Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Das duas três… “No coments!”

por R.Cheiros, em 03.05.10

 

Estava há dias a falar com um amigo meu nova-iorquino que conhece bem Portugal.

 

Dizia-lhe eu à boa maneira do “coitadinho” português:

 

Sabes, nós os portugueses somos pobres ...

 

Esta foi a sua resposta:

 

Como podes tu dizer que sois pobres, quando sois capazes de pagar por

um litro de gasolina, mais do triplo do que eu  pago ?

 

Quando vos dais ao luxo de pagar tarifas de electricidade e de

telemóvel 80 % mais caras do que nos custam a nós nos EUA?

 

Como podes tu dizer que sois pobres quando pagais comissões bancárias

por serviços e cartas de crédito ao triplo que nós pagamos EUA?

 

Ou quando podem pagar por um carro que a mim me custa 12.000 US Dólares (8.320 EUROS) e vocês pagam mais de 20.000 EUROS, pelo mesmo carro?

 Podem dar mais de 11.640 EUROS de presente ao vosso governo do que nós ao nosso.

 

Nós é que somos pobres: por exemplo em New York o Governo Estatal, tendo em conta a precária situação financeira dos seus habitantes cobra somente 2 % de IVA, mais 4% que é o imposto Federal, isto é 6%, nada comparado com os 20% dos ricos que vivem em Portugal. E contentes com estes 20%, pagais ainda impostos municipais.

 

Além disso, são vocês que têm " impostos de luxo" como são os impostos na gasolina e gás, álcool, cigarros, cerveja, vinhos etc, que faz com que esses produtos cheguem em certos casos até certos a 300 % do valor original., e outros como imposto sobre a renda, impostos nos salários, impostos sobre automóveis novos, sobre bens pessoais, sobre bens das empresas, de circulação automóvel.

 

Um Banco privado vai à falência e vocês que não têm nada com isso pagam, outro, uma espécie de casino, o vosso Banco Privado quebra, e vocês protegem-no com o dinheiro que enviam para o Estado.

 E vocês pagam ao vosso Governador do Banco de Portugal, um vencimento anual que é quase 3 vezes mais que o do Governador do Banco Federal dos EUA...

 

Um país que é capaz de cobrar o Imposto sobre Ganhos por adiantado e Bens pessoais mediante retenções, necessariamente tem de nadar na abundância, porque considera que os negócios da nação e de todos os seus habitantes sempre terão ganhos apesar dos assaltos, do saque fiscal, da corrupção dos seus governantes e autarcas.

Um país capaz de pagar salários irreais aos seus funcionários de estado e da iniciativa privada.

 

Os pobres somos nós, os que vivemos nos USA e que não pagamos impostos sobre a renda se ganhamos menos de 3.000 dólares ao mês por pessoa, isto é mais ou menos os vossos 2.080 €uros.

Vocês podem pagar impostos do lixo, sobre o consumo da água, do gás e electricidade.

Aí pagam segurança privada nos Bancos, urbanizações, municipais, enquanto nós como somos pobres nos conformamos com a segurança pública.

 

Vocês enviam os filhos para colégios privados, enquanto nós aqui nos EUA as escolas públicas emprestam os livros aos nossos filhos prevendo que não os podemos comprar.

 

Vocês não são pobres, gastam é muito mal o vosso dinheiro.

 

Vocês, portugueses ou são uns estúpidos ou uns mansos.

 Das duas três…

 

Recebido por e-mail

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:57


Um dos grandes mistérios da humanidade.

por R.Cheiros, em 16.03.09

 "Eu sei a resposta.."


Dedico este texto a todos os portadores dos cromossomas ( xy) e que passam a sua triste existência tentando descobrir a resposta a uma simples, porém complexa pergunta. O que venho fazer aqui hoje é responder a um dos grandes mistérios da humanidade.


Qualquer ser humano do sexo masculino maior de catorze anos heterossexual se pergunta:


 O que as mulheres querem?


Pois juntamente com esta pergunta e outras como: De onde viemos? Para onde vamos?  E quem somos? Assombram-nos durante séculos. No que diz respeito às perguntas de onde viemos, para onde vamos e quem somos ainda não sei a resposta, deixo isso para que os estudiosos, religiosos, filósofos, ou qualquer outro “oso” as respondam. Mas para a mal fadada pergunta: O que as mulheres querem? EU SEI a resposta.


Acredito que para muitos homens a resposta para esta pergunta será ridícula, absurda à primeira vista. Mas tenho a certeza que após apenas alguns minutos de reflexão vocês concordarão comigo e lembrem-se, dizem que gênio é aquele que enxerga o óbvio. E a beleza do que vou revelar está exactamente na sua simplicidade.


Li certa vez que os homens têm em média 10 milhões a 20 milhões de neurónios a mais que as mulheres e confesso que precisei utilizar cada um deles para poder responder esta pergunta. Além é claro do conhecimento prático do assunto, pois como dizia o “Martinho da Vila” na famosa canção… Já tive mulheres... 


Sempre acreditei que a única maneira das mulheres se igualarem a nós homens, alcançarem o nosso nível, seria  rebaixando-se. E como elas sempre foram melhores em tudo o que fazem, até neste quesito elas já nos ultrapassaram. Já fazem coisas que muitos homens se envergonhariam. E se perguntar-mos , porque estas a fazer isso? Ela vai dizer: Porque o sei fazer!


Não me levem a mal. Eu simplesmente AMO,ADORO, as mulheres, mas como dizia Chaplin não às admiro.  O tio do homem-aranha já dizia junto como um grande poder vem uma grande responsabilidade.  Elas são academicamente melhores, têm mais sensibilidade, são mais inteligentes, incontestavelmente mais belas, mais educadas e tem o maior poder de todos que é gerar outra vida. E o que elas fazem com esse poder todo, nada.


Não temos uma mulher presidente  em Portugal , e no mundo são poucas, elas continuam a ganhar  menos que os homens mesmo exercendo as mesmas funções e muitas vezes melhor que os homens. Necessitam de legislação especial para defender aquilo que é direito de todo ser humano, a "vida". E toda vez que se levantam estas questões a resposta é sempre a mesma. O mundo é machista. Pois bem o machismo assim como a hemofilia é uma doença da qual o homem padece, mas é transmitido pelas mulheres.


Quanto mais programas e propagandas que se façam contra a gravidez, principalmente na adolescência, mais elas engravidam. E não adianta dizer que são necessários dois para “dançar o tango”, pois se a decisão de se fazer ou não sexo dependesse dos homens a humanidade ainda estaria na idade da pedra. E eu provo isto.


Para um homem não engravidar uma mulher ele pode usar preservativo ou não ter sexo.Para uma mulher não deixar que um homem a engravide ela pode usar o Diu, obrigar o homem a usar preservativo, tomar um anticoncepcional, usar atecnica do "calendario " e não f****. Tem montanhas de opções.
Mas mesmo assim elas engravidam e a culpa é dos homens! 

(esta parte, eu Ramo de cheiros não entendo..)


Desculpem, sei que fugi ao assunto que me trouxe aqui hoje que é responder: O que as mulheres querem? É que quando gostamos muito de um assunto acabamos a divagar  um pouco.Mas  vamos lá...


Pelo fato do mundo ser machista crescemos a ouvir inúmeras coisas sobre o que elas querem como dinheiro, poder, fortuna, carro, casa, mas podem acreditar que tudo isso é balela, frazes feitas, conversa da treta. Não significam nada. Absolutamente nada.


O que elas querem é apenas uma coisa. E com essa coisa simples , que revelarei agora QUALQUER homem terá QUALQUER mulher do mundo NÂO IMPORTA se é alto, baixo, gordo, magro, rico, pobre, bonito ou feio. Dando a elas essa “coisa” vocês as terão eternamente. E isto serve para qualquer tipo de relação seja ela amizade colorida, namoro ou casamento.


Preparados então vamos lá.

 

O que as mulheres querem?

 

Respeito

 

 

Autor: Homem

 

Este texto foi-me enviado por e-mail.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:17

No meu tempo...
 Ele pensou  nessa frase,... O começo do discurso sobre comportamentos que desfiou para o filho, horas antes de sair de casa.
Estava a conduzir  a caminho do trabalho quando, parado no sinal vermelho, observou  um grupo de jovens adolescentes que atravessava a rua.  Rapazes  com as calças largas, um número bem maior que o corpo pedia , descidas, mostravam  as cuecas e raparigas  com as calças tão apertadas que pareciam não conseguir respirar, no mínimo um numero  a baixo, deformavam  o corpo ainda em formação.
 
Bem, esse, por certo, era é o  tempo deles...
 O tempo do “por que não...?”, sem entoação de pergunta e sim de uma afirmativa categórica.
 De fato, no tempo "dele" , esse “porque não!!!”, era a resposta e também o ponto final.
 
Constatou então, que a gramática havia mudado e nesta nova, os pingos nos “is” caíram, de vez, em desuso.
Lembrou da conversa  que tivera com o filho naquela manhã. Enquanto falava sobre o mau comportamento dele na escola e em família, o garoto expressava-se com monossílabos ou vocábulos em inglês.
 
Sentiu-se como numa   sala de conversas (chat) da internet. Com a sensasão de já  ter ultrapassando o número de letras permitido, onde já não adiantava insistir na mesma tecla.
Lá ia o seu filho, mochila as costas, pedaço de pão na mão, com um "anel" no  nariz   a "digitar" no ar um grande “FUI!” ...Como que a  bloquear o acesso a visitantes indesejável.
 
Ficou travado, no ecran  daquela cena, até então. Era como se o cursor do rato  estivesse congelado na sua cabeça. Deu-se conta que repetiu a mesma frase que o pai lhe dissera há tantos anos atrás:
“No meu tempo era assim e não assado”.
 
E uma sensação de impotência instalou-se-lhe   na  alma. Acaso não tenho  mais  tempo?
Então onde o perdi?
Só podia tê-lo perdido... pois não o vi terminar!
O que faz o tempo do "meu " filho não ser o "meu" também? Afinal, só havera  realmente, um tempo na vida? O tempo dos jovens?
 
Quando ele dizia: “no meu tempo”, parece que, automaticamente, um botão o tirava de circulação, limitando-o a um tempo que já se passara há muito... Mas, ao levar  a mão ao peito, o que era aquilo que ainda reconhecia a pulsar? e a pontada de expectativa diante do que tinha por viver?
Dos sonhos que ainda não haviam se tornado realidade... Dos planos esboçados num guardanapo  de papel  no café da manhã, ainda à pouco...
 
Aqueles jovens que atrevessavam  a rua carregavam a mesma atitude que um dia tivera. Um olhar indiferente para os adultos há  sua volta. Um ritmo novo no andar, como se afrontassem o silêncio dos comedidos, com seus passos sem pressa de chegar.
 
Talvez por que chegar não fosse tão interessante quanto era o passeio... Isto "ele" lembrava-se de  ter sentido, mesmo que não concebesse que o tinha  sentido na época. Mas agora, sob a calvície adquirida pela idade, de homem que vive a correr  atrás do futuro e deixa o presente sempre no passado, o pensamento naquela sensação quase a trouxe de volta e por pouco não deixou o carro para seguir a pé...É  que  o  que o acorrentava àquele banco era, talvez por ironia do universo  o tempo. ..
Esse roteiro pontual da vida que nos põe adiante.
 
Sinal verde. Era hora de cumprir o tempo. Viu os adolescentes desaparecerem , no outro lado do passeio , no meio do ir e vir dos transeuntes e assentiu para si mesmo em concordância com o fato de que eles também precisavam seguir, mesmo sem perceberem que a alegria era trilhar o destino e não tê-lo prontinho na próxima parada.
 
Alguns minutos depois, chegou no escritório de contabilidade onde trabalhava.
Olhou o "tempo" na parede, estava na hora: deu o bom-dia de todos os  dias. Retomou o trabalho de tantos dias. Recebeu a incumbência do dia. Tomou o segundo café do   dia. Meio-dia comeu o prato do dia. Fim do dia deixou tudo em dia e  preparou-se para retornar a  casa que comprara um dia a prestações, que  se estendem até hoje , mas que são debitadas na  sua conta, automaticamente, no dia do vencimento. .
 
Então, como um balde de água fria, despertou  de todo o cansaço do expediente, enquanto procurava pelas chaves do carro, no estacionamento da empresa, chegou á conclusão   de que seu tempo não havia acabado.
A cada dia, ele estava lá a construir  o dia seguinte, possibilitando o amanhecer. Por que então aquele tempo não era seu?
Quem de fato o fazia acontecer?
Sorriu ... E ainda a sorrir  seguiu para casa, sem pressa, sem horas.. conduzia  o carro no tempo que agora voltara a ser dele.

 

O passado fugiu, o que esperas está ausente, mas o presente é teu. O teu tempo... Vive-o
(Provérbio árabe)

 

Miguel ,gracias

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30


Casamento, sim ou não...?

por R.Cheiros, em 22.12.08

Embora ser casada seja tão comum quanto ser solteira, já me  perguntaram  mais do que  uma vez, sobre como é ser casada.
Em todas as ocasiões, dei um sorriso de surpresa e disse sem pensar: -É bom!
“É bom!??”. Acho que não convenceu muito.

Outras vezes, como não me veio uma resposta na hora, resolvi ser espirituosa e bem-humorada e disse :
“Eu não te posso  responder estou a tentar até hoje saber se é bom ou mau..
Eu acho que ser casada, independente da cerimônia religiosa e do estado civil, tem como todas as coisas, muitas vantagens e desvantagens.
Por exemplo: sendo casada, a gente só tem um lado da cama para se levantar.
A aceitação social e profissional, na maioria das vezes é melhor ser casada ,tem vantagens..outras vezes  desvantagens.
Na vida..
Ter alguém que te ame para dividir todos os momentos da vida  dividir as contas e os afazeres domésticos
Ter supostamente sexo mais seguro e está logo ali ao lado... na sala no quarto na cozinha..
 Ter sogra que isso é uma carma pessadissimo ajuda a pessoa a ganhar auto control
Trabalhar no duro e 99.9% do orçamento é gasto na casa e família é bom para não se ter outras tentações..
Tudo o que se fizer tem ter concordância de ambas as partes..É bom, mais facil de decidir:)


Vocês já viram, ? “O quê? Ela solteira...? Não sei não..! Com esta idade deve ter algum "defeito"
Além do mais, ser solteira deve ser um seca: todos os dias temos uma tentação nova.. namorado(a) novo(a).
Aqueles corpos novinhos,tudo no sitio.. tudo durinho, ainda nos arriscamos a  quebrar os dentes.Sim porque solteira não me contentaria com qualquer coisa.. Não,não  me serve.
 Chegar a casa e não tem ninguém para discutir , nem uma reclamação... Isto é deprimente.
Ter a cama toda para nós...
Não te a obrigação de fazer almoço ou jantar ( poder recorrer a uma sandocha deitadinha no sofá) rodeada de livros e revistas
Não ter obrigação de de passar a roupa a ferro porque o dito cujo quer vestir as calças Y ou a camisa X
Poder sair com as amigas sempre que nos apetece sem olhar para o relógio e chegar a hora que for cair na cama de roupa e tudo..
Não ter o carma da sogra ou da cunhada ou a família toda do dito
Planear as ferias sozinha...
 Não isso é muito cansativo.
 

Tem muita gente que é casada e vive como se fosse solteira. Faz o que bem lhe apetece , não se preocupa com os filhos,e o facto de ser casado não é impedimento par nada. Respeito é uma palavra de retorica... não perdem uma unica   chance de se enrolar  com alguém que surge.. Só tem que gastar um pouco mais de dinheiro numa parede a prova de ruídos para não dar show todos os dias para os vizinhos porque o resto é treta...


Um destes dias, o meu irmão disse para a mulher, vamos completar 15 anos de casado.
Ela, toda alegre, disse: Eu sei amor,que ótimo que te lembras-te! Vamos comemorar?
E ele, para surpresa de todos, disse: “Vamos comemorar, nada. Eu vou comemorar. Com 15 anos de casado, já tenho direito a liberdade condicional”.

(imaginem eu com 27..)


O meu casamento, isso eu tenho certeza, vai durar para sempre.
A minha confiança nisso , não é por causa de uma união abençoada, de um amor eterno, de uma maturidade de caráter, de um encontro de almas gêmeas, nada disso.
A minha certeza de afirmar que meu casamento vai durar para sempre é que prometemos ficar juntos, até o dia em que concordarmos em alguma coisa.
E pelo andar da carruagem, vamos ficar juntos para sempre.

 

Alem disso como disse "Oscar Wilde"
Toda a experiência é válida e, por mais que se fale contra o casamento, não deixa de ser uma experiência.

 

E o amor?? Bom.. sobre o amor falaremos para a proxima

 

(Recebi parte deste texto por e-mail e fiz-lhe umas alterações acho que se adapta como uma luva... pelo menos a mim)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:13


Sem pachorra

por R.Cheiros, em 23.05.08

Eu não sei se é da idade ou mesmo falta de pachorra.
Que me acusem de preconceituosa não me atinge minimamente porque é-me completamente indiferente o que pensa de mim quem não me conhece.
Mas devo ter alguma coisa que desconheço que atrai a imbecilidade.
Ainda há pouco escrevi que existem blogues de tudo e mais alguma coisa e que cada um escreve o que lhe dá na gana para mim é completamente indiferente.
Importa-me tanto o que cada um escreve como me interessa a vida sexual dos canários é a mesmíssima coisa.
(Visito os que me interesso e gosto o resto é conversa).
Que se escreva sobre sexo tudo bem (eu também o faço) é natural o sexo existe..
Estamos aqui todos resultado de uma queca .
Que se coloque a palavra sexo nos tags dos blogues, ok eu também o faço.
Que se descreva ao pormenor as aventuras sexual as vezes que cada um se "vem" onde e como e que se utilize linguagem vulgar parece-me a mim muito bem para quem o quer fazer. Quem escreve deve sentir algum prazer (talvez seja a única maneira que tem de acabar com as frustrações) secreto ou ficar a  imaginar que do outro lado esteja alguém cheio de  "tusa"por estar a ler.
Acho um bocado frustrante...Mas também não me diz respeito e não tenho nada com isso.
O que eu tenho com isso e estou farta é que uma determinada “senhora” sim esta entre aspas porque é um favor que lhe faço chamar-lhe senhora porque o termo adequado é ordinária ou puta , é forte? Não, depois dos e-mails que me tem enviado com textos de qualidade duvidosa e fora de propósito.
E eu quando quiser descrever sexo ao pormenor vou trabalhar para as linhas eróticas sempre ganho alguma coisa.
Agora por favor quarentona ou madura ou lá como te intitulas vai te catar e vê se me desamparas a loja
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:21


E mai nada!!!

por R.Cheiros, em 24.04.08

Mais de 40!!!

 ESCRITO POR ANDY ROONEY, APRESENTADOR DO PROGRAMA DA CBS "60 MINUTES"

Para todas as mulheres com mais de 40 anos... e para aquelas que têm medo de entrar nos 40... e para os homens que têm medo ou que não sabem lidar com mulheres com mais de 40!
À medida que vou envelhecendo, valorizo cada vez mais as mulheres com mais de 40 anos. Estas são apenas algumas das razões porque o faço:
- Uma mulher com mais de 40 nunca te acordará a meio da noite para perguntar "Em que é que estás a pensar?". Ela não se importa com o que tu pensas.
- Se uma mulher com mais de 40 não quer ver o jogo de futebol, não se senta a teu lado a lamentar-se. Ela faz alguma coisa que queira fazer. E, geralmente, é algo mais interessante.
- Uma mulher com mais de 40 conhece-se suficientemente bem a si própria para estar certa de quem é, o que quer e de quem o quer. Poucas mulheres com mais de 40 anos ligam alguma ao que tu possas estar a pensar sobre ela ou sobre o que ela está a fazer.
- As mulheres acima dos 40 têm dignidade. Raramente terão uma discussão aos gritos contigo na ópera ou no meio de um restaurante chique. No entanto, claro, se tu mereceres, não hesitarão em dar-te um tiro.
- As mulheres mais velhas são generosas nos elogios, muitas vezes não merecidos. Elas sabem o que é não ser apreciado.
- Uma mulher acima dos 40 tem segurança suficiente para te apresentar às amigas. Uma mulher mais nova acompanhada de um homem ignora frequentemente até a melhor amiga porque não confia no homem perto de outra mulher. Uma mulher com mais de 40 não se podia estar mais nas tintas se tu te vais sentir atraído pelas amigas dela, não porque confie em ti, mas porque sabe que elas não a trairão.
- As mulheres tornam-se psíquicas à medida que envelhecem. Nunca terás que confessar os teus pecados a uma mulher com mais de 40. Elas sabem sempre.
- Uma mulher com mais de 40 fica bem a usar um batom vermelho brilhante. O mesmo não se aplica às mulheres mais novas.
- Depois de ultrapassares uma ou outra ruga, vais ver que uma mulher com mais de 40 é de longe mais sexy do que qualquer colega mais nova.
- As mulheres mais velhas são correctas e honestas. Dizem-te imediatamente que és um idiota se te estiveres a comportar como tal. Nunca tens que tentar adivinhar em
que pé estão as coisas entre vocês.
Sim, nós elogiamos a mulher com mais de 40 por várias razões.
Infelizmente, não é recíproco. Por cada bela, inteligente, segura e sexy mulher com mais de 40 anos, existe um careca, barrigudo, em calças amarelas a fazer figura de parvo com uma empregada de mesa de 22 anos...


(existe sempre uma alma caridosa para me animar a manhãexcelente e-mail)

Dedico a todas as "meninas" que por aqui passarem

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:24


Formação

por R.Cheiros, em 28.03.08
 

Dois Cursos de Marketing

A - CURSO DE MARKETING FEMININO:

1) Estás numa festa e vês um homem muito fascinante.
Chegas perto dele e dizes-lhe:
- Sou um fenómeno na cama.

Isto é Marketing Directo.


2) Estás numa festa e vês um homem muito fascinante.
Um dos teus amigos chega perto dele e diz-lhe:
- Aquela mulher é um fenómeno na cama.

Isto é Publicidade.


3) Estás numa festa e vês um homem muito fascinante.
Pedes-lhe o número de telemóvel. No dia seguinte ligas-lhe e dizes:
- Sou um fenómeno na cama.

Isto é Telemarketing.


4) Estás numa festa e vês um homem muito fascinante.
Tu reconheces este homem. Chegas mais perto dele, refrescas a sua memória e dizes-lhe:
- Lembras-te como sou fantástica na cama?

Isto é Customer Relationship  Management.


5) Estás numa festa e vês um homem muito fascinante.
Levantas-te, arranjas o vestido, aproximas-te dele e ofereces um copo. Dizes-lhe como é bom o seu perfume, das-lhe os parabéns pela sua boa aparência.
Ofereces-lhe um cigarro e dizes-lhe:
- Sou um fenómeno na cama.

Isto é Public Relations.


6) Estás numa festa e vês um homem muito fascinante.
Ele chega perto de ti e diz-te:
- Ouvi por aí que és um fenómeno na cama.

Isto é Branding, o Poder da Marca.


7) Estás numa festa e vês um homem muito fascinante.
Chegas perto dele e dizes-lhe:
- Sou um fenómeno na cama, mostrando-lhe uma mama.

Isto é Merchandising.

 

 

B - CURSO DE MARKETING MASCULINO:

1) Estás numa festa e vês uma gaja toda boa.
Chegas perto dela e dizes-lhe:
Sou um fenómeno na cama e resisto toda a noite sem parar.

Isto é Publicidade Enganosa e........... é punida por lei.


recebi por e-mail e achei simplesmente fantastico o sentido de humor de algumas pessoas não tem limites!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:30


O regresso I

por R.Cheiros, em 07.03.08

Eu realmente nunca estou bem!

O médico tinha-me dito : nada de pensar em trabalho pelo menos até segunda feira....eu podia ter aproveitado...mas não...estou a trabalhar!
Já começava a sentir-me um bocado sufocada:
1º Dia este gabinete está um mimo...

Nem sei se vou voltar a fumar aqui dentro,este tempo fechado só lhe fez bem eh eh eh.

Proibido? Qual proibido... aqui quem faz as regras sou eu.
Ui, já tinha saudades destes mimos matinais.
Este é o primeiro dia do resto da minha vida.
«Aaaargh , gostei de este e-mail e vou partilhar»

S#

A verdadeira mulher é aquela que conhece a arte de escandalizar com classe;

De delirar sem perder a razão;

De roer as unhas sem demonstrar medo;

De gargalhar sem cair na vulgaridade;

De pedir desculpas sem se rebaixar;

De seduzir um homem sem dar nas vistas!!!

E não despreza a masturbação ,porque é fazer sexo com a pessoa que  mais ama.( ela mesma)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:06


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds