Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Casamos?

por R.Cheiros, em 08.07.08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Num dos tais blogues que gosto de ler encontrei um post que me espicaçou..
O casamento...
O casamento tanto se fala nele é praticado por milhões de pessoas em todo o mundo. Mal falado por muitas e aplaudido por outras tantas..
Será fácil falar de casamento? Pois não sei, muito menos se serei a pessoa indicada para falar disso, mas quase 28 anos de prática se não me dão doutoramento pelo menos tenho licenciatura.
Mas é  um tema complicado, isso  é verdade, até porque não existem dois iguais.

Quem não tem um, quer a todo custo casar. Quem está dentro de um casamento, questiona-se frequentemente porque casou. Mas salvo raras excepções todos anseiam por passar por ele.
Podemos ver o casamento de muitas formas.. umas mais romanticas outras menos , mas a realidade é só uma.
O casamento é um contrato entre o estado e duas pessoas tradicionalmente com o objectivo de constituir família.
Porque o amor ,esse não exige assinatura ou papel passado essa é a parte do contrato que a sociedade nos impõe.
Mas quando  duas pessoas se amam de verdade, tambem é  natural o desejo de unir e partilhar as suas vidas para sempre? E sendo tão grande um amor assim, tambem é  natural o desejo de o tornar "oficialmente" conhecido das outras pessoas, através de um gesto muito especial, o casamento.

Casamos todos com  a convicção que este  "casamento" é o acertado.Mas a verdade é que cada vez dura menos
Porque? Pois não sei mas talvez falte a palavra-chave em muitos casamentos "paciência" ou cumplicidade como lhe quiserem chamar... Não é a mesma coisa? Quem disse??
Um casamento constrói-se tal e qual como outra coisa qualquer.

Eu pergunto-me se fazemos esforço para alcançar um determinado "estatuto" dentro da nossa profissão se queremos sempre mais ir mais longe chegar ao topo em determinada carreira e para isso fazemos por vezes enormes sacrifícios, tipo: Trabalhamos horas a mais, abdicamos de férias, fazemos verdadeiro esforço para lá chegar conquistar um lugar ao "sol" .

Hoje em dia no casamento parece-me que acontece precisamente o contrario.

Casamos com a ideia romântica de que tudo é perfeito. Mas como na vida nada é perfeito na primeira discussão ou desentendimento é mais fácil começar com guerrilha e pensar em acabar uma coisa que desejamos tanto nos entregamos de corpo e alma de deixamos sem lutar...
Nada é para sempre e não existem amores eternos, claro que não nem nós somos eternos e quando o amor acaba não adianta chover no molhado..
Mas como não acredito que o ser humano seja tão volúvel como agora quer fazer parecer, e também me parece a mim altamente duvidoso que alguém que casa tão perdidamente apaixonado em pouco menos de nada acabe todo o amor... será?
O casamento é sobretudo AMOR companheirismo tolerância e essencialmente respeito. O respeito não passou de moda nem vai passar porque é dos valores de formação só respeitando podes ser respeitado.
Não tenho obrigatoriamente que estar casada com o meu melhor amigo, porque somos pessoas e precisamos de outras pessoas não só dos nossos parceiros.
Podemos ter os nossos segredos as nossa pequenas coisas sem deixar de ser cúmplices porque nenhum casamento é uma ilha nem um casal são dois náufragos para viverem isolados.

Na minha opinião o casamento é uma sociedade feita por dois sócios maioritários com o objectivo de levar a empresa cada vez mais longe de forma a que de Lucro = Prazer para ambos.

Como em todas as empresas fazem parte as discussões, o mau humor, a saturação, as dúvidas, ate a descrença mas enquanto houver Objectivo = Amor tudo vale a pena e todas as dúvidas podem ser debatidas em Assembleia Geral =Conversa a dois.

Normalmente no final da Reunião = Conversa e revistos o Objectivos = O Amor chega-se a um Consenso por Maioria = Fazer as Pazes que é sempre a parte melhor.

Há quem diga que no início tudo é perfeito mas temos tendência a mudar com o casamento. Claro que é verdade e ainda bem que assim é.
Nós escrevemos a nossa própria história e nem sempre ou "nunca" é como nos contos de fadas.

Como tudo na vida também o casamento exige sacrifícios mas dá-nos regalias inigualáveis.

Nas como pessoas mudamos evoluímos e aprendemos todos os dias, temos sonhos, desejos e nem sempre trilhamos o mesmo caminho.

Mas posso garantir que se houver amor os dois caminhos acabam no mesmo sitio...
Os anos acrescentam coisas, pormenores... Cumplicidade no olhar , ler os silêncios, serenidade, e principalmente a dar espaço.
É mentira que os anos de casamento acaba com a vida sexual ou que passamos a dormir de costa, tenham dó...
Não, não tenho o casamento perfeito , até porque isso não existe.
Tenho zangas, dividas , desamores , raiva ... mas tenho muito amor e não sou nenhum ser iluminado mas é assim que vejo o casamento.
Das frases mais imbecis que já ouvi e prenunciei:
Acho simplista e um pouco fora da realidade
"Prometo ser-te fiel amar-te e respeitar, na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, por todos os dias da nossa vida até que a morte nos separe"
 Em alternativa eu diria: prometo respeitar-te como ser humano e amar-te enquanto nos sentirmos felizes ate que a falta de amor nos separe.
 

Sim existem casos e casos e quando não dá mais... azarucho e cada um vai há sua vidinha.

Hoje por exemplo estou capaz de esganar o ditador prepotente e arrogante com quem partilho a minha vida mas também estou capaz de o amar muito:)

 

 

publicado às 12:25


Com amor!

por R.Cheiros, em 02.07.08

  

O tempo é curto e não tenho tempo para ter tempo de vir escrever no blogue.
E também me falta inspiração:)
O amor é dos sentimentos mais sublimes do ser humano e é isto que aqui deixo.
Para todos aqueles que gostam de passar por aqui para os que gostam de me ler e para os que gostam de mim mas principalmente para os que não gostam ...

Com muito amor.

 


""Há muito tempo atrás, um casal que não tinham filhos, moravam numa casinha humilde de madeira, tinham uma vida muito tranquila, alegre, e amavam-se muito.  Eram felizes.Até que um dia...  Aconteceu um acidente com a senhora.
Ela estava a trabalhar em  casa quando começa a pegar fogo na cozinha e as chamas queimaram-lhe todo o corpo.

O marido acorda assustado com os gritos e vai a sua procura, quando a vê coberta pelas chamas e imediatamente tenta ajudá-la. 

O fogo também lhe atinge os braços e, mesmo em chamas, consegue apagar o fogo.

Quando chegaram os bombeiros já não havia muito da casa, apenas uma parte, toda destruída.

Levaram rapidamente o casal para o hospital mais próximo, onde foram internados em estado grave. 

Após algum tempo o marido menos atingido pelo fogo saiu da UTI e foi ao encontro de sua amada. 

Ainda no  no hospital a senhora toda queimada, pensava em não viver mais, pois estava toda deformada, queimara todo o  rosto. 

Chegando no quarto de sua mulher, ela  perguntou: - Tudo bem contigo meu amor? 

- Sim, respondeu ele, pena que o fogo atingiu os meus olhos e não posso mais ver, mas fica tranquila amor que a tua beleza está gravada no meu coração para sempre.  Então triste pelo marido, a senhora deixou cair uma lágrima mas nada disse. 

Ela que tinha pensado desistir de viver porque se sentia um "monstro" tinha agora que pensar no seu marido que cego precisava mais dela do que nunca.

Passado algum tempo e recuperados, voltaram para uma nova casa, onde ela fazia tudo para o seu querido esposo, e ele todos os dias dizia-lhe: COMO EU TE AMO! 

E assim viveram 20 anos até que a senhora veio a falecer.

No dia de seu enterro, quando todos se despediam, então veio o marido sem os seus óculos escuros e sem a  bengala nas mãos, chegou perto do caixão, beijando o rosto e acariciando sua amada, disse em um tom apaixonante: "Como  és linda meu amor, eu  amo-te muito". 

Ouvindo e vendo aquela cena um amigo que esta ao lado perguntou se o que tinha acontecido era milagre e, olhando nos olhos dele, o velhinho apenas falou: - Nunca estive cego, apenas fingia, pois quando a vi toda queimada sabia que seria duro para ela continuar a viver daquela maneira.  Foram vinte anos que vivemos muito felizes e apaixonados!!! ""

Na vida temos de provar que amamos!  Muitas vezes de uma forma difícil.
E, para sermos felizes, temos de fechar os olhos para muitas coisa, mas o importante é que se faça única e intensamente com AMOR! 

 

 PS: Eu vou responder aos e-mails mas não tenho tido tempo..

publicado às 14:13


Um pensamento pelo meu reino

por R.Cheiros, em 16.05.08

 

Sempre tive a mania das grandezas e não faço a coisa por menos... Um reino só meu.

Já não procuro o príncipe encantado porque o ultimo casou com a Banca de Neve e segundo parece foi tão difícil de encontrar que ela precisou da ajuda dos sete anões.

Em tempos... Ouve outro que era sapo foi beijado e virou príncipe blá blá blá mas ok não é um príncipe que procuro.

 

Os desafios estão na moda nos blogues, certo? Eu como respondo a tudo o que me aparece e mais umas coisitas que recebo por e-mail... (mas isso dava outra conversa) quem sabe para outro dia.
Hoje e só porque me apetece desafio a todos quantos passam aqui mesmo os mais tímidos a deixarem um "pensamento" uma frase sobre o que vos apetecer em troca levem o MEU reino.

  

 A minha frase é:

Sou uma eterna criança que de vez em quando veste a capa de mulher madura !!!  

Alguem se atreve???

  

publicado às 09:32


Mãos

por R.Cheiros, em 11.05.08

 pobre-maos.jpg

(imagem retirada da net não foi ao acaso as mãos da pessoas também estavam marcadas pelo tempo... )

 

Duas irmãs muito inteligentes estavam a levar os pais à loucura com suas perguntas.

Para tudo elas queriam uma explicação e ninguém conseguia enganá-las.

O pai já irritado com a situação levou-as para o alto de uma montanha onde vivia um monge sábio e deixou-as lá na esperança de que aprendessem algo.

Por dias tentaram enganar o monge mas não conseguiram, até que uma delas teve uma ideia, pegou uma linda borboleta e disse à sua irmã:

Estás a ver esta borboleta, vou colocá-la na minha mão fechada de modo que o monge não a veja.

Vamos perguntar-lhe se ela está viva ou morta, se ele responder viva eu aperto a mão e ela estará morta, se ele disser morta eu deixo-a sair, de qualquer forma ele vai errar!

Foram até ele como combinado e perguntaram sobre a borboleta, o monge reflectiu por alguns segundos e disse calmamente:

Só depende de você, ela está nas suas mãos!!


Assim é com a nossa vida.
Podemos vivê-la intensamente com momentos felizes e transmitindo felicidade.
Dar valor ao que realmente importa.
Hoje temos “tudo” graças as novas tecnologias, informação sem limites, podemos tomar conhecimento do mundo sem sair da cadeira...Falamos sobre tudo, sexo, amores, desamores, amizades, felicidade, etc. Apesar de termos tudo ao alcance das nossas mãos está-se a perder o essencial. O amor ao próximo e a solidariedade graças a uma sociedade cada vez mais individualista e desenfreadamente consumista.

Irrita-me pessoas que só olham para o proprio umbigo.

Isto a propósito de uma cena lamentável a que assisti como espectadora num supermercado de uma grande superfície. (eu sei que ninguém dá nada a ninguém) mas o furto de um pacote de manteiga deveria ser motivo para tentar saber as razões não para humilhar publicamente com tanto alarido.
Hoje  sufocarmos em perguntas sem conclusões, decepções que nos deixam tristes e não nos permitem crescer.
(Ando a sufocar em perguntas) todos os dias me questiono..
A nossa vida está nas nossas mãos



publicado às 16:14


Ego

por R.Cheiros, em 02.05.08

 kissing_my_ego_01

«E quando nos centramos só em nós?»

Um dia, eram talvez umas onze da noite, estava em minha casa, sozinha, quando recebi o inesperado telefonema de um querido amigo meu. Fiquei muito feliz por lhe ouvir a voz.
«Oi? Tudo bem? Como é que vai a vida?», perguntou.
E eu, sem saber porquê, respondi-lhe: «Oh... para aqui estou, muito só...»
«Queres conversar um bocado?»
Respondi-lhe que sim, satisfeita.
«Queres que vá até a tua casa?», perguntou-me.
Voltei a responder que sim, entusiasmada com a perspectiva de ter alguém com quem trocar dois dedos de conversa e animar o serão.
Desligou o telefone e, pouco depois, lá estava ele à minha porta.
Fartei-me de falar durante horas: do meu trabalho, da minha família, do meu divórcio, dos mil e um problemas da minha vidinha. Atento, ele escutou-me, animou-me, apoiou-me, aconselhou-me. Nem dei pelo tempo passar. Apesar de, nesse dia, estar muito cansada, a companhia do meu amigo fez-me muito bem. Foi óptimo para mim desabafar e escutar conselhos e palavras amigas. Era quase de madrugada quando nos despedimos.
Já à porta, lembrei-me de perguntar porque me tinha ele telefonado naquela noite, se tinha algum motivo especial.
Então o meu amigo disse-me:
«É que eu queria dar-te uma notícia... Fui ao médico e soube que os meus dias estão contados. Entrei em contagem decrescente...»
Fiquei tão surpresa e consternada que nem recordo o que mais lhe disse. Talvez um monte de vulgaridades. Mas, quando finalmente fechei a porta, de novo sozinha, entre os meus desencontrados pensamentos e emoções, não pude deixar de sentir um enorme desconforto pessoal. Quando o meu amigo me perguntou como eu estava, esqueci-me dele e só falei de mim. Ele, com os dias de vida contados, teve forças para sorrir, escutar-me e aconselhar-me e eu passei o tempo todo a pensar em mim e a falar dos meus dramazinhos pessoais. E, para cúmulo, desconfio bem que, se não fosse a tragédia do meu amigo, nem estava para aqui a recriminar-me pelo meu egoísmo...

 

Esta pequena "História" sobre a amizade e as limitações do nosso próprio Ego, por tendência tão centrado nas próprias necessidades, satisfações, desejos no nosso umbigo  que tem dificuldade em sair dele mesmo e encontrar o Outro.

 ( Reescrita )

 

publicado às 23:09


Essa lesbica que há em nós..

por R.Cheiros, em 27.02.08

Não há nada mais misterioso, nas relações humanas, do que o processo de sedução.

Existem coisas polémicas e controversas... 

Tenho uma amiga, daquelas a quem posso dar esse mesmo nome AMIGA, partilha comigo o meu universo privado e todas as confidências «de amiga para amiga» 

Nunca imaginei nem de longe me poderia passar pela cabeça que a Ana poderia um dia olhar para mim com outro interesse que não fosse a amizade que nos une há mais de 20 anos... 

Ela é Casada com um tipo fantástico e pelo que me apercebo e pelo que conversamos é "feliz" , e eu tambem.. 

[Somos um grupinho de amigos de muitos anos]

Almoçávamos juntas ela vira-se e pergunta-me se pode fazer uma pergunta mais ousada.

[não quero que fiques chateada comigo]

Ri-me ,e na brincadeira com ela  disse: Isso não existe entre nós. O que foi? Perdeste a cabeça com algum "tipo" giro e podre de bom? 

Deixei-me seduzir por ti!

Parei de rir de repente e acho que devo ter ficado com o ar mais idiota do mundo...

O que????? 

-Nunca te apercebeste de nada? Tens a certeza...? 

Virei-me para ela, e encontrei a absoluta ingenuidade e honestidade na pergunta.

Não sabia o que dizer. Não, juro-te que não, nem te imaginava... Afinal és casada...

[Eu estava completamente atrapalhada e sem saber o que dizer]

-Sabes ,é pura atracção .....

- Queres saber o que faz com que alguém fique, assim, fascinada, envolvida, hipnotizada?

[gaita issso tudo...] 

Não é a beleza...embora me sinta fascinada pela excessiva brancura da tua pele e pelo negro do teu cabelo.

-Tu sabes que não se faz só amor com corpos... gosto de  "mentes" e tanto me posso sentir atraída por homens como por mulheres.

[E agora.... nunca me encontrei em nada parecido..] 

Xiça agora é que é caso para dizer: mistério para o ser humano, é o próprio ser humano. 

Comecei a ter sonhos com ela, não propriamente eróticos, mas enigmáticos, que evocavam alguma coisa referente à nossa conversa ,as imagens começaram a  intensificar-se à noite, nos meus sonhos, e invadiam os meus  devaneios, de dia.

 

 

Gostaria de deixar duas coisas claras:

Gosto de homens

Continuamos apenas boas amigas ... nunca fomos mais longe.

publicado às 11:08


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds