Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Hoje falo eu sobre ela... que sou eu.

por R.Cheiros, em 29.09.08

Quando tinha 20 anos, fantasiava demais, somos os donos da verdade, julgamo-nos “imorais” vivemos no mundo dos sonhos e ilusões queremos fazer e viver tudo de uma vez.

 

Depois vem os trinta...Aos trinta é quase quando acontece tudo na nossa vida… aclaram-se ideias, acontecem mudanças porque é a altura que mais se fazem opções. É impressionante como nos tornamos mais intuitivas.


E é curiosa a mudança que aconteceu quando entrei nos 'enta' ; muitas  outras luzes se acenderam na minha cabeça, ideias, outras ideias que se aclararam.Agora conheço-me melhor, estou mais solta, faço o que gosto e como gosto.


Menos pudor, menos preconceito, menos arrogância, de vez enquanto ainda escorrego nas “pedras” do caminho. Mas o que se pode fazer? Já descobri que não sou perfeita e cair faz parte da vida, é errando que se aprende. A seguir a um trambolhão só tenho que me levantar e seguir em frente . E tentar estar bem com a vida...

Eu sei que estou bem quando:Não paro de falar, rio por tudo e por nada, ando com os cabelos a dar a dar, passo os dias com um sorriso na cara, falo com este mundo e o outro.

 

Hoje aos 46 anos  sinto-me bem, entendo-me melhor como pessoa e consigo entender melhor os outros. Entendo melhor a mulher que sou sinto-me melhor no meu corpo e todas as sensações femininas mais ou menos intensas e, o que é melhor, passei a encarar o sexo de outra maneira. Não é a coisa mais importante da minha vida e sim um complemento dela. Também me sinto  mais tolerante mas também mais “cínica” e realista. Deixei  de acreditar em todas as boas intenções, porque de boas intenções está o inferno cheio... Mas ainda acredito no ser humano. Sorrio muito e se me tratam com muita simpatia, volto a sorrir, "flertar"com quem me dá prazer, gosto de pessoas de sorriso franco e de olhar olhos nos olhos.


Hoje sinto-me a gostar de mim. É lógico que o melhor seria ter a mesma carinha dos meus 20 anos o corpinho dos 30 a cabeça dos 46. E também vamos notando e aceitando algumas mudanças, do tipo olhar  e perceber que meu rosto já tem umas ruguitas aqui e ali., mesmo que subtil, que uma celulite aparece por aqui e por ali.:)

 

Mas como isso não é tudo, vivo bem comigo própria, quando me olho ao espelho e gosto do que vejo, quando penso no futuro com o meu mais que tudo, quando beijo e sou beijada, quando sou surpreendida, quando bebo um bom vinho, quando passo horas na conversa com amigos e rio a bandeiras despegadas, quando dou jantares lá em casa, quando me junto com os meus pais e irmãos e falo que me desunho e tem que me mandar calar ou me “expulsão”.Quando visto uma roupa estonteante e me sinto (...) linda:) quando sonho acordada e sinto que controlo o mundo. O meu mundo!

 

Ter sido mãe aos 20 anos foi óptimo, sou uma mãe jovem, amiga, cúmplice, e as vezes exagero mas por amor.

 

Mas ter 30, 40, 50, 60 anos. Não importa, o importante é ser "feliz" e procurar entender que as mudanças fazem parte da vida, e que umas são para melhor, outras para pior, mas sabemos que estas mudanças sempre existiram, em qualquer idade das nossas vidas e não é agora que vamos ficar preocupadas com isso. E é somente um número como 10, 20, 40, 50...não devemos sofrer com isso antecipadamente.

 

As lágrimas também me escorrem pela cara, e existem dias que sair da cama é um tormento. Quando não tenho sonhos, quando deixo que comentários ou pessoas maldosas me incomodem, quando não tenho energia, quando fico meio apáticae perdida , quando certas coisas  me dão o nó no estômago, quando tenho dúvidas sobre tudo, inclusive a minha vida... Quando acordo de mal com o mundo e não estou bem em lado nenhum...quando me apetece largar tudo e começar de novo... Quando o meu mundo parece estar ao contrario...

 

Não sei se acontece a todos, a mim sim porque descobri que não sou perfeita.

Mas apenas tento aproveitar o máximo cada momento e agradecer por estar aqui neste mundo...

 

Felizmente...ando com um sorriso na cara! Não sei se para me convencer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00


14 comentários

De pingodemel a 29.09.2008 às 11:58

olá amiga

ainda bem que não és perfeita, és humana, e ser humana é ser imperfeita ... mas adorei a parte em que dizes "que o melhor seria ter a mesma carinha dos meus 20 anos o corpinho dos 30 a cabeça dos 46." talvez assim fossemos perfeitas... mas se calhar a vida também não tinha metade da piada que tem :)

beijinhos

De R.Cheiros a 29.09.2008 às 15:56

Concordo, de certeza que ia ter outros ideais ou desejaria outra coisa:)
Não sou perfeita e estou longe disso, tenho dias que me sinto um bocado sem norte e que estrago tudo onde toco...
Outros que me adoro:)) é o meu lago de egocêntrica que também o tenho.

Beijocas e boa semana

De jangadadecanela a 29.09.2008 às 12:25

Olá...

Com 36 anos feitos e a acreditar no que me dizem (não sei se isto se aplica aos homens em geral) a regra da mesma carinha dos meus 20 anos o corpinho dos 30 a cabeça dos 46 muda um pouco... Aplicaria a mim a regra da cara dos 30, corpinho dos 20, cabeça dos 36...

entretanto, vou conjungando a felicidade com o verbo estar... e hoje estou feliz... :)))) muito feliz...

gostei muito deste post... para não variar...

abraço
Luís

De R.Cheiros a 29.09.2008 às 16:18

Começo por o fim: obrigado por gostares e comentares:)
Eu passo a explicar, troco e-mails com uma pessoa que nunca comenta o meu blogue ou eu o dele. Mas comenta sempre por e-mail:) segunda a mesma pessoa o meu blogue ou se gosta ou se detesta, (acho muito radical mas pronto) diz que para me comentar tem que se expor :))

Bom eu não cato comentários só me comenta quem quer mas prefiro comentários que digam alguma coisa:)))
Depois de tanta lenga lenga adiante...:)

Acho que se aplica a toda a gente independente do sexo... Só tens que escolher a altura que tinhas melhor corpo, cara mais agradável e a "cabeça" é sempre a actual... Penso eu.

A felicidade é um "estado" que vai e vem como a primavera... São momentos.

Uma beijoca

Paula

De cuidandodemim a 29.09.2008 às 16:06

Olá!
Quem tem experiência e maturidade de 46 o que pensa dos ciúmes do passado que continuam a ser fantasmas que amedrontam o presente?
Bjns!

De R.Cheiros a 29.09.2008 às 16:31

Olá (cuidandodemim)

Como já disse aqui aqui num post atrás não sou grande entendida em nada nem especialista em coisa nenhuma..
Tenho a maturidade inerente as minhas vivencias e sim, já são algumas... E não mudava um milímetro em tudo o que fiz ou vivi mesmo com as "asneiras"

O que penso do ciúme é que é bom e faz falta com conta peso e medida. Não acredito que quem ama não sinta um bocadinho de ciúme isso existem em relações de indiferença.
Mas o ciúme pode virar obsessão, doença e acabar qualquer relacionamento. É o que eu acho..
Quando me falas em fantasmas do futuro não posso opinar sem saber de que se trata... Podem ser milhentas coisas e qualquer resposta que te possa dar não é justa porque falo do que não sei, não achas?

Volta sempre
Beijoca
Paula

De semifrio a 29.09.2008 às 17:23

Saúdo-te pelo teres equilíbrio de arrumar as coisas nos seus devidos lugares.
És feliz mas choras, és lúcida o suficiente para aceitar a vida tal como ela é és humana quando reconheces que também tens vontade de acabar com tudo e começar de novo.
Bem vinda eu já o fiz e farei quantas vezes tantas quantas a vida me oferecer
Gosto de ti só porque sim

De R.Cheiros a 30.09.2008 às 08:47

Saúda que eu gosto:)

Bom dia...pois parece que sou isso tudo até humana. chorona também mas raramente na frente dos outros lúcida quanto baste e inúmeras vezes penso e repenso a minha vida... acabar e começar de novo mais cedo ou mais tarde todos pensamos nisso mas existe o factor "amor" e quando ele existe tudo tem solução;)

Sei que o fizeste e de certeza consciente;)

Também gosto de ti, porque será

De Paula C. a 30.09.2008 às 02:35

Mais um post fantástico. Revejo-me em muitas coisas que dizes. Também já tive 20, 30 e já entrei nos 40.
Tenho 43 anos e sinto-me mais segura, mais serena, conheço-me melhor e entendo melhor os outros.
E... não há nada melhor do que andar com um sorriso na cara, para se enfrentar o mundo de frente, o nosso e o que nos rodeia.
Bjs

De R.Cheiros a 30.09.2008 às 08:53

Bom dia Paula


É verdade, a idade trás isso tudo ... não é só dor nas "cruzes" rugas ou cabelos brancos...são as vantagens inerentes de ter vivido e a vida ensina muito:)

o sorriso é das melhores armas contra quase todos os males, eu pelo menos sorrio bastante.

Beijoca:)

De Subjectividades a 30.09.2008 às 16:09

Assim muito de fugida....és uma miúda porreira.
Eu ia contigo para a farra, ficaria horas a conversar contigo, enfim identifico-me com a tua maneira de ser!

Bjocas

De R.Cheiros a 30.09.2008 às 16:28

Minha querido obrigado pelo "miúda" concordo:)

Como faço minhas as tuas palavras arrisco-me a dizer eu não me chame Paula se isso ainda não vai acontecer. E olha que sou de ideias fixas:))

Beijos e resto de boa tarde

De Subjectividades a 30.09.2008 às 16:33

Fico a fazer figas!!!!

Bom resto de dia para ti também!

Bjinho

De R.Cheiros a 30.09.2008 às 16:40

Aposta nisso

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D