Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Será..?

por R.Cheiros, em 04.03.10

 

Hoje, alguém me disse que  nesta vida tudo se se paga...!!

 Registei, mas dei comigo a pensar...

E a quem as coisas têm corrido mal nos últimos tempos,será que a vida também compensa?

A minha avó costumava dizer: 

 "Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe"

Será..?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:38

Tenho errado muito ao longo da minha vida.

Estranhamente não são raras as vezes que dou por mim parada a pensar nos erros que tenho cometido.
Seja por imaturidade teimosia convicção ou os de aprendizagem dos mais básicos aos obrigatórios todos sem excepção foram uma aprendizagem. Alguns são injustos, não diria traumatizantes mas com um preço demasiado caro.
Não penso neles com tristeza até porque a incapacidade de voltar atrás não me deixa margem para isso. E pergunto-me mesmo se tivesse a oportunidade de fazer tudo de novo se não cometeria os mesmos erros e as mesmas faltas.. Afinal foi tudo isto que me trouxe aqui e fez de mim a pessoa que sou hoje.


O ser humano é na minha opinião uma “obra prima” com muitos defeitos... Um deles é a incapacidade de não poder voltar no tempo... Não poder refazer caminhos redefinir prioridades e avaliar consequencia depois das atitudes tomadas.

A desculpa é sempre tão relativa... Depois de feito e das palavras ditas existem desculpas que apenas vão camuflar o que está feito..
Irrita-me solenemente esta minha incapacidade de ser razoável esta minha imaturidade racional.

A minha maior frustração é guiar-me sempre pelo coração pelos estados de alma e raramente pela razão. E afinal amor, ódio, amizade, paixão, vingança, irracionalidade não mexem como o nosso racional e com o emocional?
Vinte e um gramas é o peso que uma pessoa perde no momento da morte. É o peso da nossa alma dizem... (excelente filme 21 gramas) eu acredito que todos sem excepção tem  alma e (estados de alma) uma coisinha tão leve influencia tanto o comportamento, pelo menos o meu.


Existem erros que não me soam a válidos. Nesta complexidade a que chamamos de vida.
 É certo que já errei muito, é certo que irei errar ainda muito mais, mas também não é menos certo que no meio de tantos erros tenho acertado muitas vezes. E se hoje à distância consigo reconhecer que errei isso faz de mim uma pessoa consideravelmente mais atenta. Só não comete erros quem nunca viveu ou fez "merda" nenhuma na vida ... . Eu não gosto de errar mas também não me assusta, é a única maneira que tenho para aprender a não cometer duas vezes o mesmo erro.


Afinal quem é que nunca errou?
Conseguem imaginar um mundinho sem erros, “perfeito”. Alegria, felicidade, delícias e prazeres. Sem maldade tristeza dor ou morte, sem dúvidas ou perguntas...era uma vida chata sem convicções emoção ou adrenalina, sem futuro... Um mundo de pessoas chatas e frustradas.
São os erros que nos fazem crescer e mudar atitudes e caminhos.

 

Quem diz que não comete erros e se intitula "perfeito" não pode mudar e só os burros não mudam!
Dizem que o grande erro de Noé foi que ele colocou na "arca" apenas dois animais de cada espécie, mas quando chegou a vez dos burros deixou-os entrar a todos....
Errar é próprio do ser humano que nunca cometeu erros é que é um verdadeiro erro da natureza.
Para evitar confusões digo desde já que não considero ser um erro ter errado tanto. O maior erro que eu   poderia cometer na vida era passar por ela   com medo de cometer erros.

 

E afinal o que é o certo e o errado? Qual é o critério de avaliação, é igual para todos?

 

(Lembrei-me dos erros porque hoje não posso errar nas minhas decisões)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:39


Hoje falo eu sobre ela... que sou eu.

por R.Cheiros, em 29.09.08

Quando tinha 20 anos, fantasiava demais, somos os donos da verdade, julgamo-nos “imorais” vivemos no mundo dos sonhos e ilusões queremos fazer e viver tudo de uma vez.

 

Depois vem os trinta...Aos trinta é quase quando acontece tudo na nossa vida… aclaram-se ideias, acontecem mudanças porque é a altura que mais se fazem opções. É impressionante como nos tornamos mais intuitivas.


E é curiosa a mudança que aconteceu quando entrei nos 'enta' ; muitas  outras luzes se acenderam na minha cabeça, ideias, outras ideias que se aclararam.Agora conheço-me melhor, estou mais solta, faço o que gosto e como gosto.


Menos pudor, menos preconceito, menos arrogância, de vez enquanto ainda escorrego nas “pedras” do caminho. Mas o que se pode fazer? Já descobri que não sou perfeita e cair faz parte da vida, é errando que se aprende. A seguir a um trambolhão só tenho que me levantar e seguir em frente . E tentar estar bem com a vida...

Eu sei que estou bem quando:Não paro de falar, rio por tudo e por nada, ando com os cabelos a dar a dar, passo os dias com um sorriso na cara, falo com este mundo e o outro.

 

Hoje aos 46 anos  sinto-me bem, entendo-me melhor como pessoa e consigo entender melhor os outros. Entendo melhor a mulher que sou sinto-me melhor no meu corpo e todas as sensações femininas mais ou menos intensas e, o que é melhor, passei a encarar o sexo de outra maneira. Não é a coisa mais importante da minha vida e sim um complemento dela. Também me sinto  mais tolerante mas também mais “cínica” e realista. Deixei  de acreditar em todas as boas intenções, porque de boas intenções está o inferno cheio... Mas ainda acredito no ser humano. Sorrio muito e se me tratam com muita simpatia, volto a sorrir, "flertar"com quem me dá prazer, gosto de pessoas de sorriso franco e de olhar olhos nos olhos.


Hoje sinto-me a gostar de mim. É lógico que o melhor seria ter a mesma carinha dos meus 20 anos o corpinho dos 30 a cabeça dos 46. E também vamos notando e aceitando algumas mudanças, do tipo olhar  e perceber que meu rosto já tem umas ruguitas aqui e ali., mesmo que subtil, que uma celulite aparece por aqui e por ali.:)

 

Mas como isso não é tudo, vivo bem comigo própria, quando me olho ao espelho e gosto do que vejo, quando penso no futuro com o meu mais que tudo, quando beijo e sou beijada, quando sou surpreendida, quando bebo um bom vinho, quando passo horas na conversa com amigos e rio a bandeiras despegadas, quando dou jantares lá em casa, quando me junto com os meus pais e irmãos e falo que me desunho e tem que me mandar calar ou me “expulsão”.Quando visto uma roupa estonteante e me sinto (...) linda:) quando sonho acordada e sinto que controlo o mundo. O meu mundo!

 

Ter sido mãe aos 20 anos foi óptimo, sou uma mãe jovem, amiga, cúmplice, e as vezes exagero mas por amor.

 

Mas ter 30, 40, 50, 60 anos. Não importa, o importante é ser "feliz" e procurar entender que as mudanças fazem parte da vida, e que umas são para melhor, outras para pior, mas sabemos que estas mudanças sempre existiram, em qualquer idade das nossas vidas e não é agora que vamos ficar preocupadas com isso. E é somente um número como 10, 20, 40, 50...não devemos sofrer com isso antecipadamente.

 

As lágrimas também me escorrem pela cara, e existem dias que sair da cama é um tormento. Quando não tenho sonhos, quando deixo que comentários ou pessoas maldosas me incomodem, quando não tenho energia, quando fico meio apáticae perdida , quando certas coisas  me dão o nó no estômago, quando tenho dúvidas sobre tudo, inclusive a minha vida... Quando acordo de mal com o mundo e não estou bem em lado nenhum...quando me apetece largar tudo e começar de novo... Quando o meu mundo parece estar ao contrario...

 

Não sei se acontece a todos, a mim sim porque descobri que não sou perfeita.

Mas apenas tento aproveitar o máximo cada momento e agradecer por estar aqui neste mundo...

 

Felizmente...ando com um sorriso na cara! Não sei se para me convencer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00


Sexo explicito

por R.Cheiros, em 08.07.08

Quantas de nós mulheres seriam capazes de fazer sexo em público?
Ok, fazer amor?
Estou a imaginar a cara de quem esta a ler isto e a pensar: Está gaja passou-se...
Pois talvez... Mas é uma dúvida que me assalta cada vez que decido fazer uma ronda pelos blogs .
Existem cada vez mais blogues de sexo feitos por mulheres e que  blogues....
Pois eu não sei se as mulheres da minha geração, (sim porque parece que já não são jovenzinhas inconscientes) estão a perder a noção do que é ser "mulher", se isto é alguma forma nova de matar o tempo ou quem sabe de se satisfazerem sexualmente...  Nunca conhecemos verdadeiramente ninguém mas também não me parece que sejamos assim nós mulher... Tenho passado por alguns que me parece que vivemos em libertinagem ou tudo é permitido tudo menos tirar olhos...
Vulgarmente, entendemos por exibicionismo o indivíduo buscar fazer-se notar pelos demais.
A vaidade é um elemento da nossa sexualidade relacionado com o exibicionismo.
Acredito que 90% do que se escreve é ficção e o facto de se estar escondido atrás de um monitor ajuda e de que maneira...
Mas o que leva a este tipo de exibicionismo?
Utilizar linguagem obscena?
O que leva alguém a descrever como sendo a sua vida íntima ao extremo de pormenorizar tudo..?

E pelas aventuras estarão as mulheres portuguesas a preparar-se para a olimpíada do sexo?
E podem levar a mal se alguém comentar que são (....) pois isso.
Não, não é uma crítica, quem sou eu... É simplesmente uma dúvida.
E quem comenta, realmente os homens do meu pais acreditam nas barbaridades que fazem em determinados comentários?
Estamos a a evoluir ou a regredir?
A perder a noção ou a ganhar liberdade?
Vulgaridade é moda e fica bem?
Ainda bem que não tenho comentários ou ainda era crucificada ...
São só algumas dúvidas que tenho..

Ou como diz uma migo meu :Julgas que isto é a realidade? Isto é a frustração de umas mal amadas ..... que procura pelo menos um pouco do que escreve.
Talvez sim  tambem eu seja uma exibicionista.
Não saio de casa sem olhar para o espelho. Quero  saber se alguma coisa me ficava mal ou bem. Se minha pele está uma miséria, se o meu cabelo está totalmente fora de controlo ou se os sapatos não combinavam muito bem com o resto.
Só duvidas...
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:26


Conversa da treta

por R.Cheiros, em 05.06.08

Existem pessoas que encontram nas lágrimas uma forma de gritar silenciosamente outros escrevem o amor outros ainda falam de coisas serias e inteligentes e também existem os que falam falam e não dizem nada... Ok eu estou incluída nos últimos. Mas tenho está mania de querer dizer coisas e pronto cada maluco com a sua pancada.

Li esta frase:

"Esquecer uma mulher inteligente custa um número incalculável de mulheres estúpidas"

""António Lobo Antunes""

 

Ah! Pois meu queridos, perante este senhor quem sou eu para o contrariar? Contra factos não há argumentos e a inteligência não é uma coisa tão linear como se pensa.


“A mania é pior que a doença”

"" A minha mãe.""

E como grande sábia também não sou eu que a vou contrariar.


Mas pegando nas palavras do primeiro eu diria mais:

Esquecer um homem inteligente custa um número incalculável de homens estúpidos. Mas se eu pensar bem isto isto leva-me a outra questão se o gajo é inteligente porque diabo é que eu tenho que o esquecer se ele  está já aos meus pés?

...Bem, o que me leva ainda a outra questão não menos pertinente, se o tipo for de facto inteligente sabe que nunca pode estar aos meus pés, porque a piada está na luta, na conquista que o fácil perde a graça e o bom mesmo e o eterno flirt.

E se ele for inteligente sabe isso melhor do que ninguem.

Mas que raio se eu sou inteligente porque me deu para isto??
Voilá...

Acho que me ando a questionar sobre a inteligência dos homens que conheço.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:20


Duvidas & Eu

por R.Cheiros, em 03.06.08

 

Teimosa... Não vou baixar os braços. Insegura e determinada. Frágil e ao mesmo tempo forte.

Porque hoje me sinto assim...pequenina e conquistadora. Mergulhada em dúvidas. Realista e ao mesmo tempo sonhadora.

Sempre sonhadora... Sonhos que são como bolas de sabão.

O sonho comanda a vida.

E afinal porque o mundo é para quem nasce para o conquistar e não para quem se limita a sonhar que o pode conquistar.

Por mais que alguns digam que o sonho não comanda a vida!

Ele comanda seguramente a minha!

 

Duvidas dúvidas e mais dúvidas!!!

"Se tenho de sonhar, porque não sonhar os meus próprios sonhos?"

 

"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo."

Álvaro de Campos "

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:34


Carta em aberto

por R.Cheiros, em 25.05.08

Agora que está na moda as cartas abertas, esta que vou escrever-te é uma carta em aberto porque sei que vou encontrar sempre pontos que posso acrescentar.
Tenho muitas dúvidas a teu respeito, é, já tive certezas, muitas, de que existias quase que poderia dizer com toda a certeza que já te senti viver em mim.
Sim em mim, afinal dizem que tu estas em todo o lado nas coisas mais simples como um sorriso um olhar numa palavra enfim não se vive sem ti.
Claro que deves existir afinal todos falam de ti e te tratam por tu, em teu nome faz-se de tudo desde as coisas mais bonitas como as maiores a atrocidades.
Em teu nome mata-se guerreia-se prende-se e tortura-se e também em teu nome se vivem momentos de grande felicidade.
Sabes, permite-me que também eu te trate por tu ! Afinal somos quase velhos amigos ouço falar de ti desde que me conheço por gente, ainda antes de conseguir pronunciar o teu nome já me falavam de ti.Dizem-me até que és um dos causadores da minha origem que graças a ti estou aqui que fui feita em teu nome.  
Todos os dias ouço falar de ti, todos os dias és invocado nos livros nos filmes nas músicas e nas canções.
Mas será que alguém te conhece na realidade?
E eu.. Será que alguma vez te conheci?

Hoje tenho duvidas que todas as pessoas que falam de ti tenham assim tantas certezas de te conhecer acho que não tem a mínima ideia de quem tu sejas.
Eu já invoquei varias vezes o teu nome e reconheço que até nas situações mais absurdas, mas só o fiz porque acreditava que te conhecia.
Pensei que todas as pessoas que me falavam de ti e da tua eternidade te conheciam e sabiam do que estavam a falar mas hoje sei que era mentira, nenhuma delas te conhece ou conhecia para poder falar há boca cheia da tua existência a afirmar que és eterno.
Hoje o teu nome ande de boca em boca levianamente em qualquer telefonema programa de televisão ou ate aqui na internet.
Não, não estou a dizer que acho mal ou acho bem como poderia se até eu já o fiz tantas vezes..
Desafio-te a procurar um blogue um só que seja  onde o teu nome não seja escrito pelo menos meia dúzia de vezes.
Sabes, a minha família também fala de ti, sim,também afirma que existes mas de uma forma diferente suave e sem fanatismo e eu acredito que sim, que tenhas varias formas de te mostrar e acredito que a forma como te encaixo na minha família e ate nos amigos é real.
Mas quem és tu..?
Aquele que exige sacrifícios que provoca dor, desejo que faz sofre rir e chorar, quem és..? 
Tu existes ou és uma dos maiores “invenções” da historia da humanidade criada por alguma mente diabólica?
Porque permites que se fale o teu nome em vão por quem na realidade não te conhece?  Tu és real?
Eu já não sei se acredito depois de tantas contradições tanto sofrimento e tanta tragédia que se faz em teu nome.
Dizem que viver sem ti é morrer em vida, que nada faz sentido sem a tua presença.
Mas o que é que pode ser mais importante que a própria vida??
Eu sinto-te.. Umas vezes tão perto e outras tão longe, por vezes tenho a impressão que me basta esticar a mão para te poder alcançar já de outras parece que nos separa oceanos de distancia.
Reconheço que me fazes falta e que dificilmente poderia viver sem ti.
Que te sinto no meu corpo e na minha mente e que gosto de te ter comigo. Todos os dias te venero e digo o único nome que te conheço “AMOR”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:02


Até que a morte nos separe ??

por R.Cheiros, em 22.04.08
 

 

Todas as pessoas casam para viver felizes para sempre, mas a verdade é que há cada vez mais existem  uniões que de facto não resultam.

Ou será que é possível viver o "conto de fadas" e acreditar que não é só nos desenhos animados que o amor é perfeito???

Nem sempre é o que gostaríamos de ter, mas  permitimo-nos esquecer o peso do dia-a-dia e quase nos convencemos  que o nosso é um amor-perfeito.

Uma amiga minha costuma dizer que tem falta de sorte. Não, não é no jogo. Mas porque não encontrar o homem certo. O certo não é o "perfeito", porque isso não existe...

O certo, ou seja, o “tal” o que a toca, contraria, que a tira do sério, e que sorte, das sortes, ela também o consegue tirar do sério.

Já tentei rebater com todos os argumentos que tenho e alguns que invento, mas tenho que lhe dar razão.

Diria eu que é pura sorte. Existem aquelas patacoadas do costume, personalidades compatíveis, gostos idênticos, empatia, o teu interior é lindo...o olhar blá blá blá , mas alguém tem duvidas que a sorte também lá está?

Amor eterno... O tanas é que é eterno. Podemos apaixonar-nos, até mesmo ser correspondidos, mas as probabilidades de ser o (tal) que vamos ser felizes para a vida toda é quase idêntica à de acertar no primeiro premio de euromilhões.

E não é só porque uma mulher encontrou um marido teve filhos lindos, tem uma casa maravilhosa, tem amigos, viaja todas as ferias, tem o carro da moda que é necessariamente feliz.

Não é porque uma mulher  é alta executiva, cargo invejável, conhece o mundo todo, é assediada bonita, bem vestida e culta nem sempre é feliz...

Para ser feliz é preciso encontrar alguém e ter filhos.???

Essa é a base da nossa criação, mas não é verdade. Encontrar alguém é óptimo, ter filhos é maravilhoso, mas não são garantias da felicidade que procuramos ou que tanta gente apregoa.

Assim como ter sucesso na vida profissional também não é garantia de nada. Ser feliz está além dessas conquistas.

Conheço casais que vivem juntos por comodismo, casais desgastados, casamentos de fachada, maridos com amantes, falta de respeito, falta de carinho,mulheres sem auto-estima, casadas ou não, executivas ou não. Assim como homens mas dizem que são felizes... E fazem do casamento uma bandeira.  Entre eles o sexo pode ser excelente ,mas...

Mentira!!? Pois sim...

Descobri ao longo do tempo que o objectivo da vida de alguém não está em ter um marido, um excelente emprego ou algo assim.

O nosso objectivo aqui é sermos felizes. Ser feliz é ou deveria ser a prioridade de todos. E ser feliz implica em fazer o que nós gostamos e não o que disseram para a gente gostar.

 Não sei se estou a fazer  entender... Perdi um bocado a ilusão do amor eterno embora acredite que pode haver casamentos felizes (com mais ou menos amor) mas relativamente felizes

O amor eterno é possível?? Num Mundo Perfeito possivelmente sim! Na terra dos Homens dura quando muito ( "que seja eterno enquanto dure". )Até que a morte nos separe já era...Ou será que não?

É agora é altura para responder à pergunta sobre a existência ou não do amor eterno. A resposta é que ele é possível... Quando o mundo for perfeito.

-

-

 (Bom... vou fazer mais uma avaria ao cabelo. O azul sempre me ficou bem!!)


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:59


Ei,Pessoal!....

por R.Cheiros, em 29.02.08

Sexualidade explicada por crianças

TEATRO O teatro Infantil Massamá Belas apresenta a peça Ei ,Pessoal!... Vamos Falar de Sexo.

A 15 e 16 de Março ,no Teatro Armando Cortez.

Os mais novos descodificam alguns tabus , E poupam trabalho aos pais…

Chamam-lhes ousados ,desempoeirados até.

Afinal são dez miúdos (repartição equitativa de sexos) desta companhia amadora ,com idades entre os oito e os dez anos ,que sugeriram o tema que o Teatro Infantil de Massamá –  Belas (TIMB) nos próximos dias 15 e 16 de Março às 16 horas no Teatro Armando Cortez ,casa do artista ( Carnide ) .Ei,Pessoal!...Vamos falar de sexo é o nome da peça a primeira sobre o delicadíssimo tema interpretada por crianças.

A sexualidade ,abordada numa perspectiva didáctica e divertida ( há musica ,há..) domina a acção no palco .

Haverá algum pai ,avô ,ou familiar adulto que , mais cedo ou mais tarde nunca tenha sido confrontado com as sacramentais dúvidas  dos mais novos a propósito do assunto?

Quem nunca passou pelo “embaraço de ter de satisfazer a curiosidade das crianças?

Luis Rodrigues animador cultural e Pilar Estevez Psicóloga clínica estão na condução dos ensaios e confirma a satisfação dos mais novos numa peça onde apenas entra um adulto : Zeca Santos , na peça o professor de( Estudo do Meio) que tem de esclarecer a miudagem com bom sento e linguagem apropriada.

« As vivências ,os receios ,as dúvidas de quem está a crescer e a ver o corpo mudar ,na perspectiva da responsabilidade que implica a sexualidade , tudo acompanhado com muita musica e diversão»

Diz Pilar Estevez prometem fazer as delicias dos espectadores , para mais os preços mini ,para apreciar teatro : O bilhete custa três euros.

«A prevenção dos perigos a que estão sujeitos ,quando mal informados ,a a explicação em linguagem  acessível  do que é pedofilia ,e as doenças que há que ter presente ,o conhecimento da evolução do próprio corpo , o acto sexual como namoro e forma de reprodução e a menstruação» são alguns dos tabus descodificados.

O professor fica entre a espada e a parede pelas questões que qualquer adulto já sentiu na pele  a dificuldade em dar algumas respostas aos mais novos.

«Professor , porque as maminhas das meninas crescem tanto ? Os pénis não são todos iguais? Como se fazem exactamente os bebés?

Nunca se viu assim atrapalhado?

Então agradeça a salutar e pedagógica forma de alguém ensinar aos seus aquilo que , provavelmente  ,os seus pais não lhe ensinaram… ou que anda a adiar ou evitar explicar aos seus herdeiros.

Esta peça de teatro faz-lhe a papinha toda .

Louve-se o pioneiro e a audácia.

É com enorme prazer que coloco aqui este texto, bravo miúdos estão todos de parabéns.



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:11


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds