Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Em nome do amor!

por R.Cheiros, em 27.01.09

O tempo não sobra....! E como o amor é a linguagem mais primitiva e ao mesmo tempo universal. vou fazer deste (e-mail ) um post.

 

Um senhor de idade chegou a um consultório médico, para fazer um curativo na sua mão onde tinha um profundo corte. E muito apressado pediu urgência no atendimento, pois tinha um compromisso.
O médico que o atendia, curioso, perguntou o que tinha de tão urgente para fazer.
O simpático velhinho disse-lhe que todas as manhãs ia visitar a sua esposa que estava num lar para idosos, com mal de Alzheimer muito avançado.
O médico muito preocupado com o atraso do atendimento perguntou:
- Então hoje ela ficará muito preocupada com a sua demora?
E o senhor respondeu:
- Não, ela já não sabe quem eu sou. Há quase cinco anos que não me reconhece.
O médico então questionou:
- Mas então para que tanta pressa, e necessidade em estar com ela todas as manhãs, se ela já não o reconhece?
O velhinho então sorriu e batendo de leve no ombro do médico respondeu:
- Ela não sabe quem eu sou, mas eu sei muito bem quem ela é!
O verdadeiro amor, não se resume ao físico, nem ao romântico.
O verdadeiro amor, é  a aceitação de tudo o que o outro é...
De tudo o que foi um dia...do que será amanhã.. e do que já não é mais!

 

São  fantásticas as etapas do amor, não são ?

Mas o mais fantástico de tudo é que me  sinto a amar assim... Apaixonada!
 

publicado às 11:51

(E a pensar numa longa conversa que tive ontem)

 

 O amor é um lugar estranho..
Mas hoje vou falar de amor. Não que seja grande especialista e entendida na matéria ,até nem tenho muito jeito com palavras bonitas ou sequer  tenho na manga alguma super teoria que possa surpreender...Nada disso, eu simplesmente amo... Amo o meu filho incondicionalmente, amo o meu “mais que tudo” amo a minha família a minha vida, e pequenos momentos e pormenores... Mas amo principalmente viver.


Hoje acordei com este dia feio enevoado e chuvoso e com pouca vontade seja para o que for, só ronha..

Mas ora bolas acordei, não foi? E melhor ainda, viva e de saúde.
A minha mãe a qualquer contrariedade tem o habito de rematar com: "é o destino"
O destino não é uma questão de chance é uma questão de escolha. Muito menos é uma coisa a ser esperada mas sim para ser alcançada.
 Se eu  pensar bem,qual destino qual que... a nossa vida é, toda ela, talhada por decisões que vamos tomando. Nada acontece por acaso tudo são circunstâncias que se criam em redor

 

Das mais pequenas decisões, às maiores, vamos fazendo os percursos, escolhendo o melhor meio para os percorrer. Com mais ou menos trambolhão, com lamentos ou simplesmente decidimos ser optimistas.
Invariavelmente as nossas escolhas recaem sempre no que “acreditamos”, gostamos, desejamos. Vivemos, do resultado dessas escolhas, por vezes boas, outras vezes más.
Nem sempre a escolha que nos parece a certa em determinado momento é o melhor para nós.

Ou talvez seja... Porque todos temos como princípio de vida fazer escolhas que nos fazem felizes.

Ok, até pode não ser para sempre, mas aqui entra a velha frase: Que seja eterno enquanto dure.
Mas não são todas estas escolhas, momentos, completos ou não com as quais construímos a nossa história de vida?


Desde que me entendo por gente, sempre me lembro de ouvir dizer que “Não podemos escolher de quem gostamos”. Óptimo! Ainda bem que assim é. Ainda bem que nós permitimos a errar que não procuramos só o ser "perfeito". Aqui entre nós, se tivéssemos hipótese de escolha, não cometeríamos erros?
Duvido muito... Até porque todos nós sem excepção tendemos a gostar da "canção do bandido" e por isso cometemos sistematicamente os mesmos mesmos erros, mas são erros que nos dão imenso prazer, certo??

Eu por mim falo, acho que a perfeição é monótona e desinteressante...A vida é feita de paradoxos, tentamos encontrar explicações para circunstâncias, momentos ou simplesmente querer saber o que nos faz sentir atraídos por determinada pessoa.

Será personalidade, carácter, tesão ..? O que é que nos faz ter interesse por determinada pessoa. Algumas que nós até sabemos que não são lá "aquela coisa"...


E porque é que existem pessoas que caem sistematicamente na canção do bandido/a? (Isto tanto nos afectos como na vida profissional e no dia a dia) É costume ouvir-se que aprendemos com os erros e que, de cada queda retiramos, umas quantas nódoas negras, uma aprendizagem que nos permite não cair novamente.

A questão é, se nos levantamos porque é que nos permitimos cair outra vez? Em relação ao amor tenho uma teoria simples: Porque o amor é um fenómeno que nos transcende.
No fim de contas, é isso que nos faz mover.. O amor..! Procuramos a pessoa "certa" o/a tal que esteja lá para os nossos pormenores, para os bons e os maus momentos.
E, invariavelmente, não está sempre... Isso é humanamente impossível. Desculpem mas é a minha opinião, temos momentos que estamos acompanhados por a pessoa mais fantástica e importante da nossa vida mas estas sós.... Mas o mais importante é que continua (ele/a) a tirar-nos o fôlego como nenhuma outra.

 

O amor só faz sentido se for espontâneo, só é mágico se tiver mistério Aconteceu e pronto... Para que procurar explicações para uma coisa tão simples que todos nós teimamos em complicar? Raio, porque é que eu gosto da pessoa (x) ou (y)?
Por que é que nos apaixonamos?
Vale a pena encontrar explicação para uma coisa tão simples? Se fizermos a mesma pergunta a 100 pessoas diferentes de certeza que vamos ter 100 respostas diferentes.
 O amor é um mistério simplificado que complicamos.


Ainda sobre o amor, sempre tive a mania que a felicidade e/ou sofrimento associado é, de certo modo, controlável por nós. Mas e será?
Ninguém em sã consciência quer sofrer... ! O amor para mim tem que ser feito de sorrisos, dizia eu, não aceito menos do que isso...!Só concebo o amor entre duas pessoas que tenham os mesmos gostos e os mesmos hábitos.(Sempre fui cheia de verdades absolutas)

 

Tive um namorado, há muitos muitos anos atrás, num reino bué bué da longe... Que me disse no meio de uma discussão:

Não sabes o que é o amor! Um dia quando o encontrares, vais perceber que é feito de altos e baixos, faz rir mas também chorar... E só o verdadeiro resiste ao tempo.

Bom... A macumba foi tão bem feita que a "profecia" cumpriu-se. Casou comigo, estamos juntos até hoje. Com muitos altos e alguns baixos, e com muitos sorrisos. Pergunto-me muitas vezes  como é que dois seres tão diferentes  "como um dia de calmaria e outro de tempestade" sobrevivem  até hoje?

Continuamos os mesmos, nem ele mudou para me agradar nem eu deixei de ser quem era. As lágrimas também fazem parte da vida... As nossas diferenças é que nos completam,adaptamo-nos e continuamos a ter prazer em estar juntos.


Teremos alguma patologia grave? Ou seremos, somente, naturalmente loucos, como se diz dos poetas e de todos aqueles que se atrevem a amar?

 

(Não existem amores impossiveis ou pessoas que não são para nós ,existe amor)

 

PS:As conversas são como as cerejas...não sei se era isto que queria escrever,mas já está.

 

 

publicado às 11:40

 

Eu sou assim, uma romântica...

Não posso ver uma linda história de amor, uma situação apaixonada entre casais que... Gosto, pronto!
Até acho que os sentimentos verdadeiros se manifestam mais por actos do que por palavras..

Existe lá maior felicidade que é ter a certeza de sermos amados apesar de ser como somos?

E tenho sempre em mente, que nada é pequeno no amor, não podemos esperar por grandes ocasiões para demonstrar a nossa ternura ou não sabemos amar...
HÁ... E muito importante a não esquecer: O amor é como fogo, para que dure é preciso alimentá-lo..

O amor é lindo…,não é?

Mas existe coisa melhor que um casal com sentido de humor?

Amar é sem dúvida sentir em nós a felicidade do outro ..

E nunca, nunca, devemos julgar as pessoas que amamos. O amor que não é cego, não é amor.

Afinal o amor não é mais nem menos que uma amizade inflamada

Amem muito, porque nada é melhor para a saúde que um amor correspondido.

Mas convêm lembrar sempre: Ninguém pode fugir ao amor e à morte


 

publicado às 10:05


Bora lá, sem stress...

por R.Cheiros, em 05.01.09


Olá... bom dia... bom 2009... 

Já está...!!!

Novo ano ,airoso, sem chuva , é Janeiro no seu melhor do que vai ser um grande ano, bem XXL como convêm.

 

Dizem por ai que vai ser um mau ano é a crise e tal, recessão a economia esta de rastos ,blá blá blá.

De modo nenhum duvido que a coisa esteja "preta" mas “bater no ceguinho “ ou lamentarmo-nos não vai resolver em nada. Portanto cabeça levantada meia bola e força..

 

E apesar de ter começado o ano de uma forma algo diferente do habitual a verdade é que isso em nada "desmitificou" as minhas previsões para os próximos 365 dias.

 

O primeiro telefonema do ano foi do meu filho.

Mãe tem um grande grande ano, uma grande ano .. Repetiu a mesma frase três ou quatro vezes , cá para mim já estava acelerado... E lá fiquei eu preocupada, coisas que não mudam...

”Mãe amo-te” ui que me saltou uma lagrimazita do olho..

Não adianta mesmo, entra ano e sai ano e eu continuo igual e sei que são coisas que não vão mudar jamais.

 

Quando finalmente fiquei comunicável para os demais familiares... Telefona a minha mãe com os lamentos do costume... E a frase da praxe: Onde é que te meteste estes dias, e a fazer o que..? Mãe... existem coisas obvias... não se deviam perguntar!

 

Chego e cruzo-me com as pessoas de sempre e com o mesmo discurso: A tua Rita atacou de novo as minhas flores... um dia ainda lhe aperto o pescoço... ( ai gente sem coração)

 

 

Ligo a TV e as noticias do costume...O balanço negro das baixas de natal e fim de ano...

 

Um tipo que resolve exibir-se para duas jovenzinhas e metem-se os três num carro desportivo de dois lugares e partem desta para melhor a mais de 200 km por hora depois de varrerem algumas arvores.

 

As guerras da intolerância e ignorância ,religiosas ( como se pudesse haver guerras inteligentes) continuam no médio oriente.

 

O papa faz o discurso de final de ano obsoleto xenófobo e intolerante e fora de prazo...

 

Existem mesmo coisas que não mudam...

 

Eu...

Estou calma, tranquila, segura, em paz comigo mesma. Procuro não esperar por nada, e procurar tudo.. Lá vou domando os meus impulsos a minha paixão a minha febre, a intensidade que me governa.

 

Esforço-me...
As vezes sou uma mulher obsessiva.
Às vezes, sou surpreendida pela falta de discernimento das pessoas.
Muitas vezes, pela minha própria - o que faz com que me envolva, desavisada mente, com as neuroses alheias.


A essa altura do campeonato só quero um ano com muito trabalho ( dinheiro) afectos ( amor, sexo amizade) e muitos sorrisos.

E o melhor é que estou mesmo determinada!

(A ti..)

"Sabes porque gosto de ti? Porque entre outras tantas coisas me dás uma tranquilidade e uma paz..."
Ora, toma lá...
 

 

E flores.... Meninas gostam de flores. Depois de um bom ano ou de um mau ano. Flores.... E tenho dito.

 

 

 

publicado às 09:55


Vem ai 2009

por R.Cheiros, em 29.12.08

 Vem ai um novo ano

 É tempo de fazer o balanço,
Porque termina mais um ano.
E a propósito da “passagem de ano”
Tenho de fazer a minha revisão da “matéria dada”
Os “balanços de vida” que se fazem por estas alturas…
Todos os fazem... Desde as grandes empresas as mercearias de esquina. E o que é a nossa vida se não uma empresa que tentamos gerir da melhor maneira possível?
... Que mal pode haver em fazer o balanço de um ano (que confesso não foi dos piores) e desejar modificar e melhorar algumas coisas na vida e quem sabe na maneira de agir..?
Gostava que o ano que se inicia fosse como escrever um novo capitulo na minha vida, sem esquecer os outros (46) que fazem de mim a pessoa que sou hoje, são a minha história.
Será que o ano que finda foi um ano de balaço positivo?
Fui um elemento construtivo e produtivo para a sociedade? 
Fui compreensiva com os outros?
Fui menos critica, ou pelos menos uma crítica construtiva?
Menos coscuvilheira?
Dialoguei tendo em conta das diferenças dos outros, fui compreensiva?
Superei algum dos meus defeitos?
Consegui fazer alguém feliz?
Fui egoísta e indiferente?
Amei... ?
Não sei se vou terminar este ano como comecei...
Sei que não sou indiferente à vida nem comodista
A minha consciência está (quase) tranquila..
Fiz tudo para tentar ser feliz!

 

 

E antes que me esqueça...

 

BOAS ENTRADAS

PARA TODOS

 

( até pró ano )

 

"De certeza diferente mas igual a mim própria"

publicado às 11:51


Acabou o Natal e agora?

por R.Cheiros, em 27.12.08

 

Acabou o Natal, a grande noite do dia 24, toda a gente reunida, conversas, comilança desenfreada, coscuvilhices de família, uma noite que se arrasta e o corpo começa a pedir cama..
Dia 25 é um dia inteira de ressaca. Não de bebida, mas dos dias de expectativa (infundadas)para uma noite que é só mais uma igual a tantas outras.

Passamos mais de um mês à espera da grande noite. Vivemos uma época de loucura. Lojas entupidas, supermercados lotados, caixas multibanco sem um chavo. Compras, compras, e mais compras tudo para a grande “festa” a noite de natal.
E para que…? em 99,9% das casas não se falou do verdadeiro sentido do natal.
Eu pergunto: quem é que lembrou do “aniversariante” do dia?
Quem parou para um minuto e pensou no no significado do natal verdadeiramente?

Qual foi o ser que por segundo que fosse se lembra-se porque se festeja a noite de 24 para 25 de Dezembro?
Quem interrompeu os seus festejos para repensar a sua própria vida em meio aos seus semelhantes?

Quem se propôs por instantes rever a sua vida em família e em sociedade? 
Isto, para a maioria das pessoas é Natal. Para mim, é uma distorção de valores...
"O natal é quando um homem quiser ?"

É uma frase feita e batida e soa muito bem em certos momentos.
O que eu fiz? Ou o que deixei de fazer..? Estive em família… , participei de uma ceia exagerada, bebi, sorri, conversei..Voltei para casa e dormi. O  dia 25 passei o tempo com sono e cansada e o que aconteceu de novo...?

Foi a noite de natal mais inútil que tive nos últimos anos!

Acabou o Natal e agora? 

Bom , os outros não sei... Eu vou continuar a minha vida.
No próximo fim de semana  vou estar reunida com toda a família como acontece em todos os fins de semana ( e não por ser natal) com a vantagem de não ter que gramar a noite quase toda acordada.
E foi natal...

 

publicado às 20:55


Este post é para eles...

por R.Cheiros, em 23.12.08

 

Para aqueles que fazem ou fizeram diferença na minha vida...
Para aqueles estão por perto mesmo quando eu me nego a sorrir..

Para aqueles que não me perguntam porquê..? mas dizem: Vamos lá...

Para aqueles que quando olho para trás, sinto muitas saudades...

Para todos os que me fazem sorrir...

Para aqueles que encontro todos os dias e não tenho a chance de podermos conversar olhos nos olhos.

Para todos que tem sempre uma palavra sincera e nem sempre agradável de ouvir

Para aqueles que não concordam comigo mas que me respeitam

Para todas as pessoas fantásticas que se tem cruzado na minha vida, pessoal ou virtualmente .

Para todos os que amo.

Para todos por quem me apaixonei

Este post é para eles...

E principalmente para os (donos do meu coração ), que nem sabem que este blog existe, e que são sem sombra de dúvidas as pessoas que mais aturam o meu mau feitio e são também eles quem mais se podem queixar da minha falta de jeito para dizer às pessoas como elas são importantes para mim!

 

Para todos, 

Um natal XXL cheio de afectos .

R. de Cheiros

Paula

publicado às 10:05


Casamento, sim ou não...?

por R.Cheiros, em 22.12.08

Embora ser casada seja tão comum quanto ser solteira, já me  perguntaram  mais do que  uma vez, sobre como é ser casada.
Em todas as ocasiões, dei um sorriso de surpresa e disse sem pensar: -É bom!
“É bom!??”. Acho que não convenceu muito.

Outras vezes, como não me veio uma resposta na hora, resolvi ser espirituosa e bem-humorada e disse :
“Eu não te posso  responder estou a tentar até hoje saber se é bom ou mau..
Eu acho que ser casada, independente da cerimônia religiosa e do estado civil, tem como todas as coisas, muitas vantagens e desvantagens.
Por exemplo: sendo casada, a gente só tem um lado da cama para se levantar.
A aceitação social e profissional, na maioria das vezes é melhor ser casada ,tem vantagens..outras vezes  desvantagens.
Na vida..
Ter alguém que te ame para dividir todos os momentos da vida  dividir as contas e os afazeres domésticos
Ter supostamente sexo mais seguro e está logo ali ao lado... na sala no quarto na cozinha..
 Ter sogra que isso é uma carma pessadissimo ajuda a pessoa a ganhar auto control
Trabalhar no duro e 99.9% do orçamento é gasto na casa e família é bom para não se ter outras tentações..
Tudo o que se fizer tem ter concordância de ambas as partes..É bom, mais facil de decidir:)


Vocês já viram, ? “O quê? Ela solteira...? Não sei não..! Com esta idade deve ter algum "defeito"
Além do mais, ser solteira deve ser um seca: todos os dias temos uma tentação nova.. namorado(a) novo(a).
Aqueles corpos novinhos,tudo no sitio.. tudo durinho, ainda nos arriscamos a  quebrar os dentes.Sim porque solteira não me contentaria com qualquer coisa.. Não,não  me serve.
 Chegar a casa e não tem ninguém para discutir , nem uma reclamação... Isto é deprimente.
Ter a cama toda para nós...
Não te a obrigação de fazer almoço ou jantar ( poder recorrer a uma sandocha deitadinha no sofá) rodeada de livros e revistas
Não ter obrigação de de passar a roupa a ferro porque o dito cujo quer vestir as calças Y ou a camisa X
Poder sair com as amigas sempre que nos apetece sem olhar para o relógio e chegar a hora que for cair na cama de roupa e tudo..
Não ter o carma da sogra ou da cunhada ou a família toda do dito
Planear as ferias sozinha...
 Não isso é muito cansativo.
 

Tem muita gente que é casada e vive como se fosse solteira. Faz o que bem lhe apetece , não se preocupa com os filhos,e o facto de ser casado não é impedimento par nada. Respeito é uma palavra de retorica... não perdem uma unica   chance de se enrolar  com alguém que surge.. Só tem que gastar um pouco mais de dinheiro numa parede a prova de ruídos para não dar show todos os dias para os vizinhos porque o resto é treta...


Um destes dias, o meu irmão disse para a mulher, vamos completar 15 anos de casado.
Ela, toda alegre, disse: Eu sei amor,que ótimo que te lembras-te! Vamos comemorar?
E ele, para surpresa de todos, disse: “Vamos comemorar, nada. Eu vou comemorar. Com 15 anos de casado, já tenho direito a liberdade condicional”.

(imaginem eu com 27..)


O meu casamento, isso eu tenho certeza, vai durar para sempre.
A minha confiança nisso , não é por causa de uma união abençoada, de um amor eterno, de uma maturidade de caráter, de um encontro de almas gêmeas, nada disso.
A minha certeza de afirmar que meu casamento vai durar para sempre é que prometemos ficar juntos, até o dia em que concordarmos em alguma coisa.
E pelo andar da carruagem, vamos ficar juntos para sempre.

 

Alem disso como disse "Oscar Wilde"
Toda a experiência é válida e, por mais que se fale contra o casamento, não deixa de ser uma experiência.

 

E o amor?? Bom.. sobre o amor falaremos para a proxima

 

(Recebi parte deste texto por e-mail e fiz-lhe umas alterações acho que se adapta como uma luva... pelo menos a mim)

 

publicado às 11:13


A vida até é uma aventura!!

por R.Cheiros, em 19.12.08

A vida é um exercício de flexibilidade   essa é que  é essa.  Ele há dias que não sei como me aguento aqui no alto deste muro de onde vejo tudo o que a vida tem para me dar. Sim porque por muito que a gente não queira existem coisa que nos são empurrada e entram pelos olhos dentro.
 Nada disto faz muito sentido mas a vida é mesmo assim..Nem tudo faz sentido ou até faz a gente é que teima em não ver..
Mas enfim, continuando aqui na linha de pensamento...
As coisas haviam de ser mais simplezinhas… e a gente não se devia dedicar tanto à procura de razões para subentendidos que pura e simplesmente não estão no dicionário original. Será insegurança? Será fraqueza? Será que não conseguimos admitir que não somos tão completas como nos queremos fazer parecer às vezes? Seja o que for… é uma grande chatice, lá isso é!


Depois de alguns momentos de angústia lá consegui finalmente descobrir o motivo porque o aspirador deixou de fazer vapor e largava uns pingos de água.
Sim, que isto de ter animais peludos em casa acarreta além de horas de jornada extra aquelas mariquices como vapores e purificadores. A menos claro que se goste de conviver com pelos por todo o lado o que nunca foi o meu forte. Pelos, pelos, só mesmo os do meu "mais que tudo" mas esse está terminantemente proibido de os tirar.


Depois de alguns palavrões e alguns parafusos espalhados no chão descobre-se finalmente o precípuo da questão. Que veio atrás de uma enxurrada de agua suja perto de 3 litros que me alagou o chão da cozinha. Do mal, o menos se não descobrisse que tanto estrago valeu apenas uns míseros 0.50 cêntimos.. Muito pouco para a espargata que fiz e a bela da nódoa negra que tenho no traseiro que parece que andei a bater com ele em alguma esquina da parede...   Por momentos voltei à infância  e era ver-me a apanhar a dita com a velha e boa pá para um balde como uma criança na praia. Definitivamente a infância já lá vai... Já não tenho idade nem para esta patinagem artística "forçada" nem para andar descalça sobre a água (o ultimo a conseguir essa proeza foi há mais de 2000 anos e ainda hoje se fala nele..) e muito menos para andar de rabo para o ar a tentar apanhar água. Um balde cheio depois, estava suada desgrenhada mal-humorada um verdadeiro trapo.... Mas nada que um banho não resolva.

 

Sim que depois desta renhida luta humano (ou quase) contra a máquina ainda tinha que ir ao circo.
De que adianta esmorecer... Parar é morrer!!

E é que de cabeça erguida é mais fácil ver o caminho e além disso dá para apreciar melhor as vistas, então não é? Há que esquecer o passado. É isso! O que lá vai lá vai e o que sobrou..?  algumas nódoas negras só me podem impedir de sentar por alguns dias..

Mas isso não interessa nada e portanto ou me escondo aqui a chorar em lamentos ou aceito o convite do meu filho e vou com ele e a amiga ao circo.

Há pois é... Ontem fui ao circo. Circo Victor Hugo Cardinalli ao parque das nações.
Ok, confesso que não sou grade apreciadora da arte e nem gosto por ai além de palhaços... Porque será :)???
Não sou grande entendida mas na minha modesta opinião tem qualidade e excelentes artistas. Umas horas de ilusão com umas boas gargalhadas há mistura.. Desde elefantes a cavalos, mágicos e equilibristas , palhaços e motas teve de tudo e eu gostei. Principalmente dos leões e do carrinho das pipocas. Já agora acrescento para dizer me surpreendeu pela positiva. Com cadeiras individuais ,wc c/ fraldario rampa para deficientes e até enfermaria. Ou quiçá sou eu que estou desactualizada e já não ia ao circo há muitos anos.

Mas nem sempre para se ver palhaços precisamos de pagar bilhete ou ir ao circo...


O que me custa a entender a estupidez de algumas pessoas! Volto sempre a este tema recorrente mas que posso fazer... Até a estupidez tem limites.
É que acho que as pessoas se deviam limitar a viver a vida  que de si já nos prega tanta rasteira sem procurar mais sarna para se coçar..


Ele e ela tinham um casamento  de 12 anos. Vê-los dava gosto ...

- Ela: Querido blá blá blá
- Ele: Sim amor blá blá bká e blá...
Pois mas nem tudo o que parece é... E as aparências também enganam...Nem tudo o que luz é ouro..

Não, não estou a dizer que ela não gostava dele, longe de mim.... Apenas resolveu partilhar tanto "amor" que tinha para dar com mais alguém.

Ou era só sexo...Sexo e amor podem estar separados ou não?

Bom adiante...
Ele descobre e estupidamente apaixonado nunca lhe passaria pela cabeça que a “culpa” também podia ser dela, não senhor, ai a minha santinha! E vai dai, resolve contar alguém, e para que..? Para dar cabo do carro do malvado que lhe desencaminhou a santinha.
E toca de contratar, quem.. perguntaram alguns, pois nem mais um brasileiro (e notem que não tenho nada contra brasileiros...) mas estes (caras) depois de contarem tantas anedotas sobre portugueses são eles próprios uma verdadeira anedota.

 

Convêm dizer que isto está mau está mau mas a PSP da minha zona tem as instalações numa moradia toda XPTO moderníssima que mais parece um T8 de uma zona chique do Restelo.


Mas voltando ao (ele) que fica muita a dever à inteligência e esqueceu-se de pedir as credenciais de bandido ao brasuca e perguntar se tinha algum doutoramento em bandidagem... Contrato-o e não repara que é tão burro com ele próprio.
O serviço fica então combinado para o dia seguinte.
Ironia do destino, o amante mora na rua da PSP onde para o carro todas as noites.
Bandido macho nunca se preocupa com pormenores e afinal aquilo ali ao lado é só mais um T8 de algum “doutor “sim, porque não sei se já repararam no Brasil são todos doutores, pelo menos nas novelas...aproxima-se do carro e vai dai toca de partir o vidro um bocado de petróleo lá para dentro e vamos fazer uma bela fogueira que está frio...é que o tanso nem se apercebeu que o T8 mais a baixo era da bófia.
A noite até era pacata...e partir um vidro sempre faz alguém baralho..e a polícia andava por perto..
Alto lá, diz o xó guarda!

Qual que... Bandido inteligente mete-se no carro (dele)e toca de ir na direcção da T8  que por acaso e só por acaso  até é uma rua  sem saida...Conclusão, bate com as fuças no muro.

 

Isto dava um bom argumento de novela ó se dava! Estes factos são verdadeiros não fictícios e deviam pagar direitos de autor ou imposto por estupidez.
Ai a vida é bela...
Há dias que não lembram ao diabo e certas noites com um final que só pode ser para rir!

Digam lá para que tanta chatice... A vida até é uma aventura!!

 

publicado às 10:16


E-mail

por R.Cheiros, em 16.12.08

Na verdade não sou muito de postar este "tipo" de coisas mas hoje não resisto... Recebi este e-mail (da pessoa mais especial da minha vida) sei que não foi escrito por ele, mas que me importa... Hoje soube que nem ginjas:)

Nem de longe imagina que o vou publicar muito menos da existência deste blogue.

 

Então dizia assim:

 

Vá lá miúda para animar o teu dia

Se eu fosse o vento,
iria roçar o teu rosto de leve, num carinho...

Se eu fosse o mar,
embalaria os teus sonhos, ao sabor de ondas maviosas...

Se eu fosse a areia,
seria chão para os teus pés, no teu caminho...

Se eu fosse uma flor,
perfumaria as  tuas manhãs, mesmo as chuvosas...

Se eu fosse uma abelha,
sugaria o doce de tua boca, e teria mel...

Se eu fosse uma estrela,
brilharia nas tuas noites, darte-ia o céu...

Se eu fosse um bichinho,
aninhar-me-ia no teu colo, para assim tudo esquecer...

Se eu fosse uma nuvem,
abriria espaço para o sol, e teu corpo iria aquecer...

Se eu fosse um anjo,
agasalhar-te-ia sob minhas asas, para te ninar e proteger...

Se eu fosse uma cor,
queria ser azul, e pintaria a tua tela preferida...

Se eu fosse a noite,
beijaria os  teus olhos, e velaria o teu sono...

Se eu fosse um deus,
voltaria das veredas sagradas, com algo que te fosse uno...

Se eu fosse...tudo!...
Seria muito pouco...

Mesmo sendo tanto,
não caberia em mim o sentimento que te dedico...

Assim, vou sendo só eu mesmo,
tentando dar a ti o melhor de meu coração...

O que esteve sempre guardado, só para ti...

Porque és meu grande amor...
És hoje o meu amor...
a minha amante...
 a minha  amiga...
"És minha vida, enfim!"

 

Depois de ler isto só consigo dizer: Porra como eu te amo:)

 

publicado às 13:32


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds