Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Casamentos,mentiras e tv

por R.Cheiros, em 08.09.08

 

O tempo passa pois que remédio que mesmo que a gente queira não o consegue parar.
Com a idade nós vamo-nos tornando mais exigentes, essa é que é essa, mas selectivos. E foi por esse motivo que evolui das televendas para outro canal bastante mais interessante nos dias em que perco o sono. Assim na onda do professor caramba. Ou seja este não é vidente mas sabe tudo sobre as maleitas da alma e comportamentos desviantes seja lá o que isso for.


O tal médico  é assim a modos que um bocado estúpido para os coitados dos “doentes” que se sujeitam a contar as suas maleitas ao vivo e a cores num programa de televisão. Que o melhor que têm é que nunca vão embora sem que o homenzinho acabe sempre por diagnosticar o mal de toda a gente e depois de muitos achaques descobre sempre que afinal a mal original era sempre por causas tão banais como má educação, infidelidades ou paternidades mal esclarecidas ou sei lá que mais, assim umas conclusões brilhantes.


Mas ontem lá no meio das parvoíces que o doutor costuma debitar houve uma que se me ficou assim no ouvido e não sei porquê entranhou-se-me assim de tal forma que passei toda a noite a matutar naquilo
.“Todos os casamentos felizes se baseiam em mentiras”.
Vá-se lá saber de onde terá o homem ido desencantar uma frase destas mas olha que pensando bem não sei se não será mesmo assim.


Propus-me analisar a frio o meu próprio caso
Primeiro que tudo impõe-se duas perguntinhas:
Primeira: Eu  sou feliz? Só depois de esclarecida essa parte posso passar há mentira.
Segunda : Eu minto? Sim,porque segundo o doutor os casamentos felizes são baseados em mentiras.
Então e os infelizes? Nem quero imaginar.....


Não querem ver que o estupor do médico tem alguma razão, estou aqui a pensar que se calhar feliz é  quem vive na mentira porque os infelizes são mais realistas.
A tanta lembrei-me de outra frase brilhante e não me lembro agora quem é o autor: A ignorância é a suprema felicidade. Que  é o mesmo que dizer mente para a frente desde que eu não saiba:)


A modos que me interrogo, então vivíamos uma mentira e no entanto somos felizes? É assim.??
 Feliz talvez não seja bem o termo certo. Mas com muitos momentos felizes. pelo menos fazemos a nossa vidinha como se nada fosse sem grandes discussões nem sobressaltos que lá nisso temos uma convivência agradável com respeito cumplicidade e nada disto é mentira! Até sexo, sim porque convêm temperar o corpo e nestas coisas do casamento convêm manter alguma actividade física, ai com algumas desculpas há mistura, porque a bem da verdade nem sempre a coisa se dá com vontade dos dois. Porque essa conversa que se ouve por ai, de que sexo e tal é o mais importante e se adormece e acorda a pensar nele é historia... Sejamos realistas existe muita ficção em torno do sexo. bom... E pelo menos da minha parte ainda com muito amor..


Sim da minha parte. Porque isto da mentira já me deixou com a pulga atrás da orelha...
E vai dai começo a pensar que só  posso falar por mim sei lá o que é que o meu-mais-que tudo pensa? Ou há quanto tempo me anda a mentir.


Mas será mesmo que os casamentos mais felizes são-no apenas e só aparentemente?
É que ultimamente tenho-me andado a debruçar sobre estes assuntos  empolgantes Tal qual  uma agatha christie de trazer por casa e ainda acabo por descobrir que nem tudo o que parece é.
A gente pensa uma coisa sobre alguém, e depois vai-se a ver o buraco é mais em baixo e sai tudo ao contrário!


Bem, saber se os casamentos felizes são feitos de mentira  e resultam é porque  alguém  lá no fundo mente porque até quer que a  coisa resulte e a gente acreditando fica feliz.
Mas vistas bem as coisas um casamento é feito a dois. Que é o mesmo que dizer existe mentira de parte a parte, certo?


Será que estas imagens que as outras pessoas nos transmitem e nós transmitimos aos outros são uma mentira  propositada, ou não?
Se são propositadas então fico-me algo estarrecida porque nesta altura da minha vida vir a saber que o meu mais-que-tudo me mente e eu a ele  e de forma  intencional é uma coisa difícil de se aceitar assim às primeiras! 
Porque no dia-a-dia a mentira já se tornou banal. Na vida, está bem ,que há e sempre haverá aqueles   pintas  que pintas  nasceram e pintas  morrerão e em relação a esses a gente até lhe tirar as medidas e percebe logo que o que sai daquelas  bocas  é para fazer delete e ir directo para o nosso caixote de lixo mental é um segundo.


Agora descobrir que o nosso  mais-que-tudo  durante e longos longos anos nos engana  e quanto mais enganadas mais felizes nos sentimos,  é o choque pois claro porque achávamos que já conhecíamos aquele fulano tão bem e afinal vai-se a ver e que nada!
Ando muito desconfiada ultimamente, é o que é!
Querem ver que estou a viver uma mentira e eu própria sou uma mentirosa?! Isto porque cheguei a conclusão que afinal sou feliz. calma... Nada de precipitações, feliz não, tenho muitos momentos felizes. Porque isto de as 3 da matina estar a ver o este tipo de programas  provoca-me uma série de duvidas existenciais:)


 E mais o raio do doutor da televisão que ainda por cima é feio que se farta como uma ave depenada   daqueles meio carecas que lhes faltam as penas no pescoço e que parece que estão entre a vida e a morte. E mais esta descoberta que possivelmente vivo na mentira  faz-me sentir  francamente enjoada.
E como disse de inicio, O tempo passa ,pois que remédio, que mesmo que a gente queira não o consegue parar, o tempo  voa e as coisas acontecem demasiado depressa e eu qualquer dia entro em choque comigo mesma e com a sorte que tenho não se encontra por perto  nenhum médico  como àquele dos diagnósticos diferenciais e eu vou-me mesmo desta para melhor ou pelo menos para uma diferente;)

 

Fim-de-semana no Avante tirou-me o sono e deu-me para isto..
E a dúvida mantém-se:

"Todos os casamentos felizes se baseiam em mentiras”??.



 

publicado às 11:11


14 comentários

De jangadadecanela a 09.09.2008

Olá, podes usar o meu nome sim, gosto dele ;)

Não lido muito bem com elogios pelo que vou tentar escapar com um "obrigado"... Tenho o privilégio de ter uma fonte de inspiração inesgotável...

Quanto ao teu testamento :) chamou-me a atenção o seguinte: "quando alguém se sente completamente feliz em todos os sentidos deixa de ter por que lutar e acomoda-se".

Entendo o que dizes e é uma pena que seja de facto verdade... porque tambem sei que é. O ser humano acomoda-se... e depois tem que vir um furação e questionar tudo o que se viveu... parece que gostamos de uma bofetada da vida de vez em quando...

Talvez o segredo esteja em tentarmos não nos sentirmos totalmente felizes... em procurar sempre algo onde investir o que sentimos, por quem sentimos... sei que não é facil mas a longo prazo acredito mesmo que o resultado seja bem melhor...
Em relação a isto nao tenho certezas nenhumas, apenas convicções e tento segui-las acreditando que estou a dar o meu melhor para proporcionar os melhores momentos a quem amo e que consequentemente me proporciona os meus melhores momentos...

um grande abraço
Luís

De R.Cheiros a 09.09.2008

Bom luís, o obrigado era escusado até porque é sobejamente conhecido o teu blogue e a tua inspiração inesgotável como tu próprio afirmas.

Bom. Mas adiante.
Tenho mesmo que te responder :))

Ainda bem que entendes e acrescento que é de facto verdade.
Não sei a tua idade nem isso é relevante para o caso, ou talvez seja... Mas vou-te falar do meu caso.
Não me considero velha, longe disso mas já tenho de facto alguma idade e já passei pelo quarto de século de casamento.

Durante estes vinte sete anos de casamento já senti monotonia, já me acomodei e já tive imensas duvidam.
Que ninguém se convença que os casamentos longos e “felizes “não passam por crises e não nos suscitam dúvidas. Claro que as dúvidas aparecem, claro que a própria vida a correria os filhos o emprego etc etc muitas vezes nos afastam e nos fazem entrar num ritmo estranhamente monótono.

Ai existem dois caminhos.
Ou paramos para pensar e decidimos dar um abanão na nossa vida : reinventamos e traçamos novas metas e objectivos (é quando se dá a tal bofetada da vida como tu lhe chamas)
Ou simplesmente vamos deixando andar e tornamo-nos dois estranhos a viver na própria casa ou dois amigos a dormir na mesma cama.

E podes perguntar tu: e então porque se acomodam as pessoas. Acontece simplesmente.
Porque existem alturas na vida que pensamos que temos tudo que o amor está “seguro” e vamos simplesmente vivendo o dia a dia.
E um dia começa a bater um desconforto uma desagradável sensação de desencanto e é bom tentar saber porque. E nem se põe em causa se o amor acabou, pelo menos no meu caso.

O amor escrito é lindo sonhador e fantástico! Mas na vida real nenhum amor sobrevive há monotonia dos dias sem se investir na relação. Não basta dizer: querido está aqui e amo-te...

Dizem que o amor é como uma flor que tem que ser regado todos os dias, concordo. Mas até as mais belas flores passado uns tempos precisam de mais do que água, precisam de solo novo de ser mudadas para continuar a crescer sadias.

Na vida é igual... Nunca podemos dar nada como seguro muito menos parar e dizer: pronto sou feliz e agora é deixar correr...

Há momentos na vida que há que parar e se ainda há amor o caminho é investir :))

Também acredito que fiz tudo para ser feliz e fazer quem amo feliz. Esse foi o motivo por que descobri que algumas vezes temos que nos reinventar.
Eu acho que estou no caminho certo par um dia olhar para tras e dizer: GOSTO DE GOSTAR DE TI! VALEU A PENA, NÃO ACHAS?

Gostei de trocar estas ideias contigo

Volta mais vezes
Um beijo

PS: O teu nome não é nada feio:)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D