Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


 Encontrei esta noticia e achei-a no mínimo .... Curiosa, digamos assim...:) 

 

 

O senso comum diz que as mulheres magras têm mais vantagens, mas agora um estudo diz que também ganham mais. Nos homens acontece o mesmo mas... para quem tem peso a mais.

 

 

Segundo um novo estudo, as empresas parecem tratar as mulheres da mesma forma que o mundo da moda: as magras são beneficiadas com melhores salários enquanto os salários mais baixos vão para aquelas que têm peso a mais.

Já o mesmo não se regista para os homens. Até pelo contrário: são os que têm peso a mais que acumulam os melhores salários, enquanto quem tem peso abaixo da média, vê números mais baixos no final do mês.

Esta é a conclusão a que Timothy A. Judge, da Universidade da Flórida, chegou, depois de dois estudos, que envolveram 11 253 trabalhadores alemães e outros 12 686 trabalhadores americanos.

 

As diferenças anuais

 

As mulheres que tinham menos 11 quilos, em comparação com a média do grupo, ganhavam mais 15 572 dólares por ano (cerca de 11 100€). À medida que o peso ia aumentando para além da norma, o salário anual ia diminuindo.

Já uma mulher com os mesmo 11 quilos, mas desta vez a mais do que a média das mulheres, registava menos 13 387 dólares anuais (quase 10 000€).

Quanto aos homens, estes também sofrem consoante os atuais modelos da beleza estética, mas de forma inversa. Os mais magros ganham a menos 8 437 dólares (6 mil euros) do que os que estão no peso médio.

À medida que vão ganhando peso, o salário vai também aumentando. Esta tendência apenas quebra quando, nos homens, o peso é demasiado ao ponto de chegar a ser considerado obeso. Num dos estudos, os salários mais altos, em média, estavam destinados a quem pesava 94 quilos.

 

Conformidade = sucesso?

 

A equipa responsável pelo estudo aconselha os responsáveis das empresas a examinar as suas políticas quanto ao peso dos seus empregados, já que estes podem ser vítimas de discriminação.

O estudo apresenta também uma explicação para estas diferenças. Aqueles que se conformam quanto aos ideais de beleza dos outros podem desempenhar melhor as suas funções, já que podem ter um maior grau de influência sob os outros e atingir mais objetivos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:13


Dez entre muitas mais..

por R.Cheiros, em 20.02.09

Nem tudo que tem (preço) é obrigatoriamente um valor monetário, existem valores bem mais altos do que os €€€!
A nossa relação com o dinheiro é complicada porque lhe damos um valor que ele não têm . Até porque as coisas mais simples da vida são gratuitas ou custam pouco dinheiro.
Fui desafiada por (Sorrisoduplo) "gracias"a enumerar 10 coisas completamente grátis que eu goste.
Não sou uma pessoa de gostos caros. Mas pensei em montes de coisas que gosto, e cheguei á conclusão que de uma maneira ou de outra todas elas  custam alguns (€€€ )
Então escolhi estas (10) que nenhum valor monetário  pode cobrir…são impagáveis.

 

  • Conversar (com quem sabe também ouvir)
  • Sonhar acordada (sou uma sonhadora)
  • Um elogio merecido (faz bem à alma e incentiva)
  • Um abraço sincero ( são os afectos que nos fazem viver...)
  • Um sorriso espontâneo (é irresistível)
  • Caminhar (gosto de campo e serra)
  • Humildade nas pessoas (sem serem humildezinhas)
  • Momentos de solidão (convivo bem comigo mesma)
  • Serões em família (com as discussões e tricas inerentes)
  • Namorar (amar e ser amado é a melhor coisa do mundo)

 

Existe preço para isto..?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:40


Um novo hino de natal "Salvem os ricos"

por R.Cheiros, em 22.12.08

 

Com letra e tudo para que não falte nada, aqui fica essa pérola nacional contemporânea..(contemporâneos)

 

Chegou a crise
Não há razão para temer
É que nesta crise
O Teixeira dos Santos vai-nos proteger

Mas neste Mundo injusto
O dinheiro está garantido
Para o pobre, o remediado
E o sem-abrigo

Mas pensa naqueles,
Os multimilionários
Ficaram sem bancos
E sem chorudos salários

E sem direito a indemnizações
Têm de pedir o aval
À sopa dos pobres dos ricos
O Banco de Portugal

O desespero tomou conta
De toda a Quinta da Marinha
Em vez de lavagante
Comem lambujinha

E vão ter de abandonar
O Conselho de Estado
O quadro do Miró
Foi penhorado

Porque esse Portugal
Já não é neo-liberal
Saberão que estamos no Natal!

O suprime limpou-lhes muitos milhões
A polícia trata-os como aldrabões
Saberão que estamos no Natal!


Salvem os ricos
Salvem os ricos
Salvem os ricos
Ajudem os milionários

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10


Carta ao pai natal

por R.Cheiros, em 13.11.08

 
Não sei se o velhote lá da Lapónia aquele das barbas brancas, já está receptivo a encomendas cartas e afins.
Mas pelo sim pelo não e também com a crise que por ai vai não vá o diabo tece-las e resulte em negas para os últimos a pedir... Por isso deixo-lhe desde já a minha humilde e despretensiosa listinha do que quero para este natal. É que gosto de ser despachadinha. Portanto aqui vai.
 
Querido Pai Natal,
Este ano fui uma menina muito boazinha ou talvez não, mas isso agora também não interessa nada., afinal todos temos as nossas falhas.
Eu sei que não nos conhecemos de lado nenhum...portanto,  vou-me deixar de  lenga lenga  conversa fiada  e facilitar a coisa...  
Deixo aqui a minha listinha organizada e bem arrumadinha. Espero não estar a pedir de mais, mas caso surja qualquer dúvida na identificação dos bens só tens que me contactar....
Possivelmente o que me ficava bem dizer é que não sou materialista não ligo a bens materiais etc etc etc. Que só desejo paz no mundo acabar com a fome acabar com a guerra e viver em amor blá blá blá. (Parece o refrão do Duo Ouro Negro)
Mas como sei que é isso que toda a gente sem excepção te vai pedir, porque são todos muito solidários e bonzinhos e também não te quero sobrecarregar com essa mesma ladainha optei então por ser "materialista"

Estas coisitas que te vou pedir é só mesmo porque tenho que receber alguma coisa pelo natal..


Sem ordem de importância…
- Resistir a pastéis de nata... (Não me empanturrar)
- Que venham mais 27 (daquilo)e podem ser iguais aos últimos
- Que a minha vida se não melhorar também não pior .. (Tem sido generosa comigo)
- Que o meu filho desista do sonho africano
- Que consiga fazer arroz doce no ponto (Nunca acerto)
- Que o meu "mais que tudo"deixe de ser tão perfeccionista (Dá-me cabo dos nervos)
- Que não volte a ter um ataque de nervos sempre que a minha mãe me liga a fazer queixinhas...
- Que os meus gatos deixem de perder pelo... (Já não sei o que fazer)
- Controlar a minha impaciência com os outros

- Que me torne menos consumista ou pelo menos que as botas custem abaixo de 100€
- Que consiga deixar de fumar
- Descobrir quem é o filho da mãe do vizinho que despeja a publicidade da caixa dele para a minha.
- Aprender a pedir desculpa quando for caso disso
- Descobrir uma formula de não perder as chaves do carro constantemente 
- Que o estado me deixe cumprir os meus compromissos (Pagando o que deve as empresas)
- Controlar a minha teimosia e orgulho muitas vezes despropositado

- Acordar de bom humor que se consiga falar comigo nos primeiros 60 minutos depois de acordar
- Um milagre para que a roupa se passa a ferro sozinha
- Deixar de ser tão impulsiva, pensar mais antes de falar...
- Não falar demais, ser menos prepotente e não me irritar com facilidade com os  outros...

- Que o bem que os meus amigos me desejam recebam em dobro
- Que todo o mal que me desejam se triplique nas vidas deles (Esta é a minha parte generosa a falar)


O restante pode ser distribuído por Cd De filmes Dvd de música e livros. E já agora se não for pedir muito que o Sporting seja campeão.

 

E como em toda a carta que se preze existe um (PS) aqui fica o meu

 

PS: Mais três coisitas sem importância nenhuma, o euromilhões porque o dinheiro ajuda um bocado, a minha viagem ao Tibete que está prometida há que tempos... E já agora saúde e amor que dá sempre jeito... 

E faz lá a vontade aos outros todos com a paz no mundo!!!!

 

Saudações natalícias
E até breve.

R.Cheiros

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:44

Tenho certeza que essa velha máxima de que (o dinheiro não traz felicidade) foi inventada por alguém cheio de dinheiro. E muito dinheiro. Em proporções indecentes....
Pois  alguém me consegue explicar onde é que esta frase se encaixa? Como é que  não traz felicidade? Se o dinheiro não servir para melhorar a qualidade de vida e nos fazer feliz, então  serve para que?


 Se a felicidade está directamente ligada à “cidadania”e logo associada a um conjunto de direitos, e deveres e qual é o indivíduo que pode exercer uma cidadania plena sem dinheiro?
A felicidade está da mesma forma  ligada ao poder de consumo, não é verdade? Quem é que pode comer, vestir-se, desfrutar de uma habitação condigna, ter saúde, proporcionar aos filhos o básico, desfrutar do merecido lazer depois de um ano de trabalho sem dinheiro?? É complicado, não?


 Vemos todos os dias, tanto ao nosso redor tanto pelos jornais e televisão, provas irrefutáveis de que a infelicidade, mundo fora, é resultado da fome; das doenças; dos conflitos; da falta de dinheiro para pagar pela vida em todos os seus quesitos, como dignidade, respeito, inclusão, estabilidade social.
Os ricos ou ditos países de 1º mundo cada vez mais a desestimular o crescimento da “concorrência” dos pequenos, dos pobres. Porque isso iria resultar na  a divisão de poder e é o que eles temem,.Uma parte do que se superfluamente se gasta pelos ditos “ricos” daria para matar a fome do mundo, mas convêm mantemos controlados e dependentes. Assim, o dinheiro e o poder, está nas mãos, nos bolsos ou nas panças de poucos.

 

Eu sei que por vezes sou assim... Não sei porque é que hoje acordei para aqui virada!
Mas também não deve ser por isto que vem dai mal ao mundo...Pois como dizem por aí “um mal nunca vem só” hoje lembrei-me de dinheiro e por sua vez de felicidade (que mistura explosiva..) 

E como também dizem que quem nasceu torto, tarde ou nunca se endireita assim como dizem também que burro velho não aprende línguas... É como eu... Custa-me a entender certas coisas e ainda acredito em  outras..

Acredito que se pode mudar, que a riqueza pode ser mais bem distribuída... Acredito na igualdade.
Olhem, Sou muito crédula! Mas atenções não confundam credulidade com burrice... Porque aqueles que pensam que tem os olhos mais rasgados são os primeiros a cair.... E para os espertos eu costumo dizer: Não subam muito alto... Porque quanto mais alto se está maior é o tombo.


Mas aqui entre nós,  quem diz que "dinheiro não traz felicidade" nunca passou fome e viu a tristeza que a sua falta traz....

 

É claro que o dinheiro não compra a família, amizade, amor, reconhecimento e a felicidade. Mas ajuda e de que maneira... Ou alguém tem alguma dúvida que a falta de dinheiro pode destruir qualquer família, qualquer casamento e não há felicidade que resista... Também existe esta velha máxima e aqui encaixa como uma luva...: "quando um homem não tem dinheiro até os cães lhe mijam em cima"...
Claro que  o património humano (valores, princípios etc) são o mais importante mas até esses por falta de dinheiro vão há vida....Alguém tem duvidas? Ou alguém é capaz de afirmar que se tivesse um filho a precisar de um tratamento ou a passar fome e não tivesse dinheiro nem sitio onde o ir buscar não se esquecia por momentos dos valores e princípios???


Dinheiro não traz felicidade? ou é hipocrisia?dinheiro traz felicidade sim! Mas não sozinho.....


O dinheiro baralha e atrofia quem fala dele.. Senão vejamos: Se um tipo procura ganhar mais dinheiro: é ganancioso. Se o guarda e não o esbanja é um avarento. Mas se o gasta : é um estroina desgovernado. Se não o arranja: é um inútil Se o arranjar sem trabalhar: é um parasita. Se o tem depois de uma vida inteira de trabalho: é um idiota que não soube gozar a vida...


E com esta conversa toda lá descobri quem inventou a tal frase: o dinheiro não trás felicidade.
Pasmem se não foi o nosso governo...há pois é..
Não acreditam? Então reparem... Todos sem excepção quando se candidatam a um cargo público é pelo bem do país e do povo dizem eles, claro). Então há que deixar o povo feliz ou seja pobre (porque o dinheiro não trás felicidade) e eles coitados fazem o sacrifício de ficar com a parte penosa... A da infelicidade de ter dinheiro.


Agora que descobri posso dizer missão cumprida! 
Qual missão cumprida qual nada! Eu tenho é que tentar sobreviver nesta selva que é a vida. Ai que eu nem sei como hoje cheguei aqui... Que se soubessem em que estado é que o "estado" me está a deixar... Estou que de tão enervada quase que nem vejo nada!

 

Mas afinal o dinheiro não traz felicidade?? dinheiro realmente não traz felicidades, mais em muitos casos proporciona o caminho da dita.

 

Com um pouco de exagero: Mas se tiver que chorar ...Prefiro chorar dentro de um Mercedes  tomo de gama que de um Smart ( que por acaso é o meu carro)

 

PS:Amiga o outro tema vai ter que esperar... Mas não está esquecido.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:30


“Claro que já bati na minha mulher”

por R.Cheiros, em 17.09.08

 Não vi o primeiro Momento da Verdade, mas de tanto ouvir falar estava na expectativa e não perdi o segundo, confesso.

 

Tudo tem um preço!

Por um punhado de euros e 15 minutos de fama duvidosa troca-se a intimidade das pessoas por dinheiro.

 

A verdade compensa?

Esta verdade não tem mérito algum. A intimidade de cada um de nós, os seus erros e falhas são conversa para ter com a consciência, ou com quem pelos seus laços de genuíno afecto mereça que com ela a partilhemos.


Isto é um lavar a roupa suja na praça pública e quanto mais imunda, melhor. 

 E o mais incrivel : a presença das "vítimas " familiares e amigos – para que o espectáculo seja maior e possamos degustar a  angústia, a mágoa e o  desgosto escondido por trás de um sorriso de vergonha.

Numa altura que tanto se fala de "valores" ou da falta deles, isto não será um exemplo a não seguir?

Isto não será uma hipocrisia? Ganhar dinheiro e audiências há conta das imaturidades e fragilidades de alguns "imbecis"?

 

Para José Nogueira e para a esposa, Maria José, a "culpa" foi da filha que tocou a campainha e não deixou o pai dizer que já tinha batido na mulher. "Eu ia dizer que sim. Qual é o problema?

 

As revelações desta família continuam. "Passei no exame de condução à terceira vez porque paguei 150 euros", disse ontem Raquel ao chegar a casa. A mãe só corrigiu um ponto: "Nós é que pagámos ali três notas de 50."

  

Palavras para que? é um "artista" português!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30


O reino do faz-de-conta

por R.Cheiros, em 10.09.08

O a pobre do Michal Douglas acabara de ser abandonado pela mulher que lhe levou os filhos, tinham-no despedido do emprego, endividado até as orelhas,e, para cúmulo encontrava-se metido num engarrafamento do caraças em pleno auto - estrada de Los Angeles. Esturricado por um sol dos diabos e atordoado pelo pandemónio de milhares de buzinas a tocar ao mesmo tempo com os respectivos donos a vociferarem insultos entre si. As tantas para ajudar a tanta desgraça o fulano de trás deixa descair o carro e pumba..


Não era de estranhar que se passasse e que, de revolver em punho levasse por diante uns quantos condutores, enquanto se dirigia a casa da ex mulher.


Todos quantos estávamos a ver o filme compreendíamos perfeitamente o desespero do homem...mas, as opiniões dividiam-se cada cabeça cada sentença .

Todos nós sabemos  uso de armas de fogo é hoje o símbolo de muita  violência gratuita. E que se usa uma arma por "dá cá aquela palha" parece tão simples...


A criminalidade é cada vez mais violenta em Portugal, quem é que não sabe disso? Os roubos, homicídios ou violações - crimes que provocam maior alarme social e uma enorme sensação de insegurança.
Mas para além de mais violentos, os criminosos estão também mais organizados. Hoje em dia um roubo já é pensado até ao último pormenor. Basta recordar o ultimo assalto há "famosa" carrinha de valores no auto-estrada.


Assassinatos, violência doméstica, assaltos, tiros na escola, mortes em discotecas etc, etc, Será que nos tornamos mais violentos ao conviver com tanta violência?

Eu reconheço que me sinto insegura e bastante preocupada principalmente quando os mais novos cá de casa resolvem fazer as suas noitadas... Hoje uma troca de palavras pode dar origem a um tiro ou uma facada.

Existe uma crescente onda de violência explícita e gratuita entre os jovens entre o ser humano de modo geral, sejam eles de qualquer classe social, origem, raça ou religião.


Alguns culpam a sociedade cada vez mais exigente e competitiva que nos leva ao individualismo exagerado. Hoje vive-se um salve-se quem puder onde tudo é permitido não se olha a meios para tingir os fins e tudo se faz por 5 minutos de fama ou suposto sucesso.


Não importa ser mas parecer, e ter... Ter a casa mais  XPTO os melhores moveis que o vizinho , o melhor carro que o colega, as melhores ferias que o amigo, nem que para isso tenha que se fazer um novo credito. ter, ter... E quando se vai a ver são só aparências... Porque na realidade não tem nada, só dividas. É muito comum ver algum abrir a carteira e trazer uma infinidade de cartões de credito, eu pergunto-me para que??? Mas parece-me que são modas é giro e fica bem abrir a carteira e mostrar todo aquele "arsenal" Fazem-se créditos loucos, créditos para pagar créditos as famílias estão cada vez mais endividadas e mais “perdidas” e mais sozinhas. 

Não sei de quem é a culpa...

 A oferta de dinheiro fácil de plástico é muita todos os dias somos bombardeados com publicidade de dinheiro a baixo custo só facilidades...  Mas será que ainda há quem acredita que alguém dá alguma coisa a alguém de graça? 

 

Tudo se paga, nada é de borla... Cada vez mais se perdem casas por falta de pagamentos, carros são confiscados. Porque das duas e uma ; ou se come ou se pagam os créditos... e gera violencia.

A falta de apoios para a integração social o facilitismo à imigração descontrolada a formação de guetos tudo isto faz a violência

 

E os outros  vão ficando orgulhosamente sós.
Esse individualismo exagerado gera medo entre as pessoas. Esse medo faz com que elas se tranquem em si mesmos.

Nós, seres humanos, tornando-nos mais e mais individualistas estamos a perder a noção de sensibilidade quando deparamos com a violência veiculada nos jornais e Tv. A tragédia já não nos choca tanto.

Um crime já começa a tornar-se banalidade do dia a dia. A guerra passa a ser apenas uma mera contagem estatística de mortos e feridos. Uma simples cena de amor num filme faz-nos chorar muito mais que centenas de mortos todos os dias nos noticiários .

 

Assim, a violência pode ser expressa de várias maneiras. Seja ela física, urbana, doméstica, psicológica, política ou social. Mas uma coisa é certa, a violência está a crescer de tal maneira parece uma coisa comum, parece  um caso de normalidade no  nosso quotidiano. A violência tornou-se comum, banal.
E o que se faz??


Parece que vivemos num País inexistente, num qualquer reino imaginário de contos-de-fada.
As pessoas aprenderam a brincar com acontecimentos sérios, rindo às vezes de sua própria sorte.

Essa politica  anárquica torna o povo vulnerável frente às grandes decisões nacionais. Muitos procedimentos irresponsáveis acontecem diariamente sem que as pessoas pensem questioná-los.

Desse modo vemos o professor fazer-de-conta que ensina, o aluno fazer de conta que aprendeu e o estado faz de conta que baixou o insucesso escolar. 

O Governo fazer-de-conta  que governa e  o povo faz-de-conta que é governado os ministros fazem-de-conta que fazem alguma coisa .

O presidente faz-de-conta que conta para alguma coisa . Os  políticos fazem-de-conta que são sérios e o povo faz-de-conta que acredita.

O estado faz de conta que acaba com as barracas mas  faz guetos sociais e nós povo fazemos -de-conta  que acreditamos.

O estado  faz-de-conta que controla a imigração ilegal e o povo faz-de-conta que acredita

A Lei que faz prender é a mesma que  pode fazer soltar. Os policias prendem o juiz faz-de-conta que  "julga" e a vitima fazer-de-conta que acredita. 

Eles fazem de conta que a violencia está controlada ,e  o povo ainda fazer-de-conta que acredita..

São alguns absurdos que vêm provar que vivemos num País do faz-de-conta realmente

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:54


Fumo

por R.Cheiros, em 05.08.08

 

 

 

Dou comigo uma vez mais a fumar e a  a pensar: afinal para que é que eu fumo? 

 Nem me lembro bem, mas comecei a fumar muito cedo. Tinha por volta dos treze ou catorze anos. Comecei a fumar na escola. Escondida atrás  do pavilhão de educação física.

Não me recordo de todos os meus companheiros de “fumo” mas de outros sim, e ainda hoje mantemos contacto. Uns de certeza largaram o vício,mas outros, tal como eu, tem um caso de amor e cumplicidade com este vício sacana.
Agora pergunto-me frequentemente porque fumo...?

Era a idade da descoberta... E não sei bem porque, mas nessas idades tudo o que é proibido é o que nos seduz (ainda hoje).

Eu era uma rebelde sem causa uma “sabe” tudo estupidamente arrogante.
Na piscina municipal onde naquele tempo nos juntava-mos existiam placares de publicidade apetecível...

"SG Gigante km de prazer" E sempre mulheres bonitas acompanhadas de belos homens.

O  tão famoso cartaz da "Marlboro" onde o protagonista ao mesmo tempo que deitava o fumo fora nos olhava nos olhos.. Lindo de morrer...:)

No cinema.Antes de cada secção lá estava a publicidade ao tabaco e nos intervalos.

Durante muitos anos fumei "SG Filtro"
Hoje olhando para trás consigo perceber o quanto somos vulneráveis, influenciáveis e tremendamente arrogantes na adolescência.

Recordo-me da técnica da pastilha elástica e da pasta de dentes. Cada um de nos tinha uma caixinha com pasta de dentes, que dava jeito para disfarçar o hálito do tabaco quando chegássemos a casa e evitar ser descobertos pelos nossos pais.

Esperava que todos fossem dormir e abria a janela do meu quarto para poder dar umas passas no cigarro.

Hoje penso em como arriscava a levar uns tabefes do meu pai.Nunca fui apanhada e ainda hoje me pergunto como!

O meu pai só descobriu que eu fumava no dia que me casei. Porque a minha mãe já sabia há muito tempo..
A verdade é que nunca mais me livrei deste vício. Em casa, no trabalho, e casei com um fumador.

O que é certo é que a nicotina tem-me acompanhado como uma sombra ao longo da minha vida.
Fiz um intervalo de 9 meses que foi o tempo da gravidez. E pouco tempo depois voltei aos braços (do meu amante) o cigarro.

Não consigo dispensar um cigarro! Principalmente depois de um café, se estou a trabalhar até mais tarde, quando me sinto nervosa, mas também nos os evito nos momentos calmos...

E agora porque é que fumo..?

Faz-me gastar dinheiro, provoca mau cheiro, não me acalma, isso é ilusório, fumar, está completamente fora de moda.

Debilita a saúde com largos passos para a morte. Ou seja, é comprar a morte em "suaves prestações". Agora já não tão suaves, que o tabaco está pela hora da “morte”...
Maldita hora em  que tive a infeliz ideia de fumar o primeiro cigarro. Então não merecia um par de estalos bem dados...?

Hoje sou uma viciada assumida! Continuo a perguntar-me porque é que fumo..?

Mas o facto é que já fiz varias tentativas e volto sempre.

Continuo a fumar, e o mais grave é que tenho pouca vontade de com convicção deixar de fumar.
Estou consciente de todos os malefícios do tabaco.

Inclusive concordo com todas a medidas adoptadas recentemente. Mas continuo a fumar no meu gabinete e a matar-me diariamente....
A burrice é crónica?

Afinal porque é que eu fumo??

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:55


VÍcios /hábitos

por R.Cheiros, em 01.04.08

Ah eu sou completamente "doente"por um bom cafezinho...

Sou completamente viciada em café forte sem açúcar, várias e várias vezes ao dia
Sim, apesar de saber que tudo em excesso deixa de ser benefício e passa a estragar o organismo.

Se eu não tomar café de manhã, no consigo sorrir...imaginem, estamos  na melhor parte do sono naquela parte boa... a cama quentinha e  vem aquele barulho horroroso aquele chinfrim infernal (relógio)...

Acorda-te para a vida, para o trabalho, as responsabilidades...!!! sem um cafezinho não dá....não é??

O primeiro tomo em casa feito um zumbi mais a dormir do que acordada.

Quando chego ao trabalho não consigo funcionar enquanto não tomo um cafezinho curto, e alguns pela manha fora. ..

Ajuda-me a raciocinar, cafezinho  depois do almoço, ao meio da tarde a mesma coisa, é o meu combustível....

Eu já não sei se sou viciada, ou  "drogada" de café, posso tomar 20 cafés por dia, mas durmo como um bebé 

 

Bom... o café parece que vai sofrer um arrombo no preço... Ou seja um aumento de quase 100%. 

 

Fiz as contas e:

Cada café neste momento custa-me a 0.55€ se bebo uns 10 por dia..( se não passar)

 

0.55€ x 10 = 5.50€ diarios

já se diz que vai passar a custar um euro..

1.00€ x 10= 10.00€ isto por dia

10.00€ x 30 dias = 300.00€ mensais                     

                                               

 É um arrombo substancial nas minhas finanças... e se a isto juntar o maço de tabaco que compro todos os dias...

 

O tabaco que fumo custa 3.30€ actualmente depois deste ultimo aumento

 

3.30€ x 30 = 99.00€ mensais

ou seja ,feitas as contas em "vicios" e "habitos":

300.00€ + 99.00€ = 399.00 € mensais 

 

Depois do aumento é bizarro demais alguém gastar isto por mês em café e tabaco!!

( é quase o  ordenado minimo  infelizmente)

 

Temos o hábito de classificar os hábitos de vício.

Vício é um defeito e hábito pode ser qualidade...

O café, quando utilizado de forma adequada, é um hábito positivo, assim como o hábito do vinho, o café melhora a nossa vontade, a  inteligência, a  memória.

 A quantidade de café, depende da tolerância de cada um à cafeína.
Como fumadora já não digo o mesmo, gostava de me ver livre deste vício

E afinal o café vai-se tornar um hábito mais caro que o tabaco

 

Muitos podem dizer que são supérfluos... podem ser mas não temos direito a eles????

(existem luxos bem mais caros) 


Cada um deve encontrar seu ponto de equilíbrio.

Viciada? Não sei se sou, vicio não é algo que faz mal?

O café faz-me raciocinar!

 

O café é um habito tão enraizado nos portugueses que acho que se deveria pensar muito antes de sofrer este aumento..

( sei que não sou um bom exemplo  vou continuar a manter os meus vicios,mas...)

 

Querem-nos tirar ate os mais pequenos prazeres da vida!!!!

 

O que nos resta..

(sexo ainda é de graça e dá prazer..) 

 

Vai um ???? eu pago!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:34


Machos , fêmeas

por R.Cheiros, em 02.03.08

A minha primeira reacção ao ler a lista dos homens e mulheres mais desejados de Portugal  costuma ser ,é claro a decepção:

 («Aaaaargh! Eu NÃO apareço!»)

Deve ser porque ,segundo as estatísticas ,sou demasiado  “diferente" para agradar ao homem latino.

 É que parece ,segundo as estatísticas , o homem latino gosta de morenas  altas de peitos grandes  e eu sou morena mas mais para o tamanha (S).

..

A minha amiga Carla ,que é ruiva ,com olhos castanhos e seios pequenos ,e que,de acordo com essas estatísticas da treta ,deveria estar mais só do que um bebé na floresta ,atrai os engatatões  -no trabalho ,nos bares , no metro ,como a luz atrai as traças .

 Assim (auto estima obriga),penso mandar as supracitadas estatísticas pelos entrefolhos a cima de quem as escreveu.

Falando sério ,o que nos faz sentir atraidos por  uma pessoa ou por outra é uma coisa dificil de se explicar .

Não acredito nem um pouco nessa historia de que está nos genes

Os comportamentos humanos entre eles a atracção sexual continua para mim um mistério . O que leva uma mulher a desejar certo tipo de homem e vice versa?

Dizia-me a minha mãe (quando não tens que fazer cose meias é proveitoso e não pensas em disparates) nunca fui bem mandada  nem obediente e dou comigo aqui a divagar…lol.

Continuando…

Existem gostos femininos e masculinos  inatos e universais isso é mais do que sabido ,fazem parte do nosso código genético e ainda bem , dai depende a sobrevivência da espécie. ( e cada vez precisamos mais de bebés)

Nós os machos e fêmeas humanas ,temos tendência a achar atraentes pessoas de olhos brilhantes  ,cabelo reluzente ,pele suave ,e personalidade viva ,procuramos para acasalar pessoas bonitas.

Mas nós  as fêmeas talvez impelidas pela tirania do nosso programa de evolução ,não procuramos só um bom caçador ,que  nos garanta   boas quecas e  também a  concepção de uns filhotes perfeitos e condições de criação.

Sexo é importante mas não chega… É muito bom ,posso dizer que és uma (boa foda) mas é pouco… falta o resto!

Já não desejamos apenas o  macho forte e atlético que, todas as manhãs ,abandone a caverna como um predador entusiasmado e regresse a ela todas as noites, com um mamute debaixo do braço, esperamos  muito mais de um macho.

Temos mais utilidade do que fazer camas ,levantar a mesa e arrumar a cozinha. Esperamos de um macho  companheirismo ,cumplicidade ,igualdade e respeito.

Sentimo-nos atraídas  por homens com corpo atlético ombros largos braços e pernas fortes.

Mas não se iludam , o método do sexo só  por tesão não é exclusiva do macho ,nem  faz de vocês o tal que procuramos..

Depois existem excepções …

Todas temos no nosso grupo  de amigas quem responde-se   mais ou menos abertamente ,que o homem da sua vida tem que ter dinheiro .o melhor emprego e com canudo.

Estas mulheres existem !Em sociologia tem o nome de (hipergamia)mulheres que se sentem atraídas por estatuto económico.

Deve ser isso que explica alguns casais geneticamente desequilibrados ,que nos vamos habituando a ver… constituído por um sexagenário senil ,cheio de achaques e encolhido (forrado de milhões é claro) com aquela brasa de bom aspecto e esmagadora robustez ,praticamente desconhecida antes do seu proveitoso casamento.

Afinal o que nós tarai nos machos??

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:34


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D