Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vamos falar de sexo…!!

por R.Cheiros, em 12.07.09

"Portugal é o segundo país da Europa Ocidental com maior número de mães adolescentes”

Não vou falar do caso(Y) ou do caso (X)… de vários já  se tem falado por ai em programas de televisão e batidos e rebatidos em vários blogs e não só.   Embora alguns deles me choquem, não posso nega-lo.

Mas hoje apetece-me falar de sexo! Afinal o sexo aliado há falta de informação e educação é uma das grandes causas da gravidez precoce.

Em Portugal, a gravidez na adolescência, é ainda uma realidade preocupante, que revela que há um longo caminho a percorrer que deve envolver o esforço de todos. Pais, professores, e do próprio estado através das mais variadas instituições com um objectivo comum: o de prevenir e educar.

A maioria dos encarregados de educação , professores e até os  nossos governantes  vão ostentando uma  cegueira e surdez perante o mais válido dos válidos argumentos : a educação sexual. É essencial para “educar” e prevenir. Deve ser dada nas escolas fazendo parte do programa curricular ou extracurricular.

Obviamente que o ideal seria ter  alguém devidamente qualificado para explicar orientar e tirar duvidas. Mas existem outras formas que podem ser uma mais valia, mas muitos pais não aceitam e acham inadmissível.

Estupidamente, perguntam que moral tem neste caso um professor para falar de sexo com o filho/a (deles)? E para que precisa uma criancinha de 10 ou 11 anos ter conhecimentos de sexo…? Saber o que é sexo oral, um anticoncepcional, etc etc...

Pois para que…? Talvez para não engravidarem aos 12 anos, não parece uma justificação mais do que válida?

Há, e tal...mais nós em casa explicamos o que eles precisam de saber..

É mentira!

Uma grande maioria de (pais), não consegue falar abertamente de sexo com os filhos, e tem eles próprios uma sexualidade mal resolvida. Uma grande  maioria   continua a reprimir a sexualidade  dos filhos.  

Se eles próprios não assumem a sua sexualidade como vão orientar os filhos… ? orientar não é esconder…!

Já publiquei isto há muito tempo, mas é um bom exemplo a seguir.

Na nossa sociedade o problema é grave  e aqui entre nós, crescer não é fácil.. ainda mais nos dias de hoje que os jovens são mais “livres” e os progenitores mais ocupados.

Muita gente não sabe, mas existe uma Unidade de Saúde  : Saúde W  Jovem ( é uma unidade de saúde da santa casa)  que atende jovens dos 12 aos 24 anos.

Ali, qualquer jovem pode falar de tudo.. Desde a sexualidade à violência, consumos ilegais, igualdade, relações humanas, qualidade de vida, etc…

Ensinam os jovens a conhecer melhor o  corpo… gostar dele e tratar dele com atenção, saber o que lhe faz bem ou mal… escolher como quero cuidar dele… e muitas vezes fazer algumas coisas para que ele esteja mesmo em forma…

Existe um médico disponível para consultas de adolescentes e fazer exames se for necessário..

Se tem preocupações relativamente ao corpo e a relacionamentos afectivos e sexuais… tem sempre enfermeiros disponíveis para tirar todas as dúvidas. 

 

Mas só existe bom sexo e seguro com educação.

Saúde W  Jovem

Morada: Largo Trindade Coelho - 1200-470 Lisboa

Telefone: 213235000/ 213 235 171 / 213 235 569

Fax: 213 235 567

mvmenosolidao@scml.pt

 

Sexo não é um bicho-de-sete-cabeças, é bom! Tão bom que todos sem excepção estamos cá por causa dele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10


A abstinência ??Valha-me deus.

por R.Cheiros, em 31.03.09

O papa Bento XVI afirma que uso de anticoncepcionais mais especificamente o preservativo nega o objectivo do casamento, ter filhos.

 Vocês concordam?
A abstinência é a solução para a sida disse o papa Bento XVI. Declarou  ainda, que a distribuição de preservativos não é a forma correcta de combater a disseminação do vírus.

O pontífice insistiu que a Igreja Católica Romana está na vanguarda da luta contra a epidemia.

O Vaticano encoraja a abstinência sexual como forma de combater a disseminação da síndrome da imunodeficiência adquirida.
E já agora esta afirmação: os homossexuais são admitidos na igreja católica, desde que sejam abstinentes, mesmo mantendo o desejo por alguém do mesmo sexo.

Amor ao próximo... E são estes os caminhos do senhor????

 Valha-me deus!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:47


Cheirinhos... de trazer por casa !

por R.Cheiros, em 13.01.09

Portugal  é um país de brandos costumes… Gente boa, pachorrenta como diriam alguns: Muito bons de boca.... Há até quem lhe chame: O cantinho há beira-mar plantado.


Tenho aqui no escritório uma TV. Aquela “caixinha mágica” que agora parece que é moda dizer-se que não se vê…(Gosto de a ter ligada como som de fundo, até posso não lhe estar a ligar.. Mas faz-me companhia principalmente quando trabalho fora de horas.) Pois, mas eu sou muito antiga e gosto de ver.

Não que mereça a publicidade (SIC) tem uma programação que benza deus… já para não falar da falta de respeito pelos espectadores. Sim falta de respeito, só um canal dirigido por alguém que não tem dois dedos de testa muda os programas de horário só porque lhe convêm a seu belo prazer. Sem se preocupar com outros tantos que aquela mesma hora segue um determinado  programa de informação ou seja lá do que for. Mas a diante… 


Eu gosto de ver  a ver a SIC noticias( ontem foi um bocadinho mais ao lado na generalista) e vejo um senhor da protecção civil.. (um responsável) quando acusados de não terem dada o seu melhor neste ultimo nevão, com o seguinte discurso: "Não podemos adivinhar onde vai nevar nem a que horas, podemos ajudar não podemos fazer milagres."
Eu pergunto se é “isto” o responsável  pela protecção civil estamos bem tramados… Ai paíszinho de terceiro mundo.... Se um dia a nevar deixou uma quantidade de gente presa  nos carros por mais de 12 horas se nevar durante duas semanas bem morremos de fome e de frio! O país fecha as portas. Depois de tantos avisos da meteorologia que trabalha directamente com a protecção civil isto lá é resposta que se dê..?


E por falar em frio..!
Eu olho para as minhas mãos e até me dói a alma, alem das próprias mãos, está claro. É que isto de ter frieiras não é brincadeira. Primeiro, sente-se uma ardência acompanhada de comichão, depois começam a aparecer uns pontinhos vermelhos que inflamam até se transformarem em bolhas. Como resultado, os dedos incham e cobrem-se de um vermelho intenso e a pele estica tanto que parece querer rebentar. A minha sorte é que as minhas não rebentam e nunca me apareceram nas orelhas.

Existem casos que são necessário tratamento de enfermagem. Bom também tenho sorte de não morar em Vila Franca do Rosário uma freguesia de Mafra. Por incrível que pareça nem um profissional de enfermagem tem. (Isto ainda no programa de informação..)
Quando se perguntou ao director do centro de saúde o porque da falta de profissionais de enfermagem naquele centro, a resposta foi rápida e certeira: "Porque temos falta de pessoal"  

Bravo meu caro Doutor, uma verdade de "la palice" a que já todos tinham chegado. A pergunta que se impõe é:Porque..? Com tantos jovens e não só, licenciados em saúde a quererem trabalhar e em situação precária, estão a espera de que?

 

A área da saúde é uma coisa que sempre me fez confusão. Todos os dias se ouve falar na falta de médicos principalmente no interior. Eu pergunto-me : Então porquê é que não há mais vagas para medicina?   E as que existem são médias altíssimas.. (Será que existe aqui um dos tais lóbis que tanto se fala?)Mas atenção, aqui mesmo ao lado em Espanha qualquer aluno com média de 16 entra para medicina. Que depois vem alegremente trabalhar para Portugal e já pode? Não é estranho?
Que eu saiba, medicina ainda continua a ser um curso só possível de tirar em universidades públicas, não nas privadas, certo? O estado não deveria colocar os recém formados onde existem falta de médicos?? Afinal foi um investimento na sua formação há conta de todos nós.

 

Tondela é uma boa terra, na região centro, zona do bom vinho do Dão. Alias, não é só Tondela todo o Distrito de Viseu é excelente mas frio como o coraças. Uma das principais características dos tondelenses é o desenrascanço, pois é... Não há aquecimento na escola toca de levar aquecedores e cobertores. há... Mas sempre tem o "Magalhães" não minimiza o frio mas faz bem ao ego do nosso primeiro. 


Li por ai algures alguém a “dizer”:   Por incrível que pareça tudo o que escrevo é fruto da minha imaginação!   Eu por incrível que pareça sou pouco imaginativa.. e tudo o que escrevo são coisas que vou ouvindo aqui e ali…


Ainda na TV , estive a ver uma reportagem onde se perguntava :será  que nos conseguimos olhar  como verdadeiros críticos de nós próprios?
Boa pergunta…
Será que conseguimos mesmo?
Tenho serias duvidas que sejamos capazes de nos analisar e de nós criticar de forma absolutamente imparcial.

E vocês o que acham?


Fala-se tanto em livre arbítrio mas tecnicamente não existe, só  em teoria é possível . Seria uma maravilha se tivéssemos controlo sobre as nossas escolhas, mas na realidade isso não acontece. Apenas escolhemos o que a sociedade nos impõe.

Para que o livre arbítrio pudesse vir a ser real, (e o que é real..?) teríamos que escolher algo que não nos foi imposto, ou não seja de nosso conhecimento, só que escolher algo que não existe (o que é existir?) é impossível, logo o livre arbítrio não existe.
Existem muitas possibilidades, mas possibilidades essas que o sistema impôs ao indivíduo, ele não as criou, elas existem e são impostas. 

Nós  nada mais somos do que o instrumento da execução de uma das alternativas que nos são dá-das.

Por isso não temos livre arbítrio, nós somos apenas um instrumento de execução. A nossa  escolha é baseada na  informação que nos é impingida.. influencia as nossas  escolhas, as nossas  acções não são espontâneas, são  condicionadas.
O livre arbítrio não existe, a originalidade também não, somos reflexos de uma sociedade imposta, que nos direccionam e influenciam sobre as nossas escolhas, somos “robôs programados”.

 

Vivemos numa grande " ilusão" ! Claro que não tão grande como a daquele casal que teve a ilusão de ter 4 milhões de euros de premio no casino e nem lhes viu a cor..

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30


Carta ao pai natal

por R.Cheiros, em 13.11.08

 
Não sei se o velhote lá da Lapónia aquele das barbas brancas, já está receptivo a encomendas cartas e afins.
Mas pelo sim pelo não e também com a crise que por ai vai não vá o diabo tece-las e resulte em negas para os últimos a pedir... Por isso deixo-lhe desde já a minha humilde e despretensiosa listinha do que quero para este natal. É que gosto de ser despachadinha. Portanto aqui vai.
 
Querido Pai Natal,
Este ano fui uma menina muito boazinha ou talvez não, mas isso agora também não interessa nada., afinal todos temos as nossas falhas.
Eu sei que não nos conhecemos de lado nenhum...portanto,  vou-me deixar de  lenga lenga  conversa fiada  e facilitar a coisa...  
Deixo aqui a minha listinha organizada e bem arrumadinha. Espero não estar a pedir de mais, mas caso surja qualquer dúvida na identificação dos bens só tens que me contactar....
Possivelmente o que me ficava bem dizer é que não sou materialista não ligo a bens materiais etc etc etc. Que só desejo paz no mundo acabar com a fome acabar com a guerra e viver em amor blá blá blá. (Parece o refrão do Duo Ouro Negro)
Mas como sei que é isso que toda a gente sem excepção te vai pedir, porque são todos muito solidários e bonzinhos e também não te quero sobrecarregar com essa mesma ladainha optei então por ser "materialista"

Estas coisitas que te vou pedir é só mesmo porque tenho que receber alguma coisa pelo natal..


Sem ordem de importância…
- Resistir a pastéis de nata... (Não me empanturrar)
- Que venham mais 27 (daquilo)e podem ser iguais aos últimos
- Que a minha vida se não melhorar também não pior .. (Tem sido generosa comigo)
- Que o meu filho desista do sonho africano
- Que consiga fazer arroz doce no ponto (Nunca acerto)
- Que o meu "mais que tudo"deixe de ser tão perfeccionista (Dá-me cabo dos nervos)
- Que não volte a ter um ataque de nervos sempre que a minha mãe me liga a fazer queixinhas...
- Que os meus gatos deixem de perder pelo... (Já não sei o que fazer)
- Controlar a minha impaciência com os outros

- Que me torne menos consumista ou pelo menos que as botas custem abaixo de 100€
- Que consiga deixar de fumar
- Descobrir quem é o filho da mãe do vizinho que despeja a publicidade da caixa dele para a minha.
- Aprender a pedir desculpa quando for caso disso
- Descobrir uma formula de não perder as chaves do carro constantemente 
- Que o estado me deixe cumprir os meus compromissos (Pagando o que deve as empresas)
- Controlar a minha teimosia e orgulho muitas vezes despropositado

- Acordar de bom humor que se consiga falar comigo nos primeiros 60 minutos depois de acordar
- Um milagre para que a roupa se passa a ferro sozinha
- Deixar de ser tão impulsiva, pensar mais antes de falar...
- Não falar demais, ser menos prepotente e não me irritar com facilidade com os  outros...

- Que o bem que os meus amigos me desejam recebam em dobro
- Que todo o mal que me desejam se triplique nas vidas deles (Esta é a minha parte generosa a falar)


O restante pode ser distribuído por Cd De filmes Dvd de música e livros. E já agora se não for pedir muito que o Sporting seja campeão.

 

E como em toda a carta que se preze existe um (PS) aqui fica o meu

 

PS: Mais três coisitas sem importância nenhuma, o euromilhões porque o dinheiro ajuda um bocado, a minha viagem ao Tibete que está prometida há que tempos... E já agora saúde e amor que dá sempre jeito... 

E faz lá a vontade aos outros todos com a paz no mundo!!!!

 

Saudações natalícias
E até breve.

R.Cheiros

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:44

Tenho certeza que essa velha máxima de que (o dinheiro não traz felicidade) foi inventada por alguém cheio de dinheiro. E muito dinheiro. Em proporções indecentes....
Pois  alguém me consegue explicar onde é que esta frase se encaixa? Como é que  não traz felicidade? Se o dinheiro não servir para melhorar a qualidade de vida e nos fazer feliz, então  serve para que?


 Se a felicidade está directamente ligada à “cidadania”e logo associada a um conjunto de direitos, e deveres e qual é o indivíduo que pode exercer uma cidadania plena sem dinheiro?
A felicidade está da mesma forma  ligada ao poder de consumo, não é verdade? Quem é que pode comer, vestir-se, desfrutar de uma habitação condigna, ter saúde, proporcionar aos filhos o básico, desfrutar do merecido lazer depois de um ano de trabalho sem dinheiro?? É complicado, não?


 Vemos todos os dias, tanto ao nosso redor tanto pelos jornais e televisão, provas irrefutáveis de que a infelicidade, mundo fora, é resultado da fome; das doenças; dos conflitos; da falta de dinheiro para pagar pela vida em todos os seus quesitos, como dignidade, respeito, inclusão, estabilidade social.
Os ricos ou ditos países de 1º mundo cada vez mais a desestimular o crescimento da “concorrência” dos pequenos, dos pobres. Porque isso iria resultar na  a divisão de poder e é o que eles temem,.Uma parte do que se superfluamente se gasta pelos ditos “ricos” daria para matar a fome do mundo, mas convêm mantemos controlados e dependentes. Assim, o dinheiro e o poder, está nas mãos, nos bolsos ou nas panças de poucos.

 

Eu sei que por vezes sou assim... Não sei porque é que hoje acordei para aqui virada!
Mas também não deve ser por isto que vem dai mal ao mundo...Pois como dizem por aí “um mal nunca vem só” hoje lembrei-me de dinheiro e por sua vez de felicidade (que mistura explosiva..) 

E como também dizem que quem nasceu torto, tarde ou nunca se endireita assim como dizem também que burro velho não aprende línguas... É como eu... Custa-me a entender certas coisas e ainda acredito em  outras..

Acredito que se pode mudar, que a riqueza pode ser mais bem distribuída... Acredito na igualdade.
Olhem, Sou muito crédula! Mas atenções não confundam credulidade com burrice... Porque aqueles que pensam que tem os olhos mais rasgados são os primeiros a cair.... E para os espertos eu costumo dizer: Não subam muito alto... Porque quanto mais alto se está maior é o tombo.


Mas aqui entre nós,  quem diz que "dinheiro não traz felicidade" nunca passou fome e viu a tristeza que a sua falta traz....

 

É claro que o dinheiro não compra a família, amizade, amor, reconhecimento e a felicidade. Mas ajuda e de que maneira... Ou alguém tem alguma dúvida que a falta de dinheiro pode destruir qualquer família, qualquer casamento e não há felicidade que resista... Também existe esta velha máxima e aqui encaixa como uma luva...: "quando um homem não tem dinheiro até os cães lhe mijam em cima"...
Claro que  o património humano (valores, princípios etc) são o mais importante mas até esses por falta de dinheiro vão há vida....Alguém tem duvidas? Ou alguém é capaz de afirmar que se tivesse um filho a precisar de um tratamento ou a passar fome e não tivesse dinheiro nem sitio onde o ir buscar não se esquecia por momentos dos valores e princípios???


Dinheiro não traz felicidade? ou é hipocrisia?dinheiro traz felicidade sim! Mas não sozinho.....


O dinheiro baralha e atrofia quem fala dele.. Senão vejamos: Se um tipo procura ganhar mais dinheiro: é ganancioso. Se o guarda e não o esbanja é um avarento. Mas se o gasta : é um estroina desgovernado. Se não o arranja: é um inútil Se o arranjar sem trabalhar: é um parasita. Se o tem depois de uma vida inteira de trabalho: é um idiota que não soube gozar a vida...


E com esta conversa toda lá descobri quem inventou a tal frase: o dinheiro não trás felicidade.
Pasmem se não foi o nosso governo...há pois é..
Não acreditam? Então reparem... Todos sem excepção quando se candidatam a um cargo público é pelo bem do país e do povo dizem eles, claro). Então há que deixar o povo feliz ou seja pobre (porque o dinheiro não trás felicidade) e eles coitados fazem o sacrifício de ficar com a parte penosa... A da infelicidade de ter dinheiro.


Agora que descobri posso dizer missão cumprida! 
Qual missão cumprida qual nada! Eu tenho é que tentar sobreviver nesta selva que é a vida. Ai que eu nem sei como hoje cheguei aqui... Que se soubessem em que estado é que o "estado" me está a deixar... Estou que de tão enervada quase que nem vejo nada!

 

Mas afinal o dinheiro não traz felicidade?? dinheiro realmente não traz felicidades, mais em muitos casos proporciona o caminho da dita.

 

Com um pouco de exagero: Mas se tiver que chorar ...Prefiro chorar dentro de um Mercedes  tomo de gama que de um Smart ( que por acaso é o meu carro)

 

PS:Amiga o outro tema vai ter que esperar... Mas não está esquecido.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:30

web counter free

Usuários online


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds