Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Momentos

por R.Cheiros, em 06.10.09

Enquanto a chuva cai lá fora…

Uns salpicos molham o vidro  da minha janela , um café quentinho e um cigarro …

“por um momento…” diz Nina Simone  no seu “ For a While.” e…  continua “tu não sabes  que eu preciso de ti…” If You Knew", que voz fabulosa…

Ora, quem foi que disse que a felicidade não existe?

Que não existem momentos únicos…?

Há coisas fantásticas, não há…

Momentos..;)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:29

 

Eu sou assim, uma romântica...

Não posso ver uma linda história de amor, uma situação apaixonada entre casais que... Gosto, pronto!
Até acho que os sentimentos verdadeiros se manifestam mais por actos do que por palavras..

Existe lá maior felicidade que é ter a certeza de sermos amados apesar de ser como somos?

E tenho sempre em mente, que nada é pequeno no amor, não podemos esperar por grandes ocasiões para demonstrar a nossa ternura ou não sabemos amar...
HÁ... E muito importante a não esquecer: O amor é como fogo, para que dure é preciso alimentá-lo..

O amor é lindo…,não é?

Mas existe coisa melhor que um casal com sentido de humor?

Amar é sem dúvida sentir em nós a felicidade do outro ..

E nunca, nunca, devemos julgar as pessoas que amamos. O amor que não é cego, não é amor.

Afinal o amor não é mais nem menos que uma amizade inflamada

Amem muito, porque nada é melhor para a saúde que um amor correspondido.

Mas convêm lembrar sempre: Ninguém pode fugir ao amor e à morte


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:05


Sensação de sonho

por R.Cheiros, em 02.12.08

Esta noite sonhei contigo.

Não me lembro do sonho, mas a sensação garante-me que sonhei e muito.

Acordei com uma moleza gostosa… uma preguiça de me levantar da cama… um arrepio nas costas como quando passas a tua mão ou quando segura o meu cabelo para me beijar…

Não me lembro do sonho, mas estas sensações garantem que sonhei contigo, só sinto isso contigo.
No meio desta preguiça olho para o lado e vejo-te deitado, beijo-te as  costas e sinto-te a espreguiçar, viras-te dás-me um beijo de bom dia.
Sorriste! E lá vem a pergunta parva: o que foi??

Podia aproveitar para te dizer. Mas não me lembro... só esta sensação..!!!  Mas se lembrasse era o dilema de te contar ou não..

Não me lembro do sonho, mas se me lembrasse era bem capaz de te contar e possivelmente nenhum dos dois hoje ia trabalhar..
Ainda bem que não me lembro do sonho, até porque precisamos de trabalhar, não é ?
 

A vida não é plenamente feliz, claro que não. Mas é nestes momentos que sinto que afinal são coisas tão pequeninas que me fazem tão feliz!

Aproveitem.. Hoje o dia está fantástico, não está?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:23

Tenho certeza que essa velha máxima de que (o dinheiro não traz felicidade) foi inventada por alguém cheio de dinheiro. E muito dinheiro. Em proporções indecentes....
Pois  alguém me consegue explicar onde é que esta frase se encaixa? Como é que  não traz felicidade? Se o dinheiro não servir para melhorar a qualidade de vida e nos fazer feliz, então  serve para que?


 Se a felicidade está directamente ligada à “cidadania”e logo associada a um conjunto de direitos, e deveres e qual é o indivíduo que pode exercer uma cidadania plena sem dinheiro?
A felicidade está da mesma forma  ligada ao poder de consumo, não é verdade? Quem é que pode comer, vestir-se, desfrutar de uma habitação condigna, ter saúde, proporcionar aos filhos o básico, desfrutar do merecido lazer depois de um ano de trabalho sem dinheiro?? É complicado, não?


 Vemos todos os dias, tanto ao nosso redor tanto pelos jornais e televisão, provas irrefutáveis de que a infelicidade, mundo fora, é resultado da fome; das doenças; dos conflitos; da falta de dinheiro para pagar pela vida em todos os seus quesitos, como dignidade, respeito, inclusão, estabilidade social.
Os ricos ou ditos países de 1º mundo cada vez mais a desestimular o crescimento da “concorrência” dos pequenos, dos pobres. Porque isso iria resultar na  a divisão de poder e é o que eles temem,.Uma parte do que se superfluamente se gasta pelos ditos “ricos” daria para matar a fome do mundo, mas convêm mantemos controlados e dependentes. Assim, o dinheiro e o poder, está nas mãos, nos bolsos ou nas panças de poucos.

 

Eu sei que por vezes sou assim... Não sei porque é que hoje acordei para aqui virada!
Mas também não deve ser por isto que vem dai mal ao mundo...Pois como dizem por aí “um mal nunca vem só” hoje lembrei-me de dinheiro e por sua vez de felicidade (que mistura explosiva..) 

E como também dizem que quem nasceu torto, tarde ou nunca se endireita assim como dizem também que burro velho não aprende línguas... É como eu... Custa-me a entender certas coisas e ainda acredito em  outras..

Acredito que se pode mudar, que a riqueza pode ser mais bem distribuída... Acredito na igualdade.
Olhem, Sou muito crédula! Mas atenções não confundam credulidade com burrice... Porque aqueles que pensam que tem os olhos mais rasgados são os primeiros a cair.... E para os espertos eu costumo dizer: Não subam muito alto... Porque quanto mais alto se está maior é o tombo.


Mas aqui entre nós,  quem diz que "dinheiro não traz felicidade" nunca passou fome e viu a tristeza que a sua falta traz....

 

É claro que o dinheiro não compra a família, amizade, amor, reconhecimento e a felicidade. Mas ajuda e de que maneira... Ou alguém tem alguma dúvida que a falta de dinheiro pode destruir qualquer família, qualquer casamento e não há felicidade que resista... Também existe esta velha máxima e aqui encaixa como uma luva...: "quando um homem não tem dinheiro até os cães lhe mijam em cima"...
Claro que  o património humano (valores, princípios etc) são o mais importante mas até esses por falta de dinheiro vão há vida....Alguém tem duvidas? Ou alguém é capaz de afirmar que se tivesse um filho a precisar de um tratamento ou a passar fome e não tivesse dinheiro nem sitio onde o ir buscar não se esquecia por momentos dos valores e princípios???


Dinheiro não traz felicidade? ou é hipocrisia?dinheiro traz felicidade sim! Mas não sozinho.....


O dinheiro baralha e atrofia quem fala dele.. Senão vejamos: Se um tipo procura ganhar mais dinheiro: é ganancioso. Se o guarda e não o esbanja é um avarento. Mas se o gasta : é um estroina desgovernado. Se não o arranja: é um inútil Se o arranjar sem trabalhar: é um parasita. Se o tem depois de uma vida inteira de trabalho: é um idiota que não soube gozar a vida...


E com esta conversa toda lá descobri quem inventou a tal frase: o dinheiro não trás felicidade.
Pasmem se não foi o nosso governo...há pois é..
Não acreditam? Então reparem... Todos sem excepção quando se candidatam a um cargo público é pelo bem do país e do povo dizem eles, claro). Então há que deixar o povo feliz ou seja pobre (porque o dinheiro não trás felicidade) e eles coitados fazem o sacrifício de ficar com a parte penosa... A da infelicidade de ter dinheiro.


Agora que descobri posso dizer missão cumprida! 
Qual missão cumprida qual nada! Eu tenho é que tentar sobreviver nesta selva que é a vida. Ai que eu nem sei como hoje cheguei aqui... Que se soubessem em que estado é que o "estado" me está a deixar... Estou que de tão enervada quase que nem vejo nada!

 

Mas afinal o dinheiro não traz felicidade?? dinheiro realmente não traz felicidades, mais em muitos casos proporciona o caminho da dita.

 

Com um pouco de exagero: Mas se tiver que chorar ...Prefiro chorar dentro de um Mercedes  tomo de gama que de um Smart ( que por acaso é o meu carro)

 

PS:Amiga o outro tema vai ter que esperar... Mas não está esquecido.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:30


Hoje falo eu sobre ela... que sou eu.

por R.Cheiros, em 29.09.08

Quando tinha 20 anos, fantasiava demais, somos os donos da verdade, julgamo-nos “imorais” vivemos no mundo dos sonhos e ilusões queremos fazer e viver tudo de uma vez.

 

Depois vem os trinta...Aos trinta é quase quando acontece tudo na nossa vida… aclaram-se ideias, acontecem mudanças porque é a altura que mais se fazem opções. É impressionante como nos tornamos mais intuitivas.


E é curiosa a mudança que aconteceu quando entrei nos 'enta' ; muitas  outras luzes se acenderam na minha cabeça, ideias, outras ideias que se aclararam.Agora conheço-me melhor, estou mais solta, faço o que gosto e como gosto.


Menos pudor, menos preconceito, menos arrogância, de vez enquanto ainda escorrego nas “pedras” do caminho. Mas o que se pode fazer? Já descobri que não sou perfeita e cair faz parte da vida, é errando que se aprende. A seguir a um trambolhão só tenho que me levantar e seguir em frente . E tentar estar bem com a vida...

Eu sei que estou bem quando:Não paro de falar, rio por tudo e por nada, ando com os cabelos a dar a dar, passo os dias com um sorriso na cara, falo com este mundo e o outro.

 

Hoje aos 46 anos  sinto-me bem, entendo-me melhor como pessoa e consigo entender melhor os outros. Entendo melhor a mulher que sou sinto-me melhor no meu corpo e todas as sensações femininas mais ou menos intensas e, o que é melhor, passei a encarar o sexo de outra maneira. Não é a coisa mais importante da minha vida e sim um complemento dela. Também me sinto  mais tolerante mas também mais “cínica” e realista. Deixei  de acreditar em todas as boas intenções, porque de boas intenções está o inferno cheio... Mas ainda acredito no ser humano. Sorrio muito e se me tratam com muita simpatia, volto a sorrir, "flertar"com quem me dá prazer, gosto de pessoas de sorriso franco e de olhar olhos nos olhos.


Hoje sinto-me a gostar de mim. É lógico que o melhor seria ter a mesma carinha dos meus 20 anos o corpinho dos 30 a cabeça dos 46. E também vamos notando e aceitando algumas mudanças, do tipo olhar  e perceber que meu rosto já tem umas ruguitas aqui e ali., mesmo que subtil, que uma celulite aparece por aqui e por ali.:)

 

Mas como isso não é tudo, vivo bem comigo própria, quando me olho ao espelho e gosto do que vejo, quando penso no futuro com o meu mais que tudo, quando beijo e sou beijada, quando sou surpreendida, quando bebo um bom vinho, quando passo horas na conversa com amigos e rio a bandeiras despegadas, quando dou jantares lá em casa, quando me junto com os meus pais e irmãos e falo que me desunho e tem que me mandar calar ou me “expulsão”.Quando visto uma roupa estonteante e me sinto (...) linda:) quando sonho acordada e sinto que controlo o mundo. O meu mundo!

 

Ter sido mãe aos 20 anos foi óptimo, sou uma mãe jovem, amiga, cúmplice, e as vezes exagero mas por amor.

 

Mas ter 30, 40, 50, 60 anos. Não importa, o importante é ser "feliz" e procurar entender que as mudanças fazem parte da vida, e que umas são para melhor, outras para pior, mas sabemos que estas mudanças sempre existiram, em qualquer idade das nossas vidas e não é agora que vamos ficar preocupadas com isso. E é somente um número como 10, 20, 40, 50...não devemos sofrer com isso antecipadamente.

 

As lágrimas também me escorrem pela cara, e existem dias que sair da cama é um tormento. Quando não tenho sonhos, quando deixo que comentários ou pessoas maldosas me incomodem, quando não tenho energia, quando fico meio apáticae perdida , quando certas coisas  me dão o nó no estômago, quando tenho dúvidas sobre tudo, inclusive a minha vida... Quando acordo de mal com o mundo e não estou bem em lado nenhum...quando me apetece largar tudo e começar de novo... Quando o meu mundo parece estar ao contrario...

 

Não sei se acontece a todos, a mim sim porque descobri que não sou perfeita.

Mas apenas tento aproveitar o máximo cada momento e agradecer por estar aqui neste mundo...

 

Felizmente...ando com um sorriso na cara! Não sei se para me convencer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00


Esperança

por R.Cheiros, em 12.09.08

 

 

Estou apaixonada!
Eu sabia que ele ia chegar há minha vida..Não sou uma mulher de me apaixonar facilmente, mas sou uma mulher de paixões!
Grandes paixões e normalmente são para uma vida.. E voltou a acontecer.Olhei para ele e foi amor há primeira vista…
 Lindo! Sei que não vou resistir…O tom de pele ligeiramente morena num rosto quase perfeito. Os olhos.. bom os olhos ainda não me dizem muito … mas tem uns lábios lindíssimos.
E o nariz… ? Ai ai acho que foi o nariz que me deixou perdida no meio de tanta coisa bonita…Olhei para ele e senti que vai ser impossível manter as minhas mãos longe dele durante muito tempo.
Uma súbita vontade de o abraçar, apertar e ninar…
O que espero deste amor? Que traga saúde e muito, muito amor, paz, e também amizade...Um bocado de esperança que o mundo vai precisar…
- Olá meu amor, bem vindo
- Sabes que te amo?

- Olá tia !

Já sou tia de mais um lindo rapaz

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Casamentos,mentiras e tv

por R.Cheiros, em 08.09.08

 

O tempo passa pois que remédio que mesmo que a gente queira não o consegue parar.
Com a idade nós vamo-nos tornando mais exigentes, essa é que é essa, mas selectivos. E foi por esse motivo que evolui das televendas para outro canal bastante mais interessante nos dias em que perco o sono. Assim na onda do professor caramba. Ou seja este não é vidente mas sabe tudo sobre as maleitas da alma e comportamentos desviantes seja lá o que isso for.


O tal médico  é assim a modos que um bocado estúpido para os coitados dos “doentes” que se sujeitam a contar as suas maleitas ao vivo e a cores num programa de televisão. Que o melhor que têm é que nunca vão embora sem que o homenzinho acabe sempre por diagnosticar o mal de toda a gente e depois de muitos achaques descobre sempre que afinal a mal original era sempre por causas tão banais como má educação, infidelidades ou paternidades mal esclarecidas ou sei lá que mais, assim umas conclusões brilhantes.


Mas ontem lá no meio das parvoíces que o doutor costuma debitar houve uma que se me ficou assim no ouvido e não sei porquê entranhou-se-me assim de tal forma que passei toda a noite a matutar naquilo
.“Todos os casamentos felizes se baseiam em mentiras”.
Vá-se lá saber de onde terá o homem ido desencantar uma frase destas mas olha que pensando bem não sei se não será mesmo assim.


Propus-me analisar a frio o meu próprio caso
Primeiro que tudo impõe-se duas perguntinhas:
Primeira: Eu  sou feliz? Só depois de esclarecida essa parte posso passar há mentira.
Segunda : Eu minto? Sim,porque segundo o doutor os casamentos felizes são baseados em mentiras.
Então e os infelizes? Nem quero imaginar.....


Não querem ver que o estupor do médico tem alguma razão, estou aqui a pensar que se calhar feliz é  quem vive na mentira porque os infelizes são mais realistas.
A tanta lembrei-me de outra frase brilhante e não me lembro agora quem é o autor: A ignorância é a suprema felicidade. Que  é o mesmo que dizer mente para a frente desde que eu não saiba:)


A modos que me interrogo, então vivíamos uma mentira e no entanto somos felizes? É assim.??
 Feliz talvez não seja bem o termo certo. Mas com muitos momentos felizes. pelo menos fazemos a nossa vidinha como se nada fosse sem grandes discussões nem sobressaltos que lá nisso temos uma convivência agradável com respeito cumplicidade e nada disto é mentira! Até sexo, sim porque convêm temperar o corpo e nestas coisas do casamento convêm manter alguma actividade física, ai com algumas desculpas há mistura, porque a bem da verdade nem sempre a coisa se dá com vontade dos dois. Porque essa conversa que se ouve por ai, de que sexo e tal é o mais importante e se adormece e acorda a pensar nele é historia... Sejamos realistas existe muita ficção em torno do sexo. bom... E pelo menos da minha parte ainda com muito amor..


Sim da minha parte. Porque isto da mentira já me deixou com a pulga atrás da orelha...
E vai dai começo a pensar que só  posso falar por mim sei lá o que é que o meu-mais-que tudo pensa? Ou há quanto tempo me anda a mentir.


Mas será mesmo que os casamentos mais felizes são-no apenas e só aparentemente?
É que ultimamente tenho-me andado a debruçar sobre estes assuntos  empolgantes Tal qual  uma agatha christie de trazer por casa e ainda acabo por descobrir que nem tudo o que parece é.
A gente pensa uma coisa sobre alguém, e depois vai-se a ver o buraco é mais em baixo e sai tudo ao contrário!


Bem, saber se os casamentos felizes são feitos de mentira  e resultam é porque  alguém  lá no fundo mente porque até quer que a  coisa resulte e a gente acreditando fica feliz.
Mas vistas bem as coisas um casamento é feito a dois. Que é o mesmo que dizer existe mentira de parte a parte, certo?


Será que estas imagens que as outras pessoas nos transmitem e nós transmitimos aos outros são uma mentira  propositada, ou não?
Se são propositadas então fico-me algo estarrecida porque nesta altura da minha vida vir a saber que o meu mais-que-tudo me mente e eu a ele  e de forma  intencional é uma coisa difícil de se aceitar assim às primeiras! 
Porque no dia-a-dia a mentira já se tornou banal. Na vida, está bem ,que há e sempre haverá aqueles   pintas  que pintas  nasceram e pintas  morrerão e em relação a esses a gente até lhe tirar as medidas e percebe logo que o que sai daquelas  bocas  é para fazer delete e ir directo para o nosso caixote de lixo mental é um segundo.


Agora descobrir que o nosso  mais-que-tudo  durante e longos longos anos nos engana  e quanto mais enganadas mais felizes nos sentimos,  é o choque pois claro porque achávamos que já conhecíamos aquele fulano tão bem e afinal vai-se a ver e que nada!
Ando muito desconfiada ultimamente, é o que é!
Querem ver que estou a viver uma mentira e eu própria sou uma mentirosa?! Isto porque cheguei a conclusão que afinal sou feliz. calma... Nada de precipitações, feliz não, tenho muitos momentos felizes. Porque isto de as 3 da matina estar a ver o este tipo de programas  provoca-me uma série de duvidas existenciais:)


 E mais o raio do doutor da televisão que ainda por cima é feio que se farta como uma ave depenada   daqueles meio carecas que lhes faltam as penas no pescoço e que parece que estão entre a vida e a morte. E mais esta descoberta que possivelmente vivo na mentira  faz-me sentir  francamente enjoada.
E como disse de inicio, O tempo passa ,pois que remédio, que mesmo que a gente queira não o consegue parar, o tempo  voa e as coisas acontecem demasiado depressa e eu qualquer dia entro em choque comigo mesma e com a sorte que tenho não se encontra por perto  nenhum médico  como àquele dos diagnósticos diferenciais e eu vou-me mesmo desta para melhor ou pelo menos para uma diferente;)

 

Fim-de-semana no Avante tirou-me o sono e deu-me para isto..
E a dúvida mantém-se:

"Todos os casamentos felizes se baseiam em mentiras”??.



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:11


Cor! E a tua qual é?

por R.Cheiros, em 03.09.08

 Há uns dias passei os olhos pela seguinte frase:
"A vida tem a cor que a gente a pinta."
Desconheço o autor, embora tenha pesquisado na net (rapidamente, confesso!).
 Independentemente de quem seja, considero uma constatação feliz uma óptima afirmação.
Sempre gostei de cores...E, elas, fez-me lembrar :Querer, escolhas e caminhos...
O que é que todos sem excepção querem? “Ser feliz.”
Uns dizem que a felicidade não existe. Outros que são momentos. E outros ainda têm conceitos de felicidade muito próprios.
No nosso dicionário particular, o termo felicidade pode receber uma infinidade de significados. Ou melhor, o 'ser feliz' está condicionado às expectativas de cada um de nós. Como somos todos complexos, E diferentes  para alguns "ser feliz" não são conceitos facilmente definidos...
Mas penso que a maioria de nós quer é ser feliz. 
'A vida tem a cor que a gente a pinta’.
Esta  frase, vá se lá saber porque, sugere-me que de alguma maneira, somos responsáveis pela 'pintura' de nossa vida. A cor que escolhemos pode ter a ver e de que maneira com a nossa felicidade, alegria, ou tristeza.
A vida é feita de escolhas. Umas certas outras nem tanto. Mas é como uma paleta de cores ... Com grande variedade de opções. Podemos escolher e mudar a cor mais ao nosso agrado.
Eu gosto de uma parafernália de cores. Vários tons...E,acho que tenho aprendido a pintar minha vida com as cores que mais  gosto.

Nem sempre com tons claros ... Mas rapidamente pinto por cima um tom mais agradável...

Eu pessoalmente não sou muito original. Gosto de preto e branco. Mas , segundo Leonardo da Vinci: O branco e o preto não são cores mas extremos da luz. Pois não sei... só sei que gosto.
 (Dizem que Picasso gostava de azul  Van Gogh gostava de amarelo já Monet preferia o vermelho).
Deve ser muito triste, no final desta vida (porque existem outras), apercebermo-nos de que a vida sempre nos permitiu fazer escolhas e inclusive tivemos todas as cores à nossa disposição; todos os pincéis; tintas; guaches; lápis de cor; todo tipo de cores e texturas. Mas que, por um lamentável descuido, deixamos passar a vida sem colorido....
Reparem que até mesmo o arco-íris se permitiu ter cores, enquanto muitos nós, passamos a vida sem o colorido que poderíamos ter...

Na cultura ocidental, as cores podem ter alguns significados, alguns estudiosos afirmam que podem provocar lembranças e sensações às pessoas.

Podia por aqui o significado das cores, mas seria monótono:)

E tu, qual é a cor da tua vida?
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:54


Besame Mucho

por R.Cheiros, em 23.08.08

Hoje quero dizer que te amo.

Sei que nunca te passaria pela cabeça vir ler “isto “mas apetece-me partilhar o meu “estado” de alma.

Dizer obrigado pela semana fantástica
"Tudo que é bom dura o tempo necessário para ser inesquecível."
 Que “eras” és a felicidade que eu” tinha” tenho em mãos e por vezes me esqueço
Hoje ao fim de 27 anos apetece-me dizer que ainda me fazes corar que ainda me surpreendes.
Ainda estou apaixonada!
A maior felicidade é a certeza de sermos amados apesar de ser como somos."

 

 

 

Esta musica se a pudesses ouvir agora de certeza que também lembraria a  (....) semana…  .

Amem muito é o melhor que se leva desta vida

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:54


Teorias e manias

por R.Cheiros, em 06.06.08

 

Acho que ontem já tinha referido que a minha mãe é uma "sábia" ou seja não fala muito mas quando abre a boca tem o dom de arrasar.

Então cala-me sempre com esta frase: "A mania é pior que a doença."

Mas todos temos um pouco de mania e varias teorias ou não?
Eu cá sou uma gaja cheia de teorias. E acredito nelas até ao dia que me provarem que não são verdadeiras.

Tenho a teoria de que :

-A amizade é a aceitação de cada um como realmente ele é ;

-Amizades, as verdadeiras, são eternas; as pessoas não precisam necessariamente de se interessam pelo mesmo tema, para gostarem de partilhar momentos juntos;

-As pessoas mais apaixonadas não são necessariamente as que mais o demonstram, ou seja, os casais aparentemente “perfeitos” fazem-me “urticária” e desconfio sempre da aparente felicidade;

-As mulheres podem tornar-se facilmente amigas de um homem só pela companhia e amizade do outro;

-As pessoas por dinheiro transformam-se;

-Mas que tristezas não pagam dividas;

-Quem mais esperto se julga, mais facilmente é enganado;

-A sinceridade está em desuso que nas costas dos outros podemos ver as nossas;

-As pessoas tem várias mascaras dependendo do local e da companhia estando no emprego ou em casa;
- Que as pessoas com um copo a mais fazem exactamente o que a coragem lhes falta para fazer quando estão sóbrias;

-E que as mágoas não se afogam em copos nem em xanax;

-Nada acontece por acaso;

-As coincidências existem e explicam muita coisa;

-Normalmente o que parece não é;

-A minha intuição nunca ou raramente se engana ;

-Detesto ter sempre razão mas tenho;

-Quem cala consente é das maiores mentiras ;

-Que quem se cala não se entala é completamente errado;

-O amor à primeira vez existe porque quando olhamos duas ou três detestamos;

-Quando se gosta de duas pessoas ao mesmo tempo não se gosta de nenhuma;

-Não existem pessoas felizes, nem vidas perfeitas;

-O amor é eterno enquanto dura;

-Sexo e amor não andam  obrigatoriamente de mãos dadas;

-Amor não implica sexo;

-Sexo e amor é a união perfeita;

-Que o desejo aparece quando menos se espera;

-Quando uma das partes se anula a outra tem consentimento prévio para seguir em frente;

-O casamento é um contrato que deveria ter os estatutos actualizados de 5 em 5 anos;

-Grandes machões são os primeiros a serem facilmente dominados pela “cara-metade”

-Que não se devem engolir sapos;

-E que  é preferível  uma verdade dolorosa que uma mentira piedosa;
-A minha vida é uma merdinha e não uma merda como eu tantas vezes digo;

-Meninas com ar certinho são sempre as piores;

-Brincar com o fogo é muito bom;

-Afelicidade são pequenos momentos;
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:40


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D