Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Barbie..

por R.Cheiros, em 07.05.08

Estava eu a ver um desses canais por cabo(Biography)e....

A Barbie está prestes a fazer  50 anos, parece que é a 9 de Março.

Temos que reconhecer que não os aparenta.

Eu, que apesar de quarentona não sou propriamente amiga íntima da "menina"e que não estava portanto, a par da data do seu aniversário natalício, soube da celebração graças à televisão que, empenhados em fazer publicidade à empresa Mattel, não pararam de gabar os predicados da loiraça em que pude ver a Barbie vestida de enfermeira, vestida de exploradora, vestida de vampira ou vestida de Dior.

Como toda a gente sabe, a Barbie dispõe de um guarda-roupa completíssimo que se renova a cada temporada e com os modelos mais pirosos e imagináveis.

A Barbi ostenta umas medidas de top modelo em miniatura, irreproduzíveis na vida real. A empresa Mattel, prevenida por inúmeros estudos da influência que um semelhante modelo de conduta poderia ter no futuro da mentalidade feminina. Alguns psicólogos identificam uma relação estreita entre a cultura Barbie e a anorexia. O fabricante já anunciou que em breve iria proceder-se a uma remodelação da boneca e que na sua nova versão teria medidas mais humanas.

De facto, quando recentemente se tentou construir uma Barbie de tamanho natural destinada a uma das inúmeras exposições que iriam celebrar o aniversário da quarentona, deparou-se aos organizadores um contratempo inesperado: a impossibilidade de a menina se manter de pé.O peso dos seus hiperdesenvolvidos peitorais forçava-a a cair de bruços no chão.

Não é casualidade que a Barbie se tenha convertido num dos ícones mais representativos da sociedade moderna. Inúmeros artistas plásticos de todo o mundo e costureiros brincaram com ela e renderam-se aos seus pés.

 Existem inúmeras exposições que tem como protagonistas o Ken e a Barbie, piscadelas de olho que apresentam outra face da do fenómeno Barbie… Nestas, a vida do casal está longe de se assemelhar à ternurenta e assexuada existência de conto de fadas que a Mattel propõe… Enfim vocês imaginam..:))) São um casal..

A última edição de uma reviste feminina muito conhecida,apresentava várias peças que tinham como protagonista a bonequinha, vestida com uns trajes de poli vinil e couro, maquilhada como uma porta e coberta de correntes. Revelara-se por fim a verdadeira personalidade da Barbie, a sua realidade. Torturadora, matadora e sexy. Eu pessoalmente, gosto mais da sexy Barbie loira pirosa do que da versão(ingénua Barbie).

(Isto tudo para dizer que vou ter outro bébé:))) Adoro ser tia!!)

publicado às 11:14


3 comentários

De Moira a 07.05.2008

Na minha geração, que por acaso é a mesma que a tua, não houve Barbies no meu universo de brincadeiras, a minha mana que é mais nova teve umas "Tuchas" se não me engano. Tive a minha primeira boneca com cabelo, por volta dos meus 6 anos, resolvi cortar-lhe a franja na inocência de que ela voltasse a crescer, imagina o ralhete que levei (risos)
Voltando às Barbies, pessoalmente, e desculpa-me a expressão, considero a Barbie uma boneca capitalista, não gosto dela e ponto final.
Já agora parabéns à tia, bébés na família é sempre bom.

De R.Cheiros a 08.05.2008

Gostei da Barbie capitalista :)) eu diria que me parece muito uma dessas (tias das revistas cor de rosa) muito ocas, mas são pontos de vista.
A minha geração e pelos vistos é também a tua acho que foi uma boa (safra) eu sou do tempo que se podia brincar na rua e que não existia TV no quarto muito menos computadores ou playstation.
Nunca fui menina de bonecas... E as que existiam ou eram de pano ou de papel. Sim de papel, no meu tempo existiam umas bonequinhas de papel que lhe recortava-mos a roupa e era assim que as vestia-mos.
Eu pessoalmente preferia as brincadeiras de rua. Sempre fui muito Maria rapaz e desajeitada demais para brincar com bonecas.
Obrigada mesmo, ser tia de novo para mim é uma bênção. Venham mais:))
Beijo

De Moira a 08.05.2008

Isto começa a ser giro, depois de descobrir o teu blog por causa do semifrio, de saber que temos a mesma idade, descobro que tivemos uma infância parecida, ainda dizem que não há coincidências.
Também tive bonecas de papel, também brinquei na rua, também fui maria rapaz e adorava subir às árvores, principalmente às mangueiras, ainda hoje adoro mangas verdes. Continuo a não ter TV no quarto, nem na cozinha, porque há locais em que a TV só serve para distrair as atenções e quebrar o diálogo entre a família.
Beijocas

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds