Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Complexo (s) aquela coisa que vibra...

por R.Cheiros, em 17.10.08

Complexados é uma palavra que normalmente atribuímos aos outros. Mas todos os temos! Assumidos ou escondidos todos temos complexos. Falar de complexos, nem sempre é fácil, dá sempre um certo complexo, porque nunca nos declaramos completamente assumidos talvez por complexo. Mas o que é certo é que todos os temos.. Não? Eu, assumo aqui, tenho alguns não os vou contar embora lide bem com eles todos os dias.
Coisas que as vezes nem nos apercebem pequenos nadas que as vezes denotam tanto complexo ou tanta gente complexada ou tanta complexidade:) ...mas quem não os tem...?
Mas o que são complexos?
Eu acho que podem ser uma infinidade de coisa... 
 
Parece-me até que quem diz que não os tem, é porque tem o complexo de não lidar bem com eles. Pois muito bem, na verdade não é fácil lidar com complexos, mas é muito mais complicado lidar com gente complexada... Não acham?
Aqui é que a coisa fia mais fino aqui é que a porca torce o rabo e a propósito de rabo, aqui é que o macaco vai …. Vocês sabem o resto....
 

Aqui há dias fui a um sex chop! Confesso que foi a primeira e única vez e acompanhada da minha irmã (que segundo ela ia comprar um vibrador para uma miga) que razão tenho eu para duvidar... Não é..?
Bem, mas nunca tinha entrado e reconheço que tinha um certo complexo de o fazer sozinha e também porque a curiosidade não era tanta como isso. O que é certo é que lá dentro fiz a pior figura possível... Parecia uma criança numa loja de brinquedos... Ele foi mexer apalpar abrir caixas pedir explicações... O diabo. Para ser sincera o vibrador foi coisa que nunca povoou muito o meu imaginário. Mas há sempre a primeira vez, não é verdade? E resolvi aprofundar o tema sem complexos.
 

E aqui fica o que consegui descobrir sobre o dito;
Ora um vibrador é um aparelho utilizado, como o próprio nome sugere, para vibrar algo.
Pode vibrar produtos e fazer misturas, na medicina serve para misturar e auxiliar na preparação de algum medicamento. Na construção civil parece que se pode utilizar no Cimento depois de amassado para tirar as bolhas de ar. E também nos telemóveis, há pois é... Eu por exemplo se estiver numa reunião tiro sempre o som ao telemóvel mas deixo-o sempre prontinho a vibrar.


O vibrador foi inventado há mais de um século atrás. Parece que o uso da na altura era para tratar as mulheres ditas “histéricas”.

Se eu percebi bem o que li por ai..., as mulheres quando tinham os problemas de histeria, tinham consultas no médico para serem masturbadas, e esta..?

Até Freud, aquela mente brilhante também considerou a doença como sendo exclusivamente feminina.

 

Retirado da wikipedia

No século XVII os vibradores foram “condenados” eram contra a decência e foi então que um tratamento inovador surgiu médicos ou parteiras massajavam o clítoris da paciente que sofria de histeria feminina, inseriam um dedo com óleo de flor de lis ou de açafrão-da-primavera como lubrificante, conseguindo assim relaxar a paciente. (ou seja, fazendo-a gozar)

Retirado da wikipedia
No final do século XIX, Jean-Martin Charcot (1825-1893), um eminente neurologista francês, que empregava a hipnose para estudar a histeria, demonstrou que ideias mórbidas podiam produzir manifestações físicas. Um seu aluno, (mais esperto, está visto) o psicólogo francês Pierre Janet (1859-1947), considerou como prioritárias, para o desencadeamento do quadro histérico, muito mais as causas psicológicas do que as físicas.(E lá perderam algumas o bem bom...)


Até o século XX, homens acreditavam que as mulheres eram incapazes de ter desejo sexual e sentir prazer, que as mulheres eram meros objectos (que porra e existem homens que pensam assim até os dias de hoje), serviam apenas para procriar. Com a chegada do vibrador eléctrico os médicos foram perdendo as pacientes que preferiam comprar o “remédio” para a histeria e se auto medicarem em  casa.:))

Com a invenção dos filmes, os vibradores começaram a serem usados em pornografia e ganharam uma reputação “repugnante”, tomando-se socialmente inaceitável em 1920 e desde de essa época até 1970,era quase missão impossível encontrar um para comprar. Actualmente calcula-se que 25% das mulheres possuem vibrador e que 10% dos casais utilizam um vibrador durante o relacionamento sexual com seus parceiros.


Existe quem lhe chame massageado facil ...Ou sexo sintético..Existem vários modelos que vibram, pulsam e giram em contacto com o corpo, as vibrações aumentam o fluxo do sangue, o relaxamento dos músculos, estimulam as células nervosas mais sensíveis e favorecem a lubrificação dos órgãos genitais.  Há quem os ache pecaminosos e há  também quem diga que nunca usava e que o tem escondido na gaveta da lingerie...
 E há também quem conviva bem com ele... o "zézinho" como já lhe ouvi chamar.

 

 De modo que nós, mulheres, fomos acusadas de muitas coisas...    mas, ao fim de séculos de dominação masculina, aprendemos a auto iludir nos ou a dissimulá-lo. Mas, à porta do terceiro milénio, algumas de nós começamos a tirar a mascara.  E a ser verdadeiras e realistas..

 Uma mulher pode ser, ao mesmo tempo boa e má protectora e agressiva, criadora e destruidora, adorável com os seus  amigos, perigosa perante os seus inimigos, fiel quando se decide selo e uma cabra, se lhe der na gana. Tal como qualquer outro ser humano,. A mulher de César não tem apenas de ser honesta, mas também tem que parece-lo. e hoje em dia usar o vibrador é tão comum para algumas mulheres como beber agua.

 

Os problemas, os tabus e a grande  sem vergonha já pouco esta relacionado com o uso do vibrador.
Nos finais dos anos 60, início da "queima dos sutiãs", o vibrador adquiriu a conotação que tem nos dias actuais, popularizou-se como um aparelho fundamental para a vida sexual da mulher
E há ainda aquelas ou aqueles falsos moralistas que criticam quem o usa.

 

(com alguns excertos retirados da internet)

 

 

publicado às 13:40


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds