Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

A palavra PRE-CONCEITO lembra-me sempre a comida pré-cozinhada. Que antes de ser cozinhada é, muitas vezes, uma argamassa indefinida, sem cor, sem cheiro e que deixa muito a desejar...

 

Realmente, eu creio que todos temos os nossos preconceitos sim. O preconceito trata-se de uma ideia concebida sem fundamento e/ou conhecimento de causa. Do meu ponto de vista existem dois tipos de preconceito: preconceito por ignorância e preconceito por estupidez.

O preconceito por ignorância, pode ser combatido/resolvido com o diálogo, com a aprendizagem, com a partilha de conhecimento/informação e graças ás  fantásticas novas tecnologias e liberdade de expressão hoje em dia podemos solucioná-lo sem grandes esforços.

 

O preconceito por estupidez, nos dias que correm, é, para mim, o  mais frequência. E, parece-me a mim o mais difícil de combater.Existe uma grande diferença entre estupidez e ignorância.

 

Admito que todos nós somos um bocadinho “preconceituosos”, mas sabemos ser tolerantes, procuramos ultrapassar quaisquer dúvidas, informamo-nos sobre o que nos é apresentado como diferente, como novo, ou seja, tentamos dissecar o nosso PRE-CONCEITO e analisá-lo formando um conceito baseado em factos que correspondem, com certeza, à realidade.Sendo assim, creio que o preconceito até  nos valoriza e nos faz evoluir.

Somos seres racionais, por isso questionem as nossas próprias ideias, os nossos próprios preconceitos

 

Hoje como em todas as manhãs gosto de dar uma “vista de olhos” pelos jornais online.

Que coisa!!!

Fiquei um bocado estupefacta com esta “história” não que seja grande novidade mas sempre me deixa abismada, e, para ser sincera mais ainda "ver" em pleno século XI as mulheres "contra elas próprias". Continuem “ cegas “em relação ao que as rodeia. Cegas em relação à religião e cegas em relação à própria vida.

 

Tanto fundamentalismo, tanto preconceito, tanto ...

“Londres: muçulmanas apelam à morte de homossexuais e apóstatas”

 E são estas "pérolas" que me surpreendem...
"A cristandade é uma «abominação», é «asquerosa»."
" O adultério também deveria ser punido com a morte, de acordo com as declarações feitas por estas mulheres, que apontam um castigo para as relações pré-matrimoniais: 100 chicotadas. "


Mas o que vem a ser isto?! O que é que se passa aqui?!

Fanatismo religioso? Ignorância? Ou estupidez??!!

 

Acredito na humanidade. Acredito que os seres humanos não necessitam seguir uma qualquer religião para ser bons.

Tudo que nós temos de fazer é tratar os outros da mesma maneira em que nós esperamos ser tratados. Esta é a essência da vida. Todos os ensinos religiosos bons partem deste princípio eterno. Esta deve ser a orientação da humanidade, a regra de ouro.

 

É que às vezes já nem sei bem se estou a sonhar se estou acordada. Parece que algumas pessoas em vez de tentar evoluir fazem questão em regredir. Podia ser um sonho mas estas coisas tem se vindo a repetir  amiúde e assim tão nítidamente que me parece demasiado para ser só um sonho.

 

Que bom seria de ver os países islâmicos dedicarem mais tempo à ciência e menos tempo ao Corão e ao fanatismo.

O ser humano  é dotado de raciocínio superior e da faculdade da percepção ora bolas!

Isto existe, só falta por em pratica...

O maior desafio da humanidade é ultrapassar os seus próprios preconceitos .

 O fundamentalismo islâmico está a subir e o ódio está a crescer nas mentes de milhões de muçulmanos. Este ódio deve ser travado ou trará umas consequências desastrosas.

 

A maior das ignorâncias é o preconceito, mas o pior dos preconceitos é aquele que ocorre contra a ignorância.

Não é fácil penetrar na mente de um ignorante vaidoso e que se encontra  na segurança dos seus confortáveis preconceitos.


 


 

publicado às 10:23


Que é toda a minha vida...

por R.Cheiros, em 18.09.08
Uma fracção de segundo, este é o tempo que tenho para  te dedicar .
Queres mais que isso, para quê?
Precisei apenas de uma parte deste tempo para ver que te queria,
a outra parte, aproveitei para ter certeza se realmente te queria...
E foi necessário apenas mais uma fracção de segundo para que eu tivesse certeza
que eras tu que eu desejava... mais do que isso, eu precisava de ti,
precisava de ti para  viver...
Uma fracção de segundo, este foi o tempo que precisei para aprender a  amar-te,
 respeitar e acima de tudo a cuidar de ti.
Cuido de ti como se fosses parte de mim, uma vez que moras no meu coração,
basta Uma Fracção de Segundo para eu me confortar com tua presença em mim.
Por tudo isso,
Dedico-te uma fracção de segundo... que é toda a minha vida...

(filho)

Silício:)

---

publicado às 11:00


“Claro que já bati na minha mulher”

por R.Cheiros, em 17.09.08

 Não vi o primeiro Momento da Verdade, mas de tanto ouvir falar estava na expectativa e não perdi o segundo, confesso.

 

Tudo tem um preço!

Por um punhado de euros e 15 minutos de fama duvidosa troca-se a intimidade das pessoas por dinheiro.

 

A verdade compensa?

Esta verdade não tem mérito algum. A intimidade de cada um de nós, os seus erros e falhas são conversa para ter com a consciência, ou com quem pelos seus laços de genuíno afecto mereça que com ela a partilhemos.


Isto é um lavar a roupa suja na praça pública e quanto mais imunda, melhor. 

 E o mais incrivel : a presença das "vítimas " familiares e amigos – para que o espectáculo seja maior e possamos degustar a  angústia, a mágoa e o  desgosto escondido por trás de um sorriso de vergonha.

Numa altura que tanto se fala de "valores" ou da falta deles, isto não será um exemplo a não seguir?

Isto não será uma hipocrisia? Ganhar dinheiro e audiências há conta das imaturidades e fragilidades de alguns "imbecis"?

 

Para José Nogueira e para a esposa, Maria José, a "culpa" foi da filha que tocou a campainha e não deixou o pai dizer que já tinha batido na mulher. "Eu ia dizer que sim. Qual é o problema?

 

As revelações desta família continuam. "Passei no exame de condução à terceira vez porque paguei 150 euros", disse ontem Raquel ao chegar a casa. A mãe só corrigiu um ponto: "Nós é que pagámos ali três notas de 50."

  

Palavras para que? é um "artista" português!!!

 

publicado às 09:30


Nós e os outros em bicos de pés

por R.Cheiros, em 16.09.08

Todos os dias de nossas vidas temos a oportunidades de conhecer diferentes tipos de pessoas que nos fazem reflectir. É quase como para cada cabeça existe um chapéu!.. Cada cabeça, um pensamento! Cada cabeça cada sentença! Isto é muito interessante se observarmos pela oportunidade de crescermos com a história e exemplo de cada um. Basta observarmos um pouquinho mais e veremos que o “dia” é uma fonte inesgotável de exemplos e ensinamentos.

 

As pesquisas feitas in loco mostram sempre que não somos preconceituosas, mentirosos, hipócritas. Pura mentira! As pessoas só dizem isso para se “sair bem na foto” De repente parece que toda a gente foi tomada pela síndrome do bom samaritano e da boa educação.

Toda a gente diz ser racional, pacífico, analítico, multirracial, descomplexado, tolerante e respeitar o próximo.


Um óptimo exemplo disso é a mania de tanta gente dizer "respeito a tua opinião" ou o velho "bem, gostos não se discutem..". Às vezes tem quem emende aquela velha frase : "Posso não concordar com a Tua opinião, mas vou defender até a morte o teu direito de expressá-la." Bom, isto é um bocado conversa… pela frente sim, na prática o “buraco” é um bocado mais em baixo...

 

Das palavras à prática vai uma grande distância... Diz-se uma coisa e pratica-se outra. Criticam-se acções e atitudes e de seguida procedem da mesma maneira. É como viver uma mentira, ou seja dizem uma coisa e praticam outra.. Pessoas que gostam de se evidenciar,nem que para isso pisem e maldigam os outros. Mas pior que uma pessoa mentirosa são os dissimulados.(mordem pela calada)


São os falsos inocentes. Aqueles que se fazem de “totós” para se dar bem ..
Os dissimulados parece que nunca tem opinião própria, são pouco corajosos (para não dizer covardes) e adoram dar-se bem em qualquer situação.


Não sei porque é que isto acontece porque cada um não se assume como realmente é. Hoje existe uma luta desenfreada por ser o melhor, o mais inteligente, o mais entendido o mais.... Vale tudo para sobressair para se fazer notar. A inveja é um sentimento terrível. Existe muita gente mau carácter
É incrível a quantidade de pessoas que ainda acreditam na má educação como mecanismo de defesa e protecção.

 

Não sou  expert em coisa nenhuma nem especialista em nada. Mas acho que as pessoas estão mais intolerantes e agridem os outros por prazer ou talvez para se fazer notar, nas suas frustrações sentem-se superiores..


Uma coisa que a mim me irrita de sobre maneira são esses mesmos dissimulados… Pessoas que são capazes de grandes discursos sobre os “pobrezinhos” e até da falta de humanidade no mundo, que fazem bandeira de algum acto “nobre” que possivelmente sejam capazes de praticar.(Ainda não descobriram que o bem se pratica não se apregoa..)


Essas mesmas pessoas por sua vez não conseguem perceber que alguém seja capaz de no dia-a-dia praticar actos de amor sem fazer alarido sem que isso faça dela uma “boazinha”. Simplesmente existem sentimentos verdadeiros.. É tudo uma questão de lucidez… Que poucos têm e preferem viver de aparências.

 

Outro dia, ouvi estar a  contar uma história  curiosa. Uma conhecida contava que estava no notário para ser atendida, a fila estava com algumas pessoas e pouco andava.. A tanta aproxima-se uma fulana que queria passar a frente de toda a gente e alegava que tinha esse direito porque era "doutora". Como se o curso superior lhe pudesse dar alguma regalia, mas enfim.. A minha conhecia contava incrédula e contava esta história a uma plateia de cinco pessoas em que a única que a conhecia era eu.
Incrédula porque era inconcebível alguém exibir um diploma seja em que circunstancias forem, ainda mais naquela situação, coisa que eu concordei em absoluto.

 

Ora tudo muito bem se a conversa fica-se por ali. Mas a minha conhecia fez questão de continuar a conversa e dizer a quem estava presente que ela própria não gostava que ninguém a chamasse de doutora, sim porque também ela era formada e começou então a desfolhar o reportório das próprias habilitações.
Eu fiquei confusa… ou esta tipa é parva ou é mesmo uma dissimulada. Puxou esta conversa porque queria sublinhar a formação académica só para se exibir..

 

Lucidez dói e perturba, desnuda verdades, revela segredos e reduz os sonhos a imprudências. É muitas vezes insuportável para alguns. faz muitas vítimas. Pressupõe escolhas e despedidas. A lucidez é radical, traz desassossego, tira alguma inocência e ri de muitas das nossas atitudes.a lucidez não nos deixa viver de aparências.

 

Nunca fui uma pessoa muito afeita a aparências (um dos pilares do falso moralismo) e por isso que posso ser detestada por alguns...( o que não me incomoda)
Não sou modesta nem nunca fui. Até porque modéstia demais é vaidade. Ainda acredito no ser humano e depois vem as quedas e trambolhões …

 

Posso ser acusada de muita coisa nunca de feijão-frade… ter duas caras. Não gosto de pessoas boazinhas ou coitadinhas de falsos moralistas muito menos de dissimulados cobardes. Não gosto de pessoas apagadas, sem expressão e sem sonhos, pessoas pouco claras sem convicções, invejosas. São pessoas que não sabem amar ou mal amadas.(Pessoas frustradas que vivem para se evidenciar)

 

A vida faz de nós o que nos permitimos. Não é fácil para ninguém...Eu também já atravessei desertos e enfrentei tempestades nem sempre com calmaria. Tropecei muitas vezes em pedras, rochas e até montanhas gigantescas que se ergueram do nada mesmo à frente do meu nariz. Mas adoro a vida que vivi sem fingimentos, embora me guie mais pelo instinto do que pela razão.

 

Acredito na frontalidade sem ter que se agredir ninguém. Acredito também que todos temos o nosso espaço e o nosso tempo sem usar o estratagema se se colocar sempre em bicos de pés para se fazer notar. A verdade é sempre a melhor arma. E viver-se lindamente assim.

 

Não sei se há um objectivo último no final deste caminho errático ainda que para mim o objectivo esteja apenas em percorrê-lo com gosto. Brincar amar e respeitar os outros. Há quem diga que não se pode viver assim. Mas eu sei que se pode porque é assim que eu vivo.
Não sou perfeita e cometo erros. Mas tenho consciência de saber estar..

 

publicado às 11:39


Conversa a dois

por R.Cheiros, em 14.09.08

Querido Coração;

O tempo passa e fico feliz em ver que tu continuas a bater ritmado e tranquilo, muito embora tenhamos sustos e desencantos plurais. Escrevo-te esta carta para esclarecer algumas coisas que me preocupam. Talvez fiques espantado pela minha ousadia, mas precisamos de comunicação, espero que compreenda. Tomar todas as decisões sozinhas não é nada bom.

Em primeiro lugar é meu dever avisar-te que não se pode abraçar o mundo, meu caro. Nem toda a gente da Terra pode caber aí dentro…Há quem não queira em ti o abrigo e o conforto, sabes? É difícil, eu sei que é difícil de entender, mas nem todas as pessoas se permitem ser afáveis. Dói! Dói mesmo, coração.

Eu já te vi tantas vezes por mágoas bater descompassado que nem sei explicar a alegria que tenho em ver que foste sempre muito breve em esquecer. E ficaste apertado quando viste que o caminho dos desafectos ainda que tortuosamente se fez. Concluímos , então. Nem tudo é perfeito mas é necessário fazer a nossa parte. Nós, que somos inteiramente impregnados de sentimento e afectos e amor.

Meu amado coração, sei que as coisas não são de fácil compreensão. A dor também soma e a alegria também subtrai, mas não nos vamos  acomodar, tampouco nos incomodar com os aprendizados da vida. Vamos viver então. Cada ganho vem a seu tempo, viver também é constante renovação.

Descobri há pouco tempo que podes comunicar com outros corações. Sabes, muitos andam a precisar de um empurrãozinho teu… Uma coisa bem leve, que mostre que não se deve temer a vida, e que tudo vale à pena pela experiência e amadurecimento.

Grata pelas emoções que me trazes. Grata pelos afectos que me deste. Grata pelos sorrisos e também pelas lágrimas.

Muito amor, tua

P:L

 

 

publicado às 22:14


Esperança

por R.Cheiros, em 12.09.08

 

 

Estou apaixonada!
Eu sabia que ele ia chegar há minha vida..Não sou uma mulher de me apaixonar facilmente, mas sou uma mulher de paixões!
Grandes paixões e normalmente são para uma vida.. E voltou a acontecer.Olhei para ele e foi amor há primeira vista…
 Lindo! Sei que não vou resistir…O tom de pele ligeiramente morena num rosto quase perfeito. Os olhos.. bom os olhos ainda não me dizem muito … mas tem uns lábios lindíssimos.
E o nariz… ? Ai ai acho que foi o nariz que me deixou perdida no meio de tanta coisa bonita…Olhei para ele e senti que vai ser impossível manter as minhas mãos longe dele durante muito tempo.
Uma súbita vontade de o abraçar, apertar e ninar…
O que espero deste amor? Que traga saúde e muito, muito amor, paz, e também amizade...Um bocado de esperança que o mundo vai precisar…
- Olá meu amor, bem vindo
- Sabes que te amo?

- Olá tia !

Já sou tia de mais um lindo rapaz

 

 

 

publicado às 23:55


Isto é um mimo...

por R.Cheiros, em 12.09.08

  Dois posts num dia só... Mas justifica-se acreditem.
A Isabel do coisasdocoracao que se diga de passagem é uma simpática resolveu oferecer ao meu R.Cheiros estes três fantásticos prémios.

 Primeiro:
 Sei que por dentro sou uma Rainha e que mereço este mundo e o outro. Mas estou na divida se não me o ofereceu porque acha que "falo de mais:))

Segundo:

Porque é que é tão complicado perceber o que se passa na cabeça duma mulher? Se calhar é igual nos homens mas da minha limitadíssima experiência estou em crer que as mulheres só complicam mais um bocadinho... Dizer o que se pensa ajuda a descomplicar:)

Terceiro:

Lamentavelmente esqueci-me dos óculos em casa e não consigo ler os discursos da praxe que se fazem nestas alturas:)


 

          1º                              2º                                 

Bom... Isto dos prémios torna-se num círculo vicioso porque invariavelmente oferecemos sempre aos mesmos. Hoje não vou dizer que os leva quem quiser ou outro blá blá blá qualquer.
Porque vou descobrindo novos espaços "amigos" ou não deste blogue não me importa e nem sei se é correcto:) mas é o que me apetece fazer. E vou começar pelo último.
Então bora lá:

O 3º ofereço a uma pessoa que tem um blog "doce" porque nestas coisas os olhos também comem...  Por se dar ao trabalho de ilustrar o blogue com fotos suas e merece os Óscar da Tertúlia de Sabores

1º Ofereço a dois borguistas homens.
Ao jangadadecanela  já  conhecia o blog mas ontem passei lá um bocado grande e acho que o Luís escreve com uma sensibilidade que... :) ok está entregue

E para Antonio Codeçoeste não conhecia mas valeu a pena conhecer e ficou-me na cabeça.. Vou voltar mais vezes. Gostei de tudo o que encontrei

O 2º  vou oferecer e não é troca de galhardetes... acho mesmo que está mulher diz tudo o que pensa...coisasdocoracaoPode não ser nos posts mas nos comentários cuidado com ela:))

Nota: ninguém é obrigado a publica-los nos blogues que mencionei. Mas fica em acta:

publicado às 15:57


"A internet é um baile de mascaras"

por R.Cheiros, em 12.09.08

O Internet é uma ferramenta excelente mas convêm recordar que a mente é a ferramenta mais valiosa imaginável.
É tão óbvio que às vezes me esqueço me esqueço que este espaço é publico.. Escrevo e publico antes de pensar que de facto se calhar há coisas que não deveria publicar, por mais telenovelescas que possam parecer, Coisas sem interesse nenhum que a única pessoa a quem interessa são a mim. Mas  isto é  uma coisa pública ,logo leva-me a ter alguns cuidados tanto na linguagem como no tratamento com os outros. O blogue é meu, ora nem mais mas também sei que a minha liberdade acaba onde a do “outro” .

 

Não é difícil é apenas um modo de estar na vida e são regras básicas de educação.
Já dizia a minha mãe que sempre foi uma mulher sábia que na vida todos estamos saber estar é que já não é para todos.


A gente até tem inspiração para isto e muito mais, mas depois vai-se a ver a realidade nua e crua vem lembrar-nos que alto lá e pára o baile porque quem lê pode não acha piada aos nossos esticanços e pumba, levamos com cada “e-mail” e comentário na cabeça que às vezes até é difícil lembrarmo-nos que é preciso mantê-la sempre erguida e em cima!
Só lamento e tenho pena que 99% dos infelizes que deixam estes brilhantes comentários e e-mails sejam uns cobardezitos que deixam estas postas de pescada anonimamente.


 Eu por mim vou continuar a escrever o que me der na real gana (dentro de que acho correcto) se me arrepender logo se vê. Ninguém é obrigado a gostar muito menos a ler..

É pena, mas a vida é mesmo assim.( e não fui eu que a fiz)


"A internet é um baile de mascaras. Desejos, conquista ou desilusão..."

 

Retirei esta frase da máxima aqui há uns dias...uns concordam outros talvez não mas isso também agora não interessa nada. Eu diria então que é um baile de máscaras, metáforas, mentiras, mentirinhas, grandes petas, e muita ignorância e falta de educação, tudo isto debaixo de um anonimato que a internet nos permite.

 

Vivemos numa sociedade capitalista, desigual, gananciosa, consumista e individualista. Esta sociedade oferecemos a todos os mesmos ideais de sucesso, de beleza e de consumo, porém dá a poucos condições materiais de concretizá-los. Por vezes, resta a cada um de nós buscar a satisfação de seus anseios, desejos, no sonho.
(disse bem: no sonho)


Sonhar uma vida perfeita com o carro perfeito com um corpo perfeito. Sonhar, inclusive, com a realização dos ideais com que cada um se identifica...,com um amor-perfeito ou até mesmo com o próprio amor. Porque afinal nem sempre o sonho é singular, englobamos sempre “outros”.

Sonhar por si só nunca fez mal a ninguém, muito pelo contrário o sonho é um dos alimentos da vida.(esta foi poética:)


O mal está quando se transfere o sonho em estupidez ou para a mentira ... Uma mentira a tal chamada: “engana dois”.
Engana quem escreve e quem lê. Quem escreve que de tanto mentir veste um personagem e começa a acredita. E quem lê porque supostamente acredita.


Será a internet, os blogs,os chats os Bailes de Máscaras deste novo milénio?


Que tipo de relações possibilitam?
Por que exercem tanto fascínio sobre as pessoas?

Qual o sentido da personagem construída para se apresentar aos outros?
Mentir compensa?

O que leva uma pessoa a construir uma imagem que não é a sua?

Não será frustrante conseguir atenção por uma falsa imagem?

São pessoas que não gostam de si próprias.?
E a agressão gratuita a falta de educação nos comentários descabidos e menos próprios?


Isto tudo a propósito de um blog que gosto particularmente de ler de uma “senhora” por sinal conhecida por muitos... Que foi distratada por comentários feitos anonimamente.
Está a surgir uma nova crise como ela própria diz, e esta bastante mais grave do que as económicas. Uma carência de valores, de noção de ética e de respeito.


Quem não gosta de que escrevo, não concorda é livre de o dizer ou até não comentar. Mas quando o fizer não sejam cobardes anónimos, pode ser?


Pois apresento-me tal como me vejo, uma fulana de "meia-idade," nem bonita nem feia, nem gorda nem magra, nem pobre nem rica.Mas que se identifica sem problemas.

 

Ninguém me encomendou o sermão muito menos tomos as dores de ninguém... Mas já me aconteceu o mesmo e fiz um post sobre isso.
Apenas me irrita gente burra. Sem querer ofender os pobre animais, claro.


 

 

 

publicado às 11:34


Alvo: Tio Sam

por R.Cheiros, em 11.09.08

A viagem de Middletownem  New Jersey foi feita de comboio até à estação do World Trade Center.  [por baixo das torres] Agosto de 2001.
Saímos, a praça estava repleta de gente de todos os tipos, músicos a tocar ao vivo, desenhistas que convidavam a um "retrato" em 10 minutos, exposições de tudo e mais alguma coisa, e vida, muita vida...
Subimos num dos elevadores achei assustador sente-se um ligeiro estalar nos ouvidos.
Ultima paragem e um lance de escada e surge o terraço enorme, e... Puxa esta vista é abençoada por deus... 
Fabuloso quase que me sinto no topo do mundo.

Confesso que valeu a pena e me rendi literalmente aquela vista fantástica

"Setembro de 2001"
Se puderes liga a TV e vê as noticias...
Mais tarde, ao ver as primeiras imagens das torres ruiu só consegui pensar..
Não acredito...
Filhos da puta.

(Um telefonema ,dificil ligação.Luísa estão todos bem?)

 

Não tem justificação.
Mas convêm não esquecer que os EUA lançaram a bomba atómica sobre Hiroshima e Nagasaki, e mais 120 mil japoneses foram mortos.

publicado às 09:31


O reino do faz-de-conta

por R.Cheiros, em 10.09.08

O a pobre do Michal Douglas acabara de ser abandonado pela mulher que lhe levou os filhos, tinham-no despedido do emprego, endividado até as orelhas,e, para cúmulo encontrava-se metido num engarrafamento do caraças em pleno auto - estrada de Los Angeles. Esturricado por um sol dos diabos e atordoado pelo pandemónio de milhares de buzinas a tocar ao mesmo tempo com os respectivos donos a vociferarem insultos entre si. As tantas para ajudar a tanta desgraça o fulano de trás deixa descair o carro e pumba..


Não era de estranhar que se passasse e que, de revolver em punho levasse por diante uns quantos condutores, enquanto se dirigia a casa da ex mulher.


Todos quantos estávamos a ver o filme compreendíamos perfeitamente o desespero do homem...mas, as opiniões dividiam-se cada cabeça cada sentença .

Todos nós sabemos  uso de armas de fogo é hoje o símbolo de muita  violência gratuita. E que se usa uma arma por "dá cá aquela palha" parece tão simples...


A criminalidade é cada vez mais violenta em Portugal, quem é que não sabe disso? Os roubos, homicídios ou violações - crimes que provocam maior alarme social e uma enorme sensação de insegurança.
Mas para além de mais violentos, os criminosos estão também mais organizados. Hoje em dia um roubo já é pensado até ao último pormenor. Basta recordar o ultimo assalto há "famosa" carrinha de valores no auto-estrada.


Assassinatos, violência doméstica, assaltos, tiros na escola, mortes em discotecas etc, etc, Será que nos tornamos mais violentos ao conviver com tanta violência?

Eu reconheço que me sinto insegura e bastante preocupada principalmente quando os mais novos cá de casa resolvem fazer as suas noitadas... Hoje uma troca de palavras pode dar origem a um tiro ou uma facada.

Existe uma crescente onda de violência explícita e gratuita entre os jovens entre o ser humano de modo geral, sejam eles de qualquer classe social, origem, raça ou religião.


Alguns culpam a sociedade cada vez mais exigente e competitiva que nos leva ao individualismo exagerado. Hoje vive-se um salve-se quem puder onde tudo é permitido não se olha a meios para tingir os fins e tudo se faz por 5 minutos de fama ou suposto sucesso.


Não importa ser mas parecer, e ter... Ter a casa mais  XPTO os melhores moveis que o vizinho , o melhor carro que o colega, as melhores ferias que o amigo, nem que para isso tenha que se fazer um novo credito. ter, ter... E quando se vai a ver são só aparências... Porque na realidade não tem nada, só dividas. É muito comum ver algum abrir a carteira e trazer uma infinidade de cartões de credito, eu pergunto-me para que??? Mas parece-me que são modas é giro e fica bem abrir a carteira e mostrar todo aquele "arsenal" Fazem-se créditos loucos, créditos para pagar créditos as famílias estão cada vez mais endividadas e mais “perdidas” e mais sozinhas. 

Não sei de quem é a culpa...

 A oferta de dinheiro fácil de plástico é muita todos os dias somos bombardeados com publicidade de dinheiro a baixo custo só facilidades...  Mas será que ainda há quem acredita que alguém dá alguma coisa a alguém de graça? 

 

Tudo se paga, nada é de borla... Cada vez mais se perdem casas por falta de pagamentos, carros são confiscados. Porque das duas e uma ; ou se come ou se pagam os créditos... e gera violencia.

A falta de apoios para a integração social o facilitismo à imigração descontrolada a formação de guetos tudo isto faz a violência

 

E os outros  vão ficando orgulhosamente sós.
Esse individualismo exagerado gera medo entre as pessoas. Esse medo faz com que elas se tranquem em si mesmos.

Nós, seres humanos, tornando-nos mais e mais individualistas estamos a perder a noção de sensibilidade quando deparamos com a violência veiculada nos jornais e Tv. A tragédia já não nos choca tanto.

Um crime já começa a tornar-se banalidade do dia a dia. A guerra passa a ser apenas uma mera contagem estatística de mortos e feridos. Uma simples cena de amor num filme faz-nos chorar muito mais que centenas de mortos todos os dias nos noticiários .

 

Assim, a violência pode ser expressa de várias maneiras. Seja ela física, urbana, doméstica, psicológica, política ou social. Mas uma coisa é certa, a violência está a crescer de tal maneira parece uma coisa comum, parece  um caso de normalidade no  nosso quotidiano. A violência tornou-se comum, banal.
E o que se faz??


Parece que vivemos num País inexistente, num qualquer reino imaginário de contos-de-fada.
As pessoas aprenderam a brincar com acontecimentos sérios, rindo às vezes de sua própria sorte.

Essa politica  anárquica torna o povo vulnerável frente às grandes decisões nacionais. Muitos procedimentos irresponsáveis acontecem diariamente sem que as pessoas pensem questioná-los.

Desse modo vemos o professor fazer-de-conta que ensina, o aluno fazer de conta que aprendeu e o estado faz de conta que baixou o insucesso escolar. 

O Governo fazer-de-conta  que governa e  o povo faz-de-conta que é governado os ministros fazem-de-conta que fazem alguma coisa .

O presidente faz-de-conta que conta para alguma coisa . Os  políticos fazem-de-conta que são sérios e o povo faz-de-conta que acredita.

O estado faz de conta que acaba com as barracas mas  faz guetos sociais e nós povo fazemos -de-conta  que acreditamos.

O estado  faz-de-conta que controla a imigração ilegal e o povo faz-de-conta que acredita

A Lei que faz prender é a mesma que  pode fazer soltar. Os policias prendem o juiz faz-de-conta que  "julga" e a vitima fazer-de-conta que acredita. 

Eles fazem de conta que a violencia está controlada ,e  o povo ainda fazer-de-conta que acredita..

São alguns absurdos que vêm provar que vivemos num País do faz-de-conta realmente

 

publicado às 11:54



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds