Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Já não é de hoje que  as mulheres "mais velhas" (40 a 50) fazem as delícias e povoam as cabecinhas  da malta mais jovem. Claro que não podemos generalizar, até porque não existem duas pessoas iguais apenas gostos semelhantes…e gostos são gostos, não é? Mas as vezes é difícil entender o que se passa naquelas moleirinhas! Uma coisa é certa, aquela velha máxima (muito machista por sinal) de trocar uma mulher de quarenta por duas de vinte parece que foi chão que já deu uvas...
Parece que de um momento para o outro surgiu por ai uma “praga ” de homens mais novos interessados em mulheres mais velhas. Algumas com idade para serem mães deles..
 Olham descaradamente insinuam-se é notório o interesse de alguns “miúdos” por mulheres mais velhas.
A verdade seja dita que algumas mulheres (mais atentas) já perceberam o interesse que despertam nos homens mais jovens. O  poder que podem exercer, e, se bem exercido ..Ai, ai são trocas e baldrocas, altas engenhocas que elas sabem inventar (Hei!), são palavras doces (ocas?) faz orelhas moucas e o resto da canção não me lembro muito bem, por isso é melhor não inventar mais. O charme , o andar, a gesticulação e a forma de estar, acaba por ser um belo cartão de visita. A segurança que transmitem influencia de sobremaneira e acaba por ser o cheque mate, é algo mais que o peso da idade, e essa passa a ser o que menos importa.

 

A Susana tinha 25 anos e namorava o Mário de 28. Era habitual passarem imenso tempo com os pais  dele na casa do Meco e com amigos dos pais. Era o caso da Helena uma morena de 46 anos colega de trabalho da mãe. A Helena era presença habitual aos fins-de-semana (para aproveitar a piscina) sozinha ou acompanhada com algum amigo.
As vezes a Susana sentia um certo desconforto sempre que o Mário e a Helena estavam juntos. Quando ela o abraçava ou tratava como se fosse mãe dele.
Mas pensava sempre que era coisa da sua cabeça…
Apesar da helena ser uma mulher bonita e se vestir de forma jovem e até ousada. Afinal aquela mulher tinha idade para ser mãe dele, sempre eram 18 anos de diferença de idade. E portava-se como uma mãe para ele, preocupava-se se estava doente e até o ajudava com as namoradas.
Era sexta feira, mas a Susana e o Mário tinam combinado encontrar-se no sábado, ela ficou de ir ter lá a casa. Como ela sabia que os pais dele tinham ido viajar e resolveu fazer uma surpresa. Em vez de tocar a porta entrou pelo portão que dava para o jardim nas traseiras. Viu o Mário e a Helena e não teve a menor duvida do que estavam a fazer…! Aos gritos, de que nunca mais o queria ver, atirou-lhe uns vasos de plantas cheios de terra para dentro da piscina.
Isto foi há dois anos e ao que contam ainda namoram( o Mário e a Helena)

 

Não quero questionar as  razão das preferências de cada um, mas…
Já ouvi explicações tipo: São mais confiantes directas e independentes, sabem o que querem, se gostam entram de cabeça, mesmo sabendo que correm riscos. Se não gostam, fazem questão de o deixar bem claro!
Não fazem dramas, são mais assumidas na cama e não tem vergonha de ficar nuas.  no “jogo” da conquista como no sexo , elas sabem escolher os momentos certos de forma a retirar o melhor do momento, se não para os dois, ao menos para si!

Uma mulher mais velha  sabe o que quer, não necessita de se afirmar, não receia o próprio corpo e possui uma ginástica mental que upa upa... Muitas outras mais novas  ainda andariam a fazer contas de cabeça ou a contar pelos dedos… Afinal, o que teme uma mulher que muito provavelmente já experienciou "tanta" coisa, não recear o que quer que seja. A fase dos medos e da inconstância já se foi faz tempo..!
E isto tudo será verdade?
Ou eles procuram a figura da  uma mãe..?
 
Uma pessoa que conheço muito bem tem um relacionamento com uma mulher mais velha e diz-me que é só vantagens.
Ela não me encosta á parede com interrogatórios cerrados sobre o que fiz ou deixei de fazer durante o dia a quem telefonei e porque cheguei tarde a casa.
Não faz cenas de ciúmes e dramas por tudo e por nada. Está mais  ocupada em viver a vida dela do que entrar nestes joguinhos ridículos.
Mas a melhor mesmo é está: Sei lá… talvez seja das hormonas, as mulheres mais velhas atraem-me como mel..
 
E elas… o que é que vêem nos homens mais novos?
Das duas três. Um pouco de tempo bem passado e é só isso que querem, tirar uma “lasquinha” como diz uma amiga minha, então tudo bem.
Agora se o que procuram é uma relação séria, aí é que a “porca torce o rabo”….

Mas também depende das respectivas de cada uma.

Elas  com outra experiência de vida outra  sensibilidade, outros gostos, outras vivencias. Quer se queira quer não a realidade é que uma mulher depois dos quarenta vê a vida e tem outros objectivos e gostos que não tem um homem de vinte e tal, sejamos razoáveis!

Como lidar com isto? Com  a necessidade premente que eles sentem precisam de tempo e espaço para as suas odisseias (que sabemos muito bem quais são) Discotecas, sair com os amigos, dizer palavrões à vontade, beber mais uns copos, falar de futebol, carros, falar de mulheres e por vezes com elas, para não perderem o jeito… E não nos podemos esquecer do verdadeiro fetiche por horas a jogar  playstation , ginásios, horas intermináveis nos  shopping   a procurar aa calças (Y) ou as sapatilhas (X) tenham dó…!

Modo geral os homens são mais imaturos do que as mulheres ou pelo menos atingem-na muito mais tarde.
Mas é claro que nem  sempre maturidade tem a ver com a idade. Existem por ai muitas “senhoras”  a meter os pés pelas mãos, porque a  maturidade, essa  ficou esquecida lá atrás… nos 20 anos ( que ainda julgam que tem), assim como há aquelas bem mais novas  , que podem dar aulas de maturidade a muita senhora que se diz “crescida”.

Não sei se eles são  sedutores de meia tigela ou de tigela inteira...

 Uma coisa é certa, Há as que  estão conscientes e não estão nem ai… não tiram proveito ou pura e simplesmente não estão para aí viradas, porque isto de viver também convêm saber… e é preciso ter calma, não dar o corpo pela alma como canta o Abrunhosa e há as que têm noção que "mexem" com as hormonas dos mais novos utilizam estratégias e manhas ( dizem que as mulheres até fica bem) e sabem ser astutas o suficiente para os deixar de quatro! E depois, há as que não têm noção ( sim porque também as há) e levam a sua vidinha adiante como se nada fosse!
Eu tenho cá para mim que um relacionamento destes só pode ser físico…pois que mais???
Bom, eu não sei  que é que um “fedelho” pode ter de interessante?


É um mistério o que leva determinada pessoa a gostar de outra. Uma determinada mulher a interessar-se por um determinado homem. Será uma mera questão física, ou serão os comportamentos os gostos e interesses que comandam a mente o desejo e o  impulso?
 

O  que os homens mais novos vêem de mais atraente nas mulheres mais velhas é não se sentirem presos ou  a tão falada "ilusória"  experiência ,não acredito que as mulheres mais velhas tenham um desejo sexual mais apurado ou sejam verdadeiras atletas sexuais que as mais novas, o que pode haver sim, é uma forma bem mais consciente e madura de de estar e se assumir . Quanto há esperiencia...mas algum amor se compadece de experiencia? Essa velha maxima é treta!

 

 

Um dia, mais cedo ou mais tarde, e como nem tudo são rosas.. Quando a mulher ostenta muitos  anos a mais do que o seu parceiro , quantos conseguem aguentar esse "amor"..?

Elas… talvez se encantem com facilidade por um rostinho bonito, um corpinho jovem   com uma novidade, mas é só isso, penso eu de que...

Definitivamente não entendo quem tem  pachorra  para "meninos".

 

 

Moral da história: Eles ,elas...   Sei que é  fácil falar e isto é só conversa.. Mas também sei que temos de tentar ser felizes. Seja lá o que for bom para nós, é o que temos de procurar. Sejam felizes!!!


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

 

Eu não vivo sem música. E vocês?

É uma constante na minha vida em todos os momentos, acordo com música é o som do meu despertador, no carro no trabalho, ou em casa. Eu acho que a música é um alimento da alma que nos pode fazer sonhar, viajar, enfim eu adoro musica. Na minha casa desde menina sempre se ouviu muita música. . Recordo-me das músicas que habitualmente se ouvia lá em casa influencia principalmente do meu pai.

Adriano Correia de Oliveira

Pedro barroso

José Mário branco -Mudam-se Os Tempos, Mudam-se as Vontades

Zeca Afonso Traz outro amigo também Cantigas de Maio

E Alfredo Marceneiro claro, que era a voz do fado de eleição do meu pai. Acho que na altura eu sabia todas as letras de cor.

Com os meus irmãos, sim que nessa altura eu ainda era a mais nova (a ultima nasceu com 13 anos de diferença de mim) comecei a ouvir outros géneros musicais e a ganhar verdadeiro gosto pela música.

Beatles,Aretha Franklin.(foi com a minha irmã) Frank Zappa, Pink Floyd,The Tubes,Peter Gabriel, Cat Stevens, Black Sabath,e Rolling Stones,Rory Gallagher, etc etc e o mestre da guitarra :Jimi Hendrix (curiosamente nessa altura o meu irmão jogava à bola federado, começou a ir para os treinos de guitarra ao ombro, aqui entre nós jogava melhor do que tocava mas entretanto optou pela guitarra)

Depois começamos a fazer a nossa propria seleção e a gostar mais disto ou daquilo..

Nirvana, Marillion ,Dire Straits,Supertramp,Credence Clearwater Revival ,Rod Stewart foram algumas das minhas escolhas. Hoje tenho outras, claro.

E Porque existem memória que não se perdem, algumas das musicas não que hoje sejam as minhas preferidas mas que de alguma forma marcaram a minha vida neste ou naquele momento e me despertaram os sentidos. Então aqui vai:

Zéca Afonso Balada do Outono : Ela embalou a minha infância, assim como outras músicas faz-me lembrar de alguém muito especial. O meu Pai.


Earth & Fire – Weekend : Sempre que me recordo esta musica, lembro-me uma festa há muitooo tempo atrás onde conheci alguém muito especial.


Rod Stewart-I Don't Want To Talk About It: (Como gosto de todas escolho esta ) Lembra-me minha primeira paixão de adolescente, daquelas dramáticas, que quando não dá certo, agimos como se o mundo fosse acabar..


Creedence Clearwater Revival - Have You Ever Seen The Rain : Momentos muito felizes, lembro-me de todas as palavras ditas, lembro-me do refrão que cantei junto com alguém que é parte importante da minha história.



Dire Straits - Sultans of Swing: Fizemos uma viagem muito agradável e essa música tocou repetidamente durante todo trajeto e quando a escuto, lembro-me perfeitamente daquele dia.


Eagles - Hotel California: Velhos tempos:))



BB King - The Thrill is Gone( resalto esta) Um tempo bom, sem responsabilidades, sem preocupações...só amor:)


Kenny Rogers - The Gambler: Este “homem” está ligado a minha vida desde que me casei... tambem aprendi a gostar. Marca o início da minha vida em comum quando toca  associo logo a alguém muito importante na minha vida,meu amigo,companheiro, que me deu um dos meus maiores tesouros, o meu filho.



Vangelis - Chariots of Fire: Uma fase da minha vida foi embalada por essa música. O meu filho era pequeno e, enfim.


Bryan Adams - Have you ever really loved a woman : Uma semana de sonho onde fui rainha... É só fechar os olhos e escuto  lembro-me de cada pormenor.. Porque tenho a certeza que este homem canta só para mim..


 

 

Hoje tenho outras preferências mas estas músicas marcaram a minha vida. Ainda hoje me acompanham no carro o :Bryan Adams e Creedence Clearwater Revival estes ultimos são unicos e fantasticos.

 

 

Guardo religiosamente os meus velhinhos de vinil...

Adoro jazz e música clássica até os meus gatos gostam..

E fado

 

Músicas da vida... Vocês terão as vossas
 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:50


Falar de amor.

por R.Cheiros, em 19.05.08

 "Quando me dá para falar de amor alguma coisa de pouco católico se passa..."


Dizem que o amor é a linguagem universal, vence todas as barreiras, existe em todas as camadas sociais faixas etárias, credos e religiões.É mais forte que as ondas do mar, chega a todo lado, faz rir e chorar, é alegria na dor, faz sonhar o mais séptico.

E quanto tempo conseguimos estar sem falar de amor..??

Não existe o tempo quando o assunto é amor.

É tão fácil, falar de amor.. O toque que nos desperta pode ser de um filho, de um pai, de uma mãe, de um irmão ou de um amigo, ou da pessoa a quem amamos...

Falamos de amor todos os dias, e com amor.Para falar verdade o amor na minha vida faz todo o sentido não vivo sem estar apaixonada.

Um dos amores da minha vida a é minha família. Eles são os meus "amores" quem eu mais amo e que nunca irei deixar de amar .....

O amor tem assumido inúmeros significados e expressões ao longo da história. Ouvimos falar de amor nos  romances, conhecemos histórias e conhecemos pessoas que se dizem apaixonadas.

Estive a ler sobre isso e o amor não é igual para todos.

Para Freud o amor está presente em toda motivação humana; para Nietzsche o amor faz-se no “eterno retorno“, todo prazer retorna à dor; para Shakespeare todo amor termina em tragédia; para Chaplin o amor é uma das mais belas frustrações…

E para nós....???? Todos  conhecemos pelo menos uma definição de amor,não é? Quer  seja na voz do poeta por uma canção ou por um  filósofo, ele é retratado nos duelos do amor e do ódio .

Mas eu acho que existe um outro tipo de amor... Para cada um de nós existe alguém especial... Que vamos sonhando idealizando, mas será que existe o amor ideal..?

O amor físico paixão, sexo e amor tem que estar ligado ao casamento?

Ou o casamento é uma instituição em ruínas e completamente falida?

Li esta frase que faz todo o sentido: ("Quando os casamentos tinham por base os interesses, eram estáveis e duravam, pois os interesses em geral permanecem. Mas, quando as pessoas começaram a casar-se por amor, estragou-se tudo: porque o amor é por natureza instável e passageiro") Nem sempre uma paixão arrebatada resulta num casamento sólido. O amor pode ser tramado...

O amor é tão subjectivo...

Algumas vezes o amor e a paixão podem  deixar-nos tão cegos que não conseguimos ver o óbvio. Ou seja : Nem sempre conseguirei viver a vida inteira com aquela pessoa por quem nos apaixonámos um dia..

Ou crescemos juntos na mesma direcção ou..Fica na base dos interesses!

Para nós  seres humanos a felicidade é encontrada no desejo daquela figura feminina ou masculina que nos satisfará por completo, representando o fim de todo tédio e angústias; aquela pessoa que nos vai salvar de toda apatia e suprir todas nossas carências. Sonhamos com um amor incondicional, pleno, acima de todas as coisas. De repente, quando menos esperamos, os nossos olhares são atraídos para alguém que nunca tínhamos visto antes, mas pensamos que aquela pessoa não nos parece estranha. Nessa situação experimentamos os batimentos cardíacos acelerarem, alguns suam frio, experimentam o rubor e até perdemos as palavras. Nesse momento gostaríamos que o tempo parasse para que pudéssemos fitar com um olhar mais demorado cada detalhe que está causando o balançar do coração.

 

Ahhh… o amor à primeira vista. Será?

 

Ai ai o amor...Que seja eterno enquanto dure!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:23


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds