Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sorte e azar versus destino


 Quando se fala da sorte e azar  é quase como um sinonimo associado ao destino.
Acreditar ou não... Pois... existe quem acredite no destino e quem não acredite, e na sorte idem..

E os que não são radicais a dizer categoricamente : Eu não acredito… Vão ficando em cima do muro … Nem sim nem nin ..


Essa historia da sorte é muito associada ao sobre natural..
Ferraduras atrás da porta, não passar por baixo de escadas, trevos de 4 folhas, não pisar sal, não varrer para a rua à sexta feira, cortar unhas à noite, abrir chapéus de chuva dentro de casa, pousar chapéus em cima da cama, pérolas, etc etc etc enfim… uma serie de coisas associadas á sorte e ao azar  e montanhas de amuletos.
Dizem que partir um espelho dá azar… sete anos! Também não fazem a coisa por menos.. eu hoje parti um por mero descuido!

 

A ideia de sorte está  profundamente enraizada no imaginário popular, eu associo estas coisas todas a crendice ..
Ou seria tão fácil evitar tudo o que nos vai acontecendo e chamamos de azar. Bastava para isso andar sempre munido de  patas e cornos de animais, figas ,ou até de ferraduras.

Se por ventura alguém tem um acidente e manda o carro  para a sucata, mas só partiu uma perna e teve umas escoriações no braço, diz-se logo: Teve muita sorte..!Podia ter sido pior.... Mas isto foi sorte??? E o acidente foi azar?


Sorte, sorte é encontrarmos o que queremos mesmo antes de procurarmos…

Mas ...se não procuramos, é porque não sabemos se queremos ou  desejamos encontrar.... e se não sabemos  se queremos, como sabemos que foi sorte termos encontrado o que encontramos?

 

É destino?
Sorte?? hum.... destino... que foi concebido para ser!
Mas então se o destino existe porque raio é que “lutamos” todos os dias e não nos deixamos simplesmente ficar refastelados em casa no belo do sofá a esperar por ele.. o “destino” Não está marcado? Não é inevitável?

Existe aqui uma grande contradição não é?


Acreditar em destino é viver a prazo.. já tudo está determinado, escolhido, e vai a acontecer… (está destinado)
O destino se é que existe… pode ser alterado, nós podemos! O destino não está marcado, porque nós podemos fazer escolhas, temos livre arbítrio.
Sorte, fado, destino, coincidência... cada um lhe chamo o que quiser ....pois vai dar tudo ao mesmo . A diferença está na nossa maneira de agir.
Isto de  sorte, azar e destino  não é nem mais nem menos que   consequência da nossa  conduta gerada por um comportamento continuado, marcante ou não.


Tudo, mas mesmo tudo, tem solução e pode ser alterado, menos a morte!
Portanto tudo acaba bem… se ainda não está bem é porque ainda não acabou!
( está em nós mudar para melhor… para que acabe bem!)
 
Este  ano está a ser...diferente.  mas eu acredito ....Estou estranhamente calma. Mas continuo com os meus "good fellings"!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:17


Agarrem-me se não vou-me a ela..

por R.Cheiros, em 04.09.08

Esta é uma daquelas coisas que acontecem sempre quando não devem acontecer! Bolas que não estou nos meus melhores dias.
Pois como dizem por aí não mandes pedras se tens telhados de vidro.
Hoje de manhã passei lá pelo café do Pedro como de costume para tomar um cafezito e comprar tabaco.
O Pedro até é um tipo simpático" e giro que se farta". Mas hoje não era ele que lá estava, era a mulher, a Cristina, uma grandalhona cheia de curvas mas feia como uma noite de tempestade. 

Depois de nos cumprimentarmos vai logo de comentar: “Ó (.....) olha que agora que o tempo vai piorar vamos tirar as cadeiras lá de fora. Como se isso me interessasse para alguma coisa hoje nem acordei nos meus melhores dias. Por falar nisso : Cruz credo! Esta noite não dormi nada e passei mal que se farta. E hoje  não acordei melhor. 

Mas ela não parava de buzinar ao meu ouvido e vai dai que: “Não sabes que fumar faz mal para a pele e à carteira?! ( "dahhh  como diz a minha sobrinha",está tipa é parva,claro que sei.) Não que a tua esteja mal.. Nem pareces a idade que tens. (engraxadora duma figa) “mas estás um bocadinho mais gorda não estás? Mais deixa lá mal se nota...e como és  simpática dá-te um ar de miúda e até pareces mais nova!”

E eu dava-lhe a simpatia e era já o que me apetecia era dar-lhe com o café nas ventas que havia de ver a minha simpatia...

Mas pensando bem também era um desperdício.... Do café claro!

 Mas ela  vai de continuar ..:

"O teu Marido esteve cá ontem! Olha que o homem está tão diferente! Mais simpatico.

"What??? Simpatico??? 

Hum... Sinto um ligeiro cheiro a esturro, só ligeiramente....

Mas ela não satisfeita ainda insistiu e volta á carga: “Esteve ali sentado naquela mesa com uma “senhora” durante um bom bocado...”

Bingo.. ..Eu sabia que isto tinha água no bico!

Eu devo ter mudado de cor do branco para o roxo (de raiva) que as tantas ela lá disse:

“Ó mas não ligues a isso era uma moça nova. Talvez vendedora de alguma coisa, estiveram um tempo grande a ver uns papéis... Não te apoquentes com isso”.  

Se eu não fosse uma pessoa simpática, sim que eu sempre fui a simpatia em pessoa para esta tipa, mas se não fosse dizia-lhe para abrir a pestana e que em vez de estar de olho no marido das outras que desse uma olhadela no que tem em casa.

Sim que o Pedro é bom homem mas tem um excelente olho para as “boas” clientes... Que eu bem o vejo de vez em quando a piscar o olho à Sílvia do primeiro esquerdo e um dia até passei por lá e ouvi uns barulhos estranhos mas familiares e depois sairam os dois da parte privada e bem vi o Pedro todo suado e corado e não era de ter andado a servir cafés.
Também sou mazinha e não lhe contei que a tal “senhora” era a minha irmã.

Mas que diabo, quem é que a manda ser gira como o caraças ... ? Começo a ficar com dúvidas existenciais... A minha mãe ainda hoje é linda com uns tremendos olhos azuis “imagina nos tempos áureos.)

Se as minhas irmãs são todas bonitas tinha que aparecer um patinho feio na famila?

Mas que diabo... A sorte da minha mãe é que sempre viu no meu pai a "oitava maravilha do mundo". Ou começava a ter duvida se eu não fui fruto de uma "escapadinha" com o padeiro...

Mas não ponho de lado a ideia de que tenha sido adoptada...

Hei-de arranjar um bocado par lá ir com a minha irmã nem que seja para espetar com ela nas fuças da Cristina.

Afinal ninguém gosta de ser corno, não é?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:02


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds