Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Cada  vez nascem menos bebes em portugal.


O Chefe de Estado assinalou, a propósito, que "o que está em causa é o futuro do nosso País", pois "sem crianças o nosso País vai perder população e as previsões apontam para que, em 2050, os portugueses sejam apenas 7,5 milhões".

 

Olhem a confusão que uma conclusão precipitada pode causar.


Em um determinado país foi criado um programa de incentivo à natalidade, pois o número de habitantes estava a cair e a proporção de idosos crescia assustadoramente.

Necessitando de mão-de-obra, o governo decretou uma lei que obrigava os casais a terem um certo número de filhos. Previa também uma tolerância de cinco anos após o casamento, fim dos quais, o casal deveria ter pelo menos um pimpolho. Aos casais que no fim do prazo não conseguissem ter um filho, o governo destacaria um agente auxiliar para que a criança fosse gerada.
 
Neste cenário  deu-se o seguinte diálogo entre um casal:

 
Mulher: Querido, completamos hoje 5 anos de casamento!
Marido: É... e infelizmente não tivemos nenhum filho.
Mulher: Será que eles vão mandar o tal agente?
Marido: Não sei... talvez mandem.
Mulher: E se ele vier?
Marido: Bem, eu não posso fazer nada.
Mulher E eu, menos ainda...
Marido: Vou sair, já estou atrasado para o trabalho.

Logo após a saída do marido, bateram à porta: TOC, TOC, TOC!!!!

A mulher abriu e encontrou um homem de boa aparência à espera.Assim tipo (Jorge Clooney) mas para melhor:)
Tratava-se de um fotógrafo que saiu para atender um chamado de uma família que queria fotografar as sua criança recém-nascida, mas que por um engano, errara o endereço procurado.( ele à cada engano..)

 

E o diálogo  seguiu-se:

 

Homem: Bom dia! Eu sou...
Mulher: Ah, já sei! Pode entrar.
Homem: Obrigado. Seu esposo está em casa?
Mulher: Não. Ele foi trabalhar.
Homem: Presumo que esteja a par.
Mulher: Sim, ele já sabe de tudo. Eu também concordo.
Homem: Ótimo. Então vamos começar.
Mulher: Mas já? Tão rápido...
Homem: Preciso ser breve, pois tenho ainda 16 casas para visitar.
Mulher: Nossa senhora! O senhor agüenta?
Homem: O segredo é que eu gosto do meu trabalho,  dá-me muito prazer!
Mulher: Então vamos começar. Como faremos?
Homem: Permita-me sugerir: uma no quarto, duas no tapete, duas no sofá.
Mulher: Serão necessárias tantas?
Homem: Bem, talvez possamos acertar na mosca já na primeira tentativa.
Mulher: O senhor já visitou alguma casa neste bairro?
Homem: Não, mas tenho comigo algumas amostras do meu trabalho (mostrou algumas fotos de crianças). Não são lindas??
Mulher: Como são belos estes bebes! Foi o senhor mesmo quem fez?
Homem: Sim. Veja esta aqui, por exemplo, foi conseguida na porta do supermercado.
Mulher:Que horror! O senhor não acha muito público?
Homem: Sim, mas a mãe queria muita publicidade.
Mulher: Eu não teria coragem!!!
Homem: Esta aqui foi em cima do autocarro
Mulher: Caramba!!!
Homem: Foi um dos serviços mais difíceis que já fiz.
Mulher: Claro, eu imagino!
Homem: Esta foi feita no inverno, num parque de Diversões.
Mulher: Credo! Como é que  o senhor conseguiu? Não sentiu frio?
Homem: Não foi fácil! Como se não bastasse a neve caia, tinha uma multidão em volta. Quase não consegui acabar.
Mulher: Ainda bem que sou discreta, e não quero ninguém a olhar par nós.
Homem: Ótimo, eu também prefiro assim. Agora, se me dá licença, eu preciso armar o tripé.
Mulher: Tripé?!!!
Homem: Sim madame, pois o negócio, além de pesado, depois de armado mede quase um metro.
A mulher desmaiou......

 

publicado às 11:53


2 comentários

De Marta a 30.09.2008

O que os chefes de estado se esquecem é que educar um filho sai muito caro.
Principalmente onde os abonos tem o valor que tem e pagamos tudo e mais alguma coisa a nivel de educação

Mas a piada está gira

De R.Cheiros a 30.09.2008

É apenas uma piada misturada com um assunto sério de mais ,talvez...

Também sou mãe mas tenho uma opinião um pouco diferente...
Não se podem ter filhos a contar com abonos..
Acho que hoje muitos pais vêem nos filhos um meio de realização pessoal. Querem dar-lhe tudo não vão os meninos ficar traumatizados porque o amiguinho do colégio tem e ele não... E com isso dão o que tem e o que não tem ficam-se por um porque para manter um nível de vida razoável é o recomendado, ok até acho justo. Mas formar pequenos "reizinhos"..


Vivemos numa sociedade materialista e consumista até há quinta casa.. E a moral de hoje roda tudo há volta do consumo...

Temos uma população envelhecida e o sistema de segurança social a dar as ultimas..
Daqui a uns anos temos os nossos anjinhos que se transformação em adultos pouco habituados a dificuldades a ouvir dizer um não e mimados. Porque tudo lhes foi oferecido de mão beijada...
Basta estar atentas as noticiais e ver com olhos de ver...
Início do ano os paizinhos podem não ter dinheiro para fazer frente as despesas do dia a dia pagar empréstimos até para comer mas não deixam de comprar aos pimpolhos o material escolar XPTO marcas que os meninos querem a mochila X ou o caderno Y. é por estas razões entre outras que não se podem ter muitos filhos.

Um filho é um acto de amor saber cria-lo também
Fui criada numa casa com 4 irmãos com algumas dificuldades sem abono porque não existia não tinha tudo o que queria não tanto como algumas amigas mas imensamente feliz.
Isto é um ciclo vicioso.
Para se pagar mais de abono tem que existir mais dinheiro. De onde vem o dinheiro do estado? De todos nos com os nossos impostos supostamente de todo cidadão activo e trabalhador, Ora se cada vez temos menos pessoas activas a trabalhar e a população a envelhecer vão aumentar ao impostos, e a gente faz o que? Reclama.

Por outro lado não falta muito deixamos de ter direito a reforma... Claro que reclamamos.
Eu descontei para pagar a reforma há geração dos meus pais seria supostos os nossos filhos trabalharem para um dia nós mesmos termos direito a tal reforma, mas se não temos filhos como vai ser..?

Onde é que o estado vai buscar mais dinheiro para maiores abonos?

Tudo isto está interligado.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds