Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Ao longo da vida ( e no meu caso já são alguns anos) quarentona como dizem.. Quarentinha e uns trocos como eu gosto de dizer.
Mas dizia eu ,que ao longo da vida durante o nosso percurso vamos vivendo aprendendo errando acertando é uma aprendizagem constante.
 
Existem coisas que preferimos esquecer, cruz credo..Porque embora na altura nos parecesse certo hoje temos noção que foram aselhices e outras de que nos orgulhamos e muito. É ou não é? Invariavelmente isto acontece com toda a gente.

 

Não me vou por aqui a divagar sobre coisas construtivas ou enriquecedoras (até porque já disse aqui uns post atrás) quem procura ler coisas inteligente que procure uma enciclopédia, aqui não encontra ..!

E, como pertenço ao mundo também como filha, sei que tudo começa lá atrás com os nossos pais e com tudo o que nos  transmitem, facultando-nos  a capacidade de nós podermos um dia transmitir valores e formas de estar.
(mas quando eles próprios não tem capacidade para tal, tá tudo estragado..) 


Vou apenas dizer que me orgulho muito do meu filho!

 

Fui mãe muito nova, hoje o meu filho tem vinte anos e alguns trocos e uma filha de "coração".  De inicio até pensei que não era capaz..É serio...:)
Hoje orgulho-me de todos os passitos que fui dando na formação de ambos.
São ambos adultos independentes educados bem formados  e com noção do mundo que os rodeia. Pode ser presunção minha, demito, claro que pode! Mas não dizem que presunção e agua benta cada um toma a que quer? Há pois é..!

 
Quem ler isto. Sim porque podem não comentar mas a minha "base de dados" dá-me indicação precisa de quem vem cuscar..Está a esta hora a pergunta: Mas porque é que esta tipa está  falar disto? Alguém lhe perguntou alguma coisa...!

 

Não, não perguntou, mas eu escrevo o que me apetece!

E pelo que vou vendo por ai… ( e vem ter comigo, eu não procuro)  só me apetece dizer: Esta juventude (e não só..)esta de caixão há cova..!
Falta-lhe o básico… educação, auto estima, valores e saber estar.

Porque isto na vida é assim: Estar todos estamos saber estar é que não é para todos...!

E digam lá se não é verdade que cada um sabe as linhas com que se cose..!

 
- Obrigado, mãe.
Eu meneei a cabeça, sabendo que sorria.
- Eu que tenho de agradecer... filho.
(Só me faltou dizer : por seres quem és.)


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:21


Bom… isto é uma “historia”.

por R.Cheiros, em 20.02.09

Dizem que as mulheres são cuscas e intrometidas, não confirmo nem desminto…(Mas esta história poderia ser um bom exemplo disso)


"Um casal mudou de casa!
Na primeira manhã que passavam na nova habitação, enquanto tomavam café, a mulher reparou numa vizinha que pendurava lençóis e comentou com o marido:

 

- Que lençóis tão sujos ela está a pendurar! Será que não tem  sabão…. Se eu tivesse intimidade perguntava-lhe se ela quer que eu a ensine a lavar a roupa!

 

O marido observou calado. Três dias depois, também durante o pequeno almoço,  a vizinha pendurava de novo os lençóis e novamente a mulher comentou com o marido:

 

- Já viste que porca, a nossa vizinha continua a pendurar os lençóis sujos! Se eu tivesse intimidade perguntava-lhe se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!

 

E assim continuou... Porque se há coisa que as mulheres conseguem muito bem é vencer pelo cansaço. A cada três dias, a mulher repetia o seu discurso, enquanto a vizinha pendurava as roupas.

Passado um mês a mulher surpreendeu-se ao ver os lençóis muito brancos a serem estendidos, e empolgada foi dizer ao marido:

 

- Estás a ver, ela aprendeu a lavar as roupas, será que a outra vizinha lhe ensinou, porque eu não fiz nada.

 

O marido calmamente respondeu:
- Não, eu hoje levantei-me  mais cedo e lavei os  vidros da nossa janela!"
 


Bom… isto é uma “historia”.


Mas não deixa de ser verdade, tudo depende da janela através da qual observamos os factos.

Questionar-se para que...Que importam os factos...
Afinal para alguns a ignorância é a suprema felicidade… e isso aflige-me !!

 

Bom fim de semana e óptimo carnaval

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:55

 

A palavra PRE-CONCEITO lembra-me sempre a comida pré-cozinhada. Que antes de ser cozinhada é, muitas vezes, uma argamassa indefinida, sem cor, sem cheiro e que deixa muito a desejar...

 

Realmente, eu creio que todos temos os nossos preconceitos sim. O preconceito trata-se de uma ideia concebida sem fundamento e/ou conhecimento de causa. Do meu ponto de vista existem dois tipos de preconceito: preconceito por ignorância e preconceito por estupidez.

O preconceito por ignorância, pode ser combatido/resolvido com o diálogo, com a aprendizagem, com a partilha de conhecimento/informação e graças ás  fantásticas novas tecnologias e liberdade de expressão hoje em dia podemos solucioná-lo sem grandes esforços.

 

O preconceito por estupidez, nos dias que correm, é, para mim, o  mais frequência. E, parece-me a mim o mais difícil de combater.Existe uma grande diferença entre estupidez e ignorância.

 

Admito que todos nós somos um bocadinho “preconceituosos”, mas sabemos ser tolerantes, procuramos ultrapassar quaisquer dúvidas, informamo-nos sobre o que nos é apresentado como diferente, como novo, ou seja, tentamos dissecar o nosso PRE-CONCEITO e analisá-lo formando um conceito baseado em factos que correspondem, com certeza, à realidade.Sendo assim, creio que o preconceito até  nos valoriza e nos faz evoluir.

Somos seres racionais, por isso questionem as nossas próprias ideias, os nossos próprios preconceitos

 

Hoje como em todas as manhãs gosto de dar uma “vista de olhos” pelos jornais online.

Que coisa!!!

Fiquei um bocado estupefacta com esta “história” não que seja grande novidade mas sempre me deixa abismada, e, para ser sincera mais ainda "ver" em pleno século XI as mulheres "contra elas próprias". Continuem “ cegas “em relação ao que as rodeia. Cegas em relação à religião e cegas em relação à própria vida.

 

Tanto fundamentalismo, tanto preconceito, tanto ...

“Londres: muçulmanas apelam à morte de homossexuais e apóstatas”

 E são estas "pérolas" que me surpreendem...
"A cristandade é uma «abominação», é «asquerosa»."
" O adultério também deveria ser punido com a morte, de acordo com as declarações feitas por estas mulheres, que apontam um castigo para as relações pré-matrimoniais: 100 chicotadas. "


Mas o que vem a ser isto?! O que é que se passa aqui?!

Fanatismo religioso? Ignorância? Ou estupidez??!!

 

Acredito na humanidade. Acredito que os seres humanos não necessitam seguir uma qualquer religião para ser bons.

Tudo que nós temos de fazer é tratar os outros da mesma maneira em que nós esperamos ser tratados. Esta é a essência da vida. Todos os ensinos religiosos bons partem deste princípio eterno. Esta deve ser a orientação da humanidade, a regra de ouro.

 

É que às vezes já nem sei bem se estou a sonhar se estou acordada. Parece que algumas pessoas em vez de tentar evoluir fazem questão em regredir. Podia ser um sonho mas estas coisas tem se vindo a repetir  amiúde e assim tão nítidamente que me parece demasiado para ser só um sonho.

 

Que bom seria de ver os países islâmicos dedicarem mais tempo à ciência e menos tempo ao Corão e ao fanatismo.

O ser humano  é dotado de raciocínio superior e da faculdade da percepção ora bolas!

Isto existe, só falta por em pratica...

O maior desafio da humanidade é ultrapassar os seus próprios preconceitos .

 O fundamentalismo islâmico está a subir e o ódio está a crescer nas mentes de milhões de muçulmanos. Este ódio deve ser travado ou trará umas consequências desastrosas.

 

A maior das ignorâncias é o preconceito, mas o pior dos preconceitos é aquele que ocorre contra a ignorância.

Não é fácil penetrar na mente de um ignorante vaidoso e que se encontra  na segurança dos seus confortáveis preconceitos.


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:23


Alvo: Tio Sam

por R.Cheiros, em 11.09.08

A viagem de Middletownem  New Jersey foi feita de comboio até à estação do World Trade Center.  [por baixo das torres] Agosto de 2001.
Saímos, a praça estava repleta de gente de todos os tipos, músicos a tocar ao vivo, desenhistas que convidavam a um "retrato" em 10 minutos, exposições de tudo e mais alguma coisa, e vida, muita vida...
Subimos num dos elevadores achei assustador sente-se um ligeiro estalar nos ouvidos.
Ultima paragem e um lance de escada e surge o terraço enorme, e... Puxa esta vista é abençoada por deus... 
Fabuloso quase que me sinto no topo do mundo.

Confesso que valeu a pena e me rendi literalmente aquela vista fantástica

"Setembro de 2001"
Se puderes liga a TV e vê as noticias...
Mais tarde, ao ver as primeiras imagens das torres ruiu só consegui pensar..
Não acredito...
Filhos da puta.

(Um telefonema ,dificil ligação.Luísa estão todos bem?)

 

Não tem justificação.
Mas convêm não esquecer que os EUA lançaram a bomba atómica sobre Hiroshima e Nagasaki, e mais 120 mil japoneses foram mortos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:31


Casamentos,mentiras e tv

por R.Cheiros, em 08.09.08

 

O tempo passa pois que remédio que mesmo que a gente queira não o consegue parar.
Com a idade nós vamo-nos tornando mais exigentes, essa é que é essa, mas selectivos. E foi por esse motivo que evolui das televendas para outro canal bastante mais interessante nos dias em que perco o sono. Assim na onda do professor caramba. Ou seja este não é vidente mas sabe tudo sobre as maleitas da alma e comportamentos desviantes seja lá o que isso for.


O tal médico  é assim a modos que um bocado estúpido para os coitados dos “doentes” que se sujeitam a contar as suas maleitas ao vivo e a cores num programa de televisão. Que o melhor que têm é que nunca vão embora sem que o homenzinho acabe sempre por diagnosticar o mal de toda a gente e depois de muitos achaques descobre sempre que afinal a mal original era sempre por causas tão banais como má educação, infidelidades ou paternidades mal esclarecidas ou sei lá que mais, assim umas conclusões brilhantes.


Mas ontem lá no meio das parvoíces que o doutor costuma debitar houve uma que se me ficou assim no ouvido e não sei porquê entranhou-se-me assim de tal forma que passei toda a noite a matutar naquilo
.“Todos os casamentos felizes se baseiam em mentiras”.
Vá-se lá saber de onde terá o homem ido desencantar uma frase destas mas olha que pensando bem não sei se não será mesmo assim.


Propus-me analisar a frio o meu próprio caso
Primeiro que tudo impõe-se duas perguntinhas:
Primeira: Eu  sou feliz? Só depois de esclarecida essa parte posso passar há mentira.
Segunda : Eu minto? Sim,porque segundo o doutor os casamentos felizes são baseados em mentiras.
Então e os infelizes? Nem quero imaginar.....


Não querem ver que o estupor do médico tem alguma razão, estou aqui a pensar que se calhar feliz é  quem vive na mentira porque os infelizes são mais realistas.
A tanta lembrei-me de outra frase brilhante e não me lembro agora quem é o autor: A ignorância é a suprema felicidade. Que  é o mesmo que dizer mente para a frente desde que eu não saiba:)


A modos que me interrogo, então vivíamos uma mentira e no entanto somos felizes? É assim.??
 Feliz talvez não seja bem o termo certo. Mas com muitos momentos felizes. pelo menos fazemos a nossa vidinha como se nada fosse sem grandes discussões nem sobressaltos que lá nisso temos uma convivência agradável com respeito cumplicidade e nada disto é mentira! Até sexo, sim porque convêm temperar o corpo e nestas coisas do casamento convêm manter alguma actividade física, ai com algumas desculpas há mistura, porque a bem da verdade nem sempre a coisa se dá com vontade dos dois. Porque essa conversa que se ouve por ai, de que sexo e tal é o mais importante e se adormece e acorda a pensar nele é historia... Sejamos realistas existe muita ficção em torno do sexo. bom... E pelo menos da minha parte ainda com muito amor..


Sim da minha parte. Porque isto da mentira já me deixou com a pulga atrás da orelha...
E vai dai começo a pensar que só  posso falar por mim sei lá o que é que o meu-mais-que tudo pensa? Ou há quanto tempo me anda a mentir.


Mas será mesmo que os casamentos mais felizes são-no apenas e só aparentemente?
É que ultimamente tenho-me andado a debruçar sobre estes assuntos  empolgantes Tal qual  uma agatha christie de trazer por casa e ainda acabo por descobrir que nem tudo o que parece é.
A gente pensa uma coisa sobre alguém, e depois vai-se a ver o buraco é mais em baixo e sai tudo ao contrário!


Bem, saber se os casamentos felizes são feitos de mentira  e resultam é porque  alguém  lá no fundo mente porque até quer que a  coisa resulte e a gente acreditando fica feliz.
Mas vistas bem as coisas um casamento é feito a dois. Que é o mesmo que dizer existe mentira de parte a parte, certo?


Será que estas imagens que as outras pessoas nos transmitem e nós transmitimos aos outros são uma mentira  propositada, ou não?
Se são propositadas então fico-me algo estarrecida porque nesta altura da minha vida vir a saber que o meu mais-que-tudo me mente e eu a ele  e de forma  intencional é uma coisa difícil de se aceitar assim às primeiras! 
Porque no dia-a-dia a mentira já se tornou banal. Na vida, está bem ,que há e sempre haverá aqueles   pintas  que pintas  nasceram e pintas  morrerão e em relação a esses a gente até lhe tirar as medidas e percebe logo que o que sai daquelas  bocas  é para fazer delete e ir directo para o nosso caixote de lixo mental é um segundo.


Agora descobrir que o nosso  mais-que-tudo  durante e longos longos anos nos engana  e quanto mais enganadas mais felizes nos sentimos,  é o choque pois claro porque achávamos que já conhecíamos aquele fulano tão bem e afinal vai-se a ver e que nada!
Ando muito desconfiada ultimamente, é o que é!
Querem ver que estou a viver uma mentira e eu própria sou uma mentirosa?! Isto porque cheguei a conclusão que afinal sou feliz. calma... Nada de precipitações, feliz não, tenho muitos momentos felizes. Porque isto de as 3 da matina estar a ver o este tipo de programas  provoca-me uma série de duvidas existenciais:)


 E mais o raio do doutor da televisão que ainda por cima é feio que se farta como uma ave depenada   daqueles meio carecas que lhes faltam as penas no pescoço e que parece que estão entre a vida e a morte. E mais esta descoberta que possivelmente vivo na mentira  faz-me sentir  francamente enjoada.
E como disse de inicio, O tempo passa ,pois que remédio, que mesmo que a gente queira não o consegue parar, o tempo  voa e as coisas acontecem demasiado depressa e eu qualquer dia entro em choque comigo mesma e com a sorte que tenho não se encontra por perto  nenhum médico  como àquele dos diagnósticos diferenciais e eu vou-me mesmo desta para melhor ou pelo menos para uma diferente;)

 

Fim-de-semana no Avante tirou-me o sono e deu-me para isto..
E a dúvida mantém-se:

"Todos os casamentos felizes se baseiam em mentiras”??.



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:11


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D