Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Visão feminina depois dos 40

por R.Cheiros, em 24.08.08

Há dias em conversa com um amigo que teve conhecimento desta minha “brincadeira” de escrever o blogue disse-me: Escreves com uma visão muito feminina. Talvez…!Mas que coisa se eu sou mulher…
Hoje como mulher apetece-me escrever a minha “visão” da “vida” e do amor depois dos 40.
 Existem fases da nossa vida em que nos sentimos muito bem na nossa “pele” que nos achamos bonitas e sobretudo que sentimos que a idade (embora muito gente pense o contrario) só nos fez bem e nos acrescenta mais “beleza”
Os anos passam por nós, ganhamos umas coisas e perdemos outras, aprendemos a dar valor só ao que realmente importa tornamo-nos mais selectivos mais tolerantes mas também mais individualistas. Aprendemos a gostar muito mais de nós próprias e a aceitarmo-nos com todos os nossos “defeitos” aprendemos a valorizarmo-nos e a valorizar o tempo e o espaço.
Aprendemos que velhos são os trapos e que a idade traz-nos muito mais de que uma rugazita aqui ou ali..
Salvo raras excepções já não precisamos de nos matar horas a fio no ginásio para conseguir um corpo “perfeito” porque já descobrimos que um corpo por si só é pouco mais de nada.
Descobrimos que só nos valorizando e gostando de nós podemos ser gostadas.
E amamos que se farta..
Uma coisa que me faz rir é quando inocentes criaturas na casa dos vintes e até dos trinta se julgam no auge da arte de amar.
Namorar ou amar não tem limite de idade. E a idade  traz-nos   muito mais cumplicidade.
Namorar depois dos quarenta  só vos digo que é  imensamente saboroso e tem mais  ternura no olhar.
O sexo é mais intenso não existem pressas preocupamo-nos mais com os “pormenores”.. (eu já tive vinte anos, portanto ..) A diferença é visível.

O brilho é mais intenso, a vontade de acertar é mais forte.
A construção do caminhar a dois é a soma do querer, é o encontro de duas pessoas aplaudidas por dois corações que dividem a emoção de amar.
o amor já percorreu estradas, dobrou esquinas e optou em encruzilhadas...
Já errou, já acertou, já deslizou, já se arrependeu e inevitavelmente o tempo foi passando .
Hoje, esse olhar em direcção ao amor continua lindo e mais límpido. Talvez sejamos mais realistas porque já sabemos que príncipe encantado só existiu um e esse casou com a Cinderela.
A idade é uma caminhada de vida e sentimentos, aprendemos a somar, a dividir e a multiplicar, sem de diminuir no conhecimento do sentimento do amor.
Nunca é tarde para descobrir o amor independentemente da idade. Algumas vezes chega de mansinho e entra na nossa vida, sem dar  tempo para pensar ..
As pequeninas atitudes, os gestos e os detalhes, afinidades algumas atenções são os alimentos para criar um “grande amor”
É óptimo quando conseguimos fazer o caminho a dois.
Anos de convivência onde aprendemos a partilhar, a entender os silêncios a chorar juntos a zangarmo-nos mas principalmente aprendemos a fazer as pazes. (é sempre a parte melhor)
Depois de alguns anos a partilhar a vida com o companheiro que escolhi descobri que o amor é mais sereno, a cumplicidade existe, o carinho é mais espontâneo, não nos inibimos diante do querer, a sintonia é completa e as lembranças são depositadas no álbum das saudades, que guardamos de um tempo que não volta mais.
Viver a dois é uma lição por dia… É manter a chama acesa é manter o desejo   é o carinho espontâneo são os  beijos atrevidos  e experientes, são  insinuantes olhares quando o desejo se manifesta e a promessa no olhar de que em todo amanhecer, será mais um dia para aprende a conviver com o companheiro que escolhemos.

Não digo que a vida começa depois dos quarenta mas é imensamente saborosa lá isso é.
 

Para acabar de vez com aquela antiga mania que as mulheres cultivavam de esconder a idade. 

Esconder para que? Nós já chegamos e os outros chegaram ou não....

(visão feminina, minha claro..)

 

Digam lá que o amor não é lindo…

publicado às 21:46


14 comentários

De Svetlana a 25.08.2008

Tou quase a fazer 40. É bom ler tudo isto.

De R.Cheiros a 25.08.2008

Olá
Não tenhas presa mas acredita que não é um drama e eu já passei uns trocos dos quarenta.
Para inicio de conversa gosto muito de mim e estou de bem com a vida e já é meio caminho andado.
Grata pela visita
Beijo

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D