Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




De "sopeiras" a "cor-de-rosa"

por R.Cheiros, em 07.01.09

Como diria uma amiga minha: Lá está esta gaja armada em tia... (parece que te estou a ouvir a rir e a ser do contra) falemos então de futilidades... Porque não??

 

Não costumo ler a imprensa cor-de-rosa. Mas quando vou ao consultório medico, que é sempre uma seca de tempo não resisto a dar uma olhadela.
(que como se sabe é a leitura disponível).

No entanto, graças às capas das revistas, dependuradas como presuntos nas paredes dos quiosques, já sei como qualquer pessoa que se preze, quem é Bibá Pita, quem é Lili Caneças e até quem é a  namorada nova de Cristiano Ronaldo.

Mas não me perguntem, é claro, do pé para a mão como se chama o ministro da administração interna, porque teria que fazer umas consultas como qualquer pessoa que se preze.


Este tipo de  imprensa dita  cor-de-rosa é uma montagem muito bem orquestrada, um mundo de faz de conta, que vive das "mentiras" de umas personagens que vivem por sua vez, da venda da imagem, a venda combinada de uma reportagem, um negócio imensamente lucrativo e que as finanças não tributam.

Prestam-se, a vender as notícias dos seus romances, casamentos, hipotecas, agressões domésticas, baptizados, divórcios, novos romances… fingidos na maioria dos casos.

E festas, muitas festas...Um mundo de futilidades, onde alguns também conhecidos como jet sete português e a toda essa rapaziada que não tem mais nada para fazer vão à caça de um croquete e um rissol para matar a fome.

Um "submundo" de aparências onde uma parte é conhecida por não fazer nada e a outra parte por nada fazer...
Figuras publicas como elas próprias se intitulam, que a única ocupação que se lhes conhece é aparecer em festas. Roupas emprestadas, sorrisos de plástico, há procura das objectivas por 15 minutos de fama. Ao fim e ao cabo.  se formos ver, e os virarmos ao contrário não sai nada... Conteúdo , zero.


A imprensa "cor-de-rosa" que existiu sempre. Há alguns anos atrás  tinha o nome da revista das "sopeiras" hoje é a empresa cor-de-rosa, bem mais chique  tá claro  converteu-se desde o final dos anos 80 num dos grandes negócios mediáticos, mais não faz do que reproduzir os esquemas sociais obsoletos pedidos por alguns milhares de leitoras.

Alguns milhares de sofredoras com maridos que lhe põem os cornos, ou que não as fodem, ou que as maltratam ou as ignoram, e que querem pensar que as outras mulheres, por muito dinheiro que tenham, acontece o mesmo, para assim se sentirem menos sós.


O que as “estrelas” do negócio as (xuxão janecas bibás pinpinhas,nanás ) obtêm do público é os €€€ , o que as leitoras obtêm das “estrelas é a vida.

E assim, este negócio do absurdo movimenta alguns milhões de euros.
O paradigma desta transformação cor-de-rosa dos meios de comunicação é um programa que dá todos os dias num dos canais da nossa televisão, um espectáculo ridículo, grosseiro jocoso e politicamente incorrecto no mínimo.


É muito engraçado, segundo alguns,...A mim em princípio tanto se me dá que duas ou três senhoras e um homem se entretenham a por o público ao rubro por falar na vida dos outros.

O que não me parece tão divertido é ver algumas pessoas a gastar dinheiro neste tipo de revista para tentar esquecer a sua vida e sonhar com a dos outros como se tudo fosse cor-de-rosa. 

 

A intuição popular não se engana, e no fundo até sabe que isto é tudo uma treta, a realidade desta gente é bem diferente do idílio cor-de-rosa que querem passar. Mas hoje parece que é moda saber destas coscuvilhices e ser ( fã).. Hoje há fãs de tudo.... Como, por exemplo, da mais recente obra-prima da literatura mundial chamada simplesmente “Eu, Carolina”.

 

Para quem gosta do género ... Pelo menos que se aplique na leitura..
"Amélia"   A revista para as mulheres de verdade

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:10


19 comentários

De O Gato a 07.01.2009 às 10:31

Até que em fim há uma pessoa a criticar como eu faço e penso o resto é como carneirinhos, que vão atrás de todos os outros do que dizem.
Gostei. Boa continua.

Beijinhos

De R.Cheiros a 07.01.2009 às 11:24

Bom dia

A critica faz parte de todo nós, por muito que se negue todos gostamos de dar a nossa "achega " sobre tudo.

Bem, eu não sou fã deste tipo de revistas e acho mesmo uma futilidade dai dizer o que penso sobre elas mas o que é facto é que se vendem e existem muitas..
Porque as compram?
É um fenómeno que me ultrapassa... Posso fazer a minha ideia, falta de vida própria ou simplesmente cusquice.
Carneiragem nota-se mais em outro tipo de assunto, mas enfim..:)

Beijocas
Paula

De aragem a 07.01.2009 às 10:38

Em parte tens razão estas revistas vendem sonhos como outros quais queres e também se encontram assuntos giros.
Bj

De R.Cheiros a 07.01.2009 às 11:25

Pontos de vista...
Gosto de idealizar os meus próprios sonhos sem ter que depender da vidinha dos outros
Assuntos giros ou altamente duvidosos?
Beijo

De Subjectividades a 07.01.2009 às 10:44

Qual do contra qual quê?? então se sou eu que te estou sempre a falar do croquete!!
Agora minha linda há muito ministro e secretário e boy do estado, que aparece sim senhor na imprensa cor de rosa....só pode né porque com algumas poucas excepções, são também montagens bem orquestradas que tentam impingir-nos um mundo de faz de conta....
Agora enganas-te numa coisa, anda por aí muito homem também a consumir revistas cor de rosa.
É um fenómeno sim senhora e quem sou eu para dizer que está certo ou errado eu simplesmente não compro o que não quer dizer que não leia no consultório não, que não vou ao médico(tenho uma saúde à prova de croquete) mas vou vendo por aí.
Esse programa de que falas também não vejo e a tal revista para mulheres de verdade nem sequer conheço! mas também te digo uma coisa, esse fenómeno das revistas cor de rosa tem um aspecto positivo, pôs e põe muita gente a ler o que num país como o nosso onde o desporto nacional além do futebol é falar na vida do vizinho é uma mais valia sempre. Pelo menos comentam o que vem escrito que sendo verdade ou não lhes dá um sentido de propriedade que cuscar a vida alheia não tem.
Pois é tia então foste ao médico foi?? Não me digas que foste marcar uma lipoaspiração.....

Bj

De R.Cheiros a 07.01.2009 às 11:50

Boooom dia, hoje é assim!

Mas vamos lá começar pelo final que é a cereja no cimo do bolo. Lipoaspiração é para tirar alguma coisa, certo? Lamento minha querida mas tudo me faz falta não tenho nada em demasia e esta tudo no sitio firme e irte

(sim fui mostrar uns exames que fiz há mais de 3 meses e ainda me falta as analises que ultrapassou a data do pedido)

Obrigado pelo minha linda, tanto elogios logo pela manhã
Ministros e secretários do estado “tudo bons rapazes” 99,9% estão incluídos no tal
"Submundo" de aparências onde uma parte é conhecida por não fazer nada e a outra parte por nada fazer...

Alguns conseguem a proeza de se reformar por invalides e de seguida exercer altos cargos em empresas públicas e ganhar vencimentos astronómicos.

Ora nem mais,” tão bem bem orquestradas que tentam impingir-nos um mundo de faz de conta.” Eles impingem mas muitos de nós bem que aproveitam... Não é há toa que salvo raras excepções a grande maioria das câmaras municipais deste país encerraram os trabalhos na véspera de ano novo e no dia 2 de Janeiro ainda estavam de tolerância de ponto.
Eles impingem e alguns de nós bem que gostamos... E assim se leva um país para a frente..

A minha saúde também esta óptima mas gosto de fazer revisão como os carros com alguns km..
As revistas vendem-se é porque alguém compra. Gostam, fazem sonhar, vivem através da vidinha do outros..? Óptimo, cada um sabe de si, mas sou livre de ter a minha opinião.
Este género de revista é fútil e oca.

Beijocas e um bom dia.

De Subjectividades a 07.01.2009 às 12:00

E depois eu é que provoco!
Porra não se pode falar no croquete que ficas logo abespinhada
Pronto tá bem acredito que não tenhas nada em demasia e tudo firme e hirto vê-se logo pela tua língua
Ouve lá, alguém te disse que não tens direito à tua opinião?? E adiantava diz-me lá
Tens claro que tens assim como eu tive direito a vir trabalhar nas tolerãncias de ponto....alguns aproveitam é certo mas para mim minha querida trabalho é trabalho, conhaque é conhaque.
Gosto muito de brincar, de rir e gosto de trabalhar mas também não é nada que tu não saibas!
O certo é que e voltando ao teu post essas revistinhas e essas vidas cor de rosa são fúteis e ocas mas há sempre quem fale delas....
Isto minha querida é tão só a minha opinião e tenho direito a ela não achas
Bj

De R.Cheiros a 07.01.2009 às 14:20

Cruz credo o que por aqui vai...
Chega uma mulher sossegada do almoço já cansada, sim porque já não tenho idade para estas provocações, há que dize-lo, e leva com este comentário..

A língua e não só... Mas nem penses tu que me vou por aqui a desfolhar o meu relatório de predicados onde entre eles conta a língua, está muito enganada, mas diante..

Croquete não é um petisco por ai além, mas em caso de fome também marcha.
A minha opinião vou sempre dar, talvez deixe de o fazer quando não conseguir articular uma palavra, mas também sabemos que o gesto é tudo:)) quando não há cão caço com gato.

Tal e qual minha querida, (há sempre quem fale delas) por alguma razão eu escrevi no início do texto, se é que se pode chamar isto de texto...Vamos falar de futilidades.
Porque elas existem e ninguém passa imune a elas nem que seja para jogar conversa fora.

Assim como há quem se abespinhe e se atire ao ar, mas todos sabemos que as rosas têm espinhos, só lá vai por o dedo para se picar quem quer...
Eu apenas quis dizer que vivemos num país onde se fala mal do estado das coisas mas que na generalidade, e “frisei” (salvo raras excepção) aproveita-se todas as mordomias e mais venham... Quando a coisa (pia) ao contrario é dizer mal sempre a bater no ceguinho.

Isto minha querida é só o meu ponto de vista, até posso estar errada, não achas?

Beijocas

De Subjectividades a 07.01.2009 às 14:36

Acho lá agora que tu possas estar errada!!
Deus me livre e guarde de tal.....
Gosto de ti rapariga a sério, gosto desse teu espiríto de caçares com gato e por acaso até gosto de croquetes mais do que de rissóis e até gosto de Cascais e de algumas Tias....
Essa de só lá vai pôr o dedo para se picar quem quer não será bem assim, sobram sempre as distraídas como eu que acham sempre que uma rosa é uma rosa e que o espinho é um mal menor
Espero que tenhas tido um bom almoço (que não tenha metido croquete) senão ainda corres o risco de aparecer nalguma revista cor de rosa
Se algum dia isso acontecer diz-me qual foi, para eu comprar, (juro que essa compro mesmo) só para depois ter o prazer de me dirigir à Direcção da mesma e dar os parabéns a quem de direito porque finalmente aconteceu eu comprar uma revista cor de rosa!

Bjocas

De R.Cheiros a 07.01.2009 às 14:57

Com mil diabos... A trabalheira que me dás porte a concordar comigo... Estava ver que tinha que puxar pela caçadeira de canos serrados.

E eu não sei que gostas? E sabes que é recíproco. Gosto principalmente do teu espírito..
Eu sou muito boa de boca, tem calma... Na minha terra isto quer dizer que gosto de QUASE tudo croquetes rissóis empadas, mas ainda prefiro um salmonete grelhado.

Cascais é um bela terra tem uma baia agradável para as noites de verão e uma delataria de fazer crescer agua na boca.. Irra que hoje só falo em boca, credo.

Também tenho esse lado de inocência do pico ser o mal menor, afinal a beleza da rosa compensa. mas só em alguns dias..

O almoço foi no tailandês aqui ao lado, não sei bem se era comida confiável. Mas enfim estava saborosa.

Hum... Faço questão de te oferecer eu mesma um exemplar e autografado. Não sabe a rica que tias da minha estirpe são “cromos” difíceis de encontrar em qualquer revista, quando aparece é um achado.

Beijos

De R.Cheiros a 07.01.2009 às 15:00

Eu sei que tem muitos erros, mas olha na próxima tento corrigir..

Geladaria entre outros..

De Subjectividades a 07.01.2009 às 15:47

Tá visto não tenho pedalada para ti!


Ps- Estou ocupada mas podes ligar tá

De R.Cheiros a 07.01.2009 às 15:54

Pois sim..

Trabalhar e responder-te alguma coisa fica mal.. erros e mais erros.
Dá-me um segundo e é já a seguir.

PS: Estou muito bem acompanhada

De Isa_ a 07.01.2009 às 11:39

entao? se sabes disso tudo é pq pertences ao meio, n? :)

às vezes o faz d conta é tao óbvio q.. enfim!!
por exemplo, eu q nunca vejo tv, e neste natal tava na casa do meu pai e chamou-me a atençao uma cena dum programa do canal 1, acho eu, em q a marta leite tava a entrevistar a isabel figueira, e esta apareceu c uma menina pretinha ao lado, a chamar a atençao p a solidariedade (again), e vi umas lagrimas no rosto da isabel, e perguntei-me: chorar.. pq?!! e a unica resposta q me veio à cabeça foi esta: como a menina n chorou, chorou ela, o q mostra quem realmente ajuda quem.. lol!

é só uma teoria minha!..

De R.Cheiros a 07.01.2009 às 13:51

Então?
Pertences ao meio?

A primeira pergunta do “então” não percebi.
A segunda, se sei isso tudo...é porque pertenço ao meio...

Falta saber “tudo” o que..? Se te estás a referir ao que escrevi bom acho que é publico, basta um bocadinho de informação na generalidade.
Estes nomes de que falei saltam-nos todos os dias à vista quer se queira quer não, porque eu ao contrario de ti vejo TV, embora escolha os programas que me interessam.
Também já passei os olhos por várias dessas revistas como referi e não encontro nada para espremer a não ser cusquice e lavar de roupa suja em praça pública.
Nunca fui Maria vai com as outras, normalmente opino sobre o que vejo ou "sei".

Quando ao pertencer ao meio..
Depende a que meio te estas a referir... Nunca gostei de ficar no meio como sou uma pessoa muito discreta prefiro os lados. Principalmente o esquerdo deve ser o meu lado contrariador.
Também não pertenço a nenhum círculo, associação ou sou militante de coisa alguma, isso foi um peditório para o qual já dei, foi chão que já deu uvas...
E a ultima vez que estive no” meio” foi nos meus tempos de escuteira porque fazia parte do reunir. logo, julgo que não pertenço ao “meio”.

Não faço a mínima ideia de quem seja a Marta Leite a Isabel figueiras, sim sei quem é.
Mas quanto as lágrimas não me posso pronunciar. Mas tenho uma teoria muito própria que a solidariedade não se faz com lágrimas ou com publicidade, mas as campanhas tem que ser divulgadas publicitadas, e quem melhor para isso de que quem parece na TV?
Sempre é alguma coisa útil

De semifrio a 07.01.2009 às 12:14

A ser assim vais ter muitos amigos, vais. não deixes alguns deles verem este blog há há há
Beijos da serra
Gosto de ti por isto

De R.Cheiros a 07.01.2009 às 13:56

Poucos mas bons, não é o que se diz por ai?
Depois vão parecendo outros que fazem a fazer parte dos nossos afectos, mas isso era outra conversa que depois talvez um dia te conte.

Os meus amigos mais chegados por assim dizer nem sonham com o blogue, mas se a caparuça lhes servir... Quem sou eu para ficar chateada

Beijocas Miguel

De Um homem que gosta de te ler a 07.01.2009 às 16:26

Eu tenho um defeito! Não consigo passar por uma quiosque e não dar uma paradinha para ler os jornais e revistas que estão expostos ,digo que é um defeito, porque isso costumava irrita tanto o meu cachorro como quem me acompanhar na altura, mas não adianta, isto é um vicio.
Mulheres com opinião sem um regalo para a vista e bem vindas.

De R.Cheiros a 08.01.2009 às 10:26

Ter opinião é uma mais valia do ser humano, nem sempre acertada mas muito própria
E por falar em vicio.. É o meu post de hoje:)
Bom dia

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D