Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Era uma vez um blogue...

por R.Cheiros, em 07.03.09

Isto dos blogues tem muito que se lhe diga… ou se têm!
Quando comecei o ” ramo de cheiros “ nunca pensei que durasse tanto tempo. Mas entretanto tomei-lhe o gosto, diverte-me aquilo que vou escrevendo .

Aqui entre nós isto  pode ser  um óptimo  antídoto contra o stress e fica sem duvida mais barato que antidepressivos ou consultas em psicólogos.  

 

O lema desde o inicio, foi e é escrever sobre o que me passa pela cabeça sem me preocupar se alguém vem ler ou não. Também não faço “estudos de mercado “para saber que temas se querem ler…

Blogues ,vou lendo muitos alguns. Uns muito bons, outros assim assim e também muita porcaria. Isto na minha opinião claro. 

 Comentário faço muito poucos ( o tempo também não é muito e é gasto a escrever estas patacoadas) mas os poucos que faço, concordando ou não, com o que está escrito, posso dar a minha opinião nem sempre de encontro ao que pensa quem escreve mas nunca ofendi ninguém. (ou se o fiz, que o digam..)

 

Eu começo a achar que o "ramos de cheiros" é um grande blogue ou quiçá o melhor dos melhores..

Não, modesta nunca fui, e agora muito menos… A ver pelos numero de fãs que estou a arranja só  pode ser pela qualidade do blogue… Claro que também pode ser por mim. Afinal sou muito interessante....

Não é à toa que o meu nome próprio é bonita o do meio linda e o sobrenome fantástica..

 

Todo este blá blá blá já me começa a dar vontade de rir..

Tenho uma amiga minha que fez uma pesquisa em psicologia, mas eu juro, por todos os santinhos, que não estou a defender nenhuma tese para educadora de infância muito menos em psiquiatria.

Também não gosto de vermelho é uma cor que nunca uso fica-me mal ao tom de pele. Então porque raio vêem marrar comigo?????

Se o que escrevo incomoda vêm porquê…?

 

Começo a ficar um bocadinho farta deste tipo de anormalidades, por isso ...

 

 

"Á fulaninha dos comentários"
Excelentíssima senhora dona anónima ;
Sugiro que fale com alguém que conheça dessas coisas da psiquiatria, frustrações e afins  que não eu. É claro que a minha paciência em relação a si já se esgotou, e arranje um local próprio para escrever essas balelas e teorias da tanga que tanto gosta de despejar aqui  para o meu sítio! E olhe que isto não é nenhum caixote de lixo virtual! Sim, porque se fosse o nome do espaço seria “Caixote de Lixo Virtual” e não “ramo de cheiros” está a compreender?!

 

Aqui há dias fiz um post: Viver e deixar viver ( Cada qual sabe as linhas com que se cose)

E a minha fã, que julgo não seja a numero 1, porque são varias … deixou-me o seguinte comentário:

(Isto é apenas uma pequena amostra dos mimos que recebo)

 

Desconhecido (IP: 85.244.150.246) disse sobre Viver e deixar viver ( Cada qual sabe as linhas com que se cose) na Sexta-feira, 6 de Março de 2009 às 00:26:  

hum menina.. axo q o titulo q deste ao post se deve aplicar a ti propria: "vive e deixa viver". cada um tem o direito de fazer o q lhe dá na real gana desde q n intrefira na liberdade de outrem...e sim...tu tambem tens o direito de dar opiniao pois es livre tal como todos nos...embora sempre pudesses dar opinioes sobre temas mais enriquecedores, e falar sobre algo mais construtivo do que os gostos alheios.
ah! e eu tenho 22 anos nao sou nenhuma quarentona com tesao, apaixonada ou a amar ng de 20...mas e se fosse??? deveria ser optimo, é sempre taooo bommm :) va descarrega as tuas frustraçoes em cima de mim que eu posso bem com elas e deixa os outros em paz
sei perfeitamente q nao vais aceitar este comment...mas enfim...espero ao menos q o leias, para nao continuares a fazer figura de frustrada (oops axo q exagerei agora :)
Caty.””

 

Claro que lhe respondi , sou educada!

 

"Ramo de Cheiros"
Olá e muito bom dia.

Aqui não se respondem a comentário anónimos, mas para ti que és uma simpatia vou abrir uma excepção;)

Existem coisas fantásticas, não é…?
Imagina tu que eu estava a pensar não escrever mais no blogue, mas o teu comentário aguçou-me o apetite… nunca fui mulher de virar as costas a um “desafio” também não gosto de pessoas cheias de certezas… e como podes ver o teu comentário está aqui.

Começo por te agradecer o menina, gracias.

Tens toda a razão, este post aplica-se a mim própria, onde é que está a dúvida??
Pensei que era evidente… aplica-se porque é a minha opinião e o que penso sobre o assunto.

Tenho que volta a concordar contigo: Cada um é livre de fazer o que lhe dá na real gana desde que não interfira com a liberdade dos outros. E fico muito mais descansada agora que dizes que sou livre e posso dar a minha opinião. Acho que foi o que fiz, não te parece?

Bom mas eu vou escrever devagarinho (como se tu fosses muito burra ) para que possas entender. 
O que me parece que interfere com a liberdade dos outros são pessoazinhas como tu que não sabem expressar ideias e pontos de vista e partem para o ataque gratuito. Mas entendo as tuas limitações … é por isso e só por isso te dou um desconto.

Quanto ao tema ser ou não enriquecedor e construtivo .. Bom, não estive a fazer um estudo de mercado para avaliar os temas que se querem ler. Mas este parece que mexeu contigo… a ver pelo “tom” do teu comentário.:)

Será que estas apaixonada por alguém mais velho…? A ser verdade tinha pena do “infeliz” aturar uma infantiloide deve ser dose..!

Mas vamos lá a parte que interessa;)

Uma quarentona com ( tesão).. Não que seja da tua conta, mas é verdade, ainda tenho tesão imagina tu…. Mas é bom não é?

E sim também ainda estou apaixona, não por alguém de (20) porque a ver pela amostra do que é a tua geração estava bem trama… são todos tão básicos como tu?


Mas tens a certeza que tens 22 anos?
(estive quase para chamar a minha sobrinha que tem 8 anos para conseguir decifrar este teu comentário visto que a linguagem é aproximada “axo”)

Espero que tenhas ficado esclarecida quanto as minhas “frustrações” mas se te ficaram duvidas podes sempre voltar que eu faço-te um (desenho) . Não respondo a comentário anónimos mas para ti abro sempre uma excepção.

Não exageraste nada…
Beijinhos Caty.

PS:Volta sempre, não te acanhes… ( quem sabe aprendes alguma coisa)

 

Catarina (IP: 85.243.210.191) disse sobre Presunção e água benta cada um toma a que quer no Sábado, 7 de Março de 2009 às 01:12:


lol... realmente foi mesmo conversa de quarentona frustrada...mas assim é melhor, como ja tinha dito, podes descarregar em mim que posso bem com elas.
Esta tipa sou eu: Catarina Taborda da Silva Cunha, moro em paredes e tenho uma linda filha, um lindo namorado e uma linda merda de vida. nem sei porque estou a dizer isto..tu tens informaçao detalhada sobre mim ate deves saber o que comi ao almoço. Bem.. quem me dera chegar a tua idade e estar contente simplesmente porque acho q eduquei bem minha filha (seja ela ou nao feliz) e porque me sinto com a moral de criticar quem é feliz de maneira diferente daquela que eu concebo. aii quem me dera chegar a tua idade e poder dizer: "a juventude esta perdida".. ía me dar cá um gostinho, um sentimento de importancia que tanto me iria amaciar o ego...lol. mais alguma coisa?

 

 

"Ramo de Cheiros"

Olá Catarina

Quarentona frustrada que mexe com o teu imaginário, não? é que não te chamei para aqui e tu voltas sempre…

Não havia necessidade de teres dito que tens uma grande merda de vida. Isso minha querida, nota-se pela tua forma de estar na vida. Um lindo namorado que pelos visto a esta hora da noite ( que fizeste o comentário) deve estar a passar o tempo com alguém com uma cabeça mais saudável do que a tua..

Começo a achar que o realmente te anda a fazer falta é um namorado... Uma boa (queca) e uns bons amassos... Não é nada saudavel na tu idade estar aquia  perder tempo com isto..

Normalmente as mulheres mal (fodias ) destilam o fel por todo o lado:)))

O mal de muitas mãe e pais deste pais é PENSAREM  isso mesmo, que educaram bem os filhos (sejam  eles ou não felizes) ó “lerdinha” ainda não percebeste que a educação da tua filha só será bem feita se ela for feliz…

A ultima parte da juventude perdida e ego amaciado sinceramente não percebi.. tens a certezas que tomas-te os comprimidos a horas, hum..?

Perguntas-me se mais alguma coisa? Eu então aqui respondo-te á tua frase:

(eu nem sei porque te estou a dizer isto tudo..)

Estás a dizer isto tudo porque deves ser uma pessoa tremendamente infeliz e de mal com a vida.

 

  Desconhecido (IP: 85.243.210.191) disse sobre Viver e deixar viver ( Cada qual sabe as linhas com que se cose) no Sábado, 7 de Março de 2009 às 01:20:  

 

normalmente o que nao nos afecta, ignoramos...explica-me la como se eu fosse(q pmais

normalmente o que nao nos afecta, ignoramos...explica-me la como se eu fosse(q pelos vistos sou) muito burra, porque é q ficas-te taaaoooo "picada" por uma anormal de 22 anos q parece nem ter 8 e pelos vistos precisa de saber q ainda tens tesao lol. no comment. para a tua idade podiass te deixar afectar por coisas algo mais...inteligentes llol. ah "bora la minha tesuda" amandar mais insultos a esta parvalhona que esta a adorar a conversa.
li algures "processo judicial"... venha ele q é para eu me rir mais um bocadito. ai como adoro isto :)
quando é q vais postar algo que critique os homosexuais? ou eles nao mexem tanto ctg como os amigos do teu filho? lol...

 

"Ramo de Cheiros"

Afectou-te o meu post?

Pelos vistos sim.. Para te dares ao trabalho de passares as tuas noites ( que devem ser pouco interessantes) nisto.

Nunca ignoro ninguém que se dirige directamente a mim , que foi o teu caso.

Anormal tu própria te chamas, eu não diria tanto só que tens um ligeiro desvio de comportamento. Quanto a insultos não os esperes de mim, sou uma pessoa bastante educada. Mas se descer ao teu nível não tarda nadinha mando-te para o caralho com todas as letras.

Processo judicial? Não me digas que me vais processar.. é outras das tuas graças?

Ora ora, não me desiludas… Preconceitos ,é...?? Porque deveria eu criticar os homossexuais não me dizes?

Vou-te contar um segredo mas só a ti…Eu sou lésbica.! Hum.. mas já  descortinei..  Descobriste que sou quarentona, tesuda e agora estás a mandar-te a mim.. ! Querida desiste és vulgar de mais.

Quanto aos amigos do meu filho são de certo mais inteligentes do que tu e olha que alguns tem a tua idade.

 

Desconhecido (IP: 85.243.210.191) disse sobre Viver e deixar viver ( Cada qual sabe as linhas com que se cose) no Sábado, 7 de Março de 2009 às 01:22:    


ah! e so deixo comments anonimos porque nao tenho tempo para me andar a preocupar com bloguinhos e bloguetas. mais q fazer..prefiro ler a exposiçao alheia do que me expor alheiamente, se é q m fiz entender.
caty
  

"Ramo de Cheiros"
 Ai caty , eu bem tento entender, mas sabes que não consigo?
Admito que a culpa deve ser minha, a idade já não é o que era..

Também não estou habituada a lidar com pessoas tão “inteligentes” como tu..
Para quem não tem tempo dás-te ao trabalho de vir constantemente ao meu blogue e de deixar não 1 nem 2 comentários seguidos mas sim 3. Não tens mais o que fazer menina??
Queres maior exposição que está… ?
Pronto se querias tempo de antena e tomar conta do meu blogue aqui está.
Boa noite.

 

Na minha terra existe um ditado que diz que a primeira tem graça a segunda já é chalaça.. Mas À terceira .quarta ,quinta e por ai fora já me começa a dar nos nervos...

Também podia não liga, simplesmente ignorar... Mas acho que esta (coisa) merece pelo menos uma "notazinha" e eu até estava sem ideias para escrever um post...

 

Espero que agora entendas, (sejas tu quem fores) quanto ridícula/o és.

 

publicado às 21:31

Já não é de hoje que  as mulheres "mais velhas" (40 a 50) fazem as delícias e povoam as cabecinhas  da malta mais jovem. Claro que não podemos generalizar, até porque não existem duas pessoas iguais apenas gostos semelhantes…e gostos são gostos, não é? Mas as vezes é difícil entender o que se passa naquelas moleirinhas! Uma coisa é certa, aquela velha máxima (muito machista por sinal) de trocar uma mulher de quarenta por duas de vinte parece que foi chão que já deu uvas...
Parece que de um momento para o outro surgiu por ai uma “praga ” de homens mais novos interessados em mulheres mais velhas. Algumas com idade para serem mães deles..
 Olham descaradamente insinuam-se é notório o interesse de alguns “miúdos” por mulheres mais velhas.
A verdade seja dita que algumas mulheres (mais atentas) já perceberam o interesse que despertam nos homens mais jovens. O  poder que podem exercer, e, se bem exercido ..Ai, ai são trocas e baldrocas, altas engenhocas que elas sabem inventar (Hei!), são palavras doces (ocas?) faz orelhas moucas e o resto da canção não me lembro muito bem, por isso é melhor não inventar mais. O charme , o andar, a gesticulação e a forma de estar, acaba por ser um belo cartão de visita. A segurança que transmitem influencia de sobremaneira e acaba por ser o cheque mate, é algo mais que o peso da idade, e essa passa a ser o que menos importa.

 

A Susana tinha 25 anos e namorava o Mário de 28. Era habitual passarem imenso tempo com os pais  dele na casa do Meco e com amigos dos pais. Era o caso da Helena uma morena de 46 anos colega de trabalho da mãe. A Helena era presença habitual aos fins-de-semana (para aproveitar a piscina) sozinha ou acompanhada com algum amigo.
As vezes a Susana sentia um certo desconforto sempre que o Mário e a Helena estavam juntos. Quando ela o abraçava ou tratava como se fosse mãe dele.
Mas pensava sempre que era coisa da sua cabeça…
Apesar da helena ser uma mulher bonita e se vestir de forma jovem e até ousada. Afinal aquela mulher tinha idade para ser mãe dele, sempre eram 18 anos de diferença de idade. E portava-se como uma mãe para ele, preocupava-se se estava doente e até o ajudava com as namoradas.
Era sexta feira, mas a Susana e o Mário tinam combinado encontrar-se no sábado, ela ficou de ir ter lá a casa. Como ela sabia que os pais dele tinham ido viajar e resolveu fazer uma surpresa. Em vez de tocar a porta entrou pelo portão que dava para o jardim nas traseiras. Viu o Mário e a Helena e não teve a menor duvida do que estavam a fazer…! Aos gritos, de que nunca mais o queria ver, atirou-lhe uns vasos de plantas cheios de terra para dentro da piscina.
Isto foi há dois anos e ao que contam ainda namoram( o Mário e a Helena)

 

Não quero questionar as  razão das preferências de cada um, mas…
Já ouvi explicações tipo: São mais confiantes directas e independentes, sabem o que querem, se gostam entram de cabeça, mesmo sabendo que correm riscos. Se não gostam, fazem questão de o deixar bem claro!
Não fazem dramas, são mais assumidas na cama e não tem vergonha de ficar nuas.  no “jogo” da conquista como no sexo , elas sabem escolher os momentos certos de forma a retirar o melhor do momento, se não para os dois, ao menos para si!

Uma mulher mais velha  sabe o que quer, não necessita de se afirmar, não receia o próprio corpo e possui uma ginástica mental que upa upa... Muitas outras mais novas  ainda andariam a fazer contas de cabeça ou a contar pelos dedos… Afinal, o que teme uma mulher que muito provavelmente já experienciou "tanta" coisa, não recear o que quer que seja. A fase dos medos e da inconstância já se foi faz tempo..!
E isto tudo será verdade?
Ou eles procuram a figura da  uma mãe..?
 
Uma pessoa que conheço muito bem tem um relacionamento com uma mulher mais velha e diz-me que é só vantagens.
Ela não me encosta á parede com interrogatórios cerrados sobre o que fiz ou deixei de fazer durante o dia a quem telefonei e porque cheguei tarde a casa.
Não faz cenas de ciúmes e dramas por tudo e por nada. Está mais  ocupada em viver a vida dela do que entrar nestes joguinhos ridículos.
Mas a melhor mesmo é está: Sei lá… talvez seja das hormonas, as mulheres mais velhas atraem-me como mel..
 
E elas… o que é que vêem nos homens mais novos?
Das duas três. Um pouco de tempo bem passado e é só isso que querem, tirar uma “lasquinha” como diz uma amiga minha, então tudo bem.
Agora se o que procuram é uma relação séria, aí é que a “porca torce o rabo”….

Mas também depende das respectivas de cada uma.

Elas  com outra experiência de vida outra  sensibilidade, outros gostos, outras vivencias. Quer se queira quer não a realidade é que uma mulher depois dos quarenta vê a vida e tem outros objectivos e gostos que não tem um homem de vinte e tal, sejamos razoáveis!

Como lidar com isto? Com  a necessidade premente que eles sentem precisam de tempo e espaço para as suas odisseias (que sabemos muito bem quais são) Discotecas, sair com os amigos, dizer palavrões à vontade, beber mais uns copos, falar de futebol, carros, falar de mulheres e por vezes com elas, para não perderem o jeito… E não nos podemos esquecer do verdadeiro fetiche por horas a jogar  playstation , ginásios, horas intermináveis nos  shopping   a procurar aa calças (Y) ou as sapatilhas (X) tenham dó…!

Modo geral os homens são mais imaturos do que as mulheres ou pelo menos atingem-na muito mais tarde.
Mas é claro que nem  sempre maturidade tem a ver com a idade. Existem por ai muitas “senhoras”  a meter os pés pelas mãos, porque a  maturidade, essa  ficou esquecida lá atrás… nos 20 anos ( que ainda julgam que tem), assim como há aquelas bem mais novas  , que podem dar aulas de maturidade a muita senhora que se diz “crescida”.

Não sei se eles são  sedutores de meia tigela ou de tigela inteira...

 Uma coisa é certa, Há as que  estão conscientes e não estão nem ai… não tiram proveito ou pura e simplesmente não estão para aí viradas, porque isto de viver também convêm saber… e é preciso ter calma, não dar o corpo pela alma como canta o Abrunhosa e há as que têm noção que "mexem" com as hormonas dos mais novos utilizam estratégias e manhas ( dizem que as mulheres até fica bem) e sabem ser astutas o suficiente para os deixar de quatro! E depois, há as que não têm noção ( sim porque também as há) e levam a sua vidinha adiante como se nada fosse!
Eu tenho cá para mim que um relacionamento destes só pode ser físico…pois que mais???
Bom, eu não sei  que é que um “fedelho” pode ter de interessante?


É um mistério o que leva determinada pessoa a gostar de outra. Uma determinada mulher a interessar-se por um determinado homem. Será uma mera questão física, ou serão os comportamentos os gostos e interesses que comandam a mente o desejo e o  impulso?
 

O  que os homens mais novos vêem de mais atraente nas mulheres mais velhas é não se sentirem presos ou  a tão falada "ilusória"  experiência ,não acredito que as mulheres mais velhas tenham um desejo sexual mais apurado ou sejam verdadeiras atletas sexuais que as mais novas, o que pode haver sim, é uma forma bem mais consciente e madura de de estar e se assumir . Quanto há esperiencia...mas algum amor se compadece de experiencia? Essa velha maxima é treta!

 

 

Um dia, mais cedo ou mais tarde, e como nem tudo são rosas.. Quando a mulher ostenta muitos  anos a mais do que o seu parceiro , quantos conseguem aguentar esse "amor"..?

Elas… talvez se encantem com facilidade por um rostinho bonito, um corpinho jovem   com uma novidade, mas é só isso, penso eu de que...

Definitivamente não entendo quem tem  pachorra  para "meninos".

 

 

Moral da história: Eles ,elas...   Sei que é  fácil falar e isto é só conversa.. Mas também sei que temos de tentar ser felizes. Seja lá o que for bom para nós, é o que temos de procurar. Sejam felizes!!!


 

publicado às 11:00

  Gostei desta frase de (Dayane Breyer) para o título 

 

Tudo muda tudo se transforma. De facto  vivemos num "admirável" mundo novo. E é  surpreendente.... Pode parece exagero quando se diz que hoje parecemos colones uns dos outros mas não está  longe da verdade … Hoje prima-se mais pela cópia do que pela diferença  é bom ser como o vizinho o primo ou o colega de trabalho. Os mais jovens  quase que se poderia dizem que saíram da mesma linha de montagem e analisados na mesma base de dados tal são as  semelhanças.


O silicone proporciona-nos ser  fêmeas que não deixa nada a desejar aos pneumáticos. 
Se alguém sofre de leve acesso de melancolia   nada que o Prozac ou Saroxat não resolva. A fecundação in vitro esta na ordem do dia. A empresa cor de rosa invade-nos todos os dias com estereótipos da moda e beleza . Os jardins e o  ar puro foi trocado por complexos  equipamentos de ginastica e  os ginásios caríssimos substituem o desporto ao ar livre. A publicidade e som ambiente das grandes superfícies (supermercados ) incluem sublimes mensagens destinadas a induzir-nos a comprar… A televisão oferece-nos concursos e programas de entretenimento altamente duvidosos com vidas de mentira onde por dinheiro tudo é possível até vender a própria mãe ao diabo. O cinema cada vez mais sensacionalista oferece-nos  violência , tórridas paixões  e amores  surreais, ou seja   todo o tipo de emoções fortes sem necessidade de levantar-mos o traseiro do belo do sofá. 


 E, no entanto e atendendo a tudo isto não me parece que sejamos pessoas mais felizes a viver num mundo melhor.

 Há alguns anos atrás, não muitos.. Se nos tinha saído  na rifa ser uma mulher de peito pequeno ou nos resignávamos ou púnhamos enchumaços no soutien. Se um homem não era, digamos abonado de (dito-cujo) mas completamente capaz de erecções, aceitava-o com calma e talvez até se queixasse mas em privado. Actualmente ,recorre-se desenfreadamente aos silicones à prostaglandina  ao viagra e a todo o tipo de fertilizações e daqui a nada até à clonagem.


Mas se existe alguma verdade nisto tudo é que o mundo esta em mudança e estão a quebrar barreiras e tabus .Durante séculos tivemos sob a influencia de uma "religião" que considerava o corpo como cárcere da alma e onde a sensualidade não existia, sexo era para procriar. ( isso não impediu claro está ,que alguns grande senhores se tenham entregue com devoção a grandes borgas e orgias que hoje fariam corar muito boa gente).


O prazer estava proibido à mulher, era visto como um pecado  uma transgressão  com pena de castigos como caldeirões fumegantes e horrorosos suplícios.

Nós pecadoras convictas, conscientes hoje de que o pecado não é nem mais nem menos um “medo” para nos controlar ,e  já conhecedoras do castigo que nos espera ( que é igual ao dos homens  ou seja nenhum) parece-nos lógico que também nós estejamos dispostas a pecar , não tanto como eles… Mas tendo em conta que vamos ser condenadas de qualquer das maneiras, assim como assim que seja por obter algum prazer.

E já algum disse: não existe melhor forma de se amar a si próprio do que aceitar-se a si mesmo e deixar-se levar pelas exigências mais primarias do nosso eu e  amai-vos uns aos outros..:)


Os homens são por natureza mais promíscuos do que as mulheres. É um pouco discutível se a promiscuidade masculina é uma  tendência natural ou não. Há ate quem diga e defenda a teoria de que a monogamia é antinatural .Mas também não o são a televisão, o telemóvel , os  automóveis e até os aviões..? Os homens podem aprender a ser fieis do mesmo modo que aprenderam a  conduzir.
 

E agora pergunto-me eu, e a mulher é fiel por natureza?
A maioria das mulher é ou foi tradicionalmente mais fiel do que os homens. Mas não acredito que esse comportamento corresponda a uma tendência genética, seria mais fácil acreditar que o lugar ideal para um elefante era uma loja de cristais.

Mas também há que ter em conta que esse comportamento se deve a  uma sociedade onde a maioria  das culturas penaliza ou penalizava  as mulheres sexualmente activas.  

Se não vejamos, ainda hoje existem culturas onde se contempla legalmente o homicídio por honra.  Homens que matam as mulheres ou as irmãs ou as filhas adulteras e sabem que podem contar com a conivência da sociedade onde estão inseridos e com a benevolência  da justiça, (e que justiça ..) Em muitos países africanos ainda hoje  se pratica a cliterodictomia .  

Estive a ler sobre isso e uma das explicações é que serve para garantir a fidelidade ao seu futuro marido.

Sejamos lógicos se a mulher fosse monogâmica por natureza, para que seriam necessárias semelhantes barbaridades para garantir uma tendência natural?

 

Se pensarmos bem as fêmeas dos nossos parentes mais próximos os chimpanzés ( pois é são nossos parentes) e dos orangotangos não são propriamente um bom exemplo de castidade fidelidade e bons costumes…mas isto é no reino animal …:)  

No caso das humanas  existem quem diga que estamos destinadas a ser das fêmeas mais promíscuas da espécie animal ,pois somos a únicas que dispomos de um órgão exclusivamente destinado ao prazer, há.. Pois é! O clítoris. Ok eles têm um pénis, mas é "multi-funções". Este, o nosso é destinado exclusivamente ao prazer. Dai que nós mulheres possamos atingir orgasmos múltiplos com mais facilidade..

 

De modo que eu acho que se pode dizer que as mulheres, são por natureza tão promíscuas quanto os homens, mas ao fim de tantos séculos de dominação masculina, aprendemos a auto iludir-nos ou a dissimulá-lo. Mas neste novo milénio algumas de nós começam a tirar a mascara...

Na verdade qualquer mulher pode ser, ao mesmo tempo boa e má, protectora ou agressiva, criadora ou destruidora, adorável com os seus amigos, perigosa com os inimigos, fiel quando decide sê-lo ou uma cabra se lhe der na gana..  Tal qual outro ser humano!  

Mas para muitas de nós a mulher ainda tem que ser como a de César, não tem apenas que ser honesta, mas também de parecê-lo.

 

A infidelidade , há quem viva  obcecada com medo de ser traída/o há quem a pratique sem o menor preconceito e há até quem diga que isso é coisa que não existe, que a infidelidade está na cabeça das pessoas.

Hoje em dia o sexo é um tema banal, todos o praticam todos falam dele e já quase ninguém tem pudor em comentar o assunto.
Mas aqui entre nós, com esta “quebra de tabus” como alguns lhe chamam esta modernice e desinibição mais ou menos explicita, parece que vivemos em uma sociedade bem mais infeliz.. 
 
Não são de agora, os casos de infidelidade sempre aconteceram. Sempre  foi praticada, e escondida a sete chaves .

Quando era masculina, eram rotulados de grandes machos  e possivelmente só o faziam porque não tinham uma mulher de “jeito” em casa, portanto nunca eram culpados. No caso feminino a coisa muda de figura,  infiéis ou imorais sãos os nomes mais simpáticos para as descrever. 
Hoje os limites são mais flexíveis ou estão a ultrapassar-se todos os limites?

Ainda se mantém determinados valores?

Ou o culto do casamento começa a ser cada vez menos usual? 

Tanto  homens como  mulheres (hoje) querem ser livres viver o momento e depois partem, não se inibem na procura de  novas experiências sem ter que dar satisfação.
Isto parece um sinónimo mais do que evidente de que hoje em dia ninguém se quer prender a ninguém..

Eu ainda acredito que nem todos pensam assim, ainda existem aquelas e aqueles que o casamento fidelidade e compromissos são coisas “sagradas” por muito que se modernize..


As vezes procuram e não sabem bem o que...  perfeição, sensação de perigo ou é 
aquela  velha máxima “o fruto proibido é o mais apetecido”? 

 E qual é a mulher que gosta de ser traída..? Nenhuma julgo eu!

Mas  mesmo quando (eles) são apanhados com a boca na botija entra sempre a canção do bandido... as velhas desculpas, tipo: "Aquilo não significou nada é a ti que eu amo" ou "Um homem não é de ferro "ou ainda, "Estava com os copos nem me lembro da cara dela". blá blá blá. 

 Já (elas)  justificam-se de modo diferente…: Falta de carinho, necessidade de atenção e de afecto, e um desejo de ser vista como mulher, e não como a companheira perfeita ou a mãe dos teus filhos.

A mulher não trai com a mesma  facilidade com que o homem o faz.  Ela precisa de envolvência, e não é algo que surja do dia para a noite.

 

A infidelidade é insegurança, só pode…tanto em homens como em mulheres.. 

Há quem tenha relacionamentos liberais com acordos pré estabelecidos onde os dois se podem envolver-se com quem quiserem.
São novos mundos..Novas mentalidade ... Excesso de liberdade ... Insegurança..  Ou simplesmente uma grande falta de vergonha?

O que é certo é que a infidelidade existe…
 

 

 

publicado às 23:13


Miminhos são carinhos

por R.Cheiros, em 16.02.09

Cada um de nós que tem um blogue faz as suas escolhas sobre o alinhamento do mesmo. Ou seja  cada cabeça cada sentença  ou cada maluco com a sua mania.
Uns não respondem a desafios, outros não publicam prémios já outros só escrevem coisas “inteligentes” alguns são verdadeiros poetas, existem  os expertes em sexo  e  quem se julga com alguma capacidade literária etc  etc  etc.
Eu como (aqui ) não me levo muito a serio e como pouco sei e não sou especialista em coisa nenhuma  nunca deixo de fazer referencia a um mimo que me é oferecido

( questão de educação eu acho)
Portanto aqui vai mais um “selinho”


 Ainda mais este que foi oferecido pela realeza… uma princesa que dá pelo nome do blogue :aminhadortemoteuno...
Este selo era suposto passa-lo a outros blogues,.Mas como me apetece mudar as regras , e não só dos prémios , mas como de muitas outras coisas…
Então  ofereço o selo não a quem o quiser levar mas quem aqui deixar um frase bonita sobre (mimos e carinhos) pode ser uma brincadeira bem gira..
Alguém se atreve?

 
 

 

publicado às 20:57

Os homens são todos iguais? Claro que não! Uns são farinha de milho, outros de trigo, outros com fermento à mistura...e daí por diante . 

Sim é verdade, na minha opinião os homens não são todos iguais, mas inserem-se em diferentes categorias, porque têm determinadas características.


Estou apenas numa fase inicial deste estudo que, certamente durará toda a minha vida (ainda bem, porque este espécimen é aquele que mais me interessa!). O problema em catalogá-los é que eles apresentam (às vezes) traços, nuances ( e não estou a falar das dos nossos cabelos hehehe) pertencentes a outras categorias. Mas não há-de ser nada.Chegou a hora de retractar cada um deles, vamos ver se concordam comigo:

 

 

Sigam-me nesta árdua tarefa e vejamos se não concordam comigo?! Entre outras categorias por catalogar...temos por exemplo:

 

O Flausino Incurável é bom como o milho, tem uma data de namoradas, porque está consciente do seu feitiço sobre nós e trabalha com o seu charme 24h por dia, inclusive fins de semana e feriados. Anda abertamente no engate, mas também quem lhe pode levar a mal com aquele caparrão, olhar felino e dengoso, todo bem vestidinho e cheiroso? Uepá (como canta o Ricky Martin na "Maria"(canção). Ele é assim tipo Forte, Doce, Charmoso ( ou eram outros adjectivos??). Bom só sei que desta vez não estou a falar do vinho!! Conhecem este anúncio, que nos quer pôr a beber vinho nacional? Pois é, mas eu até que não sou grande apreciadora de vinhos, sou antes uma apreciadora de homens e aquele do cartaz... Mham é uma delicia, não concordam comigo, agora que namorados, noivos, maridos e afins, não nos ouvem? Ora adiante...


O Sonso é aquele que de aspecto não está mal de todo, uma mistura de bétinho e pãozinho sem sal, que parece que não mata uma mosca, porque faz tudo pela calada, mas se for preciso até de insecticida anda! No entanto como não é assim nada de tão especial, não tem tanto sucesso connosco, como gostaria de ter, às vezes é inofensivo. Porém como há gostos para tudo, há que ter cuidado, rédea curta, porque é do tipo a "Ocasião faz o Ladrão".


O-Homem-De-Uma-Mulher-Só - este é que é bom para uma relação duradoura. Não se deixa arrebatar por paixonetas, é sério, tem princípios e não deita tudo a perder por uma noite bem passada, é um pai e marido extremoso, pode não falar muito dos seus sentimentos, mas mostra-os, porque nos ama. Gosto deste! Acho-o um homem e pêras! Pêras? Ah, ok, é a expressão.


O Lobo Solitário, por sua vez anda só, é uma velha raposa que nunca ninguém conseguiu apanhar, está só por opção, vai tendo umas relações, mais curtas ou mais compridas, mas coisas muito sérias dão-lhe dor de cabeça e não valem a pena. Dizer adeus é mais simples, pode continuar a vaguear pela floresta e conhecer quem lhe interessa, sem cobranças. É selvagem e já viveu tempo demais sozinho para poder partilhar o seu espaço e tempo com outra pessoa. Já conheceu mulheres demais para ir além de um entusiasmo leve, um arrebatamento suave, motivado por Algo-Que-Bem-Nós-Sabemos-O-Quê.


O Sou-Casado-Mas-Nego-Tudo é um tolinho, casou, teve filhos porque queria ter a sua continuidade, mas em vez de respeitar a sua mulher e mãe dos seus filhos, nada disso. Ele é muito homem e para isso, tem de ter muitas mulheres (se conseguir) e é com elas que pode ser kinky na cama. A mulher nem pensar!! Afinal ela podia achá-lo estranho. Ou não usa aliança ou guarda-a quando sai. Sai com a matilha cúmplice de colegas desesperados como ele e acham que uma mulher (que não a mulher deles) é sempre melhor. Adoram a novidade e mentem com os dentes todos (e mais tivessem, mais mentiam), que não são casados. Cá agora, ainda não encontraram a mulher perfeita, que poderá sempre ser a potencial conquista! Ás vezes são apanhados por gafes básicas como a marca da aliança! Básicos amadores!!


O Extrovertido
é aquele tipo meio pachorrento em relação à vida, não porque seja mole, mas porque não se está muito por chatear, vai fazendo o que tem de fazer. Pode ser ambicioso, ou não, mas definitivamente não tem tendência para estar triste. Está sempre bem disposto e faz-nos rir, mesmo quando pensamos que não estamos para aí viradas, é bom estar com ele, porque nunca é um tédio. Vê a vida de uma vida tão positiva, que é constagiante a alegria que transborda. Alegria pela companhia (nós) e pela vida.


O Sou-Muita-Mau-e-Faço-Das-Mulheres-O-Que-Quero
é do piorio, acho-o horrível, não o queria nem dado, nem que viesse coberto de ouro e diamantes (disse diamantes? Ai, ai, enfim teria de renunciar a estas belas pedras). Este é o machão, o Não-Faço-Nada-Em-Casa-Porque-me-Pode-Cair-Qualquer-Membro-Do-Corpo. Aliás todas as actividades inerentes ao lar e crianças são responsabilidade da mulher submissa que tem. É, infelizmente é mesmo assim, ela faz tudo o que ele quer, ou porque não tem arcaboiço para sair da situação, ou porque não é independente. E ele sabe disso, o Rei e Senhor manda e desmanda, todas as decisões e ordens vêm em decreto lei da sua cabeça e como punição, uma ocasional chapada ou murro, pontapé e afins estão em vigor. Degradante e terrível. Do tempo da idade da pedra, mas o que é uma verdade é que ainda existe.


O Dependente
tanto pode ser uma doçura que nos faz todas as vontades, como uma melga pegajosa que não descola (tipo aqueles caramelos espanhóis que são tão docinhos, mas que para sair dos dentes é uma trabalheira, sabem quais são?). Leva-nos, até a fazer umas quantas caretas bem estranhas. Estão a ver mais ou menos, não é? Estava eu a dizer que, este tipo até é interessante, mas temos que o espicaçar um pouco para dar luta. É tipo aqui me que queres aqui me tens. Para quem gosta de controlar é bom, mas a chatice é que, às vezes não nos apetece decidir, apetece-nos largar as rédeas um pouco e deixarmo-nos levar e ele é dependente demais para fazer isso. Precisa de muito amor e carinho e definha, morre de saudades quando lá não estamos. O que me agrada bastante é que nós somos o centro das suas atenções e a sua prioridade, o que nos dia de hoje não é nada mau.


O Traumatizado, cá para mim é uma seca. Porquê? Sabem aquele tipo que está connosco e de repente faz uma alusão ao seu primeiro amor ou a uma que o marcou (e geralmente magoou...bem feita!), faz comparações, refere lugares... tudo tem uma ligação à respectiva. Quando finalmente, esquece a outra, após termos engolido muitos sapos (Salve Seja!), não é que tem o desplante de agir de uma maneira mais fria e premeditada connosco? Já aprendeu a lição e não quer cometer os mesmos erros, diz com convicção ( e nós aqui a chuchar no dedo novamente, haja paciência). É, lá seca! Precisa disto e daquilo e... nós que nos lixemos! Bah! Se fosse àquela parte, perdoem-me a franqueza!


Bom, mas o tema continua na parte 2 deste artigo. A saga de "Os homens são todos Farinha do Mesmo Saco?" desenrolar-se-á na descrição dos espécies que faltam e também naquilo que eu acho que todos têm em comum, para além da parte anatómica, claro!!!


Até lá, digam qualquer coisinha (façam sugestões) e sobretudo tenham um dia feliz!

Este texto foi escrito pela (fati_diogo)e não resisto porque está muito engraçado..

E o meu tempo não anda lá essas coisas, confesso....

 

publicado às 15:04


Desafio:O pecado mora aqui.

por R.Cheiros, em 23.01.09

 A minha amiga "princesa" aminhadortemoteuno... : lançou-me um desafio!
As regras são mais ou menos estas: Fazer uma análise sobre a nossa relação com os sete "pecados"
E escolher oito "pecadores" ou não para se confessarem.

Para ser sincera ando um bocado assoberbada de trabalho, e como já tinha escrito sobre isto..

(O pecado mora aqui) vou repetir-me.


 Eu pecadora me confesso!
Podia começar assim o post: Mas ainda ninguém me conseguir definir ao certo o que é o pecado. Dizem que um dos sete “pecados” é a Inveja.
Sei que a inveja é um sentimento muito feio. Mas não consigo deixar de sentir inveja, e não é uma inveja qualquer, é uma inveja do tamanho do mundo.
Daquelas pessoas que acordam de manhã com um ar fresco, com um sorriso, ar de quem já está acordado há horas.
Falam pelos cotovelos o que para mim é impensável quando acordo, e isso leva-me a outro “pecado” a Ira.
Fico “irada” com aquelas pessoas que de manhã têm sempre assunto. e dizem “Bom dia” como que  a cantar com um ar radiante, quando o que me apetece é dormir...ou pelo menos ficar em silêncio.
A preguiça é outro dos tais “pecados” sou preguiçosa daquelas que custa a acordar. Ou seja tenho sempre a sensação que me passou um camião por cima.

É sempre difícil quando tenho reuniões de manhã (daquelas bem chatas) é uma Avareza desmedida todos querem ter a ultima palavra.
A Vaidade e a Preguiça comigo normalmente andam juntas, ter que aparecer nas primeiras horas da manhã impecavelmente maquilhada e penteada e com um ar completamente leve... No fundo com bom ar!
As vezes nem uma boa base conseguem disfarçar os olhos inchados...
(Já para não falar "deles" ...que estão sempre bem!)
Com o seu fatinho e gravata e sem cara de sono. Como é que fazem? Acordam bastantes horas mais cedo? Fazem ginástica? cantam pelo caminho para chegar completamente despertos? Tem alguma técnica de maquilhagem que as mulheres desconhecem? Ai a Luxúria.... é um regalo há vista, o sexo oposto é realmente uma visão agradável!
É certo que tenho mau acordar, faço caretas para o espelho, tenho algumas rugas, o cabelo dá-me que fazer, mas nunca tenho olheiras:))).
E que depois de um bom café, dois,” Gula” e de um bocado em silêncio e em paz...estou pronta para um longo dia e que há noite tenho sempre um ar “normal” mas gostava tanto de acordar com melhor feitio!!!!

A "soberba" é um dos sete "pecados" associado ao orgulho excessivo, arrogância e vaidade.
Confesso que tenho um bocadinho de cada. Quando coloco alguma coisa na cabeça tenho a soberba de a conseguir logo. Sou muito orgulhosa. Por vezes sou arrogante (e não somos todos?). Sou vaidosa, confesso. Mas tudo isto em quantidade QB.

 

No fundo sou uma pecadora cheia de virtudes... não podemos levar tudo há letra... mas tenho algumas! 

Também existem sete  Virtudes ou mais...

Vou passar apenas a três blogues porque me parece que o desafio já correr por ai.
Ninguém se sinta obrigado a responder.(Existem poucos pecadores)

Paula C.

novinha em folha

intuição

 

Bom fim de semana

 

 

publicado às 16:29

 Sempre gostei de imaginar o que leva as pessoas a fazer determinado tipo de coisas, algumas completamente disparatadas, pelo menos no meu ponto de vista é um dos meus “prazeres”, olhar para os outros e imaginar porque fazem isto ou aquilo, vicios quem não os tem...

A imaginação do ser humano não tem limites e facilmente se confunde com o que vivemos. As vezes coisas banais, “manias” do dia a dia dão imenso prazer.

 

Tenho sempre o despertador adiantado 15 minutos! É das coisas que melhor me sabe e mais prazer me dá aqueles 15 minutinhos de ronha,..Nem acordada nem a dormir  dá para enroscar, esticar a mão..  

E nem sempre grandes loucuras ou coisas proibidas são as que nos dão mais prazer.

Por exemplo: tenho um amigo meu que não veste roupa interior, segundo ele sente-se apertado e que nada lhe dá mais prazer do que se sentir solto..

Duas coisas que deviam estar obrigatoriamente ligadas, o sexo e o prazer . Um sem o outro perde a graça... mas aliados a uma boa dose de imaginação a coisa fica bem mais interessante.. Bastam pequenos gestos um pormenor aqui e ali e tudo fica bem mais engraçado.

 

A Maria uma amiga de longa data ,solteirona convicta, teve durante largos meses um caso com um tipo que lhe pedia para ela pôr colares e fios de cada vez que dormiam juntos. O mais engraçado é que ela habitualmente não usa esse tipo de adornos. O facto de ela usar colares era com toda a certeza um fetiche dele . Segundo ela a “coisa “dava-se com tanto prazer que ela começou a investir em todo o tipo de fios ,colares e gargantilhas que encontrava.

Salvem-se os anéis fiquem os dedos... O tipo já foi, mas ela ficou com uma belíssima colecção de bijutaria.

 

Prazer é sentir uma sensação de bem-estar. E cada vez mais existem novos conceitos de prazer não acreditam???

Então reparem nestas novas formas de prazer..que nos quer impingir a publicidade:

 

 (Um jovem casal funde-se num apaixonante “linguado”.Ele não sabe que ela, pelo cantinho do olho, não afasta o olhar de um carro que passa na estrada e vai avançando em simultâneo com o seu intercâmbio salivar. Acabado o beijo, ele pergunta «gostas-te?» e ela, enquanto observa melancólica como o veiculo se afasta, responde com um fundo suspiro: «Muito») prazer pelo carro, mas adiante..

 

(uma mulher jovem bonita de olhos vendados suspira enquanto o namorado coloca iogurte na barriga, tira venda e vira-se para o objecto do seu prazer... , o namorado? Qual que esse fica sem segundo plano o iogurte é o eleito.)

 

(Cláudia Schiffer desce uma escada.Solta o cabelo, tira o casaco, a saia, a camisa, mostra-nos um deslumbrante conjunto de lingerie bordada e entrega-se ao... seu Citroën, que acontece ser o destinatário do sugestivo striptease.) e que tal...?

A menos que alguma desesperada pense fazê-lo com a alavanca de mudanças do seu automóvel, que pelo menos não necessita de pastilhas para se manter erecta 24 horas por dia.

Mas honestamente não penso que existem alguma loucas que transformem essa fantasia em realidade!

 

Já para não falar neste novo conceito do prazer em ser mulher..

Pela rua passeia uma rapariga muito bonita que está com o período que se sente tão feliz e tão em órbita que cumprimenta na rua um mimo(sim um mimo!)

Já viram alguém que na posse das suas faculdades mentais, se envolva com mimos?.

E isso acontece porque graças ao novo Ausonia , está encantada por ser mulher.

 

Diz uma amiga minha: (-Não sei o que se passa com as outras, mas eu quando me sinto “mulher-mulher” biologicamente falando, fico com um humor alto lá com ele, e também me dói o corpo todo e o máximo que consegui de um penso higiénico foi que não se desloque muito e não repasse (e essa coisa de cheirar como as nuvens) não a consegui até agora.

Será que o novo ausónia tem incorporado uma substancia revolucionaria que ao misturar-se com o fluxo sanguíneo, produz uma sensação de euforia e bem-estar geral que toca as raias da imbecilidade total?)

Eu ainda prefiro outro tipo de prazeres que não estes da publicidade..

 

Com colares ou com qualquer outro adorno, na janela, na casa de banho , no chão, no banco do carro, em sitios públicos com ou sem musica etc,etc. Todos tem direito aos seus pequenos prazeres ou fetiches como lhe quiserem chamar, desde que claro está não interfira com os outros.

 

Eu acho que o prazer é uma resposta do organismo ou da mente e ter uma vida com prazer é a melhor forma de viver bem, e a melhor forma de o fazer é que os outros nos tragam prazer e termos o prazer de retribuirão não é ?

 

Normalmente relacionamos a palavra prazer com (desejo /sexo/físico)

que dizem alguns é o supremo prazer e o orgasmo  é o ápice numa relação sexual.

Mas quando o orgasmo é encarado com o objectivo máximo de uma relação sexual, não parece que tudo aquilo que podia ser muito bom, tende a ser esquecido??

 

Divirto-me com a história do ponto (G) porque se preocupam tanto em achar esse tal ponto (G) ?

E vá lá...não se se chateiem se não o encontrarem, o melhor mesmo é concentrarem-se em outras coisas mais importantes... É que Ponto G não existe..! Ou melhor, ele pode existir sim, mas não na vagina – e sim na cabeça de algumas pessoas, o tal (pontinho) é menos importante que outras partes do corpo , como a  barriga, pernas, rabo, coxas, mamilos etc?

Deixem-se de tentar inventar o que não existe e concentrem-se na realidade. De certeza abriram caminhos para mais prazer e mais orgasmos.

 

Existem tantos prazeres estranhos ou talvez não... Ainda vou voltar a falar sobre isso com tempo..

Para mim um verdadeiro prazer é escrever estas "patacoadas" no blogue. Não tanto como a fazer sexo, mas de certeza que com muito mais gargalhadas.

Já não é a primeira vez que o meu filho ma pergunta: Vês muito esse blogue, por algum motivo especial?? Dá-me um estranho prazer pisar o risco saber que pode descobrir que é meu a qualquer momento. Já o "meu mais que tudo" o computador serve exclusivamente para trabalhar, mas também já disse : Deves ter ai algum filme comico... O tempo que passas a rir para esse computador. Não que tenha algo a esconder, mas é um prazer ter um "segredo" só meu.

 

Todos sem excepção têm vícios privados e  públicas virtudes ou não..?

Hipócritas mas não tanto..!

 

O que é para vocês um prazer???

Alguém quer arriscar....!!!!?

publicado às 10:10


Sacerdotes, Freiras e Sexo

por R.Cheiros, em 06.01.09

 Sim, foi exactamente o que leu! Poderia ser o nome de um filme, talvez o seguidor do ‘Instinto Fatal’ ou do ‘Nove Semanas e Meia’, mas a realidade nada tem a ver com os jogos de prazer que neles assistimos.

 

A realidade pecaminosa da Igreja é bem negra, tão negra como os casos que todos os dias saltam à vista do comum cidadão acerca de violações. As violações chegaram também ao mundo da fé, do pecado, do pudor disfarçado e da pseudo castidade. Desde o início dos anos 90 que são conhecidos casos de padres que violam as freiras. Fazem-no porque, imagine-se, têm receio de ir às prostitutas e serem contaminados com Sida. Mas, não era a igreja, ou será que isto aconteceu em outra encarnação minha, que tanto condenava o pecado da carne? O sexo antes do casamento? Então e o aborto?

 

Os casos de abusos sexuais são cada vez mais frequentes. As freiras têm estado a ser vítimas dos mais variados abusos sexuais, e muitas delas já chegaram mesmo a ter que fazer abortos. Será a Igreja uma casa de valores morais sagrados ou a sociedade limita-se a imitá-la? Então de quem será o pecado, de nós ou deles? De facto, este tipo de situações é mais uma nódoa negra para a roupagem tão pura e virgem da Igreja. Sim, é natural que os sacerdotes tenham os seus instintos, mas se apelam aos jovens para os combaterem como é que aqueles o fazem? (Talvez seja por isso que 20 freiras tenham aparecido grávidas ao mesmo tempo, julgo que em África). Afinal, a fé não é assim tanta e nem consegue demover os prazeres da carne como a Bíblia, ingenuamente, declara!

 

O mais bizarro em toda esta máscara de fé religiosa, ou melhor carnal, é que todos os actos de violação por parte de padres do mundo inteiro têm estado a ser minimizados. Os altos cargos da Igreja do mundo inteiro acabaram por encontrar alguma situações fora do comum, após investigações, mas nada de maior ou que merecesse uma punição (E a castração não seria uma boa solução?). Decididamente, até a Igreja se deixou corromper por esta vaga de abusos sexuais e violações que têm estado a assolar o mundo. Mas, será que as pessoas não sabem que ‘essas coisas’ devem ser feitas com um consentimento mútuo? (ou será que isso não vem na Bíblia e nem nos manuais do catolicismo?). E, se a vontade é assim tão grande fiquem a saber que existem preservativos! Sim, esses mesmo que dizem ser sinónimo de pecado! Afinal, não eram os representantes de Deus que deviam dar uma conduta moral correcta aos cidadãos, e acabam por fazer exactamente o mais degradante e repugnante que encontramos no mundo sexual? Então, vivam os preservativos, as pílulas e todos os outros métodos contraceptivos!

 

Por isso, e a partir de agora que sabemos que já nem os padres são de confiança, acautele-se! Ir à igreja com umas vestes menos conservadoras, uma mini saia ou um decote bem avantajado, pode ser um atentado à saciedade sexual do Sr. Prior. E, se de repente, enquanto se está a confessar ele a seduz? Aconselhamos também as pessoas mais idosas a terem cuidado, pois os violadores não estão somente nas ruas, mas também nas casas de Deus! E, mais cedo do que julga, podem revelar-se no nosso país, se é que já não se revelaram! Se eles tiverem uma fantasia sexual bem aberrante, daquelas inconcebíveis para a sua formação e educação pessoal, não hesite! É a palavra de Deus que está em jogo, e a ela se deve a máxima fidelidade! Por muito cruel que julguem que possa estar a ser, acreditem que os casos de violência sexual de sacerdotes a freiras e raparigas acabadas de chegar à pratica religiosa ou, devo dizer antes, à prática do sexo, abrange cerca de 23 países do mundo inteiro. E, o que fazer a estes devoradores sexuais? Nada! Nada porque as entidades ou personalidades que tinham autoridade para agir ficam silenciosas e inactivas! Bom para o prazer desses seres repugnantes, mau para as freiras que perderam o descanso e a paz que esperavam encontrar na fé.

 

Qualquer pessoa com o mínimo de bom senso e sensibilidade fica estupefacta, tal como eu fiquei, ao tomar conhecimento de todos estes dados noticiados pelo Diário de Notícias. De início, julguei que podia ser uma brincadeira, de péssimo mau gosto, diga-se de passagem, mas como os seres humanos, padres ou não, têm as suas perturbações psíquicas e disfunções mentais é inevitável pensar que os representantes de Deus não podiam ser excepção. Infelizmente, e ao contrário das situações habituais, o processo e a forma de tratamento destes casos não é punível para os membros da Igreja. Embora seja em África que estes membros, encarregados de espalhar a fé, e um pouco mais, têm mais dificuldade em cumprir o celibato, a situação já atingiu a Europa e muitos outros países. Ao todo recorde-se que são cerca de 23 países! Coisa pouca, sem dúvida, para quem se julgava ser o expoente máximo da moral, conduta viável e boa fé. Pelo menos a intenção era essa, ou perceberíamos nós outra coisa?

 

A comunidade religiosa devia estar de luto, reflectir sobre os ideais que os move e os actos cometidos, não só agora como desde a época em que a crença na fé parecia ser cega. Não só a sociedade precisa de uma nova consciência, como também aqueles que apelam à paz e equilíbrio da mesma. E, como até esses parecem estar um pouco distantes da boa conduta e daquilo que deve ser o respeito pelo ser humano, aconselho a uma reformulação completa da Igreja e dos seus hábitos sexuais. Parece que um filme do género ‘Do Cabaret para o Convento’, que tanta polémica gerou, não é nada comparado com as atrocidades que se verificam pelos caminhos da Fé. Se calhar ‘Do Celibato para a Castração’ tinha mais lógica, mas aí o ideal seria passar do filme para a realidade. Mas isso, julgo eu, que não se vai verificar a quem sabe usar tão bem os desígnios de Deus!

Haja Fé!

 

""Já estou como diz a outra: Vamos lá ver se nos entendemos...!
Este blogue é meu e quem faz as regras sou eu, ok ok posso altera-las ao meu belo prazer, mas é uma das vantagem de ser meu, certo?
Este post é a resposta a um comentário que alguém sem tomates para se identificar resolveu deixar no meu ultimo post. Até ai nada de grave, só não admito estupidez ou falta de educação porque não sou mal-educada com ninguém ou deixei de respeitar seja lá que instituição for.
Ó pá não comentem!! faz-me cá uma diferença do caraças, nem queiram saber... Mas por favor não me entupam o blogue com comentários de merda. ""


Este texto foi escrito por Ana Amante e publicado no espaço mulher

.

publicado às 09:00


Casamento, sim ou não...?

por R.Cheiros, em 22.12.08

Embora ser casada seja tão comum quanto ser solteira, já me  perguntaram  mais do que  uma vez, sobre como é ser casada.
Em todas as ocasiões, dei um sorriso de surpresa e disse sem pensar: -É bom!
“É bom!??”. Acho que não convenceu muito.

Outras vezes, como não me veio uma resposta na hora, resolvi ser espirituosa e bem-humorada e disse :
“Eu não te posso  responder estou a tentar até hoje saber se é bom ou mau..
Eu acho que ser casada, independente da cerimônia religiosa e do estado civil, tem como todas as coisas, muitas vantagens e desvantagens.
Por exemplo: sendo casada, a gente só tem um lado da cama para se levantar.
A aceitação social e profissional, na maioria das vezes é melhor ser casada ,tem vantagens..outras vezes  desvantagens.
Na vida..
Ter alguém que te ame para dividir todos os momentos da vida  dividir as contas e os afazeres domésticos
Ter supostamente sexo mais seguro e está logo ali ao lado... na sala no quarto na cozinha..
 Ter sogra que isso é uma carma pessadissimo ajuda a pessoa a ganhar auto control
Trabalhar no duro e 99.9% do orçamento é gasto na casa e família é bom para não se ter outras tentações..
Tudo o que se fizer tem ter concordância de ambas as partes..É bom, mais facil de decidir:)


Vocês já viram, ? “O quê? Ela solteira...? Não sei não..! Com esta idade deve ter algum "defeito"
Além do mais, ser solteira deve ser um seca: todos os dias temos uma tentação nova.. namorado(a) novo(a).
Aqueles corpos novinhos,tudo no sitio.. tudo durinho, ainda nos arriscamos a  quebrar os dentes.Sim porque solteira não me contentaria com qualquer coisa.. Não,não  me serve.
 Chegar a casa e não tem ninguém para discutir , nem uma reclamação... Isto é deprimente.
Ter a cama toda para nós...
Não te a obrigação de fazer almoço ou jantar ( poder recorrer a uma sandocha deitadinha no sofá) rodeada de livros e revistas
Não ter obrigação de de passar a roupa a ferro porque o dito cujo quer vestir as calças Y ou a camisa X
Poder sair com as amigas sempre que nos apetece sem olhar para o relógio e chegar a hora que for cair na cama de roupa e tudo..
Não ter o carma da sogra ou da cunhada ou a família toda do dito
Planear as ferias sozinha...
 Não isso é muito cansativo.
 

Tem muita gente que é casada e vive como se fosse solteira. Faz o que bem lhe apetece , não se preocupa com os filhos,e o facto de ser casado não é impedimento par nada. Respeito é uma palavra de retorica... não perdem uma unica   chance de se enrolar  com alguém que surge.. Só tem que gastar um pouco mais de dinheiro numa parede a prova de ruídos para não dar show todos os dias para os vizinhos porque o resto é treta...


Um destes dias, o meu irmão disse para a mulher, vamos completar 15 anos de casado.
Ela, toda alegre, disse: Eu sei amor,que ótimo que te lembras-te! Vamos comemorar?
E ele, para surpresa de todos, disse: “Vamos comemorar, nada. Eu vou comemorar. Com 15 anos de casado, já tenho direito a liberdade condicional”.

(imaginem eu com 27..)


O meu casamento, isso eu tenho certeza, vai durar para sempre.
A minha confiança nisso , não é por causa de uma união abençoada, de um amor eterno, de uma maturidade de caráter, de um encontro de almas gêmeas, nada disso.
A minha certeza de afirmar que meu casamento vai durar para sempre é que prometemos ficar juntos, até o dia em que concordarmos em alguma coisa.
E pelo andar da carruagem, vamos ficar juntos para sempre.

 

Alem disso como disse "Oscar Wilde"
Toda a experiência é válida e, por mais que se fale contra o casamento, não deixa de ser uma experiência.

 

E o amor?? Bom.. sobre o amor falaremos para a proxima

 

(Recebi parte deste texto por e-mail e fiz-lhe umas alterações acho que se adapta como uma luva... pelo menos a mim)

 

publicado às 11:13


A vida até é uma aventura!!

por R.Cheiros, em 19.12.08

A vida é um exercício de flexibilidade   essa é que  é essa.  Ele há dias que não sei como me aguento aqui no alto deste muro de onde vejo tudo o que a vida tem para me dar. Sim porque por muito que a gente não queira existem coisa que nos são empurrada e entram pelos olhos dentro.
 Nada disto faz muito sentido mas a vida é mesmo assim..Nem tudo faz sentido ou até faz a gente é que teima em não ver..
Mas enfim, continuando aqui na linha de pensamento...
As coisas haviam de ser mais simplezinhas… e a gente não se devia dedicar tanto à procura de razões para subentendidos que pura e simplesmente não estão no dicionário original. Será insegurança? Será fraqueza? Será que não conseguimos admitir que não somos tão completas como nos queremos fazer parecer às vezes? Seja o que for… é uma grande chatice, lá isso é!


Depois de alguns momentos de angústia lá consegui finalmente descobrir o motivo porque o aspirador deixou de fazer vapor e largava uns pingos de água.
Sim, que isto de ter animais peludos em casa acarreta além de horas de jornada extra aquelas mariquices como vapores e purificadores. A menos claro que se goste de conviver com pelos por todo o lado o que nunca foi o meu forte. Pelos, pelos, só mesmo os do meu "mais que tudo" mas esse está terminantemente proibido de os tirar.


Depois de alguns palavrões e alguns parafusos espalhados no chão descobre-se finalmente o precípuo da questão. Que veio atrás de uma enxurrada de agua suja perto de 3 litros que me alagou o chão da cozinha. Do mal, o menos se não descobrisse que tanto estrago valeu apenas uns míseros 0.50 cêntimos.. Muito pouco para a espargata que fiz e a bela da nódoa negra que tenho no traseiro que parece que andei a bater com ele em alguma esquina da parede...   Por momentos voltei à infância  e era ver-me a apanhar a dita com a velha e boa pá para um balde como uma criança na praia. Definitivamente a infância já lá vai... Já não tenho idade nem para esta patinagem artística "forçada" nem para andar descalça sobre a água (o ultimo a conseguir essa proeza foi há mais de 2000 anos e ainda hoje se fala nele..) e muito menos para andar de rabo para o ar a tentar apanhar água. Um balde cheio depois, estava suada desgrenhada mal-humorada um verdadeiro trapo.... Mas nada que um banho não resolva.

 

Sim que depois desta renhida luta humano (ou quase) contra a máquina ainda tinha que ir ao circo.
De que adianta esmorecer... Parar é morrer!!

E é que de cabeça erguida é mais fácil ver o caminho e além disso dá para apreciar melhor as vistas, então não é? Há que esquecer o passado. É isso! O que lá vai lá vai e o que sobrou..?  algumas nódoas negras só me podem impedir de sentar por alguns dias..

Mas isso não interessa nada e portanto ou me escondo aqui a chorar em lamentos ou aceito o convite do meu filho e vou com ele e a amiga ao circo.

Há pois é... Ontem fui ao circo. Circo Victor Hugo Cardinalli ao parque das nações.
Ok, confesso que não sou grade apreciadora da arte e nem gosto por ai além de palhaços... Porque será :)???
Não sou grande entendida mas na minha modesta opinião tem qualidade e excelentes artistas. Umas horas de ilusão com umas boas gargalhadas há mistura.. Desde elefantes a cavalos, mágicos e equilibristas , palhaços e motas teve de tudo e eu gostei. Principalmente dos leões e do carrinho das pipocas. Já agora acrescento para dizer me surpreendeu pela positiva. Com cadeiras individuais ,wc c/ fraldario rampa para deficientes e até enfermaria. Ou quiçá sou eu que estou desactualizada e já não ia ao circo há muitos anos.

Mas nem sempre para se ver palhaços precisamos de pagar bilhete ou ir ao circo...


O que me custa a entender a estupidez de algumas pessoas! Volto sempre a este tema recorrente mas que posso fazer... Até a estupidez tem limites.
É que acho que as pessoas se deviam limitar a viver a vida  que de si já nos prega tanta rasteira sem procurar mais sarna para se coçar..


Ele e ela tinham um casamento  de 12 anos. Vê-los dava gosto ...

- Ela: Querido blá blá blá
- Ele: Sim amor blá blá bká e blá...
Pois mas nem tudo o que parece é... E as aparências também enganam...Nem tudo o que luz é ouro..

Não, não estou a dizer que ela não gostava dele, longe de mim.... Apenas resolveu partilhar tanto "amor" que tinha para dar com mais alguém.

Ou era só sexo...Sexo e amor podem estar separados ou não?

Bom adiante...
Ele descobre e estupidamente apaixonado nunca lhe passaria pela cabeça que a “culpa” também podia ser dela, não senhor, ai a minha santinha! E vai dai, resolve contar alguém, e para que..? Para dar cabo do carro do malvado que lhe desencaminhou a santinha.
E toca de contratar, quem.. perguntaram alguns, pois nem mais um brasileiro (e notem que não tenho nada contra brasileiros...) mas estes (caras) depois de contarem tantas anedotas sobre portugueses são eles próprios uma verdadeira anedota.

 

Convêm dizer que isto está mau está mau mas a PSP da minha zona tem as instalações numa moradia toda XPTO moderníssima que mais parece um T8 de uma zona chique do Restelo.


Mas voltando ao (ele) que fica muita a dever à inteligência e esqueceu-se de pedir as credenciais de bandido ao brasuca e perguntar se tinha algum doutoramento em bandidagem... Contrato-o e não repara que é tão burro com ele próprio.
O serviço fica então combinado para o dia seguinte.
Ironia do destino, o amante mora na rua da PSP onde para o carro todas as noites.
Bandido macho nunca se preocupa com pormenores e afinal aquilo ali ao lado é só mais um T8 de algum “doutor “sim, porque não sei se já repararam no Brasil são todos doutores, pelo menos nas novelas...aproxima-se do carro e vai dai toca de partir o vidro um bocado de petróleo lá para dentro e vamos fazer uma bela fogueira que está frio...é que o tanso nem se apercebeu que o T8 mais a baixo era da bófia.
A noite até era pacata...e partir um vidro sempre faz alguém baralho..e a polícia andava por perto..
Alto lá, diz o xó guarda!

Qual que... Bandido inteligente mete-se no carro (dele)e toca de ir na direcção da T8  que por acaso e só por acaso  até é uma rua  sem saida...Conclusão, bate com as fuças no muro.

 

Isto dava um bom argumento de novela ó se dava! Estes factos são verdadeiros não fictícios e deviam pagar direitos de autor ou imposto por estupidez.
Ai a vida é bela...
Há dias que não lembram ao diabo e certas noites com um final que só pode ser para rir!

Digam lá para que tanta chatice... A vida até é uma aventura!!

 

publicado às 10:16


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds