Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O SONHO DE SÓCRATES

por R.Cheiros, em 11.10.10

Sócrates está na cama com a namorada.... a dormir ... Mas a sonhar.

Sonhava que tinha ficado pobre, muito pobre... fala alto e diz:

 

- Tou teso!... Tou teso!!!!"

 

A namorada, acorda, ouve, apalpa, e irritada, reclama:

 

- Porra, que até a dormir és mentiroso...!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:44


Quase uma letra de samba

por R.Cheiros, em 07.10.10

Há dias e dias...
Acordo, respirar fundo, e digo cá para comigo :

Hoje vou esperar que o tempo me indique o momento certo ou errado para abrir a boca, vou alinhar as ideias, usar a cabeça e por um dia deixar o coração de parte.
Ok, sei que tenho que aprender a ouvir e não responder de rajada, a falar sem dizer mais do que devo, a mostrar o meu ponto de vista  sem cobrar ou reclamar.
Dizer tudo o tenho para dizer, e principalmente não ter medo de dizer não....

Pois, há dias e dias...
Dez da manhã e sinto-me como se tivesse enfiado sumo de limão azedo goela abaixo ao pequeno almoço...

Não consigo deixar de rebater nenhuma ideia, nenhum pormenor, bater com a mão em cima da mesa para que não restem dúvidas e não duvidem nunca do que estou a dizer/fazer.

Por momentos cai a ficha e sentimo-nos completamente lúcidos .
Ás vezes sinto dúvidas sobre o que realmente sou como pessoa.... 
Optimista, ou pessimista, bem-disposta, mal disposta, verdadeira ou falsa... na medida que não consigo dizer não, e também algumas  verdades ...

Dizem os filósofos que a verdade nunca é injusta; pode magoar, mas não deixa ferida.
E   eu digo que não existe uma única verdade que seja (um )só  o seu detentor, pode mudar consoante o ponto de vista....

Tenho  dias que acredito que sim, que talvez daqui a uns anitos possa ser uma pessoa normal e menos stressada.
Ainda não é hoje, a verdade é que me sinto uma cabra arrogante prepotente,uma convencida e cheia de si...perversa e traidora, uma serpente do mal... ( Cristo, isto parece a letra de um samba)

Nem sempre as verdades são para se dizer, por vezes fica uma sensação de vazio, um amargo de boca ... 

Um dia ainda vou aprender, que não podemos esperar dos outros mais do que podem dar... Não podemos crer, no  alto do nosso egoísmo que sejam feitos há nossa imagem e semelhança...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:54


” O vigarista do ano”

por R.Cheiros, em 09.03.09

 Existem coisa que ainda me surpreendem…. Ou talvez não.
Ontem, na estrada que liga a rotunda do ramalhão ao centro da vila em Sintra, ia um tipo a conduzir um carro e no lugar do pendura ia outro com a mão de forra a puxar um pobre dum burro preso com uma corda. (depois disto..)fico a pensar se a inteligência do fulano não é menor que a do asno.

 

Gosto de cinema! É uma das coisas onde me dá prazer gastar uns euros  em filmes e guardo-os religiosamente a par dos cds de música e dos livros, é sempre bom recordar. Ontem foi um desses dias, voltei a ver” O vigarista do ano”
Quer se queira quer não, embora o filme seja de 2006 é um tema sempre actual…!
Vigaristas, oportunistas, malandros, artista da confiança, em suma , pessoas que tem na ponta da língua a canção do bandido.


Então  a  história é mais ou menos  assim:
“Um ambicioso escritor vende a uma editora a autobiografia de um milionário sem jamais tê-lo conhecido”.
O vigarista do ano é o nome do filme. Hughes é um milionário, vive recluso e há quinze anos não fala com a imprensa.
Apesar de talentoso para (inventar) histórias, Clifford Irving nunca obteve sucesso com seus livros.
O “esperto” e narcisista anuncia que está a escrever o livro do século. O Vigarista do Ano diz ter sido contratado pelo milionário recluso Howard Hughes para escrever a sua autobiografia. Falsifica documentos e com um grande trabalho de pesquisas, consegue enganar os editores, e a imprensa.
É tudo uma grande mentira: O vigarista vai entrando cada vez mais em suas próprias mentiras. Mente aos amigos, à mulher, mente tanto e com tanta convicção que chega a mente a si próprio e acredita nas próprias mentiras.
(Este filme é baseado em factos reais)

 

Mas aqui entre nós casos destes mas com contornos ligeiramente diferentes existem a rodos no dia a dia.   Digo eu…
Dizem que tenho mau feitio (embora eu não concorde nada) mas digam-me cá, um dos grandes exemplos de falta de honestidade e de oportunismo flagrante não é o modo como o estado trata os cidadãos?  


 Não, não vou entrar por temas complicados e dizer que o estado é um péssimo pagador, por outras palavras um grande caloteiro!

Também não vale a pena falar no ( IVA)… que deveria ser cobrado pelo “fisco” após boa cobrança . Mas não. É pago no acto da facturação! Agora imaginem a capacidade financeira que tem que ter uma empresa para suportar os atrasos do próprio estado que consegui acumular factura em atraso de cerca de 2 anos.

Mas deixa-me estar calada…

Já há quem diga que mulheres falam mais que os  homens, pois bem, se falamos bastante é porque queremos ser ouvidas, mas ouvidas com atenção.

 

Parece que o que seria natural e ficava bem era falar de rendas e bordados, ponto de cruz . E agora agora  entra a minha linha de  sedução e desenrola-se  suave do elogio  a mim própria...Esta sem dúvida é a parte que eu mais  gosto..! ( e não é para me gabar, mas até sou bem prendada)  ou quem sabe de culinária. Mas lamento informar mas não tenho nem pachorra nem é essa a inclinação da dona deste blogue.
Assim como assim que me perdoem os que não gostas. Tem bom remédio ainda estão só a meio do post, olha vão embora…

 

 Portanto vou  continuar no tema inicial, os vigaristas.
Sim, sim, tudo bem, eu sei que  algumas coisas podem parecer tretas, muitas vezes pouco sentidas, porque de tanto ouvir-mos falar delas as tantas já não fazem moça… 

 

 E foi precisamente este filme  ( O vigarista do ano) que me deu o  mote para este post sobre a desonestidade das pessoas.
Até porque como disse lá atrás é um tema que não passa de moda e quer se queira quer não nem que seja uma vez na vida, todos sem excepção, acabamos por nos cruzar com uma “encomenda” destas.

Sobre pessoas vigaristas, desonestas e oportunistas. Sim, porque as há e muitas. Eu  por exemplo na minha vida profissional poderia fazer uma lista de alguns aldrabões “profissionais” que faria chorar as pedras da calçada…

Bom,  mas deixamos lá as pedras ou daqui a bocado quem chora sou eu a lembrar-me destes “energúmenos”.
Também vivemos num pais de impunidade ( ou não havia cadeia para tanta gente) onde está mais do que visto que só os desonestos é que recebem os louros!


Mas existem vários tipos de vigaristas…

 Alguns, mentem com tanta convicção que delirantemente pensam que é verdade  e passam  a viver da mentira criam uma vida de “ficção” (acreditam que são na realidade aquilo que imaginam nos seus delírios) e fazem como objectivo de vida viver de esquemas e cambalachos . Enfim, uma total falsidade, repleta de falta de originalidade, aliada a publicidade enganosa.
Publicidade enganosa, que todos nós sabemos pode ser conseguida com o  o poder do marketing…
Mas na hora do vamos ver nem tudo o que parece é…
É mais ou menos ainda que mal “acomparado” a gente marcar um encontro com o Jorge Clooney e aparecer-nos os Shrek… Tão a ver???

 

 O Vigaristas tentam valer-se da mentira para ganhar  dinheiro ou qualquer outro proveito  enganando as pessoas. Porque normalmente as suas “vitimas” são arredadas em teias de falsa imagem( imaginem a imagem lá de trás.. )
 As mentiras que eles contam e as encenações que criam podem levar as pessoas  mais incautas na sua boa “fé “ a deixar-se levar… A publicidade enganosa é, de facto, algo estupendo! No caso do Shrek a única coisa que o safa é ser verde:)

Mas qual é de facto a aparência dos vigaristas? Ou a que dizem ser…Ao contrário do que se possa pensar nem sempre é um “personagem” sombrio. ( isso só ao vivo).
 Pelo contrário, podem ser encantadores, bastante charmosos e persuasivos e sempre espertos ao assumir a aparência que mais lhes convêm e que a situação exige. Desengane-se quem pensa que é uma característica masculina.. Nada disso muitas das vezes trabalham em grupo podem ser uma gangs muito bom organizada .

 

Nem sempre é fácil consegue identificar um vigarista há primeira… Existe  quem se considere  muito esperto, mas mesmos esses se agirem de boa fé , em uma altura da vida ou em outra acabam por se cruzar com este tipo de gente.  Não é à toa que a origens da palavra vigarista, que em inglês, "con-artist" não é nada mais que a abreviação de  “artista da confiança”

Todos nós temos o nosso lado intuitivo, é ou não é? Principalmente as mulheres… acreditem ou não o sexto sentido existe. 


 E  instintivamente existe sempre  um pormenor ou outro que nos diz para não confiar em determinada pessoa. Mas  como também somos teimosas, algumas das  vezes acabamos por dar um credito que confiança… tipo: esperar para ver …

Muita gente não entende isto, principalmente no mundo dos negócios, mas  eu acho  a honestidade das pessoas é algo importante e deve ser conservada na sua forma mais pura.   ( é o tal lado de criança que todos devemos conservar)
E nem sempre se está preparado para lidar com vigaristas… Acreditamos que os outros são como nós. Não  que eu tenha alguma coisa contar o Shrek, não, não tenho.
Mas este tipo de gente dedica a vida a planear golpes…dá-me nos nervos…

E no  final são uns pobres coitados que os únicos que os seguem são os credores e alguém mais afoito que lhe queira fazer a folha..
 
Até para se ser vigarista têm que se ser bom!.quando alguém se propõe a fazer alguma coisa o mínimo que deve fazer é ser o melhor..


 Mesmo os melhores só podem continuar até o momento em que as pessoas começarem a suspeitar… O bichinho da desconfiança é tramado.. Não existe nada mais poderoso que a verdade e a honestidade..  O conto do vigário não dura para sempre…!

Depois podemos vê-los … A começar de novo, novos esquemas novos golpes à procura do próximo incauto a ver se tem mais resultado do que com o ultimo.
A moral destas “pessoas” é uma coisa inexplicável, própria de quem pretende de quem já perdeu tudo… não tem um único valor.

Existem por todo o lado..Uns com mais “inteligência” outros menos… ( que não contam com a perspicácia, inteligência e intuição do outro)por vezes o lobo disfarça-se de cordeiro...  Até aqui pela net…

Não tenham duvidas!  Não sou só eu que vejo as ‘tangas’ que circulam pela Internet, pois todas as pessoas de bom senso o conseguem ver, ou não??
 Basta quererem!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:22


Há muitas maneiras de matar pulgas

por R.Cheiros, em 27.02.09

 

Que é o mesmo que dizer: há muitas maneiras de esfolar gatos( pobres gatos que eu adoro-os e tenho dois que são um encanto)

 

Existem vários tipos de pessoas, certo? E dentro dessa enorme variedade de pessoas diferentes (são as diferenças que não tornas únicos) hoje apetece-me divagar sobre três  tipos, “espertos os  inteligentes e pessoas de bem”.Não, definitivamente não é a mesma coisa, podem apostar.

 

Não há muito tempo, e depois de um resultado pouco favorável sobre um negocio (isto profissionalmente falando) ouve uma voz que se levantou e disse: quem sabe na próxima… sabe, o mundo é dos espertos.! Pois não é que fiquei a magicar nisto… e tenho reflectido bastante sobre o real significado da coisa…

 

Evidentemente que para quem é honesto nem sempre é fácil lidar com os espertos . Por norma o “xico esperto” têm tendência a dourar a pílula. As situações com eles nunca são reais, são criativos de forma a tornar as situações parecer mais encantadoras do que na realidade o são, regem-se pelo facilitismo criando situações vistosas e fáceis aos olhos de quem as vê, enquanto a realidade é dura nua e crua. Chegam a ser mentirosos compulsivos que de tanto mentir acreditam nas suas próprias mentiras.

 

Já me passou pela cabeça até que ponto eu não deveria ser “esperta” também. Ora, se o mundo é dos espertos e se todos sem excepção procuramos o mesmo, embora alguns o neguem… sucesso profissional, estabilidade financeira e pessoal, qualidade de vida, amor, felicidade blá blá blá e muitos etcs..  Há que saber jogar e criar situações é ou não é? E para isso basta ser esperto… nem que se tenha que fingir acontecimentos, sentimentos, viver de expedientes, ser actor… afinal a vida dizem… é uma enorme palco. O que acontece é que quando se quer ser actor convêm  que se seja profissional à seria ,e os espertos por norma são amadores…

 

Porra , a fazer ao menos que façam bem feito, é ou não é? A esperteza dá uma euforia de segurança que os faz sentir intocáveis e protegidos mas vão deixando atrás de si um rastro por onde pegar dai a puxar a ponta da linha é fácil fácil.

 

Lidar com a inteligência é um bocadinho mais difícil… até porque se parte de um pressuposto que uma pessoa inteligente ( que também pode ser “esperto”)  quando faz, faz bem feito ,ponderando os prós e os contras avalia situações calcula as margem de erros e nunca, mas nunca, deixa pontas desatadas que possam ser puxadas e deixar que se chegue ao fundo da meada ( ou no novelo ) depende das circunstancias.

 

Existe coisinha pior que um esperto básico?

 

A mim pessoalmente irrita-me a estupidez , se querem ser ” xicos espertos” ao menos que sejam inteligentes para que não sejam facilmente desmascarados e passem a  ser motivo de piada, isso é básico… é o mínimo que se pode exigir de algumas aventesmas que por ai habitam..

 

E no meio disto tudo onde é que entram as pessoas de bem ( que actuam de boa fé)..?

Simplesmente seguem a vida dentro dos princípios que acreditam tentando não passar por cima de ninguém. Há… mas algumas vezes tem assim uns rasgos de (inteligência e de esperteza) e deixam por terra com uma facilidade incrível os planos mirabolantes dos espertos “desta vida”.  Até chega a ser divertido..

 


E o tipo que falei lá em cima… que me disse que a vida era dos espertos, esqueceu-se de acrescentar: A vida é dos espertos sim, mas com  dois palmos de testa e alguma inteligência.

 

Um dia da caça outro caçado…

Que é o mesmo que dizer um dia ou espertos outros os inteligentes e o amanhã quem sabe…
 

PS: A melhor forma de matar pulgas não é à "chapada" ainda existe o pó (DDT) vá lá sejam espertos mas inteligentes..!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:33

 Sempre gostei de imaginar o que leva as pessoas a fazer determinado tipo de coisas, algumas completamente disparatadas, pelo menos no meu ponto de vista é um dos meus “prazeres”, olhar para os outros e imaginar porque fazem isto ou aquilo, vicios quem não os tem...

A imaginação do ser humano não tem limites e facilmente se confunde com o que vivemos. As vezes coisas banais, “manias” do dia a dia dão imenso prazer.

 

Tenho sempre o despertador adiantado 15 minutos! É das coisas que melhor me sabe e mais prazer me dá aqueles 15 minutinhos de ronha,..Nem acordada nem a dormir  dá para enroscar, esticar a mão..  

E nem sempre grandes loucuras ou coisas proibidas são as que nos dão mais prazer.

Por exemplo: tenho um amigo meu que não veste roupa interior, segundo ele sente-se apertado e que nada lhe dá mais prazer do que se sentir solto..

Duas coisas que deviam estar obrigatoriamente ligadas, o sexo e o prazer . Um sem o outro perde a graça... mas aliados a uma boa dose de imaginação a coisa fica bem mais interessante.. Bastam pequenos gestos um pormenor aqui e ali e tudo fica bem mais engraçado.

 

A Maria uma amiga de longa data ,solteirona convicta, teve durante largos meses um caso com um tipo que lhe pedia para ela pôr colares e fios de cada vez que dormiam juntos. O mais engraçado é que ela habitualmente não usa esse tipo de adornos. O facto de ela usar colares era com toda a certeza um fetiche dele . Segundo ela a “coisa “dava-se com tanto prazer que ela começou a investir em todo o tipo de fios ,colares e gargantilhas que encontrava.

Salvem-se os anéis fiquem os dedos... O tipo já foi, mas ela ficou com uma belíssima colecção de bijutaria.

 

Prazer é sentir uma sensação de bem-estar. E cada vez mais existem novos conceitos de prazer não acreditam???

Então reparem nestas novas formas de prazer..que nos quer impingir a publicidade:

 

 (Um jovem casal funde-se num apaixonante “linguado”.Ele não sabe que ela, pelo cantinho do olho, não afasta o olhar de um carro que passa na estrada e vai avançando em simultâneo com o seu intercâmbio salivar. Acabado o beijo, ele pergunta «gostas-te?» e ela, enquanto observa melancólica como o veiculo se afasta, responde com um fundo suspiro: «Muito») prazer pelo carro, mas adiante..

 

(uma mulher jovem bonita de olhos vendados suspira enquanto o namorado coloca iogurte na barriga, tira venda e vira-se para o objecto do seu prazer... , o namorado? Qual que esse fica sem segundo plano o iogurte é o eleito.)

 

(Cláudia Schiffer desce uma escada.Solta o cabelo, tira o casaco, a saia, a camisa, mostra-nos um deslumbrante conjunto de lingerie bordada e entrega-se ao... seu Citroën, que acontece ser o destinatário do sugestivo striptease.) e que tal...?

A menos que alguma desesperada pense fazê-lo com a alavanca de mudanças do seu automóvel, que pelo menos não necessita de pastilhas para se manter erecta 24 horas por dia.

Mas honestamente não penso que existem alguma loucas que transformem essa fantasia em realidade!

 

Já para não falar neste novo conceito do prazer em ser mulher..

Pela rua passeia uma rapariga muito bonita que está com o período que se sente tão feliz e tão em órbita que cumprimenta na rua um mimo(sim um mimo!)

Já viram alguém que na posse das suas faculdades mentais, se envolva com mimos?.

E isso acontece porque graças ao novo Ausonia , está encantada por ser mulher.

 

Diz uma amiga minha: (-Não sei o que se passa com as outras, mas eu quando me sinto “mulher-mulher” biologicamente falando, fico com um humor alto lá com ele, e também me dói o corpo todo e o máximo que consegui de um penso higiénico foi que não se desloque muito e não repasse (e essa coisa de cheirar como as nuvens) não a consegui até agora.

Será que o novo ausónia tem incorporado uma substancia revolucionaria que ao misturar-se com o fluxo sanguíneo, produz uma sensação de euforia e bem-estar geral que toca as raias da imbecilidade total?)

Eu ainda prefiro outro tipo de prazeres que não estes da publicidade..

 

Com colares ou com qualquer outro adorno, na janela, na casa de banho , no chão, no banco do carro, em sitios públicos com ou sem musica etc,etc. Todos tem direito aos seus pequenos prazeres ou fetiches como lhe quiserem chamar, desde que claro está não interfira com os outros.

 

Eu acho que o prazer é uma resposta do organismo ou da mente e ter uma vida com prazer é a melhor forma de viver bem, e a melhor forma de o fazer é que os outros nos tragam prazer e termos o prazer de retribuirão não é ?

 

Normalmente relacionamos a palavra prazer com (desejo /sexo/físico)

que dizem alguns é o supremo prazer e o orgasmo  é o ápice numa relação sexual.

Mas quando o orgasmo é encarado com o objectivo máximo de uma relação sexual, não parece que tudo aquilo que podia ser muito bom, tende a ser esquecido??

 

Divirto-me com a história do ponto (G) porque se preocupam tanto em achar esse tal ponto (G) ?

E vá lá...não se se chateiem se não o encontrarem, o melhor mesmo é concentrarem-se em outras coisas mais importantes... É que Ponto G não existe..! Ou melhor, ele pode existir sim, mas não na vagina – e sim na cabeça de algumas pessoas, o tal (pontinho) é menos importante que outras partes do corpo , como a  barriga, pernas, rabo, coxas, mamilos etc?

Deixem-se de tentar inventar o que não existe e concentrem-se na realidade. De certeza abriram caminhos para mais prazer e mais orgasmos.

 

Existem tantos prazeres estranhos ou talvez não... Ainda vou voltar a falar sobre isso com tempo..

Para mim um verdadeiro prazer é escrever estas "patacoadas" no blogue. Não tanto como a fazer sexo, mas de certeza que com muito mais gargalhadas.

Já não é a primeira vez que o meu filho ma pergunta: Vês muito esse blogue, por algum motivo especial?? Dá-me um estranho prazer pisar o risco saber que pode descobrir que é meu a qualquer momento. Já o "meu mais que tudo" o computador serve exclusivamente para trabalhar, mas também já disse : Deves ter ai algum filme comico... O tempo que passas a rir para esse computador. Não que tenha algo a esconder, mas é um prazer ter um "segredo" só meu.

 

Todos sem excepção têm vícios privados e  públicas virtudes ou não..?

Hipócritas mas não tanto..!

 

O que é para vocês um prazer???

Alguém quer arriscar....!!!!?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:10


Pedaço de mau caminho (só conversa)

por R.Cheiros, em 17.12.08

“Bem! Tu  viste o pedaço de mau caminho que acabou de entrar?”, perguntou minha amiga Fátima, quase a engasgar-se com o café  que acabara de pedir.
 
“E tu achas que eu sou mulher de perder uma coisa dessas?”, respondi, sem tirar os olhos do moreno , género casual chique, cabelo negro que acabara de entrar.
 
“Sou tarada por homem de calça de couro preta. E olha que rabo ele tem...”

Obviamente, eu já tinha dado uma boa olhada no rabo  dele. Só que... “Estás cega, Fátima? O homem está de jeans.”
 
“Como, jeans? Espera lá: de que homem é que tu estás a falar?”
O deus grego que acabava de entrar, a umas três mesas de distância, de modo que pude fazer uma bela e detalhada descrição: “Aquele viking ali, barba meio por fazer, olhos azuis, quase cinza...”

 

“Não, o que eu digo  é o morenão do outro lado do balcão.  tipo latino caliente, parecido com o António Banderas.”
 
“Ah, aquele... Também é interessantíssimo. Mas podes ficar com ele todinho para ti.”
 
“Bem que eu queria”, suspirou a minha amiga, enquanto os objectos do nosso desejo se afastavam.

 

Os homens são tão sortudos! (E, desculpem, queridos, mas tão sem imaginação!) Enquanto eles tem como o seu tipo de mulher ideal um determinado padrão de beleza de que todos gostam, magras, belas e esbeltas nós, ao contrário, achamos a maior graça em “quase” todos eles, não importa o tipo.
 
A maior prova disso sempre ouvimos os homens dizer, o meu tipo de mulher é assim ou assado e sempre boazona de preferência. 


 Já nós mulheres em compensação...

É difícil definir o nosso tipo de homem. Pode ser o grande e cheio de músculos, ar perigoso; pode ser o sensível meio intelectual de olhar carente. O baixinho que passa despercebido. O certo é que se ele provocar uma reacção química...


A adrenalina enlouquece. A vontade é agarrar o desgraçado e leva-lo para algum lugar, qualquer lugar. E o Adónis que nos faz perder o eixo não tem necessariamente nada a ver com a beleza clássica do Adónis de verdade; muitas vezes, não tem nada a ver sequer com beleza.


Um jeito de olhar, um sorriso, o cabelo, um gesto de mãos..  Ou seja, há um sentimento que beira o êxtase espiritual quando olhamos para um homem bonito, mas alguns tipos de beleza são só para consumo externo. A diferença, desculpem o cliché, está no íntimo!

 

“Queres outro café?”
 
Fátima, que de parva não tem nada, percebeu imediatamente a segunda intenção por trás da minha gentileza. Do balcão, a “vista” era bem melhor do que ali da nossa mesa. E lá fomos nós procurar uma posição estratégica -- isto é, que me deixasse de frente para o meu deus deus grego. O homem era mesmo um escândalo de sensualidade. . Tinha até um buraquinho no queixo, o bandido.
 
“Ele é a cara do Juanes”, comentou a Fátima. Ela tinha razão: realmente ele lembrava o Juanes o cantar ,que é lindo de morrer.

 

“Aposto que é músico também”.
“Será?”, suspirei.
“Vai lá e pergunta!”, desafiou-me.
“Nem pensar!”
“Por que não? O que tem demais, olha que tinha graça?”
 
 A Fátima ainda me tentava convencer quando o “António Banderas” se “pendurou” nos nossos pescoços. “As meninas estão sozinhas?” O jeito ordinarote e o bafo de bebida foram suficientes para quebrar qualquer resquício de encanto. Um desastre completo
 
“Não, estamos uma com a outra, obrigada”, respondeu a Fátima, já totalmente esquecida do fascínio da calça de couro preta e pronta a protestar  se o homem insistisse em se sentar connosco. Felizmente, o Banderas não estava sóbrio suficiente para insistir.
“tens a  certeza de que preciso explicar o que tem de mais?”, brinquei.

 

Confesso que sou adepta fervorosa de olhar pelo prazer de olhar. O fato de ficar com os pneus arriados pela aparência de um sujeito não significa que queira levá-lo para casa. Na minha opinião, a graça está em admirar... E ficar imaginando coisas. Para que me decepcionar? Para que correr o risco de descobrir que o homem é gay? Ou que nunca leu, nem sequer um livro do Patinhas? O bom deste “ flirt” que acontece por acaso é que a gente pode projectar no "deus grego" todas as qualidades que gostaria que ele tivesse. Mas não há a menor necessidade de o comprovar  na vida real.

 

A experiência de vida já me ensinou que nem tudo o que parece é...  A beleza é muito subjectiva... Não podemos ter certeza de que um sujeito é mesmo bonito antes de conhecê-lo. Só aí o maxilar quadrado, o olhar penetrante, o sorriso misterioso, ganham sentido. É o tipo de beleza que só se vê de perto. Aliás, bem de pertinho.

 

Depois de a Fátima me dar boleia até em casa, fiquei horas e horas deitada na cama sem conseguir dormir, lembrando o grand finale daquela noite. Por momentos levantei-me, fui até à loja de música que existia dentro do café,  aproveitar  para ver os Cds  . De repente senti uma presença ao meu lado um perfume agreste de homem. E, no mesmo segundo soube que era ele.
 
Ficamos algum tempo em silêncio, mas eu ia morrer se não ouvisse a voz dele. “Não consigo encontrar nenhum  CD do Perry Blake. Consegue vê-lo?”, tentei parecer o mais natural possível. “Acabei de ver Have You Ever Really Loved A Woman?. Garanto que é das música que você mais gosta.” Com essa observação, ele subiu no mais alto degrau do meu pódio particular de homens interessantíssimos. Conversamos mais um pouco sobre nossos gostos musicais, escolhemos alguns temas e, quando me preparava para voltar à mesa, ele olhou-me bem dentro dos olhos (que, por sinal, não eram azuis, eram verdes), e disse:

 

“A gente já não se encontrou antes? Tenho a impressão de que a conheço .”
“Também tenho, mas não me lembro de onde”. A essa altura eu estava a ponto de ter uma coisa.
“Tudo bem, tenho certeza de que nos vamos encontrar outras vezes. Você vem sempre aqui?”
“Hum-hum...”, já nem falei porque estava a mentir descaradamente!
“Não me disse seu nome”
“Lúcia” Não sei por que menti.
“O meu é António. Tchau, Lúcia”.
“Tchau.” Dei o maior sorriso de que fui capaz, virei as costas e voltei para a minha mesa, esforçando-me para não tropeçar nas nuvens.

 

Sabem aquela coisa que eu disse sobre muitos interessantes e lindos serem gays e burros? Não é preciso levar tããããooo ao pé da letra. Sempre que possível, dê-lhes uma chance. No fundo, todos merecem ser levados para a cama, como eu fiz com  o António naquela noite...

Em sonhos, é verdade!

 

Esta é uma história é completamente assexuada... De sexo não tem nada. Um momento zen diário...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:03


Vamos falar de sexo? daquele real!!!

por R.Cheiros, em 15.10.08

 

 

Imaginem que hoje os “levo” convido  para a cama!!!
Então é melhor que se comecem a despir de preconceitos  e  pudores; pois nós vamos já direitos ao ponto... Não, não é o “G” ainda..

Calma....afinal de contas ainda só estamos nos preliminares…

 

Quarenta e alguns anos atrás, uma revolução varreu o mundo. Foi uma geração de mudança, que marcou uma época. Nem para melhor nem para pior, diferente. Surgiram novos movimentos, politica, música, vestuário tudo mudou. Principalmente mentalidades. (que é o mais difícil de mudar)

 

Eu não sei se foram os meios de comunicação social se foi a abertura ao exterior ou o surgimento da pílula anticoncepcional.
O comportamento sexual derrubou tabus, toda a rebeldia dos anos 60 explode em várias partes do mundo e põe em causa o ensino e a cultura em diversos aspectos, como a sexualidade, os costumes, a moral e a estética. Para as mulheres, o surgimento da pílula anticoncepcional, no início da década, foi responsável por um comportamento sexual feminino mais liberal.

 

Hoje toda a gente  fala de sexo abertamente.


Na TV, nos jornais, nos blogues e em qualquer revista cor de rosa… Já para não falar  das ditas revistas especializadas sobre o assunto.  Qualquer revista tem para oferecer aos leitores um truque, uma dica ou uma “mapa “ é sério. E logo a seguir quilómetros de explicações, dicas, recomendações, receitas infalíveis de como levar há loucura ou por  qualquer mulher ou homem nas nuvens (só técnica) quilómetros de prazer!!!  Basta abrir qualquer revista feminina ou masculina, que também as há.... Lá estão eles: os pontos G, W,Y,X, o alfabeto inteiro. Com já escrevi lá atrás, com tanto truque e dica um dia destes sexo só com GPS .Atingimos a maior revolução entre os lençóis alguma vez vista.
Mas na intimidade das quatro paredes, a coisa é mesmo assim, é tanto como se conta... ou bem diferente?

 

Que o sexo começa na cabeça (sim cabeça, a que têm   massa cefálica) já todos nós sabemos. E começo a perceber que a cabecinha de alguns ando bastante “desarrumada” Hoje os comportamentos de certas pessoas deixa-me a pensar se realmente a vida delas é uma aventura sexual e não fazem mais nada… ou são frustrados ,ou  bons contadores de história de cueca.... Ou se afinal há por ai mais gente formada em sexologia do que se pensa... ( pois ele é tanta oferta de como fazer bom sexo..) 
Ora vamos lá ver, o sexo vende! Mas é claro que vende… (não estou a falar das ou dos profissionais do sexo) mas das tais revistas programas de TV  e até dos blogues… é certo e sabido que um post que fale de sexo o cantador, upa upa ele é visitas que nunca mais acaba. Mas adiante…que isso agora não interessa nada. Falava eu de comportamentos. 

 

Falar sobre sexo é hoje em dia a coisa mais comum.
Mas serão reais todos estes textos das revistas (e não só) e todas estas aventuras e performances que se vão contando por aqui e por ali? As mulheres devem de ser assim e assado, os homens devem proceder da maneira Y ou do modo W ? E então os homens não satisfazem as mulheres? E as pobres ficam frustradas..? Ai ai ai, começo a achar que esta gente devia trocar de parceiro que anda muito mal servido... Ou quiçá fazer mais investigação de campo.... E esta historieta dos testes para descobrir o melhor parceiro ou o mais compatível na cama? Ou as dicas para alimentar uma relação, etc,etc?

 

E os contadores destas tripecias e fascinantes aventuras  “grandes conhecedores de causa” onde tudo é bonito e perfeito… Onde tudo encaixa na perfeição… e nos  dão dicas para os maus desempenhos sexuais, será que estão a contar a história toda e a ser realistas?

Pois eu acho que não, e até acho que é tudo uma grandessíssima treta!
Ele é ponto G  que aqui entre nós só existe na cabeça de alguns iluminados ele é orgasmos múltiplos, ele é fazer o pino o triplo mortal, kama sutra  e o que mais se lembrar  a nossa imaginação. Mas a  realidade é uma só. Sexo não tem tácticas, não tem receitas infalíveis nem precisa de GPS, sexo depende da fase da vida em que estamos, da idade e até das prioridades que temos… das nossas relações afectivas. E principalmente do nosso “tempo” com o nosso parceiro. Vem agora dar-me lições de como deveria ser ou o que supostamente eu gosto...

Tenham juízo!

 

A realidade é sempre diferente da imaginação...:) 
As vezes chego a sentir-me anormal … E eu a pensar que tinha a minha sexualidade resolvida e vai-se a  ver devo ser  um totó que se calhar anda a perder as coisas boas da vida...

(é que tenho lido e vejo por ai tanto "filme" e não  me imagino personagem em nenhum deles)

 

Sexo é bom, e sem ele, a raça humana não existiria.

Isto até pode parece um tanto frio insensível e nada romântico mas é a  constatação, de um  facto. O que nós queremos mesmo no final das contas é uma boa noite (ou dia)  de sexo. Então esta na hora encarar essa questão de frente (ou de trás.. ou de lado… ou…)!!!"cada um sabe de si" O sexo pode até não ser a coisa mais importante da vida, mas certamente ele é algo indispensável para viver. Mas também não o concebo sem amor.

 

Mas nós mulheres “comuns” não vivemos por ai em orgasmos constantes  nem todas as noites são de sexo “selvagem” e isso não faz de nós frígidas ou habituais inventoras de dor de cabeça.

 

Também sabemos que o  sexo  liberando o corpo e a alma,  que afecta as células cerebrais ligadas ao humor, a resistência à dor e ao estresse; sem falar que ele é responsável pelo uma das maiores  sensação  de prazer. E também sabemos numa boa queca se pode perder-se mais de 100 calorias;  estimula vários  músculos,  abdómen, nádegas, pernas etc., dependendo da criatividade e da disposição de cada casal Sem falar que  aceleração a circulação sanguínea e combater um dos maiores terrores das mulheres: a celulite. Ora toma:)

 

Mas por muito originais e multifacetadas que sejamos.. Existe sempre um mas...Ele é roupa para tratar, o jantar para fazer, os filhos... , o trabalho fora de cada sabe deus até que horas… cansaço, a maldita rotina e muitos etcs
Cabe-nos a nós investir, renovar e é o que vamos fazendo, não é meninas?

Mas a verdade é que realidade é muito menos estimulante do que o sonho e muitas vezes as aventuras sexuais de um casal no dia a dia ficam-se por uma rapidinha ou um beijo de boa noite.( o resto guardamos para o fim de semana) O resto que se conta é “muita parra e pouca uva” Cuidado sonhar é bom, mas viver a sonhar pode ser perigoso!

 

E já agora, para todos os atletas sexuais que por ai andam… já se perguntaram como é que está a vossa vida sexual?

Ah.. pois é.. !!! Mas já agora uma dica : Nesta área, é melhor não mentirem a vocês próprios :) procurem as respostas junto dos vossos parceiros (as); pois o sexo não é só a saciar o corpo  e a   busca do prazer  por prazer. Ele está directamente associado à qualidade de vida e à saúde e ao amor.... tambem constrói uma relação.

É óbvio que é só o que eu penso... Não falo por ninguém...afinal não sou especialista em nada nem expert em coisa nenhuma .. Mas podemos ir trocar umas ideias ;)

 

Mas agora chega de conversa, e blá blá blá ,desliguem lá  a porcaria do computador e corram para os vossos (...) porque afinal, não existe nada melhor do que uma boa secção de sexo fora de horas!!!

Nunca se esqueçam do preservativo. A responsabilidade é a dois

Eu por mim vou aproveitar para beber um café e  trabalhar... 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:20


"A internet é um baile de mascaras"

por R.Cheiros, em 12.09.08

O Internet é uma ferramenta excelente mas convêm recordar que a mente é a ferramenta mais valiosa imaginável.
É tão óbvio que às vezes me esqueço me esqueço que este espaço é publico.. Escrevo e publico antes de pensar que de facto se calhar há coisas que não deveria publicar, por mais telenovelescas que possam parecer, Coisas sem interesse nenhum que a única pessoa a quem interessa são a mim. Mas  isto é  uma coisa pública ,logo leva-me a ter alguns cuidados tanto na linguagem como no tratamento com os outros. O blogue é meu, ora nem mais mas também sei que a minha liberdade acaba onde a do “outro” .

 

Não é difícil é apenas um modo de estar na vida e são regras básicas de educação.
Já dizia a minha mãe que sempre foi uma mulher sábia que na vida todos estamos saber estar é que já não é para todos.


A gente até tem inspiração para isto e muito mais, mas depois vai-se a ver a realidade nua e crua vem lembrar-nos que alto lá e pára o baile porque quem lê pode não acha piada aos nossos esticanços e pumba, levamos com cada “e-mail” e comentário na cabeça que às vezes até é difícil lembrarmo-nos que é preciso mantê-la sempre erguida e em cima!
Só lamento e tenho pena que 99% dos infelizes que deixam estes brilhantes comentários e e-mails sejam uns cobardezitos que deixam estas postas de pescada anonimamente.


 Eu por mim vou continuar a escrever o que me der na real gana (dentro de que acho correcto) se me arrepender logo se vê. Ninguém é obrigado a gostar muito menos a ler..

É pena, mas a vida é mesmo assim.( e não fui eu que a fiz)


"A internet é um baile de mascaras. Desejos, conquista ou desilusão..."

 

Retirei esta frase da máxima aqui há uns dias...uns concordam outros talvez não mas isso também agora não interessa nada. Eu diria então que é um baile de máscaras, metáforas, mentiras, mentirinhas, grandes petas, e muita ignorância e falta de educação, tudo isto debaixo de um anonimato que a internet nos permite.

 

Vivemos numa sociedade capitalista, desigual, gananciosa, consumista e individualista. Esta sociedade oferecemos a todos os mesmos ideais de sucesso, de beleza e de consumo, porém dá a poucos condições materiais de concretizá-los. Por vezes, resta a cada um de nós buscar a satisfação de seus anseios, desejos, no sonho.
(disse bem: no sonho)


Sonhar uma vida perfeita com o carro perfeito com um corpo perfeito. Sonhar, inclusive, com a realização dos ideais com que cada um se identifica...,com um amor-perfeito ou até mesmo com o próprio amor. Porque afinal nem sempre o sonho é singular, englobamos sempre “outros”.

Sonhar por si só nunca fez mal a ninguém, muito pelo contrário o sonho é um dos alimentos da vida.(esta foi poética:)


O mal está quando se transfere o sonho em estupidez ou para a mentira ... Uma mentira a tal chamada: “engana dois”.
Engana quem escreve e quem lê. Quem escreve que de tanto mentir veste um personagem e começa a acredita. E quem lê porque supostamente acredita.


Será a internet, os blogs,os chats os Bailes de Máscaras deste novo milénio?


Que tipo de relações possibilitam?
Por que exercem tanto fascínio sobre as pessoas?

Qual o sentido da personagem construída para se apresentar aos outros?
Mentir compensa?

O que leva uma pessoa a construir uma imagem que não é a sua?

Não será frustrante conseguir atenção por uma falsa imagem?

São pessoas que não gostam de si próprias.?
E a agressão gratuita a falta de educação nos comentários descabidos e menos próprios?


Isto tudo a propósito de um blog que gosto particularmente de ler de uma “senhora” por sinal conhecida por muitos... Que foi distratada por comentários feitos anonimamente.
Está a surgir uma nova crise como ela própria diz, e esta bastante mais grave do que as económicas. Uma carência de valores, de noção de ética e de respeito.


Quem não gosta de que escrevo, não concorda é livre de o dizer ou até não comentar. Mas quando o fizer não sejam cobardes anónimos, pode ser?


Pois apresento-me tal como me vejo, uma fulana de "meia-idade," nem bonita nem feia, nem gorda nem magra, nem pobre nem rica.Mas que se identifica sem problemas.

 

Ninguém me encomendou o sermão muito menos tomos as dores de ninguém... Mas já me aconteceu o mesmo e fiz um post sobre isso.
Apenas me irrita gente burra. Sem querer ofender os pobre animais, claro.


 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:34


Casamentos,mentiras e tv

por R.Cheiros, em 08.09.08

 

O tempo passa pois que remédio que mesmo que a gente queira não o consegue parar.
Com a idade nós vamo-nos tornando mais exigentes, essa é que é essa, mas selectivos. E foi por esse motivo que evolui das televendas para outro canal bastante mais interessante nos dias em que perco o sono. Assim na onda do professor caramba. Ou seja este não é vidente mas sabe tudo sobre as maleitas da alma e comportamentos desviantes seja lá o que isso for.


O tal médico  é assim a modos que um bocado estúpido para os coitados dos “doentes” que se sujeitam a contar as suas maleitas ao vivo e a cores num programa de televisão. Que o melhor que têm é que nunca vão embora sem que o homenzinho acabe sempre por diagnosticar o mal de toda a gente e depois de muitos achaques descobre sempre que afinal a mal original era sempre por causas tão banais como má educação, infidelidades ou paternidades mal esclarecidas ou sei lá que mais, assim umas conclusões brilhantes.


Mas ontem lá no meio das parvoíces que o doutor costuma debitar houve uma que se me ficou assim no ouvido e não sei porquê entranhou-se-me assim de tal forma que passei toda a noite a matutar naquilo
.“Todos os casamentos felizes se baseiam em mentiras”.
Vá-se lá saber de onde terá o homem ido desencantar uma frase destas mas olha que pensando bem não sei se não será mesmo assim.


Propus-me analisar a frio o meu próprio caso
Primeiro que tudo impõe-se duas perguntinhas:
Primeira: Eu  sou feliz? Só depois de esclarecida essa parte posso passar há mentira.
Segunda : Eu minto? Sim,porque segundo o doutor os casamentos felizes são baseados em mentiras.
Então e os infelizes? Nem quero imaginar.....


Não querem ver que o estupor do médico tem alguma razão, estou aqui a pensar que se calhar feliz é  quem vive na mentira porque os infelizes são mais realistas.
A tanta lembrei-me de outra frase brilhante e não me lembro agora quem é o autor: A ignorância é a suprema felicidade. Que  é o mesmo que dizer mente para a frente desde que eu não saiba:)


A modos que me interrogo, então vivíamos uma mentira e no entanto somos felizes? É assim.??
 Feliz talvez não seja bem o termo certo. Mas com muitos momentos felizes. pelo menos fazemos a nossa vidinha como se nada fosse sem grandes discussões nem sobressaltos que lá nisso temos uma convivência agradável com respeito cumplicidade e nada disto é mentira! Até sexo, sim porque convêm temperar o corpo e nestas coisas do casamento convêm manter alguma actividade física, ai com algumas desculpas há mistura, porque a bem da verdade nem sempre a coisa se dá com vontade dos dois. Porque essa conversa que se ouve por ai, de que sexo e tal é o mais importante e se adormece e acorda a pensar nele é historia... Sejamos realistas existe muita ficção em torno do sexo. bom... E pelo menos da minha parte ainda com muito amor..


Sim da minha parte. Porque isto da mentira já me deixou com a pulga atrás da orelha...
E vai dai começo a pensar que só  posso falar por mim sei lá o que é que o meu-mais-que tudo pensa? Ou há quanto tempo me anda a mentir.


Mas será mesmo que os casamentos mais felizes são-no apenas e só aparentemente?
É que ultimamente tenho-me andado a debruçar sobre estes assuntos  empolgantes Tal qual  uma agatha christie de trazer por casa e ainda acabo por descobrir que nem tudo o que parece é.
A gente pensa uma coisa sobre alguém, e depois vai-se a ver o buraco é mais em baixo e sai tudo ao contrário!


Bem, saber se os casamentos felizes são feitos de mentira  e resultam é porque  alguém  lá no fundo mente porque até quer que a  coisa resulte e a gente acreditando fica feliz.
Mas vistas bem as coisas um casamento é feito a dois. Que é o mesmo que dizer existe mentira de parte a parte, certo?


Será que estas imagens que as outras pessoas nos transmitem e nós transmitimos aos outros são uma mentira  propositada, ou não?
Se são propositadas então fico-me algo estarrecida porque nesta altura da minha vida vir a saber que o meu mais-que-tudo me mente e eu a ele  e de forma  intencional é uma coisa difícil de se aceitar assim às primeiras! 
Porque no dia-a-dia a mentira já se tornou banal. Na vida, está bem ,que há e sempre haverá aqueles   pintas  que pintas  nasceram e pintas  morrerão e em relação a esses a gente até lhe tirar as medidas e percebe logo que o que sai daquelas  bocas  é para fazer delete e ir directo para o nosso caixote de lixo mental é um segundo.


Agora descobrir que o nosso  mais-que-tudo  durante e longos longos anos nos engana  e quanto mais enganadas mais felizes nos sentimos,  é o choque pois claro porque achávamos que já conhecíamos aquele fulano tão bem e afinal vai-se a ver e que nada!
Ando muito desconfiada ultimamente, é o que é!
Querem ver que estou a viver uma mentira e eu própria sou uma mentirosa?! Isto porque cheguei a conclusão que afinal sou feliz. calma... Nada de precipitações, feliz não, tenho muitos momentos felizes. Porque isto de as 3 da matina estar a ver o este tipo de programas  provoca-me uma série de duvidas existenciais:)


 E mais o raio do doutor da televisão que ainda por cima é feio que se farta como uma ave depenada   daqueles meio carecas que lhes faltam as penas no pescoço e que parece que estão entre a vida e a morte. E mais esta descoberta que possivelmente vivo na mentira  faz-me sentir  francamente enjoada.
E como disse de inicio, O tempo passa ,pois que remédio, que mesmo que a gente queira não o consegue parar, o tempo  voa e as coisas acontecem demasiado depressa e eu qualquer dia entro em choque comigo mesma e com a sorte que tenho não se encontra por perto  nenhum médico  como àquele dos diagnósticos diferenciais e eu vou-me mesmo desta para melhor ou pelo menos para uma diferente;)

 

Fim-de-semana no Avante tirou-me o sono e deu-me para isto..
E a dúvida mantém-se:

"Todos os casamentos felizes se baseiam em mentiras”??.



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:11


"Mentira a face oculta da vida"

por R.Cheiros, em 10.07.08

Quem é que nunca mentiu? Eu já!
Se dissesse que não, estava a mentira neste momento.
Todos mentimos, umas mentiras mais graves outras piedosas mas todos sem excepção já mentimos em alguma altura da nossa vida.
A mentira é um erro e errar é humano.

Até existe aquela celebre historia:
Deus pregava para uma multidão sobre a mentira e o erro dando como exemplo:

Maria Madalena. As tantas vira-se e diz:

 - Quem nunca errou que atire a primeira pedra.

Um alentejano que estava logo na frente pega numa pedra faz mira e pumba na testa da Maria.

Deus admirado pergunta:

 - Meus filho tu nunca erras-te?

- Errar errei mas a esta distância nunca.(Eu gosto da sinceridade alentejana)
Mentir também mentimos depende é do tipo e do alcance da mentira...

Todos mentem embora algumas pessoas mintam mais e outras menos, a verdade é que a grande parte das pessoas mente, em algum momento da vida ou na  relação.

Aqui mesmo nos blogues ,alguem pode dizer  que nunca mentiu?

Os homens contam mentiras um pouco diferentes das que as mulheres contam, os motivos são os mesmos:

Defender-se da rejeição, do ridículo e do medo de perder o controle da situação ou ainda para se valorizarem e na maioria das vezes para "dar nas vistas" e parecer o que não é mas gostava de ser...
Alguns chegam a dizer que é para  evitar algum tipo de sofrimento a quem mentem.Mas na maioria dos casos é para se promover para parecer o que não é. 

Qualquer mentira é destrutiva e o que o mentiroso faz, é manipular a mentira para justificá-la. Por isso tenta vestir a mentira com uma intenção positiva.
A primeira pessoa a ser enganada é o próprio mentiroso, que na maioria das vezes, passa a acreditar na própria mentira para que possa contá-la.
E o que começa como brincadeira corre o risco de, de repente,se transformar  numa bola de neve  Isso ocontece quando à mentira se mistura à vida e, no final, a própria pessoa já não sabe o que é verdade ou não.

As razões para a mentira são várias:
... combater o medo de ser rejeitado, considerado ridículo, grosseiro ou indesejável...não perder o controle da situação, o que não passa de uma ilusão já que ninguém tem o controle de nada a não ser das atitudes com que responde às situações....esconder aspectos internos que a pessoa considera como defeitos intoleráveis....combater a insegurança e a vulnerabilidade através de uma falsa imagem.
...ocultar a superficialidade e não assumir a sua parcela de responsabilidade no relacionamento.
Entre muitas outras..

A forma de reagir  quando o mentiroso é apanhado é quase sempre outra mentira ...nega sempre insistindo na mentira.... desculpando-se e dizendo que foi a primeira vez.......reformulando a mentira para torná-la “meia-verdade.”... insiste na  sua intenção “honrosa”  insistindo em minimizar o fato....tenta confundir quem descobriu. 

Homens e as  mulheres mentem. Mas nem sempre pelos mesmos motivos...

Os homens mentem sobre dinheiro "posição social", sentimentos e juram amor eterno, as mulheres costumam mentir a nível sentimental e afectivo.. existe num entanto uma mentira comum : sobre sexo.
Não são poucas as mulheres que fingem ter prazer, principalmente por medo de que seus parceiros as considerem frias ou por temer magoá-los. (na maioria das vezes é para terminar rapidamente uma coisa que nunca devia ter começado) Muitas, também fingem que estão satisfeitas com a performance de seus companheiros. ( Existem mulheres frígidas ou homens pouco habilidosos?)

Para evitar  sexo, quando não querem , elas inventam ... Mas as desculpas mais comuns são: “dor de cabeça”, “preocupação com o trabalho” e "filhos"”.

A mulher tem a capacidade de mentir a si propria sobre sentimentos e afectividades, fazem sacrificios em nome de um amor que já não tem ou que só ela tem...

Tem capacidade de acreditar... E de mentir a si próprias: de ser enganada e perdoar porque não volta a acontecer, de ser espancada e acreditar que tudo vai mudar porque é a ultima vez. Basta ver as noticias..

O homem... Consegue mentir a si proprio até sobre o que sente ou sobre o que sente por uma mulher .Para conseguir sexo um homem consegue prometer o céu e oferecer as estrelas... Se não estiver  envolvido e se quiser apenas sexo,consegue transformar a mais comum das mulheres numa deusa para conseguir os seus objectivos..

O homem inseguro mente para não se sentir vulnerável. Eles preferem não confessar os momentos maus que já tiveram e  esforçam-se para passar uma imagem de fortes.
Se a insatisfação for em relação à vida afetiva, eles preferem, mentir e fugir da realidade para não precisar discutir a relação.
Ainda acreditam que, para serem apreciados na cama, devem dizer que dormiram com muitíssimas mulheres. seja para levar uma mulher para a cama ou mesmo para não ficar constrangido diante dela, o mentiroso sempre jura amor eterno, casamento, e inventa uma paixão que não sente.

Isto falando de mentiras ligeiras...
Porque todos nós sabemos que existe que insista em viver uma vida de mentiras golpes e vigarice. Mas isso deixa de ser mentira e passa a acto criminoso. Portanto devia ser ou é punido por lei.

"De são e de louco todos temos um pouco" E de mentirosos também.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:15

web counter free

Usuários online


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D