Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



 
A minha sala está tão silenciosa que seria possível ouvir um rato . Sim, essas coisas peludas, mal cheirosas, orelhudas e de nariz arrebitado  Esses mesmo!!! Caso existissem por aqui... Na verdade existem alguns daqueles de fato e gravata perfumados todos bem arreados e sãos os piores.
Eu as vezes sou tão lenta de compreensão que ainda não percebi que eu posso mudar tudo em mim mas nada nos outros. É uma evidência tão do senso comum que eu própria já a devia ter assimilado há muito tempo atrás. Mas não, sou lenta e burrinha e ainda acredito no "Pai Natal". Por falar em "Pai Natal" tenho que começar a escrever a minha carta não vá ficar para última e isto com a crise que está nunca fiando.


As vezes sinto-me velha e ultrapassada prontos! as vezes acho que estou a caminhar em sentido inverso ao que deveria ... Vejo tanta perfeição, inocência disfarçada ... Ou sou só eu que tenho ataques de lucidez?

Tenho dias que  apetece-me mandar tudo para o inferno (ok, sei que não tem nada a ver com o espírito do "Pai Natal"). Pés sobre a mesa e hoje é daqueles dias que é melhor não me dizerem nada... Para completar o cenário com de um filme se tratasse. Só me falta ter no teto um ventilador a girar macambúzio e inútil . Inútil porque está um frio do caraças. Uma garrafa de whisky marado, um maço de cigarros e um telefone velho e vários copos sujos. O primeiro a bater à porto digo entre... Faço pontaria e pumba era chumbo na certa.


Eu sei que não sou fácil...nem perfeita e muito menos sempre querente. Acho até que sou das pessoas mais inconstantes que conheço, ao longo da minha vida viro páginas e reviro-as, volto-as ao contrário, deixo-as cair e as vezes apanho-as já todas fora de ordem. Tenho alturas que me deixo ir.. Levada pela maré, outras vezes luto contra as correntes quando me dizem que não vale a pena e outras vezes sei que devia luta mais.. Mais nunca  desisto, mas também tenho alturas que  não me apetece mais lutar mas no final sei que vale a pena.


Estamos em época de crises... Há pois estamos...o pessimismo esta generalizado... As pessoas pouco mais fazem do que se arrastar..Deve ser da mudança do tempo, das alterações climáticas, ou algo assim... Parece que optaram por aceitar .. Ninguém se questiona. E o humor muda, é como a lua. Estranha-se sempre porque não está onde supúnhamos que estaria e a sua inconstância desnorteia-nos. Há coisas em mim que são constantes, e o humor é uma delas…mas tudo tem limites...


Ora, que cada um faz da sua vida o que quiser. Cada um muda ou não consoante precisar. Para se encontrar, para se entender, para se defender, para se dar, para amar, e até para sobreviver. Hoje estou bem como estou mas se calhar amanhã já não. E nada me faz tanto sentido agora como as palavras do poeta, “que seja eterno enquanto dure.

Não era nada disto que eu queria escrever hoje. Mas agora é mesmo assim que me sinto e não consigo escrever sobre o que não sinto!



Trimmmm! O telefone toca estridente. Sim! Claro..!

- Ora vai para o diabo que te carregue... As desculpas não se pedem, evitam-se.


Mas a coisa lá começou assim a piscar muito devagarito mas a verdade é que a coisa foi suficiente para me incomodar!

E também não sei porque raio perco tempo a pensar sobre estas trivialidades... Afinal também tenho falhas e nem sempre sou o que se espera de mim, mas isso dava pano par mangas...
E antes quero perder tempo a pensar nas mangas do que nas tangas… mas enfim!


Juro que as vezes admiro certas pessoas que consegue "pintar" as relações todas de cor de rosa...que nunca tem duvidas ai ai o amor é lindo e tal... Só estou bem ao pé de ti blá blá blá.

Háaaa! As  vezes  tanta hipocrisia  dá-me a volta ao estômago!

Já dizia a minha mãe (que é uma mulher sábia) a melhor parte parte de uma briga é fazer as pazes... Tenho pena de quem nunca tem motivos para as fazer.


Eu sou complicada... Não sei porque sou assim, e se calhar não seremos todas assim, mas que a cabeça das mulheres tem muito que se lhe diga, lá isso tem! As coisas haviam de ser mais simplezinhas… eu acho que não se devia dedicar tanto tempo à procura de razões para razões e subentendidos que pura e simplesmente não estão no palavreado original. Será insegurança? Será fraqueza? Será porque não consigo admitir que não sou tão completa como gostaria de ser às vezes? Seja o que for… é uma grande chatice, lá isso é!


Podia escrever palavras bonitas dizer que tudo é belo e maravilhoso e  blá blá blá! Mas a beleza da vida esta precisamente nas contrariedades no reconhecer os erros nas cumplicidades no fazer as pazes... A perfeição além de não existir era uma chatice tremenda

 

As vezes estes meus delírios....dá-me vontade de rir!

É que não sou perfeita, mas alguém é? E esta puta desta dor de cabeça e da gripe que teima em não me largar.

Já não tenho idade para fazer o que esperam de mim. É isso e neste momento é tudo! E tenho dito!

Doi-me a cabeça! É o que é e mais nada!


 

publicado às 10:48


3 comentários

De Subjectividades a 04.11.2008

Hummm que raio de confusão, de trocadilhos, de meias palavras andam por aqui!
Regra geral passar a ferro costuma ser uma actividade terapeutica mas tou a ver que há quem a use como "aquela famosa da dor de cabeça"
Estás com a gripe, doi-te a cabeça mas, brincadeiras à parte estás a começar a preocupar-me!!
No meio deste palavraedo, ou desta palha toda há qualquer coisa de mais profundo que te anda a incomodar....eu sinto!
Moro longe mas tou pertinho amiga, quando não tiveres por perto nenhum rato peludo e orelhudo liga-me tá!
Bj

De R.Cheiros a 04.11.2008

Primeira questão: "aquela famosa da dor de cabeça" resolve-se com um NÃO.

Efeitos da idade misturado com a grite dá-me estes achaques que depois só eu é que consigo decifrar.
Não percas tempo com preocupações inúteis as vezes um " vai à....." é milagroso e mais que suficiente para me tirar a neura:)))

Vamos lá ... nem todos os dias são perfeitos, verdade? Nem sempre nos apetece aturar pessoas que se julgam "perfeitas" e que não erram...

Passar a ferro é uma óptima terapia que desconfio tens praticado pouco estas mais virada para o chouriço... ai desculpa para o fumeiro que faz toda a diferença.

Até ligava se descobrisse onde deixei o meu telele esse é um dos motivos pelo qual fui acusada de despistada ... Logo eu ,achas isto normal? Dai palavra puxa palavra... E sabes como é ... Mas desconfio que ficou na garagem em cima de algum carrotenho que lá ir ver

O rato neste momento já virou ratinho... Está sogadito:))

Beijocas
Paula

De Subjectividades a 04.11.2008

Ufa até respirei de alívio!!!
Enfim a minha Paula, estava mesmo preocupada amiga!
É tenho usado pouco o ferro agora ando a usar mais o sofá e amiga, não era chouriço era linguiça e salpicão!
Isso morde-te de inveja!!
Enquanto tu mandavas o dito cujo àquela parte e descarregavas no ferro eu estava sentadinha a comer uma linguiça assada na brasa e soube-me tão bem mas tão bem que lembrei-me de ti!
Vá lá porta-te bem e não provoques o rato!!

Bjocas

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds