Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Casamos?

por R.Cheiros, em 08.07.08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Num dos tais blogues que gosto de ler encontrei um post que me espicaçou..
O casamento...
O casamento tanto se fala nele é praticado por milhões de pessoas em todo o mundo. Mal falado por muitas e aplaudido por outras tantas..
Será fácil falar de casamento? Pois não sei, muito menos se serei a pessoa indicada para falar disso, mas quase 28 anos de prática se não me dão doutoramento pelo menos tenho licenciatura.
Mas é  um tema complicado, isso  é verdade, até porque não existem dois iguais.

Quem não tem um, quer a todo custo casar. Quem está dentro de um casamento, questiona-se frequentemente porque casou. Mas salvo raras excepções todos anseiam por passar por ele.
Podemos ver o casamento de muitas formas.. umas mais romanticas outras menos , mas a realidade é só uma.
O casamento é um contrato entre o estado e duas pessoas tradicionalmente com o objectivo de constituir família.
Porque o amor ,esse não exige assinatura ou papel passado essa é a parte do contrato que a sociedade nos impõe.
Mas quando  duas pessoas se amam de verdade, tambem é  natural o desejo de unir e partilhar as suas vidas para sempre? E sendo tão grande um amor assim, tambem é  natural o desejo de o tornar "oficialmente" conhecido das outras pessoas, através de um gesto muito especial, o casamento.

Casamos todos com  a convicção que este  "casamento" é o acertado.Mas a verdade é que cada vez dura menos
Porque? Pois não sei mas talvez falte a palavra-chave em muitos casamentos "paciência" ou cumplicidade como lhe quiserem chamar... Não é a mesma coisa? Quem disse??
Um casamento constrói-se tal e qual como outra coisa qualquer.

Eu pergunto-me se fazemos esforço para alcançar um determinado "estatuto" dentro da nossa profissão se queremos sempre mais ir mais longe chegar ao topo em determinada carreira e para isso fazemos por vezes enormes sacrifícios, tipo: Trabalhamos horas a mais, abdicamos de férias, fazemos verdadeiro esforço para lá chegar conquistar um lugar ao "sol" .

Hoje em dia no casamento parece-me que acontece precisamente o contrario.

Casamos com a ideia romântica de que tudo é perfeito. Mas como na vida nada é perfeito na primeira discussão ou desentendimento é mais fácil começar com guerrilha e pensar em acabar uma coisa que desejamos tanto nos entregamos de corpo e alma de deixamos sem lutar...
Nada é para sempre e não existem amores eternos, claro que não nem nós somos eternos e quando o amor acaba não adianta chover no molhado..
Mas como não acredito que o ser humano seja tão volúvel como agora quer fazer parecer, e também me parece a mim altamente duvidoso que alguém que casa tão perdidamente apaixonado em pouco menos de nada acabe todo o amor... será?
O casamento é sobretudo AMOR companheirismo tolerância e essencialmente respeito. O respeito não passou de moda nem vai passar porque é dos valores de formação só respeitando podes ser respeitado.
Não tenho obrigatoriamente que estar casada com o meu melhor amigo, porque somos pessoas e precisamos de outras pessoas não só dos nossos parceiros.
Podemos ter os nossos segredos as nossa pequenas coisas sem deixar de ser cúmplices porque nenhum casamento é uma ilha nem um casal são dois náufragos para viverem isolados.

Na minha opinião o casamento é uma sociedade feita por dois sócios maioritários com o objectivo de levar a empresa cada vez mais longe de forma a que de Lucro = Prazer para ambos.

Como em todas as empresas fazem parte as discussões, o mau humor, a saturação, as dúvidas, ate a descrença mas enquanto houver Objectivo = Amor tudo vale a pena e todas as dúvidas podem ser debatidas em Assembleia Geral =Conversa a dois.

Normalmente no final da Reunião = Conversa e revistos o Objectivos = O Amor chega-se a um Consenso por Maioria = Fazer as Pazes que é sempre a parte melhor.

Há quem diga que no início tudo é perfeito mas temos tendência a mudar com o casamento. Claro que é verdade e ainda bem que assim é.
Nós escrevemos a nossa própria história e nem sempre ou "nunca" é como nos contos de fadas.

Como tudo na vida também o casamento exige sacrifícios mas dá-nos regalias inigualáveis.

Nas como pessoas mudamos evoluímos e aprendemos todos os dias, temos sonhos, desejos e nem sempre trilhamos o mesmo caminho.

Mas posso garantir que se houver amor os dois caminhos acabam no mesmo sitio...
Os anos acrescentam coisas, pormenores... Cumplicidade no olhar , ler os silêncios, serenidade, e principalmente a dar espaço.
É mentira que os anos de casamento acaba com a vida sexual ou que passamos a dormir de costa, tenham dó...
Não, não tenho o casamento perfeito , até porque isso não existe.
Tenho zangas, dividas , desamores , raiva ... mas tenho muito amor e não sou nenhum ser iluminado mas é assim que vejo o casamento.
Das frases mais imbecis que já ouvi e prenunciei:
Acho simplista e um pouco fora da realidade
"Prometo ser-te fiel amar-te e respeitar, na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, por todos os dias da nossa vida até que a morte nos separe"
 Em alternativa eu diria: prometo respeitar-te como ser humano e amar-te enquanto nos sentirmos felizes ate que a falta de amor nos separe.
 

Sim existem casos e casos e quando não dá mais... azarucho e cada um vai há sua vidinha.

Hoje por exemplo estou capaz de esganar o ditador prepotente e arrogante com quem partilho a minha vida mas também estou capaz de o amar muito:)

 

 

publicado às 12:25


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds