Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Que este (2011) seja um ano XXXL

por R.Cheiros, em 03.01.11

Para todos os meus amigos e principalmente para os inimigos...

Pode ser que alguns percam o azedume...:)))

 

s

BOM ANO

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:22


Este está no ir…

por R.Cheiros, em 30.12.09

Mais um  que se “passou” (está por horas…) e como passou rápido!!! 

Uma das muitas coisas que ainda não sei, é como acabará o meu ano, mas sei muito bem como eu quero que ele termine! Com os meus dois homens, vivinha da silva e cheia de saúde.

Com muitas verdades e de preferência sem hipocrisias…

Sem medo de mostrar o que sinto, falar o que me vai na alma … dizer não quando assim o entender, não perdoar só porque fica bem, e mandar a merda…. Quem merecer..!!

A vida é uma dádiva e vale a pena viver cada dia. Com todos os stresses, problemas, chatices, tristezas e alegrias …tem de tudo… porque nada é perfeito, e ainda bem, a perfeição é uma grande chatice …

Aos amigos, um beijo com carinho e para o ano cá estaremos…

Aos inimigos, dois beijos doces… parece-me justo 

Vemo-nos por ai… ainda temos muita lenha para queimar e muito o que viver;)

Já agora…

Boas entradas para todos

E atenção …

Esqueçam lá essa história de entrar com o pé direito, o esquerdo também faz muita falta… e não vá o diabo tecê-las e escorregarem.

( até pró ano )

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:22


É o que????

por R.Cheiros, em 17.03.09

Roxie…
Pois , tinha que ser ela..!
 Eu até estava a pensar colaborar , mais no ultimo momento surgiu uma duvida.


O que é (Roxie)???


Com não gosto de dizer que o meu blogue é isto ou aquilo sem saber o significado só porque sim.

Fui procurar a definição , significado .. de “ROXIE” e cheguei à seguinte conclusão:
Roxie é uma cidade localizada no Estado americano de Mississippi.
Puderão existir outras, eu não encontrei..


As regras eram as seguintes:


1 - Exibir a imagem do selo "Seu blog é ROXIE!"
2 - Escrever 5 coisas que são ROXIE:


A imagem não vou exibir!
Escrever 5 coisas não tenha capacidade para isso por total desconhecimento, a única que conheço é a cidade a cima, e essa mesmo só depois de  na pesquisar na net.

 

Obrigada querida és sempre uma simpatia.:)

PS:Agradecida fico se não me passares mais nenhum, pelo menos com este nome..

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:22


É o último..!

por R.Cheiros, em 11.03.09

Quatro em um arruma-se o assunto e não se fala mais nisso, pode ser?


Não estava esquecido, só a espera de melhor oportunidade … e como antes tarde do que nunca , aqui ficam os “selitos” e o desafio  com que o Cheiros foi contemplado.

Há "Paula C" já agradeci e como lhe tinha dito já tinha postado este mesmo selo, inevitavelmente acabamos por nos repetir. Mas aqui fica a notinha..

Obrigada Paula!
"Princesa"… Gostei dos prémios mas .. Quem é o Filipe pá? Se estou na mira dele com aquele olhinho azul há que ter cuidado..
Gostei dos corações, sou uma romântica.. gracias;)

 

 

 

PS: não me levem a mal, mas não me passem mais desafios ou prémios, pode ser?
Se continuarem a oferecer eu não ou vou postar, portanto não fiquem zangadas
.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:40

No meu tempo...
 Ele pensou  nessa frase,... O começo do discurso sobre comportamentos que desfiou para o filho, horas antes de sair de casa.
Estava a conduzir  a caminho do trabalho quando, parado no sinal vermelho, observou  um grupo de jovens adolescentes que atravessava a rua.  Rapazes  com as calças largas, um número bem maior que o corpo pedia , descidas, mostravam  as cuecas e raparigas  com as calças tão apertadas que pareciam não conseguir respirar, no mínimo um numero  a baixo, deformavam  o corpo ainda em formação.
 
Bem, esse, por certo, era é o  tempo deles...
 O tempo do “por que não...?”, sem entoação de pergunta e sim de uma afirmativa categórica.
 De fato, no tempo "dele" , esse “porque não!!!”, era a resposta e também o ponto final.
 
Constatou então, que a gramática havia mudado e nesta nova, os pingos nos “is” caíram, de vez, em desuso.
Lembrou da conversa  que tivera com o filho naquela manhã. Enquanto falava sobre o mau comportamento dele na escola e em família, o garoto expressava-se com monossílabos ou vocábulos em inglês.
 
Sentiu-se como numa   sala de conversas (chat) da internet. Com a sensasão de já  ter ultrapassando o número de letras permitido, onde já não adiantava insistir na mesma tecla.
Lá ia o seu filho, mochila as costas, pedaço de pão na mão, com um "anel" no  nariz   a "digitar" no ar um grande “FUI!” ...Como que a  bloquear o acesso a visitantes indesejável.
 
Ficou travado, no ecran  daquela cena, até então. Era como se o cursor do rato  estivesse congelado na sua cabeça. Deu-se conta que repetiu a mesma frase que o pai lhe dissera há tantos anos atrás:
“No meu tempo era assim e não assado”.
 
E uma sensação de impotência instalou-se-lhe   na  alma. Acaso não tenho  mais  tempo?
Então onde o perdi?
Só podia tê-lo perdido... pois não o vi terminar!
O que faz o tempo do "meu " filho não ser o "meu" também? Afinal, só havera  realmente, um tempo na vida? O tempo dos jovens?
 
Quando ele dizia: “no meu tempo”, parece que, automaticamente, um botão o tirava de circulação, limitando-o a um tempo que já se passara há muito... Mas, ao levar  a mão ao peito, o que era aquilo que ainda reconhecia a pulsar? e a pontada de expectativa diante do que tinha por viver?
Dos sonhos que ainda não haviam se tornado realidade... Dos planos esboçados num guardanapo  de papel  no café da manhã, ainda à pouco...
 
Aqueles jovens que atrevessavam  a rua carregavam a mesma atitude que um dia tivera. Um olhar indiferente para os adultos há  sua volta. Um ritmo novo no andar, como se afrontassem o silêncio dos comedidos, com seus passos sem pressa de chegar.
 
Talvez por que chegar não fosse tão interessante quanto era o passeio... Isto "ele" lembrava-se de  ter sentido, mesmo que não concebesse que o tinha  sentido na época. Mas agora, sob a calvície adquirida pela idade, de homem que vive a correr  atrás do futuro e deixa o presente sempre no passado, o pensamento naquela sensação quase a trouxe de volta e por pouco não deixou o carro para seguir a pé...É  que  o  que o acorrentava àquele banco era, talvez por ironia do universo  o tempo. ..
Esse roteiro pontual da vida que nos põe adiante.
 
Sinal verde. Era hora de cumprir o tempo. Viu os adolescentes desaparecerem , no outro lado do passeio , no meio do ir e vir dos transeuntes e assentiu para si mesmo em concordância com o fato de que eles também precisavam seguir, mesmo sem perceberem que a alegria era trilhar o destino e não tê-lo prontinho na próxima parada.
 
Alguns minutos depois, chegou no escritório de contabilidade onde trabalhava.
Olhou o "tempo" na parede, estava na hora: deu o bom-dia de todos os  dias. Retomou o trabalho de tantos dias. Recebeu a incumbência do dia. Tomou o segundo café do   dia. Meio-dia comeu o prato do dia. Fim do dia deixou tudo em dia e  preparou-se para retornar a  casa que comprara um dia a prestações, que  se estendem até hoje , mas que são debitadas na  sua conta, automaticamente, no dia do vencimento. .
 
Então, como um balde de água fria, despertou  de todo o cansaço do expediente, enquanto procurava pelas chaves do carro, no estacionamento da empresa, chegou á conclusão   de que seu tempo não havia acabado.
A cada dia, ele estava lá a construir  o dia seguinte, possibilitando o amanhecer. Por que então aquele tempo não era seu?
Quem de fato o fazia acontecer?
Sorriu ... E ainda a sorrir  seguiu para casa, sem pressa, sem horas.. conduzia  o carro no tempo que agora voltara a ser dele.

 

O passado fugiu, o que esperas está ausente, mas o presente é teu. O teu tempo... Vive-o
(Provérbio árabe)

 

Miguel ,gracias

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30


E foi assim que começou...

por R.Cheiros, em 24.02.09

 

(Há precisamente um ano atrás foi este o primeiro post .)

 

Pensamos muito antes de comprar um apartamento, casa ou um carro.

 

Primeiro só pensamos nas vantagens do possível investimento.(travões ABS, vidros eléctricos, ar condicionado, rapidez.. Quantas varandas, aquecimento central, banheira de hidromassagem, com ou sem jardim) e face aos inconvenientes (tamanho do guarda lamas, escassa aceleração, consumo.. Acabamentos, disposição solar, áreas ..)


Se as primeiras superam as segundas, perguntamo-nos :
Vale o que custa? ( É uma pechincha é um capricho? Vale a pena pagar trinta mil euros, ou trezentos mil?..)
Se a resposta for sim, fazemos uma segunda interrogação : É financiáveis o preço? O nosso banco acederá a apoiar essa hipoteca?
Claro que nos comprometemos com o nosso ordenado a pagar religiosamente as “prestações “mais ou menos chorudas todos os meses.
Se a resposta voltar a ser sim, compramos.

 

Com o amor acontece uma coisa parecida.
Primeiro, sentimo-nos atraídos por determinada pessoa por algumas qualidades ou por um modo de ser ,timidez  para quem goste, extroversão , para quem ache divertido, aquela forma particular de coçar o nariz ou a forma encantadora de encolher os ombros..
Outras vezes é alguma coisa inexplicável, física, sabemos que os defeitos estão lá que não gostamos .. Mesmo assim optamos por ir em frente e convida-lo para ir ao cinema, ou enviar-lhe flores, ou  convida-lo  jantar, e decidimos pagar para ver...


Até pode ser uma boa "queca" mas nada de extraordinário mas tem uma boa conversa.
A pergunta que raramente nos fazemos é se estamos emocionalmente preparados para financiar está relação? Se as nossas próprias forças nos concedem credito?
Porque existem pessoas incompatíveis, que nunca deveriam partilhar uma cama e, muitos menos, pensar em viver juntos.


Há casais que vivem numa situação constante de terrorismo intimo em que cada um vai minando inexoravelmente a felicidade, a auto estima do outro.
A porra é que essa pessoa nos atrai como a luz atrai a traça...por muito que se julgue as virtudes não eclipsam os defeitos e as pessoas raramente mudam..
Azar é quando nos apaixonamos por alguém com o intuito de o transformar .

 

Estão a pensar que parvoíce comparar o amor com um carro ou um apartamento... E porque não?
Ao fim e ao cabo, um amor pode ter muito mais influência nas nossas vidas do que qualquer bem material e, assim, porque razões não podemos ter o mesmo cuidado na hora de escolher uma relação?
Pois não temos...
Infelizmente a paixão é   inevitável e incendiaria, a paixão nega a reflexão a paixão queima.
E os cofres dos nossos bancos emocionais nunca estão suficientemente fortes para por entrave na paixão.

 

Balanço: foi divertido e positivo.
Principalmente (não estar aqui) e  poder deixar este post pré editado para hoje.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:37


Vamos lá por os pontos nos (is)

por R.Cheiros, em 19.02.09

 

Eu sou uma alma pacata. Só quero é paz e sossego (deve ser da idade)e quem me conhece, sabe que sou uma pessoa frontal que não gosto de fazer “fretes “. E se as vezes extravaso é porque não sou pior nem melhor do que ninguém … existem “merdices” com que não compactuo. Gosto de rir de “brincar”mas há limites, claro!  Posso ser muito míope mas há sapos que não engulo ,linhas que não ultrapasso apesar de algumas vezes sentir que estou prestes a pisar o risco… tenho sempre em conta duas coisas: 1ª não ultrapassar os meus limites, 2º não interferir directamente com ninguém. Mas há coisas que não procuramos e nos perseguem… irra !

 

Parece-me que há pessoas, que gostam de se fazer de vitimas. E eu até acho que o fazem bem em certas circunstancias apelarem ao nosso lado sensível (também já fui acusada de não o ter)mas fazerem-no de forma continuada a coisa começa a perder a piada.  Se existe coisa que me irrita são pessoas que passam a vida em bicos de pés e aos saltinhos a dizer : (eu estou aqui). Andar sempre a lamuriar-se pelos cantos  a vida nem avança.. credo.E eu como não sou mulher de me ficar em lamentos muito tempo ou de me fazer de coitadinha muito menos de palavras de circunstancia ou de passar a mão pelo “pelo” de ninguém só para agradar  ando um bocado ocupada com uns pensamentos inócuos e desprovidos de qualquer relevância como outros quaisquer mas que me merecem estas palavritas.

 

Aqui há uns tempos lembrei-me de fazer um blogue, e porque não…pareceu-me uma ideia engraçada e uma forma de dizer alguns disparates que de vez em quanto me povoam a alma. Sim, porque eu, ao contrário de algumas pessoas tenho a noção e consciência que digo muitos disparates. Como não sou especialista em nada nem entendida em coisa nenhuma, nem tenho pretensões a ser escritora (até porque o meu “negocio” é mais números do que letras, como já deu para notar..)fui começando a escrever aqui umas patacoadas e parece que alguns foram lendo… ora com isto tudo fui-me dando conta que ando nisto dos blogues há quase um ano.

 

Mas enfim, continuando aqui a minha linha de pensamento, porque isso do tempo agora não interessa nada. Uma coisa que me deixava baralhada de inicio era as “amizades”, ora julgava eu que aqui nos blogues existia tipo de uma confraria onde todos eram amigos e se conheciam tal era o tratamento. A facilidade com que utilizava a palavra (amiga/o) surpreendeu-me mas aos  pouco e poucos fui começando a entender o espírito da “coisa” e como sempre ouvi dizer que em Roma sê romano e que se não os poderes venceres junta-te a eles… também eu a comecei a utilizar mas com algumas restrições, confesso. Até porque há que separar o “trigo do joio “ e embora a palavra amizade seja bonita, não é meu amigo quem quer ou quem comigo troca meia dúzia de palavras e não conheço de lado nenhum.

 

Não nego que possam existir afinidades entre algumas pessoas que nos comentam que existam semelhanças de pensamentos e formas idênticas de estar na vida. Mas dai a dizer que somos amigos existe uma diferença anos luz.. entendo a  amizade  como algo mais abrangente do que trocar galhardetes nos comentários. Valorizo de mais os meus amigos e as minhas amizades para que meia  dúzia de palavras trocadas  sejam o suficiente para os considerar amigos , mas cada um tem o seu conceito de amizade .

 

Em todos os blogues ( julgo eu) existe nos comentários uma opção que nos possibilita escolher quem nos comenta, exp: todos, só amigos, ninguém ou ainda seleccionar os que queremos aceitar ou não.

É uma questão de escolha.  Quem tem os comentários sem moderação sujeita-se….

Não é meu habito ser mal educada com ninguém, muito menos me considero uma pessoa mal formada, mas há determinadas pessoas que não sabem lidar  com opiniões divergentes das suas…( e os comentários não são isso mesmo, opiniões..?) que só os entendem  como válidos se forem de encontro ao seus próprios  pensamentos e desejos., enfim… maus fígados.

 

Uma coisa é certa, quem não quer os comentários só tem de os apagar. Não percebo como é que certas pessoas se arrogam o direito de opinar sobre os outros de forma pejorativa e chegar ao ponto de fazer um post a mencionar a pessoa (y) ou( x). Será que é porque a sua própria vida lhes corre tão mal ,é tão desinteressante ou tão pobre de acontecimentos ,que tem que vir procurar adrenalina a falar dos outros?

Não dou esse direito a ninguém! E se apenas se limitassem a coisa reais… O pior é que a maioria das vezes, escrevem aquilo em que (acreditam) ou faz força para que seja verdade… ( eu nunca acusei ninguém de nada fui mal educada  ou magoei seja quem for propositadamente)  mas agora não posso deixar de chamar mentirosa com todas as letras a quem me enviou um comentário que dizia o seguinte:

(É lamentável a não publicação da minha resposta. Fica lá com a última - e é mesmo a última - palavra, se é assim tão importante.)
Este comentário é mentiroso porque nunca deixei de publicar nenhuma resposta desta pessoa.


Agora se vêem ao meu blogue ou não, é para o lado que eu durmo melhor. Se me comentam, idem…nunca para cá chamei ninguém e não ando por ai de blogue em blogue a comentar para ter também comentários a pedir prémios ou destaques… comento os que me apetece e quando me apetece .


Já perdi muito mais tempo do que devia com esta “bosta” de assunto. Mas não sou Maria vai com as outras e  muito menos gosto de deixar coisas mal esclarecidas .


Porque é que é tão complicado perceber o que se passa na cabeça duma mulher? Se calhar é igual nos homens mas da minha limitadíssima experiência estou em crer que as mulheres complicam o que os homens simplificam.

 

Espero mas uma vez não ter ofendido ou ferido susceptibilidades.. Mas se aconteceu, olha temos pena... a vida é mesmo assim e não fui eu que a fiz.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:24

Tenho uma amiga que tem dois “putos” gémeos que são uma  delícia. Um deles é completamente obcecado por bolas. Então, o Dinis quando sai de casa despede-se sempre da bola com: Adeus bolinha até logo e no regresso o procedimento é o mesmo: Olá bolinha tá boa,tá..??
Tenho dias que me sinto assim, uma verdadeira criança, acordo e sinto-me uma miúda pequena, mas à medida que me aproximo do espelho é que começo a perceber a diferença, pequena continuo a ser mas miúda foi chão que já deu uvas.
É a minha parte de criança que hoje lhe apetece dizer : Olá blogue ..:)
 
E é assim... Hoje é segunda feira e cá estou eu de volta à minha vidinha., estouradinha, mas com a mente desocupada…e com um “belo” de um sorriso na cara…
Adoro o que faço
Às vezes apetece-me chutar tudo para o alto e mudar o rumo da minha vida. Mas depois quando estou, como hoje, de regresso ao meu “mundo” sinto que é isto que quero fazer que sei fazer e que gosto de fazer. As partes chatas vem depois..eu aguardo.
 
Não vale a pena negá-lo. Sou uma apaixonada por este  país Estão cá todas as pessoas que gosto, todas as sensações, cheiros e até os paladares...
Mas não é só isso. Gosto de Portugal e quanto mais vejo mais farta fico dos discursos miserabilista e imbecis que temos e que fazemos e, em que algumas vezes, também eu alinho. As pessoas tendem a não querer ver o óbvio. E arranjam desculpas para o que lhes vai acontecendo sem se questionarem se a culpa não é também em parte delas próprias. Nós somos fantásticos só nos falta um bocadinho ................assim de atitude.
Continuo a achar que os “outros”tem o dom de se gostarem, ( somos bons, somos mesmo do melhor..) mesmo com todas as falha, que lá isso todos tem ... mas a atitude é diferente.
 
Cowboys, petróleo, gado, desertos praias de mar, pequenas e   grandes cidades. Houston, Dallas, Austin, S.Antonio é uma cidade tipicamente virada para o turismo mas eu gosto S. Marcos onde ainda se fazem nas ruas reproduções dos tempos do faroeste  até  simular  assaltos a bancos.
 
Quem diria que esta terra de cowboys esta cada vez mais moderna:)
Em cinco anos upa upa...embora existam coisa que se mantêm. O melhor sitio para tomar uma cervejinha ainda é o “Celis Brewery” em Forbes Drive
No  Cedar Park uma aventura bem gira é  andar de  locomotiva a lembrar o velho oeste uma boleia na historia..  atravessar  a famosa ponte de madeira do filme "O Newton Boys." com aquele bonitinho ,o Matthew McConaughey, não sei se alguém se lembra ...De lá, o percurso segue , através  cidade de Liberty Hill e sobe para o Hill Country.

 

Também a  40km do centro de Houston, toda a gente se pode sentir astronauta por um dia, pagando claro..e  passear pelo espaço por algumas horas . "Space City".
 É onde todos os homens sem excepção se sentem umas "crianças" realizadas. No Johnson Space Center, unidade da Nasa (agência espacial norte-americana).  é aberto ao publico se não estou em erro desde 1992. O centro espacial é hoje a maior atracão de Houston. É uma espécie de Disneylândia  das viagens espaciais.   Tem  um parque temático "científico" com jogos e simuladores de voos projectado pela Walt Disney Imagineering. É um mundo de 18 mil metros quadrados que vale muito a pena visitar.
A entrada  inclui um museu a visita ao centro de controle dos voos do projecto Apollo, que levou o homem à Lua pela primeira vez, e aulas sobre o treino  dos astronautas e pesquisas espaciais.

 

A duas horas de carro mais coisa menos coisa S.Antonio tem o  Stock Show & Rodeio. Ai sim é que se faz o gostinho ao pé...Para quem gosta de música country. Além das apresentações de rodeio que é bem divertido , há... até teve uma espécie de  "Willie Nelson", mas para melhor  diga-se de passagem.
Outra coisa que adoro é dançar! E aquilo convida mesmo a um pezinho de dança.
Muitos hispânicos, muitos mesmo.

Polaca..? Mas que raio, porque logo polaca? Ainda estou para descobrir:) E quieres bailar?então não quero... Claro que quero...

 

Carne muita carne...bacon,tudo com nome de "big"... cachorros quentes com fartura  coca cola ... muito pouco originais.  ...existe à venda quase em cada esquina. Engorda que se farta mas são  óptimos. E também acabei de descobrir que já dificilmente aparecerei nas capas da playboy , portanto... 
Acho que estou com dois os três quilitos a mais, e parece que não, mas já cá cantam mais de 40...ou seja quarenta e uns trocos.
 E tem os melhores espargos que já comi em toda a minha vida.

 

Dallas uma cidade moderna e muito bonita e extremamente limpa. As pessoas são do mais simpático que já vi faz-me sempre lembrar uma serie  que dava na Tv. há muitos anos atrás..."Dallas"

Dallas, Houston e muitos arredores mas nada de ver o ranger do Texas o tal do Chuck Norris o herói dos heróis:)

 

 Decididamente sou um desastre é a “fazer” malas para viajar. A dificuldade que eu tenho para organizar a meia dúzia de trapos que devo por na mala para 4 ou 5 dias não lembra a ninguém, quando acabo o quarto parece uma bancada da feira de Carcavelos ao final do dia.
Que raio, mas também como é que eu vou saber o que me apetece vestir no domingo à noite ou na segunda ou na quarta-feira, se estou a fazer a mala na sexta-feira? Sei lá se quero estar poderosa, ou se assim-assim…bem assim-assim ninguém quer estar e eu muito menos. Mas como é que sei se me apetece vestir umas calças de ganga e uma bela de uma t-shirt com uma camisa xadrez, ou um vestido simpático? E como é que sei se está fresco ou se pelo contrario a noite até está amena…Pelo sim, pelo não…o melhor é fazer como de costume e levar algumas (muitas) peças a mais….
Não há nada a fazer, acho que qualquer mulher tem dificuldade em fazer as malas. Mas como também costumo dizer mais vale sobrar do que faltar..
 
Sou inconstante. Admito. Só estou bem onde não estou parece a letra do António variações...
 
Mas sem duvida que o melhorzinho que isto tem é rever os amigos e a família,  por a conversa em dia , matar saudades.

Depois, não vejo a hora de me vir embora.. as ultimas horas para dizer adeus parece que não tem fim... (eu que  morro de medo de aviões) .


As partes repetitivas..  as discussões do início: Não queres levar também a casa?

E as do regresso, é matemático: Quero ver onde é que vai meter tanta tralha... É sempre briga de criar bicho.

Ok, admito sou uma consumista assumida e gosto deste  jogo  da procura desenfreada por algo.. diferente, souvenirs:) botas chapéu e cintos desta vez.
Sou inconstante , consumista e brigo, mas sou” feliz” assim. 
Ou como costumo dizer que vivo os meus momentos felizes.

E é aí que encontro o meu equilíbrio, aquele que os ditos certinhos nunca hão-de perceber. Digo eu...:)
Back...
Balanço da semana...
Ai, ai...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:35


Tão lindinha não é??

por R.Cheiros, em 29.01.09

Por uns momentos de prazer duas semanas a sofrer há.. Pois é!
Lá diz a minha mãe que não desfazendo é uma mulher sábia: Minha filha primeiro a obrigação depois a devoção!

Eu sei, eu sei… mas tenho destas coisas, e sou teimosa como uma ( ……… ) ora essa, mas também não é só porque um burro dá um coice, não se lhe há-de cortar a perna, é ou não é?
Que diabo, foram só uns diazitos a fazer serão e estou quase, quase nuns merecidos dias de descanso.
Afinal nem foi sacrifício e não é a toa que se diz que não é por um deslize que o monge perde a batina..:) nem eu deixo nada para trás!

A pingodemele a aminhadortemoteuno... simpaticamente :) ofereceram-me uma “taça”.

Esquecida...? Qué lá isso.. Apenas aguardava a melhor oportunidade e aqui está ela.


Tão lindinha não é??

Tal qual na entrega de qualquer prémio também agradeço, e agora (puxava da cabula) e começava o "parlapié"  um longo reportório de agradecimentos:)
Pai e mãe: Fora  de questão não mexem no computador
"Mais que tudo": É que nem pensar, ainda bem que não cusca a net, o pc serve para trabalhar e eu acho muito bem, é bonito, não é?
Filho: Não sei não... sabe mais do que me diz, acho que já me descobriu.. isto é tipo gato escondido com o rabo de fora.

Mel e a “princesa”: Gracias
A todos que aqui passam para cuscar
A todos os que comentam ou não
E aqueles que me deixam comentários (idiotas) ok, obrigadinho por me terem arranjado mais trabalho agora tenho que aprovar os comentários, seus desgraçados.

Pois pouco me importa se já receberam ou não, e é para o lado que eu durmo melhor se a querem  para o vosso blogue...mas a "taça" é vossa!

Paula C.

novinha em folha

O Gato

estreladosul

 

E agora vou para casa e por hoje chega!

A esta hora o meu "mais que tudo" já deve ter o arroz de tomate e os  joaquinzinhos fritos

Isto é viciante, não é??
Boa noite

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:21

Não sabia o que escrever hoje... Não ando com muita imaginação!
Óscares ,ouro, prata e flores são vários os "prémios" que existem para mimar os blogues.
O que é nacional é bom...!!


Hoje apeteceu-me fazer um "mimo" made in Portugal, 100% tuga.
porque..? Sei lá porque e isso agora também não interessa nada.
Gosto do teu blogue!!

E para que é que serve?? Perguntam-se alguns....

Se o sapo pode fazer destaques eu também posso!

E gostos não se discutem..
É para destacar duas ou três pessoas amigos"virtuais" que gosto de ler.
E aqui fica, só vou dizer tres embora existam muitos mais..

pingodemel:Porque este blogue é mesmo bem conseguido
jangadadecanela:Aqui  respira-se  amor:) é lindo

O Gato:Descobri há pouco tempo e gosto

coisasdocoracao:É uma pessoa única;)

 

E pronto!

Levem e escolham os vossos destaques

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:56

web counter free

Usuários online


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds