da leitura, pensarás que sou uma criatura perversa, pensarás que sou uma dissimulada, uma sonhadora, uma perturbada, uma feiticeira, uma... Sou apenas carne e osso, sou um alguém que sente o mundo.

 

   Há noites, em que rolo nos meus lençóis procuro respostas para as questões, que nem eu mesma sei quais são. Há dias, em que o lápis corre pelo papel e logo surgem páginas e páginas de suspiros e encantos, sonhos e pesadelos, delírios e realidades. Há tardes em que percorro as ruas e as montras  não me atraem, procuro alimentar o meu ego.  Quase invisível, eu ando pelas ruas  escuras e fundas, deparo-me com aquele mundo real, que as vezes me  assusta e deixa sem fôlego. Cambaleio rapidamente, como se vivesse uma fuga, uma fuga das minhas reais ideias.

 

   Mesmo que o vento sopre  fortemente, continuo a percorrer a estrada da vida. Folheio  livros, procuro  por sinais de minha existência, vendo a luz ali na esquina. A grande luz, que poderia brotar de minha mente e iluminar todo esse trajecto que ainda me resta. Sempre que tropeço, caio. Sempre que caio, levanto. Sempre que levanto, levo a lição da última queda. Sempre que me deito, durmo. Sempre que durmo, sonho. Sempre que sonho, acordo e levo aquele brilho das minhas utopias.

 

   Olho aquelas fotografias, lembranças de um passado que me fez quem sou e ficou lá trás.. Já não uso as mesmas roupas, o mesmo penteado, o mesmo batom. Mas espero o mesmo homem, com o mesmo desejo,a mesma música, a mesma dança. O fogo que queima na lareira, é o mesmo que queima dentro de mim, sempre queimou. Adormeço no sofá antigo, com almofadas de tecido felpudo, sinto o mesmo perfume, ouço a mesma voz, mas muitas vezes permaneço sozinha mesmo acompanhada

 

    Nunca choro. Chorar é admitir fraqueza. Prefiro sorrir, ainda que por vezes não existam motivos lógicos para isso. Costumo rir à toa, costumo recepcionar fantasmas na morada de minha alma ou de meu corpo. Frequentemente, abro as janelas de minha casa, para que o sol da manhã invada e leve um pouco destas minhas loucuras embora. Sempre funciona. Então, sento-me na  minha cadeira preferida, apanho meu diário, que na verdade, não seria bem um diário, mas sim, um caderno para dias lastimáveis, algo parece estar preso em minha garganta e não tenho a possibilidade de falar, por isso começo a escrever. A angústia vai embora, isso sempre funciona.

 

    Respiro profundamente, abro os braços e tento voar. Volto para a minha antiga infância, para aqueles velhos tempos em que matar o tempo, não era pecado.

 

    Vivo nesta nuance, entre eu e eu mesma , entre o sonho, que também os tenho e a realidade.. Vivo o  meu caminho intensamente, consigo fintar a monotonia, Espero-te com o meu melhor sorriso e amo-te incondicionalmente nunca tive duvidas.. para suprir a ausência de mim. Algumas vezes  finjo ser outra, mas para o meu interior só tu sabes o caminho.

 

 

Se achares que isto é loucura!!!

Hoje era o que te diria. 

(Para ti… que não sabes que este blogue existe.)

 

PS: Vai mudar a hora e deve ser isso que me está a afectar os neurónios

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:14

Tenho errado muito ao longo da minha vida.

Estranhamente não são raras as vezes que dou por mim parada a pensar nos erros que tenho cometido.
Seja por imaturidade teimosia convicção ou os de aprendizagem dos mais básicos aos obrigatórios todos sem excepção foram uma aprendizagem. Alguns são injustos, não diria traumatizantes mas com um preço demasiado caro.
Não penso neles com tristeza até porque a incapacidade de voltar atrás não me deixa margem para isso. E pergunto-me mesmo se tivesse a oportunidade de fazer tudo de novo se não cometeria os mesmos erros e as mesmas faltas.. Afinal foi tudo isto que me trouxe aqui e fez de mim a pessoa que sou hoje.


O ser humano é na minha opinião uma “obra prima” com muitos defeitos... Um deles é a incapacidade de não poder voltar no tempo... Não poder refazer caminhos redefinir prioridades e avaliar consequencia depois das atitudes tomadas.

A desculpa é sempre tão relativa... Depois de feito e das palavras ditas existem desculpas que apenas vão camuflar o que está feito..
Irrita-me solenemente esta minha incapacidade de ser razoável esta minha imaturidade racional.

A minha maior frustração é guiar-me sempre pelo coração pelos estados de alma e raramente pela razão. E afinal amor, ódio, amizade, paixão, vingança, irracionalidade não mexem como o nosso racional e com o emocional?
Vinte e um gramas é o peso que uma pessoa perde no momento da morte. É o peso da nossa alma dizem... (excelente filme 21 gramas) eu acredito que todos sem excepção tem  alma e (estados de alma) uma coisinha tão leve influencia tanto o comportamento, pelo menos o meu.


Existem erros que não me soam a válidos. Nesta complexidade a que chamamos de vida.
 É certo que já errei muito, é certo que irei errar ainda muito mais, mas também não é menos certo que no meio de tantos erros tenho acertado muitas vezes. E se hoje à distância consigo reconhecer que errei isso faz de mim uma pessoa consideravelmente mais atenta. Só não comete erros quem nunca viveu ou fez "merda" nenhuma na vida ... . Eu não gosto de errar mas também não me assusta, é a única maneira que tenho para aprender a não cometer duas vezes o mesmo erro.


Afinal quem é que nunca errou?
Conseguem imaginar um mundinho sem erros, “perfeito”. Alegria, felicidade, delícias e prazeres. Sem maldade tristeza dor ou morte, sem dúvidas ou perguntas...era uma vida chata sem convicções emoção ou adrenalina, sem futuro... Um mundo de pessoas chatas e frustradas.
São os erros que nos fazem crescer e mudar atitudes e caminhos.

 

Quem diz que não comete erros e se intitula "perfeito" não pode mudar e só os burros não mudam!
Dizem que o grande erro de Noé foi que ele colocou na "arca" apenas dois animais de cada espécie, mas quando chegou a vez dos burros deixou-os entrar a todos....
Errar é próprio do ser humano que nunca cometeu erros é que é um verdadeiro erro da natureza.
Para evitar confusões digo desde já que não considero ser um erro ter errado tanto. O maior erro que eu   poderia cometer na vida era passar por ela   com medo de cometer erros.

 

E afinal o que é o certo e o errado? Qual é o critério de avaliação, é igual para todos?

 

(Lembrei-me dos erros porque hoje não posso errar nas minhas decisões)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:39


Traição = Acto ou efeito de trair!!

por R.Cheiros, em 22.09.08

 

 

(Conversa ao almoço)

-O fim de semana passa a correr este então foi muito mal aproveitado..
- É....
-Tinha pensado ir ao cinema e jantar fora com o (...) mas saiu tudo ao contrário
-Pois...
- E o teu, como é que foi?
-Passou..
-Só isso, passou..?
- Sim!
-Credo mulher, o que se passa? pareces um zumbi
Escondida, atrás da chávena do café, ela  estava  imóvel e calada, olhava!!
-O que se passa, hoje estas muito calada?
-Nada, apenas estou a pensar...
-E posso saber em que?
-Já algumas vez traíste?
-What???
-JÁ? Sim ou não..
-Estás ta passar, não? O que é que se passa contigo?
-E então...  Sim ou não?

Ups, hora de me questionar...;)
Este é o momento que depois desta pergunta  me questiono o que é realmente uma traição e o que a caracteriza.


Traição = Acto ou efeito de trair
A traição é, com certeza, um dos maiores dramas sentimentais da humanidade. Não é à toa que muitas vezes lhe  recai sobre os ombros a culpa de muitos crimes passionais...

 

Há quem diga que para  trair basta pensar em outra pessoa que não seja aquela com quem se  tem um relacionamento. Outros  há que traição é  só quando se beija ou pratica sexo com outra pessoa que não o companheiro/a.

Uns dizem  que fidelidade não existe assim como infidelidade porque ninguém é dono de ninguém..Existe  também quem diga que não consegue ser infiel ou fiel...


Olho para mim, e eis que me vejo como uma mulher exclusivista possessiva e até ciumenta. Portanto traição é imperdoável até um flirt amoroso ou não pode ser traição, um desejo escondido então ...

Um saltinho há cama da vizinha  ui ui é um crime sem direito a fiança ou pena suspensa é pena de “morte” e não se fala mais nisso.


 Mas também sou racional e tenho duvidas. Não sei se a natureza do se humano  é ser  monogâmico ou se é uma invenção da sociedade e principalmente do homem macho em relação há mulher.. 

Eu acho que por instinto e por natureza o ser humano é poligâmico.


Como ser pensante e vivinha da silva ( que estou) e muito  racional, porque lá isso também sou,  eu sei que não se controla o desejo, não se controla a paixão e muito menos existem certezas absolutas. E nada impede que qualquer um de nós ame uma determinada pessoa e se apaixone por outra. (quem disser o contrario está a querer tapar o sol com a peneira)


Pergunto-me eu se não seguir esses impulsos, esses desejos é que é traição?? A pior de todas, a traição para com o próprio!

Trair não  é  muito mais que dar uns amassos, beijar, desejar, ou dar umas cambalhotas escondidas? (Ou será que alguém ainda pensa que trair é só dar umas quecas por fora?)

 

Já conheci casais que mantém uma relação totalmente aberta, para eles  o fato do outro sair, envolver-se, beijar ou até dar uma escapadinha com  outra pessoa não é uma traição.

Outros só de pensarem na mulher na cama com outro são capazes de ter um enfarte e elas de sair de faca na liga atrás do meliante:).


Eu pessoalmente acho muito "perigoso" e uma falta de respeito um relacionamento tão liberal.. São intimidades e no meu ponto de vista existem coisas que não se partilham por ai..... (e já a minha mãe dizia: quem não quer ser lobo não lhe veste a pele...)

Até podemos encontrar alguém que nos balance... Mas sexo por sexo não leva a lado nenhum a não ser a uns fugazes 15 minutos de prazer.


Afinal o que leva alguém há traição?
O homem trai por um corpinho danone  um traseiro mais empinado ou  um par de mamas maiores.

A mulher trai por um carinho um olhos nos olhos e por atenção.


Em que circunstancias existe uma traição?
O amor é uma vacina que imuniza a todos contra o vírus da infidelidade?
Nem sempre...
Existem tantas formas de traição... Cada vez mais inovadoras..


(retirei este excerto da net e achei graça )

Trair e teclar, é só começar
A internet criou uma nova maneira de ser infiel: começa com mensagens, evolui para confidências, logo entra no reino das fantasias sexuais. Quando menos se espera, o marido ou a mulher já estão a teclar sem parar com um desconhecido. Mesmo que nunca se transfira para a vida real, é traição e magoa do mesmo jeito 

 
Uma traição é sempre uma traição independentemente do sexo de quem a  prática, agora a interpretação que cada um faz da traição é que é diferente.
Invariavelmente aparecem as desculpas.... Mas há quem não acredite na boa fé do perdão da traição?

 

Infiel é quem não tem auto-estima e precisam de se afirmar? Ou o desejo pode falar mais alto...
 
Já o Chico Buarque canta:  "Eu te perdoo por te trair".

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:37


Casamentos,mentiras e tv

por R.Cheiros, em 08.09.08

 

O tempo passa pois que remédio que mesmo que a gente queira não o consegue parar.
Com a idade nós vamo-nos tornando mais exigentes, essa é que é essa, mas selectivos. E foi por esse motivo que evolui das televendas para outro canal bastante mais interessante nos dias em que perco o sono. Assim na onda do professor caramba. Ou seja este não é vidente mas sabe tudo sobre as maleitas da alma e comportamentos desviantes seja lá o que isso for.


O tal médico  é assim a modos que um bocado estúpido para os coitados dos “doentes” que se sujeitam a contar as suas maleitas ao vivo e a cores num programa de televisão. Que o melhor que têm é que nunca vão embora sem que o homenzinho acabe sempre por diagnosticar o mal de toda a gente e depois de muitos achaques descobre sempre que afinal a mal original era sempre por causas tão banais como má educação, infidelidades ou paternidades mal esclarecidas ou sei lá que mais, assim umas conclusões brilhantes.


Mas ontem lá no meio das parvoíces que o doutor costuma debitar houve uma que se me ficou assim no ouvido e não sei porquê entranhou-se-me assim de tal forma que passei toda a noite a matutar naquilo
.“Todos os casamentos felizes se baseiam em mentiras”.
Vá-se lá saber de onde terá o homem ido desencantar uma frase destas mas olha que pensando bem não sei se não será mesmo assim.


Propus-me analisar a frio o meu próprio caso
Primeiro que tudo impõe-se duas perguntinhas:
Primeira: Eu  sou feliz? Só depois de esclarecida essa parte posso passar há mentira.
Segunda : Eu minto? Sim,porque segundo o doutor os casamentos felizes são baseados em mentiras.
Então e os infelizes? Nem quero imaginar.....


Não querem ver que o estupor do médico tem alguma razão, estou aqui a pensar que se calhar feliz é  quem vive na mentira porque os infelizes são mais realistas.
A tanta lembrei-me de outra frase brilhante e não me lembro agora quem é o autor: A ignorância é a suprema felicidade. Que  é o mesmo que dizer mente para a frente desde que eu não saiba:)


A modos que me interrogo, então vivíamos uma mentira e no entanto somos felizes? É assim.??
 Feliz talvez não seja bem o termo certo. Mas com muitos momentos felizes. pelo menos fazemos a nossa vidinha como se nada fosse sem grandes discussões nem sobressaltos que lá nisso temos uma convivência agradável com respeito cumplicidade e nada disto é mentira! Até sexo, sim porque convêm temperar o corpo e nestas coisas do casamento convêm manter alguma actividade física, ai com algumas desculpas há mistura, porque a bem da verdade nem sempre a coisa se dá com vontade dos dois. Porque essa conversa que se ouve por ai, de que sexo e tal é o mais importante e se adormece e acorda a pensar nele é historia... Sejamos realistas existe muita ficção em torno do sexo. bom... E pelo menos da minha parte ainda com muito amor..


Sim da minha parte. Porque isto da mentira já me deixou com a pulga atrás da orelha...
E vai dai começo a pensar que só  posso falar por mim sei lá o que é que o meu-mais-que tudo pensa? Ou há quanto tempo me anda a mentir.


Mas será mesmo que os casamentos mais felizes são-no apenas e só aparentemente?
É que ultimamente tenho-me andado a debruçar sobre estes assuntos  empolgantes Tal qual  uma agatha christie de trazer por casa e ainda acabo por descobrir que nem tudo o que parece é.
A gente pensa uma coisa sobre alguém, e depois vai-se a ver o buraco é mais em baixo e sai tudo ao contrário!


Bem, saber se os casamentos felizes são feitos de mentira  e resultam é porque  alguém  lá no fundo mente porque até quer que a  coisa resulte e a gente acreditando fica feliz.
Mas vistas bem as coisas um casamento é feito a dois. Que é o mesmo que dizer existe mentira de parte a parte, certo?


Será que estas imagens que as outras pessoas nos transmitem e nós transmitimos aos outros são uma mentira  propositada, ou não?
Se são propositadas então fico-me algo estarrecida porque nesta altura da minha vida vir a saber que o meu mais-que-tudo me mente e eu a ele  e de forma  intencional é uma coisa difícil de se aceitar assim às primeiras! 
Porque no dia-a-dia a mentira já se tornou banal. Na vida, está bem ,que há e sempre haverá aqueles   pintas  que pintas  nasceram e pintas  morrerão e em relação a esses a gente até lhe tirar as medidas e percebe logo que o que sai daquelas  bocas  é para fazer delete e ir directo para o nosso caixote de lixo mental é um segundo.


Agora descobrir que o nosso  mais-que-tudo  durante e longos longos anos nos engana  e quanto mais enganadas mais felizes nos sentimos,  é o choque pois claro porque achávamos que já conhecíamos aquele fulano tão bem e afinal vai-se a ver e que nada!
Ando muito desconfiada ultimamente, é o que é!
Querem ver que estou a viver uma mentira e eu própria sou uma mentirosa?! Isto porque cheguei a conclusão que afinal sou feliz. calma... Nada de precipitações, feliz não, tenho muitos momentos felizes. Porque isto de as 3 da matina estar a ver o este tipo de programas  provoca-me uma série de duvidas existenciais:)


 E mais o raio do doutor da televisão que ainda por cima é feio que se farta como uma ave depenada   daqueles meio carecas que lhes faltam as penas no pescoço e que parece que estão entre a vida e a morte. E mais esta descoberta que possivelmente vivo na mentira  faz-me sentir  francamente enjoada.
E como disse de inicio, O tempo passa ,pois que remédio, que mesmo que a gente queira não o consegue parar, o tempo  voa e as coisas acontecem demasiado depressa e eu qualquer dia entro em choque comigo mesma e com a sorte que tenho não se encontra por perto  nenhum médico  como àquele dos diagnósticos diferenciais e eu vou-me mesmo desta para melhor ou pelo menos para uma diferente;)

 

Fim-de-semana no Avante tirou-me o sono e deu-me para isto..
E a dúvida mantém-se:

"Todos os casamentos felizes se baseiam em mentiras”??.



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:11


um dia de trabalho

por R.Cheiros, em 26.03.08

Quando ela entrou ,tailleur justo ,saia pelo joelho ,cabelo curto agora com uma cor arrojada.. ,os lábios de um vermelho furioso,não esperava que a sua secretaria Ana , a recebesse com aquele rapaz ao lado.

-Doutora ,bom dia…

-Bom dia e prosseguiu no mesmo ritmo de entrada habitual :atravessar o escritório a”correr”,com a  Ana atrás dela a dar-lhe conhecimento de tudo.

Gostava de entrar bem rapido ,chegava cedo e aproveitava para tomar um cafe e fumar um cigarro na sua sala ,antes da reunião com os outros advogados associados ,depois era o momento do dia de  disputarem atençães  e ela a ter que decidir bem rapidamente : para ela é o segredo de um bom advogado.

Mas a visão daquele rapaz ao lado da Ana ,estava a fazê-la não conseguir captar tudo o que se passava a sua volta.( como ela gosta)

Reparou primeiro no pescoço ,moreno e esguio,depois nos olhos de um azul mais claro que o céu e o mar depois da tempestade ,(isto é o lado dela de sonhadora) o  rosto era largo e forte ,mas os lábios grossos e firmes tinham um sorriso claro e quase de menino, já o cabelo era preto ,cortado rente.

O fato ajustava-se ao corpo largo ,como se estivesse a ponto de explodir ,via-se que o herdara de alguém ..ou como eu costumo dizer o (defunto era mais pequeno) ou que o comprara a muitos anos e foi pouco usado.

Mas ela não foi capaz de tirar da mente a quantidade deliciosa de músculos que deviam estar a gritar por debaixo daquela camisa azul justa ate a loucura, estava parado e sorridente…

-E falaram ainda do ministério publico ,continuava a Ana , querem que a doutora envie o fax sobre………

Ela percebeu que ele estava a notar a forma como ela o olhava.. .

Deitou os olhos ao chão e prosseguiu com ar serio e foi  pousar as coisas em cima da secretaria (não queria dar nas vistas daquela maneira).

Ana continuava a falar ,até que disse:  - E apresento-lhe o dr. João ,o novo estagiário.

Agora é que estava tudo em causa ,pensou consigo própria ,tinha que ser o mais  fria  e profissional possível .

Ele não podia perceber o que lhe tinha passado pela cabeça ,(em relação a ele e a secretaria castanha a sua frente).

-Bem vindo .João quê?

- João ( ….)

- (…..) ? ÉIrlandês ?

-Sim , o meu avo era Irlandês … mas não resistiu aos encantos de uma morena portuguesa , e vai dai que eu..

-Bem vindo ao escritório doutor, a  Ana vai indicar-lhe a zona dos estagiários , daqui a meia hora teremos uma reunião e vou passar-lhe um caso para me ajudar a desenvolver ,obrigado.

Ela sentou-se  com ar de fim de conversa ,João ainda ia contar que apesar de meio Irlandes era mais português que nunca , ele tinha uma graça enorme a contar isso mas ela  não podia ceder..

Ele sorriu de novo, acenou com a cabeça e tudo pareceu iluminar-se nele ,devia ter pouco mais de 25 anos..

Eles saíram e ela ficou a olhar para o escritório, uma obra de 20 anos de trabalho ,tinha consumido grande parte das suas energias e esforços , e esquecido afectos e boa parte da sua vida familiar…dividia-se entre a família e o trabalho ,o casamento ressentia-se ,(agora mais do que nunca).

Ana bateu  a porta – Doutora ,o dr. An... e a dr. Jo.. não podem vir à reunião ,a dr.Ma... tem que ir rapidamente ao escritório do cliente x . -Posso marcar para as três?

- Que remédio…

- E um problema ,o que é que faço ao estagiário?

Ao ouvir  aquela frase ,ela não foi capaz de resistir a vê-lo completamente nu,em cima da secretaria dela … estas doida pensou, e fechou os olhos como a querer apagar essa imagem

- O que faz ??? Então… mande-o entrar.

-Doutora ,quero começar por lhe dizer que estudei todos os seus casos… e que é uma referencia para mim.

E pronto , se aquilo continuasse assim, ela não sabia o que seria capaz de fazer

- Obrigado ,bom.. o que temos  aqui para decidir hoje ? Ana…

-Ainda aquele caso de adultério que tem entre mãos doutora…

Foi um duche de agua fria!!!!!!!!

(hoje não me apetece fazer mais nada...)

«Saber é lembrar-se! será isto a consciencia?????»

(Estou tramada!!!)

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:48


Tenho dias assim

por R.Cheiros, em 25.03.08

- Olá mãe


- Olá minha filha.


- Mãe.


- Sim?


- Preciso te contar uma coisa.


- Fala, filha

 

- Precisamos ter uma conversa séria.


- Não! estás grávida de novo, na tua idade..! eu vou ser de novo avó? ai meu deus.


- Não mãe. não estou grávida.

 

- Não? obrigado meu deus,(brinco) então só pode ser...


- Mãe, para de tentares adivinhar, isto não é mais um dos enigmas das tuas revistas.
- Sabe porque é que eu gosto das revistas de enigmas?


- Sei.


- Porque eu preciso de matar o meu tempo, porque eu não tenho com quem falar, porque meus filhos já são adultos e caíram no mundo, porque eu fiquei aqui a preservar este resguardo familiar para onde vocês correm logo que bate qualquer aflição.

 

-Não estas a exagerar? preservar.. não sei porque guardas tudo do nosso tempo de miúdos?

 

-Está do jeito que eu gosto.é a minha casa, sou eu quem vive aqui. então deve estar como eu quero.


- Não te incomoda viver no meio de tanta tralha?


- Não é tralha, é apenas meu jeito de gerir as minhas intimidades, eu não preciso agradar a ninguém a não ser a mim mesma.


- Sem drama mãe.


- Drama deves ter tu para me procurares assim...


- É verdade mãe, eu tenho um...


- Problema.?


- Não é exactamente problema, mas é uma coisa que eu tenho que te contar...

 

- Estou farta de homens!


- Esse é o problema? não estas a fazer drama?


- Hã? não,é que eu...


- Viras-te fufa

 

- Mãe, que horror!


- O que?


- Fufa ,que palavra mais feia.

 

- E como é que se diz?


- Lésbica.


- No meu tempo lésbica era a palavra feia ,acho fufa mais simpático,pelo menos tem um lado cômico. fufa . fofinha. Meio dúbio.viras-te fufa?
- Mãe...!
- Desculpa, lésbica. viras-te lésbica?(estou a brincar)


- Ninguém vira coisa alguma.só estou farta de homens!! (do meu casamento)


- Porque ?


- Isso pode ser difícil de explicar  eu, no fundo, continuo a mesma mulher de sempre, só que me desencantei...


- Um outro homem? existe outro?

- NÃO

- Não grites por favor,que mau habito que tens, sou velha não sou surda!

 

- Por favor mãe, não precisas de  te preocupar,eu estou bem isso é que é o importante,não é?? por isso não tens motivos para te  descabelares ,na verdade isso é uma coisa que já se arrasta e precisava de te contar,preciso de alguem para me ouvir não para criticar.

 

- Mãe?


- Sim?


- Não me pareces surpresa.


- Claro que não, ja desconfiava

 

- É mesmo?

 

- Sou tua mãe..


- Sei...

 

- E o teu pai..?

 

- O que tem o meu pai?

 

- Não vai entender, vais desiludi-lo!

 

- Mãe... o amor é a linguagem o casamento não é mais do que um dos seus dialectos não a sua real academia.

- E os teus filhos...?

- Estão bem muito obrigado.

- Não te armes em esperta comigo,já sabem?

- Como tu mesma dizes mãe:os meus filhos ja são adultos e caíram no mundo.

- Mas não te preocupes , vou manter o tal (enlace nupcial para toda a vida)para preservar intacto o patrimonio da famila!

- Filha..

- Hum?

- Não te entendo... tanta conversa ,não te vais divorciar?

- Nem eu me entendo.. não mãe ,não me vou divorciar!

- Então ...? (sorria)

- Apenas preciso de espaço e de dar um abanão na minha vida

- Mãe!

- Sim..?

- Não estás chocada?

- AMO-TE

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00


pascoa/férias/conclusões

por R.Cheiros, em 24.03.08

Mais umas curtas ferias com regresso direccionado a casa dos pais que resolveram mudar de vez para a aldeia (sorte deles)

Mais uma pascoa , mais uma oportunidade de estar com a família  juntos fazem no mínimo 3 equipes completas de futebol ,entre pais ,tios, irmãos cunhados cunhadas ,sobrinhos e sobrinhinhos    a equipe tem direito a árbitro e apanha bolas..
Aproveitar os mimos da mãe comer  os petiscos que só ela sabe fazer, ouvir as longas historia do pai que continua com espírito jovem e se   mantém informado é sempre bom um confrontozinho " com  ele, rever amigos e conhecidos e (...) 

O puxão de orelhas da mãe: nem hoje domingo de pascoa vais há missa???
Nem pareces minha filha és uma herege !!
-Deixa a rapariga ela sempre soube o que fazia!! (grande tia Lita )


Ontem aconteceu o inevitável, voltar a casa  para retomar a minha vida de trabalho e stress ,confesso que já tinha algumas saudades.
Após estes  dias de pura inércia, e ar puro,  regresso ao trabalho ,para muitos a situação pode ser deprimente, mas acho que  basta de férias


A inércia faz-me mal e  aquilo que de inicio podia parecer uma oportunidade  de uns dias de cumplicidade  a dois revelou-se frustrante .(definitivamente nada volta a ser o que era).. ..

Começo acreditar no que me diz a minha irmã mais nova:
- És uma cabra sem sentimentos....

Quem sabe até sou ...

Mas , cheguei a conclusão que já ninguém vive de recordações ou do passado..

Se formos saudosistas , estamos tramados isso faz do nosso presente uma coisa de segunda ordem .
Querer resgatar o que já foi pode não passar de uma utopia.

"nada volta no tempo" e este momento é que conta ,o agora , e se não dá ...há que encontrar soluções ..

Não há nada pior do que do que “evocar os velhos tempos”é uma constatação da derrota ,sem apelo nem agravo.

Além disso ,há um tempo para tudo.
- Já não tens mais vinte ano, esperavas o que..? existem coisas que passam!!

Não me venham com tretas de tempo ou idade!!!!


A juventude é um aluguer , aqueles que hoje a têm vão perdê-la amanha. Não tenho saudades da minha juventude porque a tive e vivi plenamente , a mãe de todos os crimes é a frustração, e eu não sou minimamente frustrada.
É por isso que estou calma e não me vou chatear ,porque o que não tem solução solucionado está!!

Tento toda a calma do mundo ,a vida segue o seu percurso..  e nunca me comparo com ninguém, em primeiro lugar por pretensão ,em segundo porque não há nada a comparar, uma vez que cada percurso é atípico.


Alem disso estou muito bem, numa fase que gosto particularmente de mim ,nem melhor nem pior ,apenas estou!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:28


Renovado

por R.Cheiros, em 12.03.08

Uma grande variedade de cheiros..

É que o objectivo de blog não é  ter um cheiro um tom ou um tema mas  variedade !

 

Pode falar de banalidades ,actualidade , tristeza ou alegria ,depende para que lado estou virada.

 

Estava difícil ... mas está feito

 

Ok, pelo menos está fresquinho e leve ,ou não??

(é como me sinto)

Hoje o cheiro é a morango, vá se lá saber porque...

 

 

Aqui  sou uma pessoa sem rosto.

Sim. posso ser  louca, mas honesta, e também sou vulnerável.

Quando escrevo posso falar de tudo, dos meus sentimentos, da minha sexualidade , não me sinto embaraçada

Aqui  não há tabus na  escrita!

 

O amor não é um cliché

Pode-se ter admiração, respeito, afecto, adorar, ter paixão, estar encantada, seduzida, apaixonada por... acontece e é real.

Neste momento estarei embeiçada, enfeitiçada? Não sei....qual será a palavra? sei que me sinto bem.

 

Este blogue  pode ser sexy,ou talvez não ...

 

Fala de sexo ? Fala !

E bem...sexy mesmo é morangos com mel ...

 

Fala do que me apetecer a cada momento com o "cheiro" que me apetecer ao sabor das minhas mares ..

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:03


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D