Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cor! E a tua qual é?

por R.Cheiros, em 03.09.08

 Há uns dias passei os olhos pela seguinte frase:
"A vida tem a cor que a gente a pinta."
Desconheço o autor, embora tenha pesquisado na net (rapidamente, confesso!).
 Independentemente de quem seja, considero uma constatação feliz uma óptima afirmação.
Sempre gostei de cores...E, elas, fez-me lembrar :Querer, escolhas e caminhos...
O que é que todos sem excepção querem? “Ser feliz.”
Uns dizem que a felicidade não existe. Outros que são momentos. E outros ainda têm conceitos de felicidade muito próprios.
No nosso dicionário particular, o termo felicidade pode receber uma infinidade de significados. Ou melhor, o 'ser feliz' está condicionado às expectativas de cada um de nós. Como somos todos complexos, E diferentes  para alguns "ser feliz" não são conceitos facilmente definidos...
Mas penso que a maioria de nós quer é ser feliz. 
'A vida tem a cor que a gente a pinta’.
Esta  frase, vá se lá saber porque, sugere-me que de alguma maneira, somos responsáveis pela 'pintura' de nossa vida. A cor que escolhemos pode ter a ver e de que maneira com a nossa felicidade, alegria, ou tristeza.
A vida é feita de escolhas. Umas certas outras nem tanto. Mas é como uma paleta de cores ... Com grande variedade de opções. Podemos escolher e mudar a cor mais ao nosso agrado.
Eu gosto de uma parafernália de cores. Vários tons...E,acho que tenho aprendido a pintar minha vida com as cores que mais  gosto.

Nem sempre com tons claros ... Mas rapidamente pinto por cima um tom mais agradável...

Eu pessoalmente não sou muito original. Gosto de preto e branco. Mas , segundo Leonardo da Vinci: O branco e o preto não são cores mas extremos da luz. Pois não sei... só sei que gosto.
 (Dizem que Picasso gostava de azul  Van Gogh gostava de amarelo já Monet preferia o vermelho).
Deve ser muito triste, no final desta vida (porque existem outras), apercebermo-nos de que a vida sempre nos permitiu fazer escolhas e inclusive tivemos todas as cores à nossa disposição; todos os pincéis; tintas; guaches; lápis de cor; todo tipo de cores e texturas. Mas que, por um lamentável descuido, deixamos passar a vida sem colorido....
Reparem que até mesmo o arco-íris se permitiu ter cores, enquanto muitos nós, passamos a vida sem o colorido que poderíamos ter...

Na cultura ocidental, as cores podem ter alguns significados, alguns estudiosos afirmam que podem provocar lembranças e sensações às pessoas.

Podia por aqui o significado das cores, mas seria monótono:)

E tu, qual é a cor da tua vida?
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:54


20 comentários

De R.Cheiros a 03.09.2008 às 13:36

Pois não seja por isso... Conta lá:) a minha é sempre branca ou preta, a interior claro:)))

Curiosamente também estou de calças pretas e camisa branca e de colete, normalmente visto roupa clássica.
Malas sapatos e botas é melhor nem falar nisso... Já te disse que sou consumista até há quinta casa.
E aguardo o tempo frio impacientemente gosto muito mais.
Até a roupa é mais bonita e mais sóbria. Mas são gostos;)

Sou muito curiosa e fui ver o significado do meu e diz o seguinte:
(...) mulher pequena e delicada.
O nome (...) são pessoas que valorizam a amizade e a fidelidade a uma ideia representativa de princípios éticos e morais. O seu lema é permanecer sempre ao lado de quem precisa de ajuda. A sua maior recompensa é o trabalho bem executado.
Ora toma, esta é que eu não sabia

A árvore não consigo descobrir, mas deve ser algum pinheiro bravo.

Espero que o funeral não seja de ninguém chegado.

Beijo e resto de boa tarde



De Subjectividades a 03.09.2008 às 14:18

Não é ninguém muito chegado amiga, mas nas aldeias é pratica corrente, é um sinal de respeito pelos familiares e eu sou muito respeitadora acredita!
Tu és cusca mesmo mas a minha roupa interior é sobretudo confortável....Aquela história da árvore tem a ver com data de nascimento mas não me cheira a pinheiro bravo....mais a pinheiro manso!

Bj

De R.Cheiros a 03.09.2008 às 14:26


Sempre tive ar de mémé:))) tens razão sou um doce o resto é só má língua...

Confortável é essencial e sem rendas, sou alérgica.

Sei como é. Também sou de uma aldeia bem pequenina já te tinha dito.

Já agora: onde vou procurar a árvore pela data de nascimento? Estou curiosa:)

Beijo

De Subjectividades a 03.09.2008 às 14:38

Não sei amiga eu li isso num artigo qualquer duma revista qualquer salvo erro da máxima mas vou ver se ainda a tenho em casa e amanhã digo-te ou melhor trancrevo-te o que vem lá!
eu sei que és de uma aldeia pequena mas....já lá não moras!! lousã certo. rendas dispenso mas gosto muito do toque da seda!

bj

De R.Cheiros a 03.09.2008 às 14:46

Vou procurar:)
Ainda sou despedida
Numa encosta da serra da Lousã pequenina com dois ou três habitantes e os meus pais que passam a vida lá e cá para mal dos pecados da minha mãe:)
Certo, seda e algodão com Lycra.
Beijo

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D