Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Hoje falo eu sobre ela... que sou eu.

por R.Cheiros, em 29.09.08

Quando tinha 20 anos, fantasiava demais, somos os donos da verdade, julgamo-nos “imorais” vivemos no mundo dos sonhos e ilusões queremos fazer e viver tudo de uma vez.

 

Depois vem os trinta...Aos trinta é quase quando acontece tudo na nossa vida… aclaram-se ideias, acontecem mudanças porque é a altura que mais se fazem opções. É impressionante como nos tornamos mais intuitivas.


E é curiosa a mudança que aconteceu quando entrei nos 'enta' ; muitas  outras luzes se acenderam na minha cabeça, ideias, outras ideias que se aclararam.Agora conheço-me melhor, estou mais solta, faço o que gosto e como gosto.


Menos pudor, menos preconceito, menos arrogância, de vez enquanto ainda escorrego nas “pedras” do caminho. Mas o que se pode fazer? Já descobri que não sou perfeita e cair faz parte da vida, é errando que se aprende. A seguir a um trambolhão só tenho que me levantar e seguir em frente . E tentar estar bem com a vida...

Eu sei que estou bem quando:Não paro de falar, rio por tudo e por nada, ando com os cabelos a dar a dar, passo os dias com um sorriso na cara, falo com este mundo e o outro.

 

Hoje aos 46 anos  sinto-me bem, entendo-me melhor como pessoa e consigo entender melhor os outros. Entendo melhor a mulher que sou sinto-me melhor no meu corpo e todas as sensações femininas mais ou menos intensas e, o que é melhor, passei a encarar o sexo de outra maneira. Não é a coisa mais importante da minha vida e sim um complemento dela. Também me sinto  mais tolerante mas também mais “cínica” e realista. Deixei  de acreditar em todas as boas intenções, porque de boas intenções está o inferno cheio... Mas ainda acredito no ser humano. Sorrio muito e se me tratam com muita simpatia, volto a sorrir, "flertar"com quem me dá prazer, gosto de pessoas de sorriso franco e de olhar olhos nos olhos.


Hoje sinto-me a gostar de mim. É lógico que o melhor seria ter a mesma carinha dos meus 20 anos o corpinho dos 30 a cabeça dos 46. E também vamos notando e aceitando algumas mudanças, do tipo olhar  e perceber que meu rosto já tem umas ruguitas aqui e ali., mesmo que subtil, que uma celulite aparece por aqui e por ali.:)

 

Mas como isso não é tudo, vivo bem comigo própria, quando me olho ao espelho e gosto do que vejo, quando penso no futuro com o meu mais que tudo, quando beijo e sou beijada, quando sou surpreendida, quando bebo um bom vinho, quando passo horas na conversa com amigos e rio a bandeiras despegadas, quando dou jantares lá em casa, quando me junto com os meus pais e irmãos e falo que me desunho e tem que me mandar calar ou me “expulsão”.Quando visto uma roupa estonteante e me sinto (...) linda:) quando sonho acordada e sinto que controlo o mundo. O meu mundo!

 

Ter sido mãe aos 20 anos foi óptimo, sou uma mãe jovem, amiga, cúmplice, e as vezes exagero mas por amor.

 

Mas ter 30, 40, 50, 60 anos. Não importa, o importante é ser "feliz" e procurar entender que as mudanças fazem parte da vida, e que umas são para melhor, outras para pior, mas sabemos que estas mudanças sempre existiram, em qualquer idade das nossas vidas e não é agora que vamos ficar preocupadas com isso. E é somente um número como 10, 20, 40, 50...não devemos sofrer com isso antecipadamente.

 

As lágrimas também me escorrem pela cara, e existem dias que sair da cama é um tormento. Quando não tenho sonhos, quando deixo que comentários ou pessoas maldosas me incomodem, quando não tenho energia, quando fico meio apáticae perdida , quando certas coisas  me dão o nó no estômago, quando tenho dúvidas sobre tudo, inclusive a minha vida... Quando acordo de mal com o mundo e não estou bem em lado nenhum...quando me apetece largar tudo e começar de novo... Quando o meu mundo parece estar ao contrario...

 

Não sei se acontece a todos, a mim sim porque descobri que não sou perfeita.

Mas apenas tento aproveitar o máximo cada momento e agradecer por estar aqui neste mundo...

 

Felizmente...ando com um sorriso na cara! Não sei se para me convencer.

publicado às 11:00


4 comentários

De Subjectividades a 30.09.2008

Assim muito de fugida....és uma miúda porreira.
Eu ia contigo para a farra, ficaria horas a conversar contigo, enfim identifico-me com a tua maneira de ser!

Bjocas

De R.Cheiros a 30.09.2008

Minha querido obrigado pelo "miúda" concordo:)

Como faço minhas as tuas palavras arrisco-me a dizer eu não me chame Paula se isso ainda não vai acontecer. E olha que sou de ideias fixas:))

Beijos e resto de boa tarde

De Subjectividades a 30.09.2008

Fico a fazer figas!!!!

Bom resto de dia para ti também!

Bjinho

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds