Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Nós e os outros em bicos de pés

por R.Cheiros, em 16.09.08

Todos os dias de nossas vidas temos a oportunidades de conhecer diferentes tipos de pessoas que nos fazem reflectir. É quase como para cada cabeça existe um chapéu!.. Cada cabeça, um pensamento! Cada cabeça cada sentença! Isto é muito interessante se observarmos pela oportunidade de crescermos com a história e exemplo de cada um. Basta observarmos um pouquinho mais e veremos que o “dia” é uma fonte inesgotável de exemplos e ensinamentos.

 

As pesquisas feitas in loco mostram sempre que não somos preconceituosas, mentirosos, hipócritas. Pura mentira! As pessoas só dizem isso para se “sair bem na foto” De repente parece que toda a gente foi tomada pela síndrome do bom samaritano e da boa educação.

Toda a gente diz ser racional, pacífico, analítico, multirracial, descomplexado, tolerante e respeitar o próximo.


Um óptimo exemplo disso é a mania de tanta gente dizer "respeito a tua opinião" ou o velho "bem, gostos não se discutem..". Às vezes tem quem emende aquela velha frase : "Posso não concordar com a Tua opinião, mas vou defender até a morte o teu direito de expressá-la." Bom, isto é um bocado conversa… pela frente sim, na prática o “buraco” é um bocado mais em baixo...

 

Das palavras à prática vai uma grande distância... Diz-se uma coisa e pratica-se outra. Criticam-se acções e atitudes e de seguida procedem da mesma maneira. É como viver uma mentira, ou seja dizem uma coisa e praticam outra.. Pessoas que gostam de se evidenciar,nem que para isso pisem e maldigam os outros. Mas pior que uma pessoa mentirosa são os dissimulados.(mordem pela calada)


São os falsos inocentes. Aqueles que se fazem de “totós” para se dar bem ..
Os dissimulados parece que nunca tem opinião própria, são pouco corajosos (para não dizer covardes) e adoram dar-se bem em qualquer situação.


Não sei porque é que isto acontece porque cada um não se assume como realmente é. Hoje existe uma luta desenfreada por ser o melhor, o mais inteligente, o mais entendido o mais.... Vale tudo para sobressair para se fazer notar. A inveja é um sentimento terrível. Existe muita gente mau carácter
É incrível a quantidade de pessoas que ainda acreditam na má educação como mecanismo de defesa e protecção.

 

Não sou  expert em coisa nenhuma nem especialista em nada. Mas acho que as pessoas estão mais intolerantes e agridem os outros por prazer ou talvez para se fazer notar, nas suas frustrações sentem-se superiores..


Uma coisa que a mim me irrita de sobre maneira são esses mesmos dissimulados… Pessoas que são capazes de grandes discursos sobre os “pobrezinhos” e até da falta de humanidade no mundo, que fazem bandeira de algum acto “nobre” que possivelmente sejam capazes de praticar.(Ainda não descobriram que o bem se pratica não se apregoa..)


Essas mesmas pessoas por sua vez não conseguem perceber que alguém seja capaz de no dia-a-dia praticar actos de amor sem fazer alarido sem que isso faça dela uma “boazinha”. Simplesmente existem sentimentos verdadeiros.. É tudo uma questão de lucidez… Que poucos têm e preferem viver de aparências.

 

Outro dia, ouvi estar a  contar uma história  curiosa. Uma conhecida contava que estava no notário para ser atendida, a fila estava com algumas pessoas e pouco andava.. A tanta aproxima-se uma fulana que queria passar a frente de toda a gente e alegava que tinha esse direito porque era "doutora". Como se o curso superior lhe pudesse dar alguma regalia, mas enfim.. A minha conhecia contava incrédula e contava esta história a uma plateia de cinco pessoas em que a única que a conhecia era eu.
Incrédula porque era inconcebível alguém exibir um diploma seja em que circunstancias forem, ainda mais naquela situação, coisa que eu concordei em absoluto.

 

Ora tudo muito bem se a conversa fica-se por ali. Mas a minha conhecia fez questão de continuar a conversa e dizer a quem estava presente que ela própria não gostava que ninguém a chamasse de doutora, sim porque também ela era formada e começou então a desfolhar o reportório das próprias habilitações.
Eu fiquei confusa… ou esta tipa é parva ou é mesmo uma dissimulada. Puxou esta conversa porque queria sublinhar a formação académica só para se exibir..

 

Lucidez dói e perturba, desnuda verdades, revela segredos e reduz os sonhos a imprudências. É muitas vezes insuportável para alguns. faz muitas vítimas. Pressupõe escolhas e despedidas. A lucidez é radical, traz desassossego, tira alguma inocência e ri de muitas das nossas atitudes.a lucidez não nos deixa viver de aparências.

 

Nunca fui uma pessoa muito afeita a aparências (um dos pilares do falso moralismo) e por isso que posso ser detestada por alguns...( o que não me incomoda)
Não sou modesta nem nunca fui. Até porque modéstia demais é vaidade. Ainda acredito no ser humano e depois vem as quedas e trambolhões …

 

Posso ser acusada de muita coisa nunca de feijão-frade… ter duas caras. Não gosto de pessoas boazinhas ou coitadinhas de falsos moralistas muito menos de dissimulados cobardes. Não gosto de pessoas apagadas, sem expressão e sem sonhos, pessoas pouco claras sem convicções, invejosas. São pessoas que não sabem amar ou mal amadas.(Pessoas frustradas que vivem para se evidenciar)

 

A vida faz de nós o que nos permitimos. Não é fácil para ninguém...Eu também já atravessei desertos e enfrentei tempestades nem sempre com calmaria. Tropecei muitas vezes em pedras, rochas e até montanhas gigantescas que se ergueram do nada mesmo à frente do meu nariz. Mas adoro a vida que vivi sem fingimentos, embora me guie mais pelo instinto do que pela razão.

 

Acredito na frontalidade sem ter que se agredir ninguém. Acredito também que todos temos o nosso espaço e o nosso tempo sem usar o estratagema se se colocar sempre em bicos de pés para se fazer notar. A verdade é sempre a melhor arma. E viver-se lindamente assim.

 

Não sei se há um objectivo último no final deste caminho errático ainda que para mim o objectivo esteja apenas em percorrê-lo com gosto. Brincar amar e respeitar os outros. Há quem diga que não se pode viver assim. Mas eu sei que se pode porque é assim que eu vivo.
Não sou perfeita e cometo erros. Mas tenho consciência de saber estar..

 

publicado às 11:39


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds