Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Carta em aberto

por R.Cheiros, em 25.05.08

Agora que está na moda as cartas abertas, esta que vou escrever-te é uma carta em aberto porque sei que vou encontrar sempre pontos que posso acrescentar.
Tenho muitas dúvidas a teu respeito, é, já tive certezas, muitas, de que existias quase que poderia dizer com toda a certeza que já te senti viver em mim.
Sim em mim, afinal dizem que tu estas em todo o lado nas coisas mais simples como um sorriso um olhar numa palavra enfim não se vive sem ti.
Claro que deves existir afinal todos falam de ti e te tratam por tu, em teu nome faz-se de tudo desde as coisas mais bonitas como as maiores a atrocidades.
Em teu nome mata-se guerreia-se prende-se e tortura-se e também em teu nome se vivem momentos de grande felicidade.
Sabes, permite-me que também eu te trate por tu ! Afinal somos quase velhos amigos ouço falar de ti desde que me conheço por gente, ainda antes de conseguir pronunciar o teu nome já me falavam de ti.Dizem-me até que és um dos causadores da minha origem que graças a ti estou aqui que fui feita em teu nome.  
Todos os dias ouço falar de ti, todos os dias és invocado nos livros nos filmes nas músicas e nas canções.
Mas será que alguém te conhece na realidade?
E eu.. Será que alguma vez te conheci?

Hoje tenho duvidas que todas as pessoas que falam de ti tenham assim tantas certezas de te conhecer acho que não tem a mínima ideia de quem tu sejas.
Eu já invoquei varias vezes o teu nome e reconheço que até nas situações mais absurdas, mas só o fiz porque acreditava que te conhecia.
Pensei que todas as pessoas que me falavam de ti e da tua eternidade te conheciam e sabiam do que estavam a falar mas hoje sei que era mentira, nenhuma delas te conhece ou conhecia para poder falar há boca cheia da tua existência a afirmar que és eterno.
Hoje o teu nome ande de boca em boca levianamente em qualquer telefonema programa de televisão ou ate aqui na internet.
Não, não estou a dizer que acho mal ou acho bem como poderia se até eu já o fiz tantas vezes..
Desafio-te a procurar um blogue um só que seja  onde o teu nome não seja escrito pelo menos meia dúzia de vezes.
Sabes, a minha família também fala de ti, sim,também afirma que existes mas de uma forma diferente suave e sem fanatismo e eu acredito que sim, que tenhas varias formas de te mostrar e acredito que a forma como te encaixo na minha família e ate nos amigos é real.
Mas quem és tu..?
Aquele que exige sacrifícios que provoca dor, desejo que faz sofre rir e chorar, quem és..? 
Tu existes ou és uma dos maiores “invenções” da historia da humanidade criada por alguma mente diabólica?
Porque permites que se fale o teu nome em vão por quem na realidade não te conhece?  Tu és real?
Eu já não sei se acredito depois de tantas contradições tanto sofrimento e tanta tragédia que se faz em teu nome.
Dizem que viver sem ti é morrer em vida, que nada faz sentido sem a tua presença.
Mas o que é que pode ser mais importante que a própria vida??
Eu sinto-te.. Umas vezes tão perto e outras tão longe, por vezes tenho a impressão que me basta esticar a mão para te poder alcançar já de outras parece que nos separa oceanos de distancia.
Reconheço que me fazes falta e que dificilmente poderia viver sem ti.
Que te sinto no meu corpo e na minha mente e que gosto de te ter comigo. Todos os dias te venero e digo o único nome que te conheço “AMOR”

 

publicado às 00:02


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D